Marido traído mata pé-de-pano e arrasta esposa nua pelas ruas do Mercado Central

Foto de Caxias Maranhão.

Foto de Caxias Maranhão.

No final da manhã de hoje (05) um marido flagrou a mulher com outro homem dentro de uma pousada no Mercado Central,na cidade de Pedreiras.

Ao se deparar com a cena de traição, o marido traído espancou com violência o idoso amante de sua esposa, que não resistiu e morreu no local.

Após cometer o homicídio o marido saiu arrastando a esposa nua pelas ruas do da cidade.

Segundo informações da polícia o assassino já foi preso.

fonte:blog luis cardoso

HOMEM QUE MATOU MULHER E ENTERROU EM COVA RASA FOI A JURI POPULAR NESTA QUARTA FEIRA

Armando Rodrigues Neves, de 30 anos, que matou enterrou a jovem Maria Suiane de Moraes Soares, na época com 32 anos, vai a júri popular nesta quarta feira, em São João do Paraíso.
Na noite do dia 29 do mês de agosto de 2011, Maria Suiane estava com Armando e outro casal, em um bar que seria de propriedade da irmã dela, identificada como Maria das Dores, na cidade de São João do Paraíso. Que, em determinado momento, a vítima teria saído com Armando para receber o valor equivalente a quatro cervejas, cerca de R$ 12, devido por ele e nenhum dos dois foi mais visto.
Na tarde da última quinta-feira (29), um mês após o desaparecimento da mulher, Armando se apresentou na Delegacia de Porto Franco, sendo enviado à presença do delegado Eduardo Galvão, para quem confessou o crime e disse que enterrou o corpo em uma cova rasa, num lugar que dá acesso à sua residência. Ele contou que usou um revólver calibre 32, de sua propriedade, para matar Maria Suiane, atirando duas vezes contra a vítima, nas costas e nuca; e ainda que levaria os policiais ao local onde ela havia sido ‘sepultada’. No lugar indicado por Armando era uma vala feita pelas águas da chuva, o cadáver de Maria Suiane, já em adiantado estado de decomposição.

A IMAGEM DO DIA: CEMAR CORTA FORNECIMENTO DE ENERGIA DA CÂMARA DE VEREADORES DE VARGEM GRANDE

Vereadores que deram expediente ontem (04), na Câmara Municipal de Vargem Grande precisaram trabalhar no escuro.

Logo nas primeiras horas da manhã, uma equipe da Cemar esteve no local para cortar o fornecimento de energia elétrica do Legislativo local por falta de pagamento.

O caso deixou intrigados moradores da cidade, principalmente diante do fato de que o repasse mensal ao Poder Legislativo chega à casa dos R$ 190 mil e os gastos gerais – salários de vereadores e servidores aí incluídos – pouco passam dos R$ 100 mil.

É algo que merece explicação por parte do presidente da Casa, vereador Germano Barros, coincidentemente irmão do prefeito Carlinhos Barros (PCdoB).

Fonte: Gilberto Léda