Bolsa Família não resolve, diz grupo ligado à Igreja Católica

 

“Quem entra no Bolsa Família sonha em continuar”, disse o bispo

Em 17/12/2013 , às 09h18 –

O presidente da Cáritas Brasileira, dom Flávio Giovenale, que está lançando uma campanha de combate à fome, disse à Folha que os programas de transferência de renda do governo federal não atacam as causas da pobreza e que o Bolsa Família “é quase uma pré-aposentadoria”.

“Quem entra no Bolsa Família sonha em continuar. Não é que sonhe dizer “ah, tenho dignidade de sustentar a família, de crescer, de melhorar””, disse o bispo.

Na campanha, lançada na semana passada, a Cáritas Brasileira estimula discussões e propostas para uma saída do Bolsa Família.

Ligada à Igreja Católica, a entidade é uma confederação de instituições de caridade com 164 organizações pelo mundo. Todas estão na campanha, mobilizando paróquias e comunidades.

Giovenale reconhece que as políticas de transferência de renda ajudaram a acabar com a fome “no primeiro nível”, mas não atacam suas causas: “O que tem que combater, por isso colocamos pão e Justiça no slogan da campanha, são as causas da fome. A fome não é natural, mas fruto de escolhas políticas e econômicas”.

Pelos dados da ONU, segundo o governo federal, houve redução de 54,3% no número de subnutridos no país nos últimos 20 anos.Fonte Tribuna do Maranhão.

Blitz & Roubos

Existem os que criticam as blztz e que enquanto elas acontecem os ladrões fazem a festa. è preciso entender as coisa e separar o joio do trigo. A Blitz que aconteceu dia 27 foi para tentar recuperar motos roubadas em Itapecurú e que supostamente estariam em Vargem Grandre. Nessa madrugada aconteceu um furto na loja do senhor Vicente Portela segundo ele, é o segundo destes dois  meses. A desativação do Posto da polícia rodoviária federal de Vargem Grande, facilitou muito para os ladrões. E esse crédito do fechamento, é do governo Miguel que nada fez  para impedi-lo, como se posicionou doutora Ana quando quiseram fechar a agência do Banco do Brasil local. É claro que precisamos de coibir roubos e descobrir seus autores, como o que aconteceu ontem no início da tarde na farmácia Karol. Mas não podemos abrir mão das blitz para da mesma forma tentar descobrir motos roubadas.

Já no Brasil a bióloga brasileira Ana Paula Maciel

 

Flávio Ilha e Márcia Abos, O Globo

A ativista brasileira do Greenpeace Ana Paula Maciel, que chegou ao Brasil na manhã deste sábado, após ficar 62 dias presa e passar mais um mês em liberdade provisória, na Rússia, classificou o episódio envolvendo os ativistas do Greenpeace como um dos mais críticos e vergonhosos em 40 anos de história de protestos pacíficos em prol da natureza.

Ana Paula comparou o caso à explosão do navio Rainbow Warriors, afundado pelo serviço secreto da França em 10 de julho de 1985 e que causou a morte de um militante do grupo ambientalista.

– Esses dois momentos foram os mais vergonhosos e críticos em 40 anos de protestos pacíficos e de liberdade de expressão. É quando podemos perceber quanto os governos tentam desesperadamente calar as vozes que precisam falar. E se eu aceitei os riscos para falar mais alto (que os governos) é porque eu acho que vale a pena. Esse dois meses na prisão valeram a pena – disse ao desembarcar.

 

 A ativista foi recebida pelos pais, pela irmã e por outros parentes no aeroporto Salgado Filho. Ela chegou às 11h, vinda de São Paulo. Do pai, Jaires Maciel, ganhou uma orca de pelúcia, uma referência à próxima missão dela, na Nova Zelândia. A família também confeccionou uma faixa que saudava a sua chegada: “A nossa Porta está mais Alegre com teu retorno. Te amamos”, dizia.

Livro-bomba agora está disponível na internet

Para enfrentar o esquema que tenta impedir a circulação do seu livro-bomba, pressionando livrarias ou comprando estoque dos exemplares, o delegado Romeu Tuma Jr disponibilizou a obra na livraria virtual Amazon.com. “Assassinato de reputações” (Ed. Topbooks, Rio, 557 pp, R$ 69) revela que na ditadura o então sindicalista Lula foi informante do Dops, polícia política chefiada por seu pai, o lendário Romeu Tuma.Fonte Claudio Humberto.

PSDB denunciará Dilma por ‘uso indevido da máquina’

Cristiane Bonfanti, O Globo

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), informou nesta quarta-feira que acionará a Justiça Eleitoral e a Procuradoria-Geral da República “contra o uso indevido da máquina pública” pela presidente Dilma Rousseff. No dia 24, o GLOBO informou que a presidente enviou uma carta de Natal aos servidores públicos federais.

“Esse tipo de ação já caracteriza, por si só, abuso de poder. Nenhum outro candidato teria acesso aos endereços de todos os funcionários públicos federais para poder enviar correspondências natalinas similares”, disse Sampaio, por meio de nota.“Mas a presidente Dilma vai ainda mais longe na afronta às leis e à Constituição, pois essa ação ilegal configurou, na realidade, promoção pessoal visando angariar votos para sua candidatura em 2014. E tudo isso foi feito, ao que tudo indica, com dinheiro público”, afirmou o líder tucano.

 

Governadora Roseana se reunirá com aliados políticos em janeiro

Em pauta a desincompatibilização ou não da Chefe do Executivo Estadual do cargo.

SÃO LUÍS – A governadora Roseana Sarney (PMDB) deverá reunir sua base na Assembleia Legislativa e seus aliados na bancada federal já nas primeiras semanas de janeiro. A Chefe do Executivo Estadual pretende definir a sua candidatura ou não nas eleições de 2014.

Outro ponto a ser definido por Roseana e seus aliados é quanto ao futuro do governo em caso de sua renúncia ou desincompatibilização. Se ela deixar o governo, quem assume o posto é o presidente da Assembleia, deputado Arnaldo Melo (PMDB), com a incumbência de convocar eleições suplementares em 30 dias.
A governadora quer definir com os aliados quem deve ser o candidato em uma eventual eleição-tampão, se o próprio Arnaldo Melo ou outro membro de seu grupo político – e em que circunstâncias. Fonte Imirante

Dois corpos são encontrados esfaqueados nesta quarta-feira no bairro da Alemanha

As vítimas foram identificadas como: Maria das Graças Santos Ferreira e Raimundo Monteiro Reis. O suspeito está foragido.Imirante

SÃO LUÍS – Dois corpos foram encontrados nesta quarta-feira (25), no bairro da Alemanha, em São Luís. Maria das Graças Santos Ferreira, de 60 anos, e Raimundo Monteiro Reis, também de 60 anos, foram vítimas de arma branca. Além disso, foram encontradas marcas de pancadas na cabeça.

Maria das Graças Santos era dona da pousada e restaurante “Zebrão”, localizada na Alemanha, e o Raimundo Monteiro trabalhava como vigia do local. De acordo com as primeiras informações, um homem, não identificado até o momento, estava hospedado na pousada há alguns dias, mas não estava pagando pelos serviços prestados. A proprietária começou a cobrar o inquilino.

O corpo de Maria das Graças foi encontrado no quarto encoberto por um lençol. Já o corpo de Raimundo Monteiro foi descoberto dentro de um tanque. No estabelecimento não há sinais de arrombamento. O suspeito está foragido e polícia foi acionada e trabalha no caso para elucidar o crime.

Dilma anuncia salário-mínimo de R$ 724 a partir de 1º de janeiro de 2014

O reajuste será de 6,78% sobre o valor atual. O comunicado foi feito no perfil da presidente no Twitter

Publicação: 23/12/2013 18:49 Atualização: 23/12/2013 19:31

 (Twitter/Reprodução)  

 

A presidente Dilma Rousseff confirmou nesta terça-feira (23/12) o aumento do salário mínimo para R$ 724 em 2014, 6,78% a mais do que os R$ 678 atuais. Em uma publicação na rede social Twitter no final da tarde desta terça-feira, a presidenta informou que assinou o decreto que viabiliza o ajuste. O novo valor entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2014.

Leia mais notícias em Economia

Esse valor estava previsto no Orçamento da União, aprovado pelo Congresso na semana passada. Aocomemorar a aprovação, Dilma disse que Executivo e Legislativo têm estabelecido uma relação “muito construtiva” e que o Congresso tem sido um “grande parceiro” do governo.

O Lixo e a Dengue

HPIM0393Todos os anos o governo federal lança a campanha de combate a dengue. Os municípios aproveitam para usar os meios de comunicação para esclarecer a importância dos cuidados que devemos ter para evitar a doença. Neste mês de dezembro a Secretaria de Saúde de Vargem Grande usou toda a sua capacidade de funcionário para a campanha. Carros de som, divulgação em rádio e tv além de distribuição de sacos para recolhimento de lixo foram usados na campanha. Vivos o esforço que o governo municipal fez para evitar a doença. Mas para que as campanhas surtam efeito, é necessário mais, é preciso conscientização e educação. Parece que a população pensa que o mosquito só atacará naquele período. Por isso, muitos continuam a amontoar lixos nas suas casa e outros derramando lixo a céu aberto em calçadas e proximidade de muros. Parece que vão aguardar o próximo ano para o governo em outra campanha, distribua sacos, alugue carros para o recolhimento de lixos. Muitos até dizem com muita propriedade que o lixo deve ser recolhido pela prefeitura, mas esquecem que não é por isso que devem sem nenhum cuidado espalhar lixo pelas ruas e avenidas que além de provocar doenças enfeiam a nossa cidade.

Forum pela cidadania faz manifestação em Vargem Grande

HPIM0389Um grupo de manifestantes do Forum pela cidadania se reuniu hoje em Vargem Grande. No início da manhã os manifestantes se reunirão em frente ao Portal da Cidade, e com faixas e cartazes com frases de ordem iniciaram a caminhada pelas ruas da cidade. Fizeram uma manifestação em frente a prefeitura com oradores se revezando nas falas e sempre demonstrando indignação com os desvios de recursos públicos e a não conclusão de obras. Em seguida os manifestantes se dirigiram ao prédio da Câmara Municipal manifestando mais uma vez seu descontentamento com os administradores que abandonam a saúde, a educação e a segurança, prioridades de qualquer gestor. O curioso é que em todas as falas citavam o descontentamento com a administração anterior, que segundo eles, o ex gestor Dr. Miguel recebeu os recursos e não concluiu as obras. Estiveram presentes  visitando todas obras inconclusas na administração anterior, inclusive em obras que foram concluídas na atual administração. A manifestação contou com a participação de péssoas de Pirapemas, Presidente Vargas, Cantanhede Nina Rodrigues e Vargem Grande entre outros. A última obra que recebeu a visita do grupo de manifestantes  foi a do ginásio do Campo de Aviação.

Maranhão é o pior em superlotação de unidades de ressocialização

Flora Dolores/O Estado

Maranhão é o pior em superlotação de unidades de ressocialização.

SÃO LUÍS – A superlotação na única unidade de ressocialização de adolescentes no Maranhão é denunciada em um levantamento do Ministério Público Federal (MPF), realizado em todo o país. Segundo o relatório do MPF, o Maranhão é o Estado com o pior índice do país de superlotação de internos em unidades de ressocialização. São 73 vagas e 335 internos, ou seja, 458% acima da capacidade, segundo o relatório. O estudo foi elaborado com base em vistorias feitas em 2.370 casas de acolhimento em todo o Brasil.

Segundo uma resolução de 1998, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), o Estado deveria ter oito centros de ressocialização. Entretanto, a única unidade de internação definitiva – ou seja, em que se cumprem medidas socioeducativas – que existe é a Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) da Maiobinha, que está interditada, desde julho de 2012, por determinação da Justiça. O pedido de interdição partiu da Promotoria da Justiça dos Direitos da Infância e da Juventude para que a unidade fosse reformada para atender aos padrões do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

As obras, ainda, não foram iniciadas, e a transferência dos adolescentes infratores só ocorreu em julho deste ano, portanto após um ano, criando outro problema: os jovens estão alojados em uma unidade que não é devidamente legalizada para atendimento de internação – a unidade do Canaã (onde estão 59 adolescentes, sendo 35 da capital e 24 do interior, onde a capacidade máxima é para 30), no bairro do Vinhais, destinada a internos que cumprem medida provisória.

De acordo com o juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude, José dos Santos Costa, a situação só não é pior porque o número de adolescentes que respondem por medidas provisórias ou definitivas no Estado é considerado pequeno. “Os dados revelados demonstram que a situação da infância no Maranhão não é tão grave, em termos de número de adolescentes envolvidos no Estado. Pelo contrário, é pequeno. O que é grave é que nós não temos uma estrutura mínima de internação provisória de adolescentes que é exigida”, afirmou em entrevista ao Imirante nesta segunda-feira (12). “Nós só temos, no Estado, duas unidades de internação provisória, uma em São Luís e outra em Imperatriz. E, para definitivo, aqueles que estão cumprindo medida socioeducativa de internação, nós só tínhamos a unidade da Maiobinha, que é o Centro da Juventude Esperança (CJE), que foi interditado há um ano e, até hoje, não iniciou nenhuma obra. Esses adolescentes, então, em internação, parte deles foram colocados em outras medidas e, atualmente, nós temos 13 adolescente que estão cumprindo medidas socioeducativas em São Luís, sendo 10 no Alto da Esperança e três no Vinhais, que é para internação provisória. O Alto da Esperança, no Anjo da Guarda, não é um local adequado, não está devidamente inscrito, registrado no Conselho Estadual da Criança e do Adolescente, como determina a lei federal. Enfim, é um local inadequado para internação”, diz.

A Funac, em nota, afirma que, atualmente, existem 111 adolescentes em unidades do Maranhão, e não 335, como informou o Conselho Nacional do Ministério Público, mas que o número não é menor porque muitos adolescentes, ainda, aguardam o julgamento do processo judicial.

Solução

Segundo o magistrado, a legislação impõe diversas regras para o funcionamento de unidades de internação em todo o país. “O estabelecimento para internação de adolescentes tem uma série de exigências determinadas por lei para ter atividades múltiplas para que aquele adolescente dali, com um plano individual de atendimento, possa voltar à convivência na sua comunidade, na sua família, sem voltar a praticar ato infracional”, explica.

Para dar solução à superlotação nas unidades de internação, foram marcadas diversas audiências, a partir de quarta-feira (14), com o objetivo de revogar ou substituir as medidas. Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas podem passar a ter regime de semiliberdade ou de liberdade assistida.

O juiz alerta, entretanto, sobre a possibilidade de retorno dos recursos federais destinados para a construção de uma unidade de internação definitiva que seria construída em Imperatriz, e, até agora, não saiu do papel, e para a falta de distribuição das unidades. “A superlotação ou deficit no Maranhão está relacionado com a diminuta rede de atendimento para o adolescente em conflito com a lei no Estado do Maranhão. Não se concebe um Estado com a dimensão que nós temos só ter duas unidades provisórias. Não há nada lá em Timon, por exemplo. Não há nada em outro extremo do Maranhão. Enfim, tudo jogado para essas duas unidades, de Imperatriz e São Luís”, conclui.