Menor é apreendido após praticar assalto em Vargem Grande

No início da tarde de ontem (10) três elementos tomaram de assalto uma motocicleta Honda Pop 110  de placa(PSW-2438/vermelha) na MA-020, no bairro Soldadinho, no município de Vargem Grande.

Dos 3 envolvidos no assalto até o momento somente  o menor infrator (G. A. dos S), de 17 anos, residente na cidade de Coroatá, foi apreendido pela guarnição. Ele confessou a participação do crime e apontou o “nome” dos outros dois acusados  “Cateba” e “Zezinho”, também residentes em Coroatá .

Equipes do Governo levam resgate, água e alimentos a prejudicados pelas chuvas no Maranhão

Centenas de pessoas atingidas pelos estragos das chuvas nos últimos dias recebem apoio do Governo do Estado com as ações de equipes do Corpo de Bombeiros, Centro Tático Aéreo e das secretarias de referência. Segundo a Defesa Civil do Estado, pelo menos 15 cidades foram alvo de enchentes e enxurradas.

As equipes de salvamento prestam reforço realocando as populações desabrigadas, monitorando a situação de risco e fazendo, junto às prefeituras, levantamento das necessidades prioritárias. Nesta quarta-feira (11), o Governo do Maranhão enviou remessas de mantimentos a cidades afetadas.

Em Tuntum, uma das mais recentes na lista de atingidas, equipe do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil articula com a Prefeitura local as medidas tomadas na região. Além das famílias desabrigadas, as chuvas comprometeram as vias de acesso, dificultando a chegada do salvamento ao local.

Um helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA) foi disponibilizado permitindo que a ajuda chegasse à cidade. Com as equipes em solo, todos os desabrigados foram retirados das áreas alagadas e transferidos a locais seguros.
Outra cidade em que as equipes atuaram foi Caxias, onde houve transbordamento do riacho afluente do Rio Itapecuru no povoado Riachão. Foram socorridas seis famílias com retirada emergencial do Corpo de Bombeiros.

Apoio

A ajuda humanitária inclui distribuição de mantimentos, cestas básicas de alimentos, medicação e itens como roupas, colchonetes, filtros e água.  A remessa enviada nesta quarta-feira atende solicitação das prefeituras de Bacabal, Trizidela do Vale e Pedreiras, totalizando aproximadamente 600 itens.
Na última semana, os mantimentos beneficiaram as famílias desabrigadas em Marajá do Sena.

A Secretaria de Desenvolvimento Social já enviou 650 cestas básicas, 250 colchões, 200 galões de 20 litros de água e 200 filtros de barro para quatro municípios atingidos pelas chuvas. A assistência continua até a normalização da situação.

Cidades atingidas

Em Bacabal, o suporte enviado pelo Governo se soma ao efetivo do Quartel do Corpo de Bombeiros local, que prestou os primeiros atendimentos pós-enchentes. Na lista de municípios prejudicados e já atendidos pela força-tarefa do Governo estão ainda Presidente Vargas, Imperatriz e Brejo.
Equipes dos Bombeiros e Defesa Civil mantêm contato com as prefeituras de Cantanhede, Timbiras, São João do Soter, Nina Rodrigues, São Luiz Gonzaga, Rosário, Esperantinópolis, Lago dos Rodrigues e Balsas para definir as medidas.

“Nos locais onde fomos acionados, prontamente enviamos as equipes. Nos demais, estamos discutindo as ações a realizar, dentro do que as prefeituras nos solicitam. Nossos grupamentos estão a postos, preparados e reforçados para garantir agilidade às ações de respostas nas regiões afetadas”, destacou o comandante adjunto do Corpo de Bombeiros e coordenador da Defesa Civil do Estado, capitão Izaac Matos.

O coordenador da Defesa Civil ressalta que os municípios do Centro Maranhense são os mais atingidos e demandados, boa parte pela sua condição de proximidade de rios ou córregos que tiveram o nível elevado. Em alguns casos, onde esse nível possa aumentar, as prefeituras de pronto acionam Bombeiros e Defesa, que ficam a postos.

Em Trizidela, um posto de comando foi instalado no Quartel do Corpo de Bombeiros, local para agilizar o atendimento às demandas. “Técnicos da Defesa também estão nesse posto para melhorar a resposta e melhor direcionar as informações”, reforça Izaac Matos.

Força-tarefa

O Governo do Estado vem trabalhando em parceria com as prefeituras e apoio do Governo Federal em cidades que já declararam calamidade pública ou estão com o processo em andamento. A situação de emergência é decretada diante dos prejuízos contabilizados pelos municípios.

Paralelamente, ações assistenciais são organizadas pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDECMA) em conjunto com as prefeituras. A equipe da CEPDECMA auxilia na condução das ações e gerenciamento do desastre. Os municípios que já decretaram situação de emergência foram Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela do Vale e Lago dos Rodrigues.

Policiais argentinos acusam ratos de comer meia tonelada de maconha

Uma investigação do Ministério de Segurança descobriu que se os ratos tivessem comido tanta droga, eles teriam morrido

Delegacia guardava mais de 6 mil quilos da droga

Delegacia guardava mais de 6 mil quilos da droga

Em uma delegacia de Buenos Aires, capital da Argentina, desapareceram 540 quilos de maconha que estavam apreendidos. A polícia então acusou os ratos da delegacia de “comerem” a droga. As informações são do jornal argentino El Patagónico.

A desculpa não colou e os policiais estão sendo investigados pelo desaparecimento de toda essa droga.

O sumiço da maconha só foi percebido porque quando a delegacia troca de comandante é necessário assinar uma espécie de inventário com todos os produtos de apreensões judiciais que estão guardados naquela delegacia.

Três comissários — o equivalente a delegado na Argentina — estão sendo acusados nesse caso. Emílio Portero dispensou o colega Javier Specia de assinar o “recibo” e o próprio Specia já havia dispensado o comissário Gabriel Schefer de registrar o documento.

Mas Portero percebeu que parte da droga apreendida na delegacia havia sido extraviada e notificou a Divisão de Assuntos Internos da Polícia — que seria como a Corregedoria da Polícia no Brasil — que iniciou as investigações sobre o caso.

O certificado de transferência que Specia tinha assinado marcava que havia 6 mil quilos de maconha guardados na delegacia, mas na realidade só estavam ali 5.460 quilos. Cerca de 540 quilos do entorpecente simplesmente sumiram no ar.

Ou melhor, “tinha sido comido por ratos”! Esse foi o álibi dos comissários.

A investigação promovida pelo Ministério da Segurança argentino, no entanto, derrubou essa hipótese.

Um comunicado no Ministério da Segurança informou que a droga já estava tão seca, pois já estava armazenada por dois anos, que se os ratos tivessem comido tanto narcótico, eles teriam morrido. Nenhum cadáver de rato foi encontrado no local.

R7

Brasileiro é condenado por terrorismo na Espanha

Kaike foi preso em 2015 na Bulgária quanto tentava passar a fronteira para a Turquia e juntar-se ao Daesh na Síria, segundo a Interpol

Interpol afirmou que jovem se juntaria ao Daesh

O brasileiro Kaike Luan Ribeiro Guimarães e outros nove cidadãos foram condenados nesta quarta-feira (11) na Espanha em até 12 anos de prisão por fazer parte de uma celula terrorista. Ele estava preso na Espanha desde 2015.

Entre os réus estão quatro espanhóis e quatro marroquinos. A nacionalidade da 10ª pessoa do grupo não foi revelada pelas autoridades.

Os homens desta célula teriam entre 22 e 48 anos e planejavam realizar atentados terroristas em pontos turísticos de Barcelona. Além disso, o grupo tramava sequestrar uma pessoa e filmar a execução dela.

Kaike foi preso em 2015 na Bulgária quanto tentava passar a fronteira para a Turquia e juntar-se ao Daesh na Síria, segundo a Interpol que o procurava por toda Europa.

Segundo a investigação, o grupo se auto-denomina “Fraternidade Islâmica” e possui relação com o grupo extremista Estado Islâmico. A celula foi desmantelada em 2015 pela polícia da Catalunha.

R7

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com