Idoso atropelado na Tresidela não resistiu aos ferimentos


O senhor Elias Beru era muito conhecido na cidade (imagem: reprodução facebok)

O senhor Elias Beru, como era conhecido, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito por volta das 5h00 deste sábado (15) no Hospital Macrorregional de Coroatá, onde estava internado após sofrer um grave acidente de moto no bairro da Tresidela.

O idoso tentava atravessar a Avenida Central quando foi atingido por um motociclista. Ele teve um grave ferimento na cabeça, que causou bastante sangramento, e escoriações pelo corpo. O Samu foi acionado e encaminhou o idoso para a unidade de saúde.

Populares que estavam próximo do local disseram que o condutor da moto fugiu após o acidente, sem prestar socorro à vítima. Ele ainda não foi identificado.

Vídeo mostra o momento em que a vítima é levada pelo SAMU:

Justiça federal ameaça demolir construções nas margens da BR 316 em Timon

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está notificando todos os donos de imóveis com construções às margens da BR 316, rodovia que liga Timon a Caxias. Eles estão sendo aconselhados a retirarem suas construções que estão dentro da margem de segurança da rodovia, sob pena de serem demolidas pela justiça.

A determinação é recomendação da justiça federal com trabalho que está sendo feito pelo DNIT. As notificações de proprietários timonenses pegou muitos deles de surpresa. O vereador licenciado e atual Secretario Extraordinário de Apoio a Infraestrutura Produtiva de Timon, Raimundo da Ração(foto), visitou a sede regional do DNIT em Caxias para tratar do assunto.

Acompanhado de alguns empresários e proprietários que possuem imóveis às margens da rodovia em Timon e que  foram notificados, Raimundo da Ração quis saber mais sobre o problema. Ele foi informado por funcionários do DNIT que a determinação é da justiça federal e que a mesma exige que as construções obedeçam ao que determina a legislação de ter 35 metros de margem de segurança da rodovia de um lado e do outro da pista onde nestes espaços são proibidas quaisquer construção.

Em conversa com o eliaslacerda.com, Raimundo da Ração explicou que reconhece existir a determinação da lei, entretanto lamenta que só agora essa situação esteja sendo levada a sério. “Entendo que eles deveriam fiscalizar as margens da rodovia e evitar que essas construções fossem impedidas de serem feitas. Depois de erguidas  agora ficou complicado para muitos proprietários de imóveis das margens da estrada”, argumentou Raimundo da Ração.

O secretário contou que uma das opções encontradas para resolver boa parte do problema é a construção imediata do Contorno Rodoviário de Timon, pois assim a maior parte das construções que existem nas margens da rodovia passaria a ser zona urbana e não teria como as demolir, pois a lei é flexível nestes espaços. “Na saída de Timon é onde existem a maior parte das construções, seja com prédios, muros ou cercas e esta área passando a ser mais caracterizada como zona urbana com a instalação do Contorno  Rodoviário resolveríamos boa parte do problema”, avalia ele.

Raimundo da Ração afirmou que novas conversas com o DNIT e a justiça federal deverão voltar a acontecer com o objetivo de resolver o problema.

A justiça federal através do DNIT está notificando todos os proprietários de imóveis que estão com construções dentro das margens de segurança da rodovia desde Timon até Belém do Pará.

Homem é assassinado a tiros enquanto bebia em bar no Distrito de Itabatã

Na noite de sexta-feira, 14 de julho, por volta das 22h30, a Polícia Militar de Itabatã foi informada de um homicídio, ocorrido no interior do Bar e Lanchonete do Diva, na Praça Nações Unidas, em Itabatã, distrito pertencente ao município de Mucuri. Chegando ao local, os militares confirmaram o crime e tomaram as primeiras providências. A vítima foi identificada como sendo, Luan Santos Madureira, de 38 anos.

A Polícia Civil foi acionada e uma equipe do Plantão Regional, liderada pela delegada Rosângela Sousa, realizou o levantamento cadavérico. A delegada solicitou perícia e uma equipe do DPT realizou os exames Peri necroscópicos e de local do crime.  Segundo a perícia, a vítima foi atingida por seis disparos de arma de fogo, sendo 03 (três) na cabeça, 01 (um) no braço esquerdo, 01 (um) na axila direita e outro no abdômen.

Segundo o proprietário do bar, em depoimento à Polícia Civil, a vítima estava bebendo em companhia de uma pessoa, e o bar estava vazio. O dono disse que só estava aguardando a vítima terminar de beber para fechar o bar. O irmão da vítima informou à polícia que seu irmão tinha envolvimento com o tráfico de drogas, tendo sido preso diversas vezes e tinha saído recentemente do CPTF (Conjunto Penal de Teixeira de Freitas).

No momento do crime, a vítima estava em companhia do seu ex-cunhado no Bairro Triângulo Leal, em Itabatã, quando chegaram 02 (dois) elementos a bordo de uma moto preta, entraram no bar e um deles efetuou os disparos. Após a perícia, o corpo foi removido ao IML de Teixeira de Freitas para exames de praxe, em seguida, foi liberado aos familiares para velório e sepultamento. Um inquérito policial foi instaurado para investigar o crime.

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Três mulheres de Timon são presas no interior do Piauí acusadas de praticar furtos

ELIAS LACERDA

Por volta do meio dia de ontem, sexta (14/07), a polícia militar do Piauí recebeu informações sobre uma ocorrência de furto, no centro do município de União, cidade vizinha da capital Teresina.Prontamente a guarnição, sob o comando do Cap. Luz, intensificou o patrulhamento na área comercial, vindo a localizar as acusadas do furto, já dominadas por populares.

Após busca pessoal,devidamente realizada por uma policial militar, foram encontrados com as acusadas objetos provenientes da atividade criminosa.

De acordo com a polícia, as acusadas são de Timon e compõem uma quadrilha especializada em furtos, sendo  responsáveis por uma série de crimes dessa natureza nos últimos dias no centro comercial da cidade de União.

As vítimas, os objetos apreendidos e acusadas *Maria Francisca Monteiro da Silva (18 anos) , Livia Fernandes de Oliveira Lima (21 anos) e Regina Vidal de Oliveira (48 anos)*,foram conduzidas para a central de flagrantes em Teresina, para que seja adotada as providências cabiveis.

(Do GP1)

APRESENTADOR DE TV PRESO EM CODÓ PODE TER SE COMPLICADO

O apresentador da TV CODÓ, Bill Clinton, pode ter  se complicado bastante desta última vez que foi preso. Clinton não estava cumprindo as determinações impostas pela justiça e com isso outro mandado de prisão foi expedido. Desta vez, qualquer advogado terá muita dificuldade para tirá-lo da cadeia e olhe lá  se conseguir.

Desconhecido aluga Imóvel vizinho a loja e a noite arromba e faz um arrastão deixando prejuízo de 70 mil reais no Piauí

FONTE: Piaui em Foco

Um homem que se dizia comerciante da cidade de Campo Sales no Ceará, e atuava no ramo de bebidas e distribuidora de água mineral, se dirigiu a Fronteiras no Piauí na quinta-feira (13) procurando um estabelecimento para alugar.

Chegando na loja ” Malu Modas” que fica vizinho ao Banco do Brasil, na rua José Aquiles de Sousa no Centro de Fronteiras, o homem não identificado, pediu informações a proprietária, que é a senhora Marluce, relatando para ela que tinha interesse em alugar um ponto na cidade. De imediato a senhora Marluce o encaminhou para a proprietária do ponto comercial vizinho, que pertence a ex primeira dama de Fronteiras,”Dona Marieta”.

Ao alugar o ponto, o homem trocou os cadeados do estabelecimento, e com isso, na parte da noite, arrombou a loja vizinha através de uma parede do estabelecimento alugado, fazendo assim um arrastão na loja vizinha.

Segundo informações, o homem levou todos os pertences da loja, dando um prejuízo para a dona do estabelecimento de aproximadamente 70 mil reais. Esse fato deixou a família muito apreensiva e preocupada com os prejuízos causados. Ao chegar no estabelecimento na manhã desta sexta-feira (14), Marluce encontrou pouca coisa, do estoque de 70 mil reais, restou apenas um ventilador.

Hoje pela manhã a população de Fronteiras já havia presenciado um assalto a três postos de gasolina, aonde deixou uma pessoa ferida. Diante desses ocorridos, a população está sentindo um clima de insegurança na cidade.
 


Dois homens são presos por furto de combustível em Açailândia

por Redação Maranhão em Foco
Os dois envolvidos ofereceram propina aos soldados da PM.

A Polícia Militar, da 5ª Companhia Independente, prendeu no Distrito Industrial do Pequiá, em Açailândia, duas pessoas acusadas por furto de combustível e corrupção, após a prisão os homens tentaram subornar os policiais.

Segundo a PM, foram feitos levantamento pelo Serviço de Inteligência para identificar pontos usados para prática de furto de combustível. A polícia identificou uma movimentação atípica na região e o comercio ilegal de combustível. No momento da investigação, a polícia flagrou a entrada de um caminhão tanque, os policiais entraram logo em seguida, onde constataram a prática do crime de furto de combustível.

Foram presos: Francisco Silva Justino, motorista do caminhão e Reginaldo Lopes Lima. No momento da chegada dos policiais, os dois estavam retirando gasolina em galões dos caminhões.

Durante o percurso até a delegacia, os dois envolvidos ofereceram a quantia de R$ 2,000,oo aos soldados da PM pela sua liberdade. Os dois foram levados à 9ª delegacia de Açailândia para as devidas providências.

Polícia de Barrerinhas desmantela quadrilha de Traficantes de cocaína.

Em uma operação conjunta das policias Civil e Militar de Barreirinhas logo após o meio dia, conseguiu desarticular uma quadrilha que comercializava cocaína naquela cidade. Foram presos uma usuária e mais três de nome Francisco de Sousa Bittencourt, Klecio de Souza Bittencourt Filho e Jefferson Castro Silva. O trio estava com quase um Kg de cocaína em barra e 2 kg de um pó branco que a polícia acredita ser possivelmente para mistura e  R$ 700,00 (setecentos reais) em espécie além de pinos plásticos para embalar a droga. Fonte Grupo Amigos de Samuel Murita

MINISTÉRIO PÚBLICO DE OLHO NA EX-PREFEITA DE MATA ROMA-MA

 

A ex-prefeita de Mata Roma, Carmem Silva Lira Neto, é alvo de uma Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA), em 29 de junho, em função de uma matéria jornalística divulgada, em abril de 2015, em um jornal local de São Luís, que fez promoção pessoal da ex-gestora. A publicação do texto foi paga com R$ 2 mil dos cofres do Município.

A ação foi formulada pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Chapadinha, Douglas Assunção Nojosa. Mata Roma é termo judiciário da comarca.

APARECEM NOVAS DENÚNCIAS CONTRA DELEGADO DE AÇAILÂNDIA

 

A Polícia Civil investiga novas denúncias contra o delegado Tiago Felippini, preso há 15 dias por suspeita de corrupção e formação de quadrilha em Açailândia, a 600 km de São Luís. De acordo com as novas acusações, o delegado é suspeito de coagir açougueiros, comerciantes e vaqueiros do município obrigando-os a vender e comprar carne para um único frigorifico.

As denúncias foram feitas inicialmente na Secretaria do Meio Ambiente da Açailândia e em seguida foram encaminhadas para a 9ª Delegacia Regional de Açailândia, que abriu inquérito sobre o caso. Em todos os dez depoimentos colhidos, os denunciantes afirmam que eram obrigados e ameaçados a comprar carne de apenas um frigorifico

AL CAPONE SERIA ESTAGIÁRIO NA JBS DOS IRMÃOS BATISTA

Rio – Li e reli algumas entrevistas de Rodrigo Janot nos últimos dias. Confesso que nada do que ele disse me tocou, me sensibilizou em relação ao seu trabalho na procuradoria. O procurador-geral da República tem falado friamente sobre os fatos que ocorreram na sua gestão à frente do órgão e em nenhum momento puxou para si a responsabilidade de apurar os crimes da dupla Lula/Dilma. Fez-se distante dos males que os dois causaram ao país, ao contrário do juiz Sérgio Moro que condenou o ex-presidente a nove anos e meio de cadeia. Janot falou do Temer, do Aécio e do procurador Ângelo Goulart, olheiro dos irmãos Batista, preso. Recusou-se a se defender das insinuações que Temer fez de que ele estaria na caixinha da JBS, acusação grave que teria merecido dele uma resposta à altura de quem não tem culpa no cartório. Mas o que se viu até agora foi um silêncio inexplicável de Janot.

Na entrevista ao Estadão, o procurador faz cara de paisagem para os malefícios que a dupla Lula/Dilma causou ao país. Em nenhum momento isto o motivou a investigar os petistas que saquearam os cofres públicos, pois para ele o país só começou a ficar pervertido depois que o Temer assumiu o poder e o Aécio pediu R$ 2 milhões de reais ao Joesley, da JBS. Ora, doutor Janot, o senhor sabe muito bem que quase no final dos seus trabalhos houve uma turbulência dentro do próprio Ministério Público. Muitos dos seus auxiliares – que preferem o anonimato – não gostaram que Vossa Senhoria tivesse dado um salvo conduto aos irmãos Batista em troca da delação premiada.

Quando o senhor diz que uma das condições dos Batista para delação era o perdão total dos crimes, que eles não abriam mão dessa imunidade, está fazendo uma confissão de leniência. Trocando em miúdos: o senhor quer dizer que nem a Polícia Federal e nem os seus procuradores teriam condição de levar a fundo as investigações? É isso? Ora, sabemos todos que a PF está aparelhada tecnicamente para descobrir crimes financeiros como poucas polícias do mundo. E os seus procuradores também estão na mesma condição de eficiência. Portanto, as suas afirmações, doutor Janot, são frágeis, não se sustentam.

O senhor esteve com a mão na botija para chegar aos verdadeiros chefes da organização criminosa no Brasil, sob a orientação dos irmãos Batista, e deixou escapar essa grande oportunidade porque considerou que a gravação, a mala do assessor do Temer, e a gorjeta milionária do Aécio eram revelações suficientes para encerrar as investigações. Os irmãos Batista, senhor Janot, enrolaram o senhor e seus auxiliares. Eles são hábeis negociantes. Não à toa, em pouco mais de dez anos, deixaram seus açougues na periferia das cidades de Goiás para se transformar em bilionários internacionais.

Com a conversa fiada de que o Brasil precisaria de multinacionais no exterior, eles também enrolaram os dirigentes do BNDES e de lá sacaram bilhões para comprar empresas com o nosso dinheirinho e gerar renda e emprego lá fora. Os que não foram iludidos passaram a receber propinas como intermediários das transações para facilitar as negociatas dos irmãos Batista. Entendeu, doutor Janot?

Veja agora os fatos atuais: com a prisão de Geddel, os brasileiros sabem agora que os irmãos Batista fizeram da Caixa Econômica Federal um covil de bandidos. Do banco, eles sacaram mais de 2 bilhões de reais para comprar a Alpargatas, aquelas das sandálias havaianas. O Geddel era vice da CEF à época. Descobre-se, agora, que ele facilitou o negócio ao preço de 20 milhões de reais de propina, como denunciou o doleiro Lúcio Funaro em delação premiada. A pergunta é: os Batista, quando fizeram a delação premiada, contaram essa historinha para o senhor e seus procuradores? Claro que não, doutor Janot.

Cercado por denúncias de todos os lados, os Batista anunciaram agora a venda da Alpargatas para dois grupos econômicos por R$ 3,5 bilhões. Que grande negócio, hein? Que lucro fabuloso para quem apenas transferiu uma bolada de dinheiro de um banco público para comprar uma nova empresa sem precisar mexer um tostão das suas economia.

Pois é, doutor, outros crimes dos irmãos Batista vão começar a aparecer. E serão tantos e tantos que o senhor lá na frente vai ser chamado de ingênuo e os ministros do STF de bobos da corte, pois foram induzidos a ratificar o acordo de delação dos Batista que agora gozam de imunidade plena.

Doutor Janot, se Al Capone fosse vivo, ele e a sua turma de mafiosos seriam estagiários nas empresas dos Batista. Aprenderiam, na bíblia dos irmãos goianos, que o crime no Brasil compensa, mesmo quando os delinquentes são flagrados com os bilhões de reais dos cofres públicos nos bolsos.