Vereador Dyegão da Madeireira cobra explicações da operadora VIVO

O vereador Dyegão da madeireira usou a tribuna da Câmara Municipal de Vargem Grande, na volta aos trabalhos do Legislativo, para cobrar da operadora de telefonia móvel VIVO, explicações sobre o atendimento que vem dispensando aos usuários do serviços prestados no município. Segundo o vereador, são constantes as reclamações de usuários da operadora que não atende as necessidades de seus clientes. Quando se busca qualidade na prestação de serviços, a operadora alega sempre problemas técnicos mas que estão sendo providenciados os reparos. E esses reparos quase sempre não são realizados. O usuário dos serviços são os que sofrem com essa indiferença da operadora.O vereador tem se revelado como um político surpresa, pelo seu desempenho naquele poder em defesa da comunidade Vargem-Grandense.

EM PINHEIRO, MULHER É PRESA COM 55 CELULARES ROUBADOS DURANTE O CARNAVAL

A Polícia Militar prendeu na manhã desta quinta-feira (15) uma mulher identificada como Marta Cristina Costa Santos, de 34 anos, que estava em posse de diversos objetos furtados no carnaval da cidade de Pinheiro, a 333 Km de São Luís. Dentre eles havia 55 celulares.
De acordo com o Major Cláudio André, comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar, a prisão foi realizada na residência de Marta no bairro Coroadinho, em São Luís . Dentre todos os objetos, foram achados:

55 celulares
6 munições intactas calibre 38mm
2 relógios
2 porta cédulas
1 lixadeira elétrica
3 carregadores portáteis para celular

No caso de documentos furtados, a policia orienta que o cidadão faça uma busca no Departamento de achados e perdidos do Comando Geral da Polícia, no bairro Calhau, em São Luís. Nos últimos dias do carnaval, cerca de 1.500 documentos foram parar no departamento, sendo 380 só nos cinco dias de folia. São carteiras de identidade, carteiras de trabalho, registros de veículo e cartões de crédito.

Do total, 600 documentos já foram devolvidos. Para fazer o resgate de maneira simples o dono dos documentos tem prazo de até seis meses, período em que os documentos ficam no departamento. Segundo o tenente-coronel Cláudio Farias, basta ir até lá levando o boletim de ocorrência.
Rapidamente a gente verifica se esse documento já se encontra aqui. Caso se encontre, a pessoa deve se deslocar até o Comando Geral em posse do boletim de ocorrência para que assine um termo de responsabilidade e o documento seja devolvido”, afirmou.

Fonte: Neto Ferreira

EM DECISÃO UNÂNIME, VEREADORES DE SÃO JOÃO DO CARU CASSAM PREFEITO 

A Câmara de Vereadores do Município de São João do Caru-MA, cassou por unanimidade, o mandato do prefeito Municipal, Francisco Vieira Alves, mais conhecido como Xixico (PTC). A sessão foi realizada na tarde desta quinta-feira (15) encerrando há pouco.
Todos os vereadores chegaram a um consenso e decidiram pela cassação do gestor por conta da prática das infrações político-administrativas, previstas no art. 4°, incisos VII e VIII, do Decreto Lei 201/67.
Esta situação é inédita, pois todos os 11 vereadores da cidade votaram pela cassação do mandado do prefeito.

Segundo a denúncia que vem sendo investigada por uma Comissão Processante, o prefeito Xixico arrecadava contribuições previdenciárias dos salários dos servidores públicos municipais mas não repassava para a Previdência Social.