JOVEM COM PASSAGEM PELA POLÍCIA É ENCONTRADO MORTO COM TIRO NA CABEÇA, EM IMPERATRIZ-MA

No período da manhã desta sexta-feira (20) populares encontraram o corpo de um rapaz, vítima de um disparo de arma de fogo na cabeça, o achado cadavérico foi próximo a Cerâmica João de Barro, Bairro Leandra, em Imperatriz-MA. A vítima foi identificada por Valteir Justino da Silva, 21 anos, morador da Rua Castelo Branco nº 15 Bairro Caema.
Segundo os familiares Valteir estava trabalhando de pescador, ele também já esteve preso em abril de 2017, no momento da prisão ele estava em companhia Leonardo Conceição Abreu, 21 anos, com eles os policiais apreenderam 25 pedras de crack, balança de precisão, uma porção de maconha e R$ 45,00, os dois foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Após ser apalpada, funcionária revida com golpe e dá lição em cliente

A mulher virou um fenômeno temporário da internet.


Uma empregada norte-americana tornou-se um fenômeno temporário da internet. Emelia Holden, funcionária do restaurante Vinnie Van Go-Go, em Savannah, na Georgia (EUA), estava trabalhando quando foi apalpada por um cliente. O incidente ficou gravado em vídeo.

O homem passa discretamente por trás da empregada, que estava a arrumar um cardápio, e apalpa-lhe a bunda. O que este não contava era ser completamente dominado pela vítima, o que aconteceu de imediato.

Emelia agarra-o pelo colarinho e atira-o contra a parede, deixando-o sem reação. Quando o homem cai no chão, a funcionária ainda lhe dá uma lição, segundo indica o Independent.

Quando a polícia chegou, o agressor, Ryan Cherwinski, 31 anos, defendeu-se dizendo que estava só tentando afastá-la para passar. Mas, assim que as autoridades viram o vídeo, prenderam-no.

Veja o vídeo!

Vargem Grande \ Combate intensivo da PM contra a criminalidade

 

A terceira Cia da polícia militar depois de levantamentos feitos, conseguiu prender motos e armas na Zona Rural de Vargem Grande. O 1º Ten Rios Comandante da 3ª Cia,tomou conhecimento que na Zona Rural de Vargem Grande estava acontecendo um comércio ilícito de motos com restrições de furto e roubo. Após certificar-se dos locais onde estavam acontecendo a comercialização, em companhia dos policiais de serviços e dos GMs Santos e Paulo, foram até os povoados Santa Maria dos Lagos, Vamos Ver, Santa Maria dos Cassianos, Buraco do Tatu e Pimenteira onde conseguiram apreender 07 (sete) motos e 05 (cinco) armas de fogo. Sendo três bate bucha, uma cartucheira calibre 28 e uma outra cartucheira de fabricação caseira calibre 20.

Uma das motocicletas estava em poder de Selmi Teixeira do Lago de 50 anos residente em Santa Maria do Lago. As outras motos e as armas, estavam em poder de outras pessoas que na hora da operação conseguiram evadir-se. As motos são: Uma FAN ESDI, preta, de placa OXU 6440, Uma Brós 150 , vermelha, placa NXP 9281, uma POP 110, vermelha, placa PSP 0723, uma Titan 150, vermelha, placa PIA 8998, uma Titan EX vermelha, placa OEE 1332, uma Fan 125 ES, preta, placa OVX 2852 e uma Titan 150 de cor preta, sem placa chassi 9C2Kc08108R349014. O receptador e as armas foram apresentadas na Delegacia de Polícia Civil de Itapecurú Mirim e as motocicletas na Delegacia de Vargem Grande. Com essas apreensões, em menos de 24 horas a polícia de Vargem Grande apreendeu 10 motos com restrições de furtos. Ten Rios afirmou que serão combatidos sem trégua, todos os criminosos que atuam no município.

Ladrões arrombam casa e roubam moto em Vargem Grande

Resultado de imagem para ilustração de assalto

Ilustração

O senhor António Evangelista Alves da Costa, residente na rua da Piçarreira, próximo ao açude novo, teve a janela da sua casa arrombada e uma moto furtada por bandidos, enquanto assistia um jogo de futebol na casa de amigos.A moto é uma Kasinsk 110 de cor vermelha e estava em sua casa-oficina, para concertos.

O proprietário da moto exige o pagamento de R$ 1.500,00 (hum mil e quinhentos reais) Segundo a vítima, em uma outra oportunidade a sua casa foi invadida a noite e os bandidos levaram ferramentas que usa nos serviços de concertos de moto, além de um televisor, e um compressor de ar. Esses objetos estavam em poder de um menor e foram devolvidos a vítima. O menor foi apreendido e em seguida solto, pela sua condição de ser menor de idade.

Inquérito aponta abuso sexual em bebê de 51 dias no Maranhão

De acordo com a polícia, o crime teria sido cometido pelo pai, que é menor de idade. No dia 2 de julho os pais levaram a criança com sinais de agressão para o hospital, mas acabaram presos por suspeita no caso.

Vargem Grande : Motocicleta é roubada no povoado Campo Grande

Resultado de imagem para Foto de moto pop preta

Ilustração

O Sr. Luís Pereira, residente no povoado Pimenteira, zona Rural de Vargem Grande, teve a sua motocicleta  roubada ontem quando participava de uma festa no povoado Campo Grande Zona Rural do mesmo município.

Segundo a vítima, ontem (19) ao chegar em frente ao salão de festas que se realizava naquele povoado, deixou a moto POP de cor preta, ano 212, sem placas, e ao retornar aproximadamente a meia noite, não encontrou mais o veículo. Esperou o dia amanhecer e como todos os presentes deixaram o local, e não teve mais nenhuma pista do veículo, resolveu ir até a delegacia de polícia onde registrou um boletim de ocorrências.

Vargem Grande- Quadrilha é presa com drogas e veículos roubados

 

Em uma operação conjunta das polícias civil de Vargem Grande, sob o comando do delegado Sousa e o apoio das polícias civil de Itapecurú, militar de Coroatá e Vargem Grande, conseguiu prender uma quadrilha formada por elementos de altíssima periculosidade e que atuavam nos municípios de Coroatá, Vargem Grande, e Cantanhede entre outros. Foram presos Antonio Carlos Leitão de Araújo, Juceny Silva Sousa, Juciel Silva de Sousa conhecido no mundo do crime por Ciel, Jucimar Silva de Sousa, conhecido como Isopor e conduzido o menor Antonio Daniel Leite de Moraes, que tentou empreender fuga com uma moto roubada na hora da abordagem.

O menor é filho de um homem que segundo a polícia, aluga armas para que o bando cometa os delitos. Isopor tem acusação de latrocínio, tentativa de homicídios, trafico de drogas entre outros, e sobre ele pesam dois mandados de prisão da Comarca de Coroatá. O irmão dele, Ciel, também tem mandado de prisão expedido pela comarca de Coroatá. Todos foram presos no povoado Progresso que extrema com os município de Coroatá e Vargem Grande. Todos estão sendo enquadrados como formação de quadrilha e associação criminosa. Isopor é suspeito de seis crimes, entre eles o de um vigilante em Vargem Grande.

Presos no Maranhão novos suspeitos de participar de quadrilha de clonagem de Whatsapp

Erick Raphael dos Reis Teixeira e Ivanilde Nogueira Amaral estavam foragidos e são suspeitos de fazer parte de uma quadrilha que clonava chips e usava a conta no aplicativo para pedir empréstimos bancários.

A Polícia Civil do Maranhão prendeu na tarde desta quarta-feira (18), na zona rural da cidade de São Vicente de Férrer, Erick Raphael dos Reis Teixeira e Ivanilde Nogueira Amaral. Os dois estavam foragidos e são suspeitos de fazer parte de uma quadrilha especializada em clonar linhas de telefone móveis através do aplicativo Whatsapp e que fez autoridades dos Poderes Legislativo e Executivo como vítimas.

Erick Raphael dos Reis Teixeira e Ivanilde Nogueira Amaral foram encontrados no povoado Água Limpa, zona rural de São Vicente de Férrer (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Erick Raphael dos Reis Teixeira e Ivanilde Nogueira Amaral foram encontrados no povoado Água Limpa, zona rural de São Vicente de Férrer (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Erick Raphael dos Reis Teixeira e Ivanilde Nogueira Amaral foram encontrados no povoado Água Limpa, zona rural de São Vicente de Férrer (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

De acordo com a polícia, o bando clonava as linhas telefônicas, se passavam pelas autoridades e pediam dinheiro aos contatos salvos no chip. Eles alegavam que tinham seu limite de transferência bancário excedido e solicitavam que a pessoa da lista de contatos fizesse uma transferência complementar para uma conta dada pelo falsário.

Em alguns casos os golpistas encaminhavam boletos a serem pagos pelas vítimas, que acreditavam estar fazendo um favor. Os suspeitos clonaram os aparelhos da governadora do estado do Paraná, Maria Aparecida Borghetti, além de vários deputados federais, estaduais e Ministros de Estado.

Segundo os relatos dos ministros, mensagens foram enviadas aos contatos deles por meio do aplicativo WhatsApp com pedidos de depósitos bancários. A organização criminosa também aliciava laranjas para abrir contas e receber as transferências bancárias da lista de contatos das vítimas.

Outras prisões

A operação desta quarta (18) foi em continuidade da Operação Fraud, deflagrada na terça (17), e que prendeu em São Luís quatro suspeitos de integrar a quadrilha que aplicava golpes pelo aplicativo Whatsapp.

Dentre eles estava Leonel Silva Pires Júnior, que seria o chefe da organização. Segundo a polícia, ele teria utilizado a sua empresa para conseguir chips e trocar. Leonel cancelava o chip real e resgatava no chip normal.

Leonel se passou por político e conseguiu por meio do golpe um depósito no valor de R$ 70 mil.  (Foto: Reprodução/ TV Mirante)Leonel se passou por político e conseguiu por meio do golpe um depósito no valor de R$ 70 mil.  (Foto: Reprodução/ TV Mirante)

Leonel se passou por político e conseguiu por meio do golpe um depósito no valor de R$ 70 mil. (Foto: Reprodução/ TV Mirante)

Eleições 2018: prazo para requerer voto em trânsito começou nesta terça-feira (17)

Pedido pode ser apresentado à Justiça Eleitoral até o dia 23 de agosto. Esse tipo de votação ocorre em cidades com mais de 100 mil eleitores

Urna Eletrônica
Eleições 2018: prazo para requerer voto em trânsito começa nesta terça-feira (17)

A partir de terça-feira (17) até o dia até 23 de agosto, o eleitor poderá habilitar-se perante a Justiça Eleitoral para votar em trânsito (fora do seu domicílio eleitoral) nas Eleições 2018. O voto em trânsito pode ocorrer no primeiro, no segundo ou em ambos os turnos, mas somente em capitais e municípios com mais de 100 mil eleitores.

Segundo a legislação, para votar em trânsito, o eleitor deverá comparecer em qualquer cartório eleitoral e solicitar sua habilitação. Basta apresentar um documento oficial com foto e indicar o local em que pretende exercer seu direito de voto. Apenas os cidadãos que estiverem com situação regular no Cadastro Eleitoral poderão votar em trânsito.

Os eleitores que se encontrarem fora da unidade da Federação de seu domicílio eleitoral poderão votar em trânsito apenas na eleição para presidente da República. Já aqueles que estiverem em trânsito dentro da unidade da Federação, porém em município diverso de seu domicílio eleitoral, poderão votar para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

O voto em trânsito não é permitido em urnas instaladas em outros países. Entretanto, eleitores com título eleitoral cadastrado no exterior, e que estiverem em trânsito no território brasileiro, poderão votar na eleição para presidente da República.

Caso o eleitor habilitado para votar em trânsito não compareça à seção, ele deverá justificar sua ausência, inclusive se estiver em seu domicílio eleitoral de origem no dia da eleição. A justificativa de ausência nos dias de votação não poderá ser feita no município por ele indicado para o exercício do voto.

Coroatá: 13 homicídios já foram registrados em 2018

A média é de quase duas pessoas mortas a cada mês em Coroatá.


No mês de julho já foram registrado três homicídios no município de Coroatá. De janeiro até agora esse número chega a 13, um pouco menor que no ano anterior, quando 17 assassinatos foram confirmados pela polícia.

A média é de quase duas pessoas mortas a cada mês em Coroatá.

Em um levantamento feito pelo portal Coroatá Online, 54% das vítimas de homicídios, em 2018, tinham envolvimento com a criminalidade. A maioria deles foram mortos com características parecidas com a de acerto de contas.

Números de homicídios 2018

Janeiro – 03
Fevereiro – 02
Março – 03
Abril – 00
Maio – 00
Junho – 02
Julho – 03
TOTAL – 13

Números de homicídios 2017

Janeiro – 05
Fevereiro – 04
Março – 01
Abril – 05
Maio – 00
Junho – 02
Julho – 00
TOTAL – 17 Fonte Coroatá Om line

SINDICÂNCIA ACUSA CORONEL DA PM DO MARANHÃO POR ESPIONAGEM

Uma sindicância sigilosa feita pela Polícia Militar do Maranhão apontou quatro responsáveis pela determinação de espionagem de opositores do governo Flávio Dino, inclusive um coronel que foi filiado a seu partido, o PC do B. A apuração poupou, no entanto, o comando da corporação.
Segundo o governo, os quatro policiais envolvidos foram questionados e deverão apresentar sua defesa para que eventuais medidas sejam tomadas. Diz que a determinação de espionagem foi ilegal.
Candidato a deputado estadual em 2014, o coronel Heron Santos foi responsabilizado por ordenar, em abril, que comandantes informassem “as lideranças que fazem oposição (…), que podem causar embaraços no pleito eleitoral”.

Heron havia sido convidado informalmente pelo comandante-geral da PM do Maranhão, Jorge Luongo, a realizar um planejamento da chamada Operação Eleições 2018.
O subcomandante-geral, Pedro Ribeiro, orientou outro coronel, Zózimo Neto, a dar o apoio necessário a Heron na tarefa.

Por iniciativa própria, sem submetê-la a aprovação de seus superiores, segundo a sindicância, Heron instruiu Zózimo a ampliar a orientação para unidades do interior.
Zózimo repassou a ordem ao tenente coronel Emerson Farias Costa, que, na ausência do superior, assinou o ofício, extrapolando sua competência, “haja vista que não havia qualquer tipo de delegação de seu chefe imediato”, assinalou o investigador.

Segundo a apuração, o coronel Heron passou a cobrar Costa, a major Ana Paula Fróes Barros e um soldado sobre os resultados do monitoramento.

Em resposta, a major repassou o pedido de informações e, para isso, convocou reunião com PMs e determinou a elaboração de um e-mail para as unidades do interior.
Foram responsabilizados o coronel Heron, o tenente Costa, a major Ana Paula por “ter faltado com a verdade” na reunião com PMs em que exigiu celeridade na cobrança das informações do interior, e o major Antônio Carlos Araújo Castro, “por ter utilizado sem autorização a assinatura do coronel Markus Lima”.

Fonte: Folha de São Paulo