URGENTE! Primeira-dama de Buriticupu é sequestrada

A primeira-dama de Buriticupu, Betel Gomes, foi sequestrada na tarde desta quarta-feira (2).
Segundo os primeiros relatos, o filho de um vaqueiro da família é o principal suspeito do crime.
Betel é esposa de Zé Gomes, prefeito da cidade, e pré-candidata a deputada estadual nas eleições deste ano.
A Polícia Militar já foi informada do fato e deu início às buscas.
Aguarde mais informações. Fonte Neto Weba

FORAM BUSCAR DROGAS NA CIDADE ALHEIA E ACABARAM PRESOS

A PM de Coroatá prendeu no final da tarde desta quarta-feira(02), próximo ao terminal rodoviária no centro da cidade dois elementos, apriore os dois eram suspeito de estarem praticando assaltos na cidade.
Quando os policiais fizeram a revista acabaram encontrando dentro de uma mochila que estava com um dos suspeitos, uma quantia grande de maconha. os dois foram identificados como, Carlos Eduardo de Araujo de Barros de 29 anos, e Manuel Lucas da silva Santos de 18 anos.
Aos policiais os dois disseram que são da cidade de Pirapemas, e que vieram à cidade buscar a droga, que seria distribuída nas bocas de fumo de Pirapemas.
Os dois foram presos, e encaminhados para delegacia local para os procedimentos cabíveis.
Blog do Alex Ramos

“Sabonete” foi atingido por tiro durante a festa do Trabalhador em Vargem Grande

Por;blog do Zé de Fátima

Ontem (01) durante a festa dos trabalhadores rurais por volta de meia noite, João Pedro conhecido como”sabonete” foi atingido por disparos de arma de fogo,o mesmo é um velho conhecido da polícia e acredita-se que a fatalidade tenha sido ocasionada por acerto de contas. O acusado de efetuar o disparo ainda não foi identificado pela polícia. Sabonete foi encaminhado para o hospital municipal mas foi liberado em seguida e passa bem.

Jovem é assassinado na noite do feriado do dia do trabalhador

A Polícia Militar registrou na noite de ontem terça-feira (01), por volta das 23h, um homicídio ocorrido no Povoado Km 17, zona rural de Codó.  A vítima foi identificada como José Nailton da Silva Santos, de 19 anos de idade, havia sido alvejado por um disparo de arma de fogo que atingiu a região abaixo da axila vindo a óbito no local.

A guarnição ainda conversou com populares com o intuito de coletar mais informações, mas ninguém presenciou o fato e sequer soube repassar algum detalhe.

Até o presente momento não se sabe o motivo do crime.

Ascom/17° BPM

Sindicato dos Servidores de Presidente Vargas vai as ruas reivindicar melhoria salarial

Imagem Ilustrativa

Na manhã de hoje (02) os servidores públicos do município de Presidente Vargas, foram as ruas para reivindicar os 2% que o prefeito propôs como aumento para a categoria dos professores. Participaram da manifestação pelas ruas daquela cidade, representante da CUT nacional, de membros da CUT de São Luís e os vereadores Sinete Barros, Adeilso, Pipiu e Wilson de Bida. O titular do Blog conversou também com o secretário adjunto de educação, professor Luís, que afirmou que mais de 70% dos recursos do FUNDEB estão sendo pagos as professores. Afirmou também que a secretaria está recuperando algumas escolas que se encontram em situação difícil .

Internet detona tentativa de volta de Sarney ao poder no Maranhão

A semana teve iniciou com a notícia à nível nacional que Sarney teria mudado seu domicílio eleitoral do Amapá para retomar o poder no Maranhão. O assunto foi destaque em vários portais nacionais, como O Estado de São Paulo e o UOL. Internautas de todo o país mostraram indignação com o fato.
“Qualquer eleitor que tenha um pouquinho de consciência, cultura não vota nesse escroto corrupto. O clã Sarney é todo ele corrupto. Vai curtir o que vc roubou do povo brasileiro, esquece o povo tão sofrido pelos desmandos dos políticos brasileiros”, detonou um internauta.
“Deveria estar na cadeia, graças a esta figura patética perdemos a década de 80, 10 anos sem crescimento quando a presidência da republica caiu no seu colo. Além da hiper inflação que seu governo criou, esse sujeito nunca fez nada pelo Brasil, não trouxe nada de novo, não criou nada, não deixou nenhum legado de seu governo para as próximas gerações. Agora viver as custas do povo durante mais de 50 anos não é para muitos, o cara soube se manter no poder. Só o MDB para manter uma aberração dessas nos seus quadros. Aproveita aqui malandro porque o capeta já deve estar te esperando quando deixar essa vida”, disparou outro.
“SARNEY!!!! Não tem jeito. Um amor ao poder !!! Com quase 90 anos , não quer largar o osso. CHEGA SENHOR !!!!! Vai descansar e aproveitar os milhões juntados e mais de meio seculo de relações promiscuas com o poder. E deixa o povo do Maranhão seguir seu rumo , com gente jovem e nova na politica local. CHEGA DE CORONÉIS!!!”, bradou um internauta.
Pelo visto, o povo brasileiro tem ojeriza ao nome do oligarca José Sarney.

Lula sabia e participou de negociação de propina paga a Gleisi, acusa PGR

Foto: AFP / NELSON ALMEIDA

Gleisi e Lula: segundo a denúncia da PGR, o ex-presidente sabia da negociação e participou dela em alguns momentos. Senadora afirmou que a acusação “envolve fatos desencontrados”

Enquanto o PT tenta sobreviver à desidratação, a Procuradoria-Geral da República (PGR) deu nova cartada, denunciando ontem, a senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente da legenda; o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; e os ex-ministros Antônio Palocci e Paulo Bernardo — marido de Gleisi. O empresário Marcelo Odebrecht e o chefe de gabinete da senadora, Leonel Dall Adnol, também foram acusados. Todos responderão por corrupção (passiva e ativa) e lavagem de dinheiro. Segundo o processo, há “provas de materialidade” de que o PT teria embolsado ao menos R$ 1,48 bilhão em propinas.

 

Os crimes denunciados pela PGR teriam sido cometidos a partir de 2010, quando US$ 40 milhões foram repassados para o PT, beneficiando Gleisi na disputa pelo governo do Paraná em 2014. O dinheiro, avaliado à época emR$ 64 milhões, foi dado pela Odebrecht em troca de decisões políticas que beneficiassem o grupo econômico, segundo a Procuradoria-Geral da República. Apresentada no âmbito da Operação Lava-Jato, a denúncia é um desdobramento de inquérito aberto a partir de delações de executivos da construtora. Na peça, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, destacou que, além dos depoimentos, a prática dos crimes acabou comprovada por documentos apreendidos por ordem judicial, como planilhas e mensagens.

 

“Há ainda confissões extrajudiciais e comprovação de fraude na prestação de informações à Justiça Eleitoral. Ressalte-se que até o transportador das vantagens indevidas foi identificado”, resume um dos trechos do documento, que foi encaminhado ao relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin. Entre as ações realizadas como contrapartida ao acordo, a procuradora-geral citou o aumento da linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a Angola.

 

Detalhamento

 

Raquel Dodge detalhou na denúncia como parte do dinheiro repassado pela construtora chegou à atual presidente do PT. A PGR afirma que, em 2014, Hoffmann e Bernardo aceitaram receber, via caixa dois, a doação de R$ 5 milhões, destinados à campanha eleitoral. Coube a Leones Dall Adnol (por parte de Gleisi) e a Benedicto Júnior (por parte da Odebrecht) viabilizar a entrega do dinheiro. “Dos R$ 5 milhões, Gleisi Helena Hoffmann, Paulo Bernardo e Leones Dall Adnol comprovadamente receberam, em parte por interpostas pessoas, pelo menos R$ 3 milhões em oito pagamentos de R$ 500 mil cada um, a título de vantagem indevida, entre outubro e novembro de 2014”, consta do documento. Segundo a denúncia, Lula sabia da negociação e participou dela em alguns momentos.

 

 

Além disso, com o objetivo de esconder o esquema, Gleisi Hoffmann teria declarado à Justiça Federal despesas inexistentes no valor de R$ 1,8 milhão. Para o cientista político Antônio Testa, da Universidade de Brasília (UnB), “o desgaste do PT só aumenta”. “A situação de Gleisi também é complicada. Acredito que uma possível candidatura dela sairá fragilizada, seja no Senado ou na Câmara. A presidente já é ré em outros processos de recebimento de propina para a campanha eleitoral.” Do ponto de vista jurídico, afirma o professor, a situação vai se arrastar. Mas, politicamente, é mais uma munição. “Fica cada vez mais difícil para ele se defender. Para ela é muito ruim, se põe como moralista, mas está se demonstrando pior do que o Lula.”

 

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta, acredita que a denúncia não vai atrapalhar nem o partido nem a candidatura de Gleisi. “Temos acompanhado o caso e a Lava-Jato é uma ação de característica política que abandonou qualquer sentido jurídico. As iniciativas da Lava-Jato fazem parte de um processo que vem se repetindo. Vamos provar que se trata de um processo infundado e sem provas, baseado em uma delação. É um escândalo.” Segundo o especialista em direito eleitoral Daniel Falcão, professor do Instituto de Brasiliense de Direito Público (IDP), no entanto, a denúncia não deve atrapalhar a candidatura de Gleisi em 2018. “Ela só ficará inelegível se for condenada pelo colegiado em segunda instância, como aconteceu com Lula.” Gleisi já é ré em outro caso da Lava-Jato em que é acusada por corrupção e lavagem de dinheiro. A denúncia, recebida pelo Supremo Tribunal Federal, envolve o recebimento de R$ 1 milhão do esquema de propinas da Petrobras para sua campanha de 2010.

 

 

A PGR pediu a condenação do ex-presidente Lula, dos ex-ministros e do chefe de gabinete por corrupção passiva; e de Marcelo Odebrecht por corrupção ativa. No caso da senadora, além da corrupção ativa, a denúncia inclui lavagem de dinheiro. Há pedido para que Lula, Bernardo e Palocci “devolvam” os US$ 40 milhões de dólares (R$ 138,4 milhões, na cotação de ontem) e paguem outrosR$ 10 milhões a título de reparação de danos, material e moral coletivo, respectivamente. Outra solicitação é para que a senadora, o marido e chefe de gabinete paguem $ 3 milhões como ressarcimento pelo dano causado ao erário. O rombo representa R$ 151 milhões.

 

Pelo Twitter, Gleisi afirmou que a denúncia envolve fatos desencontrados e que lamenta a irresponsabilidade da PGR em agir assim. Segundo a assessoria de imprensa do PT, esta é a resposta oficial que vale para todos os quatro denunciados que fazem parte do partido. A Odebrecht disse apenas que continua colaborando com a Justiça.

 

Correio Braziliense

Incêndio em São Paulo: fotos e vídeos mostram tamanho da tragédia

As chamas começaram por volta das 1h30 no prédio localizado na região do Largo do Paissandu e o fogo se espalhou rapidamente pelo resto dos andares


Incêndio no Centro de São Paulo: várias famílias ocupavam o local (Leonardo Benassatto/Reuters/Reuters)

Um incêndio de grandes proporções fez um prédio de 24 andares desabar na região do Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira.

Os bombeiros disseram “não confirmar o número de vítimas”. Ao menos quatro pessoas estão desaparecidas, entre elas um homem que era resgatado no momento do desabamento do prédio. O local estava ocupado de maneira irregular por dezenas de famílias desabrigadas.

As chamas começaram por volta das 1h30 e o fogo se espalhou rapidamente pelo resto dos andares. Além do prédio, que já foi sede da Polícia Federal, outros edifícios foram afetados pelas chamas, como a Igreja Martin Luther, inaugurada em 1908.

Fotos e vídeos feitos no momento do desabamento mostram o tamanho da tragédia:

 

Incêndio no Centro de São Paulo (Leonardo Benassatto/Reuters)
Incêndio no Centro de São Paulo (Leonardo Benassatto/Reuters/Reuters)
Incêndio no Centro de São Paulo (Leonardo Benassatto/Reuters/Reuters)
Incêndio no Centro de São Paulo (Leonardo Benassatto/Reuters/Reuters)

Tragédia prevista

O governador de São Paulo, Márcio França, afirmou que o desabamento do edifício era uma tragédia “prevista” devido às más condições, mas ressaltou a batalha “judicial” existente para tentar retirar as pessoas que vivem nesse tipo de prédios.

“Esse tipo de imóvel é inabitável. Ficar aqui é buscar um problema cada vez maior. Graças a Deus, hoje conseguimos chegar a tempo, mas nem sempre vai acontecer isso”, ressaltou França desde o local do incêndio. Ele lembrou que São Paulo conta com mais de 150 edifícios ocupados, pelo menos dez no centro da capital paulista.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que o trabalho de remoção dos escombros vai levar pelo menos uma semana. Segundo ele, o prédio pertencia à União e 150 famílias já estavam cadastradas junto à Secretaria da Habitação. 25% eram estrangeiros.

Covas também afirmou que não cabe à Prefeitura retirar as pessoas do local. O pedido de reintegração de posse tem que ser feito pelo dono do prédio.

Neste momento, segundo Covas, 71 famílias já foram atendidas pela Secretaria de Assistência Social e 191 pessoas já foram encaminhadas para abrigos. Elas vão receber água e alimentação.

De acordo com a prefeitura, 8 prédios do entorno têm ocupações. Segundo o prefeito, em toda a cidade de São Paulo há pelo menos uma centena de prédios invadidos. Ele reforçou que a Prefeitura tenta desestimular as ocupações irregulares. Fonte Coroatá Online

POR DIVERSAS IRREGULARIDADES, EX-PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE JOSELÂNDIA É CONDENADO A DEVOLVER 75 MIL REAIS

O ex-presidente da Câmara Municipal de Joselândia, Mark Cilon Soares Sousa, teve sua condenação em 1º Grau, proferida pelo juiz Huggo Alves Albarelli Ferreira, mantida pela 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). Ele foi condenado a ressarcir o erário em R$75.255,98; ao pagamento de multa civil correspondente a cinco vezes a remuneração que recebia na época da prática dos atos; teve seus direitos políticos suspensos por cinco anos; fica proibido de contratar com o Poder Público por três anos e, ainda, foi condenado à perda do cargo ou função pública, caso possua.

A apelação ajuizada pelo autor, cuja relatoria foi do desembargador José de Ribamar Castro, tinha como objetivo anular a sentença de base, sob o argumento de que não teve acesso aos autos de prestações de contas, por considerar o Ministério Público parte ilegítima para promover a ação e alegando a inaplicabilidade da lei de improbidade aos agentes políticos.

Analisando as preliminares, o relator entendeu que a prestação de contas é documento de natureza pública, que pode ser requerido por qualquer indivíduo, inclusive por quem as enviou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA). O relator explicou que a Lei de Improbidade Administrativa é aplicável aos agentes políticos, bem como a prefeitos e vereadores, refutando outra preliminar.

De acordo com Ribamar Castro, as provas expostas pelo TCE revelaram as irregularidades na prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2008, dentre elas ausência de processo de licitação ou de dispensa referente a locação de um veículo; folha de pagamento que ultrapassou o limite constitucional estabelecido; pagamento indevido de verba de representação ao presidente da Câmara Municipal.

Para o relator, os fatos são suficientes para caracterizar dolo e danos ao erário, tornando o Ministério Público parte legítimos para ajuizar a ação de Improbidade. Acompanharam o voto do relator, os desembargadores Raimundo Barros e Ricardo Duailibe, negando provimento ao apelo, para manter a sentença de base inalterada.

Fonte: TJMA