POLÍCIA PRENDE HOMEM ACUSADO DE ASSALTAR A AGÊNCIA DO BRADESCO DE COROATÁ

A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC, prendeu na quarta-feira (14), José Ribamar Santos do Carmo, vulgo índio, de 39 anos de idade, no Povoado São Simão, em Rosário,.

A operação foi deflagrada pelo Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras – DCRIF, da SEIC, com vistas a dar cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva, expedido pelo juízo da Segunda Vara Criminal de Coroatá.

Logo após o furto do Banco Bradesco de Coroatá, ocorrido em 03 de outubro, diversos materiais de arrombamento foram apreendidos na residência do preso, que, na ocasião, conseguiu fugir da polícia.

Também foram encontrados no imóvel documentos que demonstravam que o investigado exercia importante papel de liderança dentro de facção criminosa, no interior do Estado.

Desde então, o DCRIF realizava inúmeras diligências com vistas a prender “ÍNDIO”. Este foi o terceiro envolvido preso pelo furto da agência do Banco Bradesco de Coroatá – MA.

Por fim, informa-se que também será dado cumprimento a Mandado de Prisão decorrente de sentença condenatória definitiva, por tráfico ilícito de drogas, expedido pela Primeira Vara de Execuções Penais de São Luís.

Fonte: Neto Ferreira

BARBARIDADE: MULHER É MORTA PELO ESPOSO COM UM TIRO NA BOCA EM CODÓ

Um crime bárbaro chocou os moradores da rua Santiago, no bairro São Pedro, em Codó. Um homem, identificado como Jhonatan Moura da Silva, de 19 anos, tirou a vida de sua companheira com um tiro de espingarda na boca. O homicídio aconteceu na tarde desta quinta-feira, por volta das 15h, e teve como vítima Lilian Rafaela Santos da Silva, de 25 anos de idade.

O Jhonatan Moura foi preso pela Polícia Militar minutos após o crime e confessou que matou a companheira após discutirem na residência que moravam. Ele alegou que vivia a cerca de 4 meses com a mulher e que o relacionamento era conturbado, com várias brigas e discussões.

Em entrevista à imprensa, o Policial Militar Cabo Bacelar disse que o homicida alegou que vinha sofrendo ameaças da companheira e que vizinhos relataram que ele agredia constantemente a mulher.

O criminoso foi encaminhado para a 4ª Delegacia de Polícia Civil de Codó e ficará à disposição do delegado de plantão.

Fonte: Marco Silva

Carregamento de agrotóxicos é apreendido na BR 230, no Maranhão

Por G1 MA, Carolina,

Carregamento de agrotóxicos é apreendido na BR 230, no Maranhão

Carregamento de agrotóxicos é apreendido na BR 230, no Maranhão

Um carregamento de agrotóxicos que estava sendo transportado de forma irregular em um caminhão foi apreendido na BR 230, em Carolina, que fica a 836 km de São Luís-MA, nessa quarta-feira (14). Segundo a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), os produtos têm várias irregularidades. Além do crime tributário de sonegação de impostos, a origem da carga pode ser ilícita.

Toda carga estava sendo transportada em um caminhão e ficais da Aged encontraram uma série de mercadorias. Segundo eles, foram encontrados 1200 litros de agrotóxicos que estavam escondidos em fundo falso na carroceria do veículo.

Ainda de acordo com a Aged a carga tem origem de uma empresa de Minas Gerais que não tem registro para vender defensivos agrícolas. A mercadoria foi embarcada em Goiânia-GO e seria entregue em Balsas-MA.

Carga foi encontrada dentro de um fundo falso no caminhão — Foto: Reprodução/TV MiranteCarga foi encontrada dentro de um fundo falso no caminhão — Foto: Reprodução/TV Mirante

Carga foi encontrada dentro de um fundo falso no caminhão — Foto: Reprodução/TV Mirante

Segundo informações dos fiscais da Aged uma loja de pneus receberia toda a carga. A empresa informou que não comprou a mercadoria. A nota fiscal encontrada com o motorista é de 60 mil reais, sendo que os produtos foram avaliados em mais de 240 mil reais.

“Já temos a informação que os produtos foram embarcados em Goiânia-GO por uma pessoa que procurou a transportadora. A empresa de pneus aqui também não comprou esses produtos. Então é o que a Sefaz trata como nota inidôneam que teoricamente foi usada para cobrir essa mercadoria. A Aged vai interditar esses produtos para local apropriado para que seja começada uma investigação. Porque o agrotóxico tem toda uma rastreabilidade. A fábrica vai nos informar para onde esse produto foi distribuído. Se o produto não foi produzido na fábrica a possibilidade é que ele tenha sido falsificado e se foi fabricado, com certeza, não viria para onde a nota foi emitida. Então existe uma grande possibilidade do produto ser fruto de algum ilícito tipo roubo” – disse o fiscal da Aged, Diego Amaral.

O crime tributário vai ser investigado pela Polícia Civil. A Aged não descarta a hipótese dos produtos serem falsificados e também pontua o risco para defesa sanitária pela forma irregular com que estavam sendo transportados.

AO VIVO: APÓS LIBERAÇÃO OFICIAL RÁDIO CÂMARA PASSA A TRANSMITIR SESSÕES

Via Alexandre Pinheiro

A presidente da Câmara Municipal de Chapadinha, Professora Vera Lúcia, acaba de receber a liberação oficial para o funcionamento da Rádio Câmara de Chapadinha em caráter definitivo.

Depois de um acordo de cooperação técnica que foi assinado no início de 2017, a portaria de autorização de funcionamento da emissora foi publicada no Diário Oficial da União na versão impressa de ontem, quarta-feira dia 14 de novembro de 2018.

Com a homologação oficial, a Rádio Câmara de Chapadinha está liberada para operar como serviço de radiodifusão sonora em frequência modulada pela sintonia 106,1 FM.

Após a liberação, o primeiro serviço a ser oferecido pela Rádio Câmara de Chapadinha será a transmissão das sessões legislativas ao vivo, a partir da sessão ordinária da próxima quinta-feira 22 de novembro.

Ao comemorar o fim do processo de credenciamento e liberação da emissora legislativa, a presidente Vera Lúcia destacou a legalidade e a segurança jurídica do funcionamento da radiodifusão parlamentar, fez questão de agradecer a ajuda de todos que contribuíram e de colocar a rádio a serviço dos vereadores e da comunidade. “Foi um trabalho difícil e demorado, mas agora estamos cumprindo todas as exigências legais, trabalhando dentro da lei e sem risco de ter o serviço suspenso. Só tenho a agradecer o apoio dos vereadores, dos funcionários da casa e de todos que ajudaram a transformar a Rádio Câmara em realidade”, declarou. “Já na próxima sessão toda a população vai acompanhar a fala dos vereadores que poderão livremente debater os assuntos da cidade com o povo acompanhando sem precisar sair de casa. Depois de liberar a rádio, vamos agora fortalecer esse meio de comunicação como a voz do povo de Chapadinha”, finalizou a presidente Vera Lúcia.

ASSALTANTES TOMAM CELULAR E AINDA CHAMAM A VÍTIMA DE “VAGABUNDA” EM PEDREIRAS

Os bandidos perderam de vez o respeito pelos trabalhadores de Pedreiras. Hoje (15), por volta das 6h50, dois indivíduos assaltaram uma senhora, conhecida como “Reizinha”, moradora do Parque Henrique Oliveira. Como se não bastasse tomar o celular da vítima, ganhado com o suor de seu trabalho, os malandros ainda tiveram o ousadia de chamá-la de “vagabunda”, dentre de outras ofensas.
O crime ocorreu na Rua das Laranjeiras, Centro, próximo ao Ministério Público e a 7º CIRETRAN de Pedreiras. A vitima compareceu a delegacia e depois de registra o B.O. falou a imprensa local. Dona Reizinha, que já avó, relatou que estava atendendo uma ligação, quando foi surpreendida com dois meliantes numa moto. Um deles estava com faca e ainda tentou agredi-la.

Durante a entrevista, Reizinha contou como se deu o assalto.

“Eu vinha de mototaxi, quando chegou ali perto do CIRETRAN a moto ficou sem gasolina. Aí eu falei para ele ir no posto que eu esperaria no ponto. Enquanto eu esperava, o celular tocou, quando fui atender, já veio um homem em cima de mim com uma faca, me chamando de vagabunda, pra eu passar o celular e eu fiquei só gritando. Ainda levaram uma queda, até agora tá o chinelo de um na rua”, disse.

“O pior é o nome que eles dizem pra gente, chamando de vagabunda. Eu trabalhei para comprar meu celular, eu não sou vagabunda. É uma situação que não desejo nem pro meu pior inimigo”, relatou.

Ainda na entrevista, ela relatou que no momento da queda alguns populares e um moto táxi tentaram alcançar os marginais, mas eles conseguiram fugir. Apesar de todo susto, ela apenas agradece a Deus por não ter sofrido nenhum ferimento;

“Mas o importante é que estou viva, eu nunca pensei em passar por isso, pensei que não ia mais ver minha família, minha neta. Eu nem me importo com o celular, eu agradeço é a Deus por eu estar aqui nesse momento. Pensei que realmente iam me matar”, finalizou.

Devido ao susto do momento, a mulher não soube passar a descrição da moto ou dos assaltantes. A polícia está investigando o caso.

PEDREIRO É MORTO COM UM TIRO NAS COSTAS, VITIMA DE LATROCÍNIO, EM DAVINÓPOLIS

Mais um crime para ( DHPP) Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa, investigar, a vitima desta vez foi Joelson Pereira da Anunciação, 44 anos, morto por volta das 00:30h desta quarta-feira, na Rua Paulo Afonso, próximo a Escola Chapeuzinho Vermelho, Parque Santa Lucia, informações que chegaram a policia era que Joelson, de início se suspeitou de que ele pela companheira com um tiro nas costas.

A companheira de Joelson, Elizangela Amorim, foi apresentada na tarde de quarta feira no 4º Distrito Policial, em seguida foi apresentada na Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa, onde prestou depoimento sobre o ocorrido quando seu companheiro foi morto.
 

Elizangela, disse que estava com companheiro em um bar, próximo ao local do ocorrido, quando sairão do bar, três elementos aparentemente menores, deram voz de assalto, em seguida Joelson acelerou a moto, ela pilou e os elementos efetuaram apenas um disparos, segundo a mesma a arma era uma espingarda, após prestar depoimento ele foi liberada, a policia vai colherá imagens de câmeras das proximidades para tentar prender os assassinos.

Joelson Pereira da Anunciação, trabalhava de pedreiro, morava na Vila Santa Lucia, município de Davinópolis e pilotava uma moto Fan preta, placa NNC- 0644. Até as 17 hrs nenhum dos suspeitos haviam sido presos.

EX-PREFEITA DE BOM JESUS DAS SELVAS É CONDENADA A MAIS DE 4 ANOS DE PRISÃO EM REGIME SEMI-ABERTO

O juiz Raphael Leite Guedes (titular da 1ª Vara da comarca de Buriticupu) condenou nessa terça-feira (13) a ex-prefeita do Município Bom Jesus das Selvas, Maria de Sousa Lira, a 4 anos e 1 mês, de detenção, por ausência e irregularidades de licitação, segundo o magistrado a prefeita violou o artigo 89, “caput”, da Lei – Nº 8.666/93.
A ação penal foi proposta pelo Ministério Público do Maranhão. Ao julgar a ação penal, o magistrado constatou a materialidade e a autoria do ilícito, restando amplamente comprovadas nos autos, através das provas e sobretudo em relatório do TCE/MA, as irregularidades praticadas pela então prefeita, entre elas a despesas vultuosas sem o procedimento licitatório, as quais ultrapassam R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais).
Em sua sentença penal condenatória o Dr. Raphael assentou que “Circunstâncias normais ao tipo. As consequências do crime desfavoráveis diante do desvio de verba pública que ultrapassou R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais), prejudicando o destino da verba pública á toda a população municipal de Bom Jesus das Selvas/MA. Conduta social desfavorável ao agente, haja vista que a prática de crimes contra a lei de licitações quando ocupante do cargo de Prefeito Municipal, com maior acesso as verbas públicas, evidencia o repúdio da sociedade, caracterizando que o agente se apresenta com péssima reputação social, quando deveria estar trabalhando diariamente como os demais cidadãos em prol daqueles que a elegeram como representante, sendo as demais normais ao tipo penal, com exceção das referidas valorações negativas”.
Por fim, o juiz condenou a Ex-Gestora MARIA DE SOUSA LIRA a PENA, de 4 (quatro) anos e 1 (um) mês de detenção em REGIME SEMI-ABERTO, acrescido de 60 dias-multa, sendo cada dia multa no valor de 1/30 do salário mínimo vigente à época da prática do fato.
O juiz fixou ainda uma multa como forma de reparação dos danos causados ao erário no valor mínimo de R$ 1.531.241,62 (um milhão, quinhentos e trinta e um mil, duzentos e quarenta e um reais e sessenta e dois centavos), além da suspensão dos direitos políticos pelo tempo igual ao da condenação.
Considerando que a acusada permaneceu em liberdade durante toda a instrução processual o magistrado concedeu o direito da ex-prefeita recorrer em liberdade.

Quando janeiro vier

JOSÉ MARIA COUTO MOREIRA

Quando janeiro vier, exatamente a partir do dia 1º, em que o Brasil festeja a Fraternidade Universal (mística instituída em lei proposta pelo presidente Vargas), o país vai ganhar uma nova esperança, energias se renovarão, e o futuro próximo se mostrará ao brasileiro.

Quando janeiro vier, nossa autoridade máxima começará a dizer ao que veio, e o sortilégio de sua impensável alçada à curul presidencial se revelará concretamente em nomes, meios e modos de nos garantir, a todos, a segurança com que sonhamos, a saúde de que imperiosamente precisamos, a educação de que carece de amplitude, reformas e recursos, uma infraestrutura que assegure estradas e vias para o desenvolvimento, o tratamento adequado e inadiável para o esgoto que corre a céu aberto e mazelas outras ardorosamente denunciadas em campanha.

É verdade que estas incumbências que o povo penhorou ao candidato eleito se contém em sua plataforma eleitoral, como também figurou nas dos demais concorrentes. Por isso, quando janeiro vier, será o encontro de nossas esperanças com a materialização das propostas que animaram os eleitores a decidir pelo nome vitorioso. E o Brasil estará alerta e disposto à cobrança das promessas, na medida em que avançamos neste terceiro milênio.

Acima de todos os compromissos assumidos, um deles é imaterial, porém, consideravelmente ansiado, extraordinariamente rico, e que será o pilar para o futuro: o resgate rigoroso da moralidade administrativa, norte da Constituição Federal.

A Constituição de Ulisses e de outros cavaleiros da moralidade patrioticamente realçaram este atributo natural da cidadania como o esteio da vida econômica, política e social em letras graúdas e expressas, porque nosso povo ainda não entendia, como hoje muitos ainda não entendem, que uma nação que despreza a moralidade, que não a cultiva ou a banaliza não é uma nação destinada a uma ordem social pacífica. O desenvolvimento, como todos o querem, como traço singular de uma nação que multiplica oportunidades, só se fertiliza no solo rico da moralidade. Mas é verdade também o enunciado de Brecht em que acentua a primazia do estômago sobre a moral. Pois, quem pode produzir, trabalhar, render sem a alimentação proporcional e adequada ? O Brasil é país onde Deus caprichou na criação. Tanta luz, tanta água, tanta terra ! É aqui, com tais farturas, que devia predominar uma agricultura sempre em expansão. Temos todos os ingredientes necessários à melhor colheita, mas subaproveitamos estas condições. Precisamos potencializar esta riqueza. O governo haveria de encaminhar para os produtores (grandes e pequenos) diretrizes de fomento e estímulo para responder às ofertas que o campo e o homem podem nos proporcionar. Uma agricultura forte para uma nação forte. Está na agricultura, mais que na indústria, a locomotiva que levará o Brasil ao nível de uma nação rica. E estão com o presidente eleito a régua e o compasso para fazê-lo. O país mostrou que o apoia. O resto é com ele. Certamente muitos leitores, contudo, se perguntam sobre as urgências que se erguem como exigências da sociedade, e por ela reclamam a verdade: que os primeiros passos se dirijam ao BNDES para apuração rasa e completa das benesses concedidas pelo banco a pessoas e instituições, inclusive a nações estrangeiras, e, com igual rigor, inteire-se das concessões acobertadas pela lei Rouanet, que mais representaram privilégios do que iniciativas culturais.

José Maria Couto Moreira é advogado.

POLÍCIA DIVULGA RETRATO FALADO DOS SUSPEITOS PELO ASSASSINATO DO PREFEITO DE DAVINÓPOLIS

A Polícia Civil do Estado do Maranhão divulgou nesta terça-feira (13) o retrato falado dos dois supostos assassinos do prefeito do município de Davinópolis, Ivanildo Paiva (PRB), no último domingo (10). O gestor foi executado a tiros em sua propriedade na zona rural. No primeiro retrato (a esquerda) um homem de pele morena, porte físico forte, marcas de espinhas no rosto, altura aproximada de 1,70 e idade próximo de 38 anos. O segundo suspeito (a direita), um suspeito de pele clara, porte físico magro, manchas de espinhas no rosto, altura aproximada de 1,65 e idade entre 35 anos.
Fonte: Lobão, via Dcosta

BURITICUPU/MA – FAMÍLIA DO PEQUENO JOÃO MIGUEL QUE SOFREU QUEIMADURAS GRAVES, PEDE A AJUDA DE TODOS

Um fato triste aconteceu nesta terça-feira (13), em Sagrima no município de Buriticupu a 410 km de São Luís. A criança João Miguel de 4 anos de idade foi acompanhado pelo pai até uma área onde se faz carvão, neste local o pai trabalha em serviço braçal. Por um momento de distração o pequeno João Miguel correu em direção a um monte de pó de cerraria onde por baixo havia bastante fogo afundando no buraco que continha brasas.
Três pessoas sofreram queimaduras também ao resgatar a criança. João teve o corpo todo atingido por queimaduras e foi rapidamente levado ao hospital em Buriticupu e transferido em seguida para o Socorrão em Imperatriz onde permanece.
 
Veja vídeo do local 

Agora a família que é muito carente pede a ajuda dos maranhenses para que possam se manter em Imperatriz e realizar os procedimentos médicos que o SUS porventura não disponibilize com a rapidez que a criança precisa.

Banco do Brasil
Agência – 3642-0
Conta – 33002-7
Gabriel Oliveira Tavares

CLIMA TENSO EM PINDARÉ-MIRIM, POLÍCIA REALIZA REINTEGRAÇÃO DE POSSE ONDE AGRICULTORES TÊM EXTENSA PLANTAÇÃO

Famílias do Assentamento Novo Pindaré, localizado no município de Pindaré Mirim estão sendo retirados da área. O MST informa que foi feito um levantamento da produção naquela localidade que segue:
10 linhas de milho; 40 linhas de feijão; 25 linhas de arroz; 5 linhas de vinagreira; 400 linhas de mandioca.
Informações repassadas ao ACORDA dão conta que a polícia está lá agora e o cenário é bastante crítico com várias pessoas presas e feridas. São aproximadamente 250 famílias.