Oposição quer Rosângela Curado como vice de Flávio Dino

 

Rosângela Curado é assediada para ser vice de Flávio Dino

 

Na eleição de Jackson Lago, em 2006, a escolha do seu vice na chapa tinha como critério alguém que tivesse o perfil evangélico, que fosse do sexo masculino e, sobretudo, nada que desabonasse a conduta pessoal ou política e que fosse da região Tocantina. A escolha final recaiu sobre o pastor Porto.

Agora, os principais articuladores da campanha de Flávio Dino querem que o vice tenha um perfil também de evangélico, que seja mulher, com penetração nas camadas populares e que tenha atuação política na região Tocantina.

Até agora a escolha caminha para o nome de Rosângela Curada, que foi candidata a prefeita de Imperatriz em 2012 e obteve mais de 34 mil votos.

Curado tinha inicialmente o apoio do ex-prefeito Ildon Marques e do deputado Antônio Pereira para se eleger prefeita. No meio do caminho o Palácio dos Leões secou a candidata e levou o apoio de seus aliados para a reeleição do atual prefeito Sebastião Madeira. Ainda assim, a candidata permaneceu na campanha sem nenhum amparo e estrutura financeira e surpreendeu com o número de votos obtidos.

Especialista em gestão de saúde e odontóloga por formação, Rosângela Curado já foi secretária de Saúde dos municípios de Imperatriz, na gestão Ildon Marques, e de Coelho Neto, na gestão que prossegue de Soliney Silva.

Mais recentemente elabora trabalhos de gestão em saúde nas prefeituras de Timon, Balsas, Coelho Neto, Bom Jardim, Presidente Dutra, Buriticupu e Barra do Corda. Boa parte dos prefeitos das cidades citadas defende o nome dela para ser a vice de Flávio Dino.

Mas o assédio ao nome de Curado vem ganhando força nos últimos dias, principalmente depois que ela recusou publicamente a nomeação para um conselhão já extinto pela governadora Roseana Sarney. O gesto deu a entender que a política não segue as orientações do Palácio dos Leões.

A partir daí seu nome cresceu na cotação da escolha do vice de Flávio Dino. Curado ainda não se manifestou, mas já esteve em conversas com o ex-governador José Reinaldo Tavares, de quem recebeu convite para se filar ao PSB, e do deputado federal Weverton Rocha, que também ofereceu seu PDT como abrigo partidário. Vale lembrar que a vaga de vice é do PDT.

Curado tem se manifestado disposta a disputar uma vaga na Câmara Federal e deve sair praticamente eleita de Imperatriz com votação estrondosa. Mas pode ser que esse projeto fique para segundo plano se nas pesquisas qualitativas seu nome aparecer como a melhor posicionada na preferência do eleitorado da região Tocantina.

Aprovação do governo Dilma cai de 55% para 31%, diz pesquisa CNI/Ibope

A aprovação do governo da presidenta Dilma Rousseff caiu de junho para julho

A aprovação do governo da presidenta Dilma Rousseff caiu de junho para julho, segundo pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apresentada hoje (25). O percentual de entrevistados que avaliam o governo como ótimo ou bom caiu de 55% em junho, para 31% em julho. O grupo de pessoas que responderam ruim ou péssimo subiu de 13% para 31%, e os que consideram regular passou de 32% para 37%.

O levantamento, de julho, foi feito no período em que se intensificaram os protestos no país. Em relação à avaliação pessoal da presidenta, o número de entrevistados que aprovam diminuiu de 71% em junho, para 45% em julho. Os que desaprovam subiram de 25% em junho, para 49% este mês.

Foram feitas 7.686 entrevistas em 434 municípios, sendo que 2 mil entrevistas foram com amostragem nacional e as demais feitas em 11 estados. A margem de erro é 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Banco do Brasil é condenado a pagar indenização por tempo de espera

Dois clientes de Imperatriz receberão R$ 5 mil por danos morais

O Banco do Brasil foi condenado pela 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) a pagar indenização de R$ 5 mil, por danos morais, a dois clientes da instituição financeira tempo de espera excessivo na fila em duas agências bancárias do município de Imperatriz.

A decisão reformou sentença de primeira instância, que havia julgado como improcedentes os pedidos. Segundo o relator dos recursos de apelação dos dois consumidores, desembargador Jaime Araújo, a espera excessiva configurou falha na prestação do serviço e fixou o mesmo valor de indenização, em ambos os casos, por considerá-lo suficiente a reparar os danos morais experimentados.

Araújo ressaltou que os dois clientes apresentaram provas robustas da demora na fila. Num dos processos, o autor anexou a senha de atendimento que recebeu, com horário de 12h39min, e o comprovante de pagamento, marcando 16h21min54seg. O outro apresentou senha, com chegada às 15h58min, e comprovante de depósito, às 19h55min39seg. A alegação é de que a atual legislação municipal fixa o atendimento entre 15 e 30 minutos.

Defesa

O banco sustentou que as partes autoras não comprovaram ter esperado o tempo na fila, nem a existência de dano moral. A sentença da Justiça de 1º grau entendeu que, em ambas as situações, houve mero dissabor, comum à vida cotidiana, não configurando efetiva lesão à honra ou à personalidade dos autores.

O relator na Justiça de 2º grau, por sua vez, entendeu que ficou configurada a lesão, fazendo com que cada um dos autores faça jus à indenização por danos morais, os quais, nestes casos, são presumidos. Os desembargadores Raimundo Barros, revisor em ambos os processos, e Paulo Velten acompanharam o voto do relator.Fonte tribuna do Maranhão.

Audiência Pública em Nina Rodrigues foi bem concorrida

blog

A população de Nina Rodrigues lotou as dependências da Câmara Municipal para participar da audiência pública sobre os primeiros seis meses da administração Riba do Xerém. No primeiro momento o responsável pela contabilidade no município fez uma explanação da dinâmica técnica que deve ser seguida pelos administradores para que não existam atropelos administrativos. Dudinha fez uma brilhante exposição mostrando como se deve gerir com responsabilidade as finanças públicas. Em seguida a secretária de saúde mostrou com muita propriedade os avanços na área da saúde e as conquistas que ainda estão por vir. Foi uma demonstração detalhada e convincente das realizações na área. Os outros secretários se revezaram e cada um a seu modo fez um demonstrativo de suas atividades. O prefeito demonstrou satisfação pelas vitórias e conquistas e desejou a todos que continuem determinados na busca do melhor para os Ninenses. O que mais chamou a atenção foi o fato de o povo permanecer calado e atento as explicações, muitos sob o sol forte do lado de fora da Câmara Municipal.

Chapadinha! Dupla rouba bicicleta e na hora de vender, a Polícia já estava no local esperando eles para prender

 

 

 

 

Por: Blog do Foguinho, 25 de Julho de 2013.

 

 

 

Dois ladrões conhecido por Dariozinho e Kim do Bairro Areal em Chapadinha, roubaram uma bicicleta enfrente ao Mercadinho Pinheirense, na manhã desta quinta-feira, 25.

 

 

 

A Mulher ao terminar as compras não avistou a bicicleta no local e acionou a Polícia, o Serviço de Inteligência da PM se deslocou até o Mercado Municipal a um local chamado de “Pedra” onde é vendidos muitas bicicletas e outros objetos.

 

 

 

A polícia então ficou logo aguardando os ladrões, que minutos depois chegaram anunciando que queria vender a bicicleta e na mesma hora os homens do Serviço de Inteligência prendeu a dupla e algemas neles.

 

 

 

 

A mulher recuperou a bicicleta e eles ficaram presos.

Maranhão produzirá energia eólica a partir de 2014

 

Anúncio foi feito pelo presidente de empresa durante encontro de negócios em São Luís

 

Em 25/07/2013 , às 07h54 –

SÃO LUÍS – O Maranhão vai produzir energia eólica a partir de junho de 2014, quando se iniciará a operação da 1ª fase do projeto de implementação dos parques eólicos da Bioenergy Geradora de Energia, a ser instalado nas cidades de Tutoia e Paulino Neves. O projeto total está estimado em R$ 4,5 bilhões de investimentos e deve criar cerca de dois mil empregos durante a instalação. O anúncio foi feito pelo presidente da empresa, Sérgio Marques, durante o Encontro de negócios, realizado nesta quarta-feira (24), no Pestana Resort Hotel, em São Luís.

O encontro, uma ação do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), foi realizado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Sedinc), Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema) e a Bioenergy. O evento contou com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauricio Macedo; do vice-presidente da Fiema, José Orlando Leite, do secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico da Sedinc, David Braga Fernandes, do superintendente de Negócios da Sedinc, José Oscar Melo Pereira, além de executivos da Bioenergy e empresas contratadas para a criação do projeto e empresários do Maranhão.

Na ocasião, as empresas contratadas da Bionegy para a realização das obras – ABB, Elecnor, Estrutural e GE – no Estado apresentaram as demandas e oportunidades de negócios para as empresas locais. Ao falar sobre o projeto, o presidente da Bioenergy, Sérgio Marques, disse que a empresa está extremamente motivada com a criação do empreendimento no Estado, pois encontrou total apoio do governo estadual. “Vamos ter aqui no Estado 377 aerogeradores nas fases I e II. Nosso objetivo é gerar energia a partir de junho do próximo ano”, disse Sérgio Marques, destacando que a empresa necessita também do apoio e da interação com as empresas locais. “Não queremos trazer só o empreendimento, mas também o desenvolvimento”, disse Sérgio Marques. Os parques eólicos serão criados nas cidades de Paulino Neves, Tutoia e Barreirinhas.

O encontro de negócios colocou Bioenergy e suas empresas contratadas para a realizada frente a frente com as empresas locais do Estado para que conheçam de perto as oportunidades. “Esta é uma reunião de trabalho que visa aproximar a Bioenergy das empresas maranhenses para que elas conheçam as demandas de produtos e serviços do projeto. A ideia é que parte dos investimentos seja internalizada na nossa economia por meio das empresas locais e geração de empregos, que é o propósito do PDF”, disse Maurício Macedo. De acordo com o superintendente de negócios da Sedinc, José Oscar, o PDF possui, atualmente, 860 empresas cadastradas.

Para o vice-presidente da Fiema, José Orlando Leite, o empreendimento da Bioenergy possui um grande potencial multiplicador de novos negócios. “A energia eólica, a partir de hoje, torna-se uma realidade para nós empresários, não só como fonte de energia, mas como uma geradora de oportunidades de negócios”, observou José Orlando, ressaltando que o Sistema Fiema, por meio do Senai do Maranhão, já está trabalhando na elaboração dos parâmetros curriculares com foco na fabricação, instalação e manutenção de aerogeradores e parques eólicos.

A Bioenergy já iniciou a melhoria da infraestrutura para a instalação de 13 parques eólicos no Maranhão que produzirão, aproximadamente, 640 MW de energia limpa e renovável, com investimento estimado em R$ 1,4 bilhão. A segunda fase entrará em operação a partir de 2015, com um total de 377 aerogeradores para gerar um total de 1GW.

Para permitir o escoamento da energia, a Bioenergy, também, constrói uma linha de transmissão de 500 KVA, com 240 km que interligará a subestação de Miranda II, na qual estão sendo investidos cerca de R$ 125 milhões.Fonte Tribuna do Maranhão.

TELECATCH CONTRA A REBELIÃO

 

 

Assistimos a uma guerra de facções movidas pelo propósito comum de tirar o povo das ruas. Quem pensa que isso é coisa de baderneiro e polícia despreparada pode estar cometendo um erro feio.

 

O padrão se repete nas últimas semanas, principalmente no Rio de Janeiro: mascarados se infiltram nas manifestações e ocorrem conflitos violentos com a polícia.

 

O resultado tem sido o afastamento do povo, o medo da sociedade e o esvaziamento das manifestações. A rebelião dos brasileiros vai desvanecendo.

 

Violência, infiltração e manipulação. Vale tudo para paralisar a rebelião e tirar da agenda da sociedade a cobrança por melhores serviços públicos, governança responsável, menos impunidade e combate à corrupção.

 

Conseguiram: o que se discute agora é quem mente mais e quem é mais estúpido, truculento e covarde: os mascarados ou a polícia. E quem faz a cobertura mais interessada.

 

Quem se aproveita disso?

 

Nem precisa perguntar ao mordomo.

 

Esses conflitos entre mascarados e a polícia são brigas combinadas, um telecatch. Assistimos a uma guerra de facções movidas pelo propósito comum de tirar o povo das ruas. Quem pensa que isso é coisa de baderneiro e polícia despreparada pode estar cometendo um erro feio.

 

Por trás e por cima dos adolescentes que quebram, incendeiam, apanham e são presos, estão profissionais experientes de partidos double-face (cara oficial e cara clandestina), seus ideólogos totalitários e seus patrocinadores espertos. A gente ainda se lembra das bandeiras expulsas da pesseatas em junho.

 

Por trás e por cima dos policiais que batem, atiram, apanham e são queimados por coquetéis molotov, estão governantes, políticos, burocratas e patrocinadores, que se locupletam na corrupção e no desprezo ao povo.

 

Brigam nesse telecatch políticos e comparsas encastelados no poder com políticos e comparsas candidatos ao poder. Afinal, temos eleição ano que vem.

 

Enquanto isso, Renan, Sarney, Collor, Rose, Cavendish, Cachoeira, mensaleiros, ‘campeões nacionais’ e tantos outros se divertem e continuam a rir na nossa cara.

Wikipedia: Telecatch foi um programa de televisão criado na extinta TV Excelsior do Rio, Canal 2, dedicado à exibição de combates de luta-livre, que combinavam encenação teatral, combate e circo. Alcançou o auge durante os anos 60, criando vários heróis, como Ted Boy Marino. Fonte Este mundo possível.

Mata Roma, Afonso Cunha e Burití estão entre os 91 municípios maranhenses, inscritos no programa mais médicos

 

 

Número representa 37% do total de cidades no estado. As inscrições seguem abertas até 00h desta quinta-feira, 25 de julho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Programa Mais Médicos registrou 91 municípios do Maranhão inscritos até esta quarta-feira (24), o equivalente a 37% das cidades do estado. Desse total, 68 estão nas regiões maranhenses de maior vulnerabilidade social e consideradas prioritárias. As inscrições seguem abertas até 00h de amanhã, 25 de julho, e podem ser feitas pelo site do Ministério da Saúde – www.saude.gov.br.

 

 

 

No Brasil todo, 2.552 municípios aderiram ao programa, o equivalente a 45,8% das cidades brasileiras. Do total, 887 (34%) estão em regiões de maior vulnerabilidade social. A região Nordeste registrou o maior número de inscrições, com 867 (34%) municípios participantes. O Sudeste contou com 652 municípios participantes e o Sul, 620. Norte e Centro-Oeste registraram 207 e 206, respectivamente.

Veja a lista dos municipios participantes no Maranhão

AFONSO CUNHA
AGUA DOCE DO MARANHAO
ALCANTARA
ALTAMIRA DO MARANHAO
ALTO ALEGRE DO MARANHAO
AMARANTE DO MARANHAO
ANAJATUBA
ARAME
BACABAL
BACURITUBA
BARRA DO CORDA
BELA VISTA DO MARANHAO
BEQUIMAO
BERNARDO DO MEARIM
BOM JARDIM
BOM LUGAR
BURITI
BURITICUPU
BURITIRANA
CACHOEIRA GRANDE
CAJAPIO
CANDIDO MENDES
CAROLINA
CAXIAS
CEDRAL
CENTRAL DO MARANHAO
CENTRO DO GUILHERME
COROATA
CURURUPU
DAVINOPOLIS
DOM PEDRO
ESTREITO
FORMOSA DA SERRA NEGRA
FORTALEZA DOS NOGUEIRAS
FORTUNA
GOVERNADOR ARCHER
GOVERNADOR NEWTON BELLO
GRACA ARANHA
GRAJAU
ICATU
IGARAPE DO MEIO
IMPERATRIZ
ITAPECURU MIRIM
ITINGA DO MARANHAO
JATOBA
JENIPAPO DOS VIEIRAS
JOSELANDIA
LAGO DA PEDRA
LAGO DO JUNCO
LAGO DOS RODRIGUES
LAGOA DO MATO
LAJEADO NOVO
LORETO
MARAJA DO SENA
MATA ROMA
MATINHA
MATOES
MILAGRES DO MARANHAO
MIRADOR
NINA RODRIGUES
NOVA COLINAS
OLINDA NOVA DO MARANHAO
PACO DO LUMIAR
PALMEIRANDIA
PINHEIRO
PORTO FRANCO
PRESIDENTE DUTRA
PRESIDENTE MEDICI
PRIMEIRA CRUZ
RIACHAO
RIBAMAR FIQUENE
SAMBAIBA
SANTA FILOMENA DO MARANHAO
SANTA INES
SANTA LUZIA DO PARUA
SANTA RITA
SANTANA DO MARANHAO
SANTO AMARO DO MARANHAO
SAO JOAO BATISTA
SAO JOAO DO PARAISO
SAO JOSE DOS BASILIOS
SAO LUIS
SAO MATEUS DO MARANHAO
SAO RAIMUNDO DAS MANGABEIRAS
SAO RAIMUNDO DO DOCA BEZERRA
SAO VICENTE FERRER
SERRANO DO MARANHAO
SITIO NOVO
TUFILANDIA
TUNTUM
TURIACU

Resta saber se o gigante pegou de novo no sono pesado, ou não.

 

Uns fomentam a violência com a máscara do anticapitalismo. Outros convocam um golpe militar, com a máscara do anticomunismo.

 

Em comum o mesmo rancor pela democracia, o mesmo projeto totalitário.

 

A violência institucional dos mascarados e da polícia tira o povo das ruas.

 

São manobras patéticas para capturar a rebelião dos brasileiros.

 

Tem mais:

 

O governo finta as demandas por serviços decentes e menos corrupção com mais propaganda do “país das maravilhas” e a reforma política para garantir a reeleição.

 

O PT ressuscita o projeto de controle da mídia (censura à imprensa) e volta a defender os mensaleiros, atacando o presidente do STF.

 

Centrais sindicais e movimentos sociais comprados pelo governo fazem um Dia Nacional de Lutas para apoiar o governo.

 

Acossado no início pelos brasileiros nas ruas, o Congresso Nacional começa a votar uma “agenda positiva” pautada pela sociedade e logo depois relaxa e volta a zombar da sociedade.

 

Partidos e candidatos se aproveitam da confusão para aniquilar os adversários.

 

Governo, Congresso, partidos e sindicatos se desmoralizam e alimentam o falso dilema entre participação e representação, uma estratégia para desacreditar o voto e continuar no poder.

 

Os que se assustaram com o povo nas ruas estão agora tranquilos, confiantes em suas estratégias de captura da rebelião.

 

Parece mais distante a conexão da nova política com a política tradicional.

 

Resta saber se o gigante pegou de novo no sono pesado, ou não.

 

Se pegou, vai acordar hora dessas.

 

Quem pensa que povo não pensa é porque já esqueceu de junho. E julho nem acabou.

 

No mais tardar, o gigante acorda ano que vem para o acerto de contas com as urnas. Fonte Este mundo Possível,

Trabalhadores de Vargem Grande viveram como escravos em Minas Gerais.

DSCF1174DSCF1170DSCF1171

Um grupo  de 31 trabalhadores de Vargem Grande que foi  levado dia 12 de julho para trabalhar numa colheita de café no sítio Catalão em Nova Rezende Minas Gerais com promessas de altos salários, chegou na manhã de hoje em sua terra natal. Os trabalhadores foram levados por uma empresa de turismo de Caxias Maranhão, com a promessa de ganharem R$ 7.000,00 (sete mil reais) em três meses. Ao chegar lá a realidade foi outra. A diária variava, mas não ultrapassava R$ 15,00 (quinze reais). Os trabalhadores que dormiam em colchões no chão sobre fezes de carneiros, eram  obrigados a pagarem além da alimentação, as luvas e outros equipamentos que usavam na colheita do café. A situação foi descoberta depois que o sogro do professor Harlen Dias, que também foi recrutado pela empresa, entrou em contato com familiares e denunciou a situação dos colegas. De posse dessas informações o grupo Acorda Vargem Grande liderado pelos professores Railson e Harlen Dias, entrou em contato com o prefeito de Nova Rezende Celso José de Oliveira, o Celso da Rádio, que alojou o grupo em uma escola municipal até que esses fossem devolvidos para suas famílias. Ao chegarem foram unânimes em afirmar que viveram em situação de escravidão no sítio Catalão de propriedade do Sr. Pedro Madeira. O Ministério Público foi informado da situação e além de ajudar no resgate dos trabalhadores está tomando as providências necessárias junto a Polícia federal e ao Ministério Público federal. Dr. Benedito de Jesus Nascimento Neto, promotor de Justiça da Comarca de Vargem grande, acredita que exista outros Vargem Grandenses vivendo em situação semelhante a essa em outros estados da federação.DSCF1170

134 roubos a bancos ocorreram nos últimos 18 meses no Maranhão

Média de ocorrências é de oito assaltos a cada 30 dias

A Superintendência de Investigações Criminais (Seic) informou que, com base em dados dos últimos dezoito meses (janeiro/ 2012 a junho 2013) foram registrados em todo o estado 134 casos de roubos e furtos a agências bancárias instaladas no Maranhão, o que dá uma média de quase oito assaltos por mês. Ainda segundo a Seic, enquanto que, no ano passado, foram 96 casos do gênero, este ano, sem contabilizar os casos registrados neste mês, ocorreram 38 crimes relacionados a delitos contra instituições financeiras.

Do total de roubos e furtos a bancos registrados no período, 117 deles aconteceram no interior do Estado, equivalente a 87,3% dos casos. Na capital, foram contabilizadas 17 ocorrências, ou 12,7%. Este ano, o mês de janeiro com 13 casos foi o que mais registrou assaltos a ônibus, seguido pelo mês de março (9). No ano passado, enquanto o primeiro semestre apresentou 44 registros de delitos contra bancos, os seis últimos meses do ano registraram 52 casos. Fonte Tribuna do Maranhão.