Uma história de Vida

No cotidiano de nossas vidas, raramente focamos o nosso olhar no outro. Quase sempre nos debruçamos nos nossos problemas, no que haveremos de fazer para subir na vida, se dar bem, sem se preocupar com o próximo.Se resolvemos nossos problemas, o resto que se dane. Me lembro como se fora hoje, no meu pequeno São Miguel, bairro de famílias pobres que se acostumou a conviver com a pobreza e a indiferença. Não o vi nascer. Mas me orgulho de tê-lo conhecido ainda garoto, vendendo produtos de fabricação caseira para ajudar no sustento da sua família. O nosso pequeno Antonio Helson descia as ruas daquele bairro, vendendo alimentos, plantando no canteiro de obras de sua alma e sua existência, a esperança de vencer na vida. E como nosso DEUS sempre prepara surpresas agradáveis, a família Trabulsy por intermédio do Dr. Farid, Dra Jandaira e o filho do casal Dr. Tyago, olhando aquele pequeno operário da esperança, viram e sentiram que faltava algo para complementar na construção da vida de Paloquinha como é carinhosamente chamado o nosso Antonio Helson. Pediram permissão a família e o levaram para São luís. Não para se aproveitar dele por ser negro e pobre. Mas para mostrar ao mundo que é possível se fazer algo por alguém que quer vencer na vida. Como ele mesmo me disse em uma de suas visitas a nossa casa ” Estudei nas melhores escolas de São Luís, e moldei a minha estrutura moral e intelectual, com base nos princípios éticos e humanos da família Trabulsy que me fez aprender viver num mundo mais humano e mais fraterno”. Paloquinha é hoje Dr. Antonio, mas com a mesma humildade que soube contagiar a todos, desfila pelo meio dos filhinhos de papai que não precisaram nem de muito esforço nem de mão amiga para ver seu sonho realizado. É claro que o mérito da dedicação e do esforço de querer vencer é inteiramente dele. Mas nada disso seria possível, se o Criador de todas as coisas, através do nossos queridos Trabulsys, não tivesse lhe dado a mão e a partilha da vida em comum. Que esse exemplo de vida de ambas as partes sirva de incentivo para muitas famílias que tem tanto e se negam a doar tão pouco, arinho e atenção. Foi só isso que Paloquinha precisou para ser o engenheiro Civil que sempre sonhou. Siga em frente, e que DEUS proteja sempre você e seus protetores.

SEIC PRENDE CINCO ENVOLVIDOS NO ASSALTO AO BANCO BRADESCO DE BURITICUPU-MA

A Polícia Civil do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Investigações Criminais-SEIC, deflagrou operação em Buriticupu e prendeu parte dos envolvidos na tentativa de roubo ao Banco Bradesco na cidade já citada, ocorrida em 01/08/2018.

Nos últimos dias, dando continuidade às investigações deflagradas logo após o crime, equipes do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras – DCRIF efetuaram inúmeras diligências na cidade de Buriticupu.

As referidas diligências possibilitaram a identificação e prisão de 05 envolvidos no delito, em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pelo juízo local.


Foram presos:

  1. RENATO DOS SANTOS SILVA;
  1. PEDRO ALVES DA SILVA NETO;
  1. JOSÉ RIBAMAR ARAÚJO GOMES;
  1. JOCEL LUCENA DE SOUSA; e
  1. JAIME DOS SANTOS ALMEIDA.

Destaca-se que foi apreendida na residência de JOCEL 01 (uma) espingarda calibre 12, que fora empregada na ação, munições de calibres e roupas camufladas.

Relembrando que 01 (uma) espingarda calibre 12 e 01 (um) revólver calibre 38, também usados pelos criminosos, já haviam sido encontrados, abandonados, por equipe do DCRIF, nos dias subsequentes ao ataque.

As investigações terão continuidade com vistas a capturar os demais envolvidos e apreender o restante do armamento empregado na ação.

Corpo é encontrado em cova rasa, em Santa Rita/MA

A polícia militar do 27º BPM, foi que deu conta do corpo enterrado em uma cova rasa, por volta das 19h desta quinta-feira (16), na localidade conhecida como Baixinha, em Santa Rita, durante diligência. Após o caso vim à tona, curiosos se aglomeraram no local durante toda esta sexta-feira (17).
Cansados de esperar pela chegada da polícia civil e IML – Instituto Médico legal, órgãos responsáveis em fazer o procedimento, a população resolveu agir por conta própria, realizando o trabalho de exumação do morto. Tal situação indignou quem presenciava a cena.
Somente depois de praticamente todo trabalho concluído, agentes da polícia civil lotados na delegacia regional de Rosário, apareceram. Até o presente momento não se tem pistas dos autores, muito menos a motivação para tamanha brutalidade.
A vítima identificada como Marcelo Martins Sousa de 27 anos, natural da cidade de Arari, apresentava perfurações de arma branca, além de queimadura e o rosto totalmente desfigurado.Dando continuidade, os moradores removeram o cadáver e seguiram pelas ruas da cidade carregando o defunto, em sinal de protesto. O destino foi à delegacia de policia civil da cidade.
Os manifestantes gritavam palavras de ordem como “Queremos Justiça”.Depois do protesto, o defunto seguiu para a cidade de Rosário e posteriormente ao IML, na capital.

Dupla é presa em Vargem Grande após efetuar assalto em Nina Rodrigues


Daniel Viana Oliveira  de 20 anos e Andrei Diogo Pereira de 22 anos, ambos residentes na rua esperança no bairro Soldadinho, em Vargem Grande, realizaram um assalto de um celular na cidade de Nina Rodrigues e ao chegarem em Vargem Grande foram presos por uma guarnição da polícia militar, que os conduziu até a delegacia de polícia civil onde foram autuados em flagrante. Segundo informações dos próprios assaltantes, eles com o uso de uma faca, assaltaram uma criança no conjunto Madalena Braga em Nina Rodrigues e retornavam para Vargem Grande quando foram presos pela guarnição policial. Eles usavam uma moto com placa de Grajaú -Ma, e que Daniel diz ser de propriedade de uma de suas tia. Ambos serão encaminhados ao presido de Itapecuru onde ficarão a disposição da Justiça.

Ministério Público solicita interdição de hospital municipal de Bom Jardim

Devido a diversas irregularidades estruturais constatadas no Hospital Municipal Aldroaldo Alves Matos, o Ministério Público do Maranhão propôs, em 10 de agosto, Ação Civil Pública, contra o Município de Bom Jardim, solicitando, como medida liminar, a interdição total da unidade, até o cumprimento de todas as 64 exigências sanitárias determinadas pela Superintendência de Vigilância Sanitária. A manifestação ministerial foi ajuizada pelo promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira.


IRREGULARIDADES

Em 2015, o MPMA instaurou inquérito civil para investigar irregularidades na prestação de serviços de saúde pelo Município, especialmente a respeito da carência de médicos, demais profissionais de saúde e sobre as péssimas condições físicas e estruturais do Hospital Municipal Aldroaldo Alves Matos.

Uma vistoria da Vigilância Sanitária Estadual, requisitada pelo MPMA, realizada 26 de maio de 2017, confirmou as precárias condições estruturais, higiênicas e sanitárias do estabelecimento. Diante do quadro, o órgão elaborou uma lista de 64 exigências a serem cumpridas pelo Município de Bom Jardim. Também foi assinado auto de infração advertindo o Município que o descumprimento de algum item acarretaria em penalidades previstas na Lei Complementar Estadual nº 039/98.

Entre os problemas apontados constam vazamentos hidráulicos, salas sem ventilação, infiltrações, mofo nas paredes e forros, mesas e armários enferrujados e salas sem climatização adequada.

Em 11 de abril de 2018, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bom Jardim (Sinserp) protocolou ofício narrando que tanto no referido hospital quanto nos postos de saúde faltam materiais básicos como aparelhos para aferir pressão arterial, curativos, gases, fitas para verificar índice de glicemia, lâmpadas, soro fisiológico e roupas cirúrgicas.

A Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim, no dia 17 de abril, reiterou pedido de informações à Prefeitura sobre as medidas adotadas para sanar as irregularidades. O prefeito de Bom Jardim, Francisco Alves de Araújo, afirmou que tinha regularizado 30 das exigências da Vigilância e que estava se esforçando para sanar outros 19 problemas apontados no relatório.

Uma diligência efetuada pelo MPMA constatou que não constavam solucionadas muitas das exigências que a Prefeitura assegurou ter resolvido.

“O reiterado descaso do Município em solucionar as gravíssimas irregularidades sanitárias encontradas no Hospital Municipal Aldroaldo Alves Matos é fruto de total desrespeito aos pacientes do SUS que procuram o local em situações de urgência e emergência”, frisou, na ação, o promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira.

PEDIDOS

Também foi requerido que o Município de Bom Jardim cumpra, no prazo de 180 dias, as exigências determinadas pela Vigilância Sanitária Estadual, consistentes na manutenção das instalações do hospital, procedendo com as imediatas reformas e adaptações imprescindíveis para seu adequado funcionamento, sanando todas as irregularidades apontadas no relatório de inspeção sanitária ou que seja construído um novo hospital no município

Outro pedido é referente ao condicionamento da renovação do alvará de autorização sanitária do hospital, mediante comprovação pela Superintendência de Vigilância, por meio de inspeção, da correção de todas as irregularidades verificadas.

Em caso de descumprimento, foi sugerido o pagamento de multa diária no valor de R$ 5 mil. Fonte Blog do Luis Cardoso

Cacique da reserva Araribóia no município de Arame é assassinado em tocaia

O PSTU, como tem feito constantemente, vem denunciar e repudiar a violência do agronegócio, dos latifundiários e madeireiros que de forma impune atacam e matam camponeses, indígenas e quilombolas no Maranhão, estado com maior número de conflitos do Brasil, conforme dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT).
Desta vez a vítima foi o cacique Jorginho Guajajaras, da terra indígena Araribóia, que foi assassinado no último fim de semana, no município de Arame/MA, e cujo crime estaria relacionado com o conflito com os madeireiros que, constantemente, invadem a terra indígena.
O cacique era da Aldeia Cocalinho I, do povo Guajajaras. Até o momento, segundo denúncias das lideranças Guajajaras, nenhuma providência foi tomada por parte das autoridades públicas e o governo estadual. Denunciam, também, que na cidade de Arame existe uma espécie de toque de recolher, pois nenhum índio pode transitar depois das 22h, podendo ser alvejado por não-indígenas.
Completamos mais de um ano do Massacre dos Gamelas, que covardemente, no município de Matinha, sofreram uma tocaia e vários indígenas foram feridos, inclusive com as mãos decepadas. Até o momento, ninguém foi punido por este crime.
E no próximo dia 22.08, acontecerá o julgamento de um dos supostos responsáveis pela morte do quilombola Flaviano Pinto Neto, do quilombo Charco, que foi cruelmente assassinado no ano de 2010, sendo acusados os fazendeiros Manoel de Jesus Martins Gomes, o Manoel de Gentil e Antônio Martins Gomes, o Antônio de Gentil.
Aproveitamos para repudiar o ataque realizado no dia de ontem(14.08.18) contra a comunidade indígena Tremembé do Engenho, em São José de Ribamar, que voltou a vivenciar dias de terror quando três jagunços armados entraram, na manhã dessa terça-feira, no território. Ali ocorre uma disputa de terras com o ex-deputado Alberto Franco, que supostamente apresenta um título de terra.
CACIQUE JORGINHO PRESENTE!
NÃO À GRILAGEM DE TERRAS!
EXIGIMOS JUSTIÇA E PRISÃO DOS ASSASSINOS DOS POVOS INDIGENAS,
CAMPONESES E QUILOMBOLAS!
São Luís, 15 de agosto de 2018
Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado- PSTU.
LC

EMPRESÁRIOS DE GRAJAÚ LANÇAM NOTA EM APOIO AO DELEGADO PERDIGÃO

Empresários de Grajaú lançaram uma nota de apoio ao Delegado Idaspe Perdigão que trabalhou naquela município.

Delegado Idaspe Perdigão

Diz a nota:

“O delegado Idaspe Perdigão esteve por cerca de 8 anos na cidade de Grajaú e nunca teve seu nome envolvido em crimes, sendo muito conhecido no meio empresarial e pelo homem do campo.

O mesmo à época em que esteve à frente da delegacia era o único delegado responsável por Grajaú (com cerca de 80 mil habitantes) e ainda atendia as cidades de Formosa da Serra Negra e Itaipava do Grajaú. Então por que somente agora em uma cidade do tamanho de um bairro daqui, seu nome foi envolvido nisso?


 Acreditamos que o mesmo esteja sendo vítima de algum tipo de perseguição, por que sabemos da sua idoneidade”, finaliza a nota.

Nomes grandes do empresariado local assinaram a nota de apoio, como do empresário Adelson do Gesso e Marinaldo do Gesso, produtores de soja, donos de fazenda, comerciantes, donos de posto de combustíveis, dentre outros.

O último contato que este blog teve com o delegado Perdigão,  o mesmo pediu a publicação de uma matéria de um famoso traficante conhecido na cidade de Esperantinópolis como GORDO DO MARACUJÁ (link da matéria:http://realidadenatela.blogspot.com/2018/05/policia-civil-de-esperantinopolis.html), pois o blogueiro da cidade não publicou a matéria por que estava com medo.

MENOR DE 16 ANOS É EXECUTADO A TIROS NA MANHÃ DESTA QUINTA (16), EM COROATÁ

Um menor de idade identificado por, Pedro Henrique, de apenas 16 anos de idade, foi executado nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (16), na cidade de Coroatá. De acordo com informações repassadas ao BLOG DO DE SÁ, o jovem foi executado com vários tiros na face e no braço. O menor trabalhava em um lava Jato e foi surpreendido por dois homens que pilotavam uma moto usando capacete. Até agora a polícia não tem informações sobre os executores e muito menos se o menor tinha envolvimento com coisas ilícitas.

Entre os candidatos a presidente, qual o mais bondoso?

AMAURI TEIXEIRA

A pergunta que dá título a este artigo nunca é feita pelos institutos de pesquisa. Entre as centenas de pesquisas de opinião que já li ou coordenei não me recordo de ter encontrado ou incluído essa pergunta. Consultei três amigos especialistas em pesquisas de opinião pública, com larga experiência em eleições, e nenhum deles se recorda de um estudo que tivesse feito esse questionamento. Uma busca em pesquisas eleitorais ao longo do tempo também se mostrou infrutífera.

Os questionários eleitorais indagam qual dos candidatos, na opinião do eleitor entrevistado, é o mais competente, o mais preparado, o mais sério, o mais simpático, o que tem mais força política, o mais próximo, o mais experiente, o mais honesto, o que gera mais a sensação de esperança ou medo, o que melhor representa a mudança ou a continuidade, quem tem condições de gerar mais empregos, melhorar a saúde, a educação e a segurança. Nunca o eleitor é consultado sobre qual ele considera mais bondoso.

Parece estranho que num país que se mostra tão religioso a bondade não seja um critério de escolha — e nem de conduta pessoal, é verdade. Bondade não tem nada a ver com religiosidade, nem com honestidade, seriedade, proximidade ou qualquer outra qualidade mencionada na longa lista de atributos usualmente apresentada ao eleitor. Religiosos já mataram por suas causas, já molestaram crianças e adolescentes, já desrespeitaram e humilharam, já condenaram alguém pelo fato de discordar de suas crenças. Gente considerada honesta, de quem nunca se suspeitou de desvio de recursos públicos, já promoveu genocídios, perseguiu adversários, participou ou patrocinou regimes autoritários.

No retrovisor das eleições, a partir da redemocratização e da volta das eleições diretas, dois dos quatro presidentes eleitos tinham um discurso e um histórico que os credencia como pessoas bondosas. Em nenhum momento, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva adotaram ideias ou discursos de ódio, longe disso. Uma visita às manifestações dos dois ex-presidentes revela preocupação com o bem comum, livre de ranços e preconceitos. Evidentemente,  isso não é um atestado de honestidade, mas é revelador que pessoas bondosas tenham feito dois grandes governos, apesar de não ter sido a bondade o atributo que os levou ao poder.

A ideia de que a bondade do governante é um fator preponderante para o sucesso de uma administração ganha relevância quando entram no debate os governos de Fernando Collor e Dilma Rousseff. Ambos traziam em seus históricos manifestações de ódio e casos de desrespeito no trato pessoal. Eram situações conhecidas e foram deixadas de lado por formadores de opinião e eleitores. Causa desalento e até repugnância imaginar que possa ser eleito alguém com ideias de ódio, como discriminação, violência e desrespeito às diferenças.

Obviamente, existem outros atributos importantes para um governante competente. A bondade como virtude, no sentido preciso do que expressa, a qualidade de querer e agir pelo bem do próximo, com respeito, compaixão e generosidade, pode ser nossa cláusula de barreira para a definição do voto, num cenário em que os candidatos chamam mais a atenção por suas limitações do que por suas habilidades. Talvez seja mesmo a bondade, esquecida nos estudos de opinião pública e na reflexão da sociedade, o critério mais importante a ser adotado para a escolha dos próximos governantes, do presidente da República aos deputados estaduais.

Urgente! Jovem de 17 anos é morto a tiros, em Itapecuru

Na manhã desta quinta-feira (16), mais um jovem teve sua vida interrompida ao ser morto na cidade de Itapecuru.

Junior, de 17 anos, morreu quando estava em uma oficina, localizada no bairro da Piçarra. O crime aconteceu por volta das 10hs.

Segundo informações, dois homens em uma moto se aproximaram, efetuaram os disparos e se evadiram após o crime brutal. A vítima foi socorrida para o Hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

O caso está cercado de mistério e suspeita que vítima tenha sido assassinada por crime parcional, em virtude do mesmo não ter envolvimento com o submundo do crime.

35 detentos não retornam às penitenciárias do Maranhão após saída de Dia dos Pais

Presos foram beneficiados pela saída na manhã do dia oito de agosto de deveriam retornar às penitenciárias às 18h da terça-feira (14).


Por G1 MA, São Luís

35 internos não retornam para o Complexo de Pedrinhas no Maranhão

35 internos não retornam para o Complexo de Pedrinhas no Maranhão

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou na quarta-feira (15), que dos 616 internos do sistema prisional beneficiados com a saída temporária do Dia dos Pais 581 retornaram e 35 não cumpriram o prazo de retorno no Maranhão.

Os presos foram beneficiados pela saída na manhã do dia oito de agosto de deveriam retornar às penitenciárias às 18h da terça-feira (14). O período de saída, que é determinado por meio das Portarias Nº 026 e 027/2018, prevê pena de regressão de regime para os internos que não cumprirem a determinação.

Lei de Execuções Penais

A Saída Temporária é uma previsão da Lei de Execuções Penais, que estabelece os requisitos para concessão do benefício nos artigos 122 e 123. Antes da saída, os beneficiados são submetidos à reunião de advertência, esclarecimentos complementares e assinatura do termo de compromisso. Apenas os apenados do regime semiaberto são beneficiados com essas saídas.

O regime semiaberto destina-se para condenações entre quatro e oito anos, não sendo caso de reincidência. Nesse regime de cumprimento de pena, a lei garante ao recuperando o direito de trabalhar e fazer cursos fora da prisão durante o dia, devendo retornar à unidade penitenciária à noite.

Complexo Penitenciário de Pedrinhas (Foto: Reprodução/TV Mirante)Complexo Penitenciário de Pedrinhas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Complexo Penitenciário de Pedrinhas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com