Vargem Grande: Ministério Público regulamenta realização de festas

Ilustração

O Ministério Público Estadual por seu representante legal em Vargem Grande, baixou portaria neste dia 07 regulamentando a realização de festas e outras providências. Na portaria, ficou claro que não será mais possível a realização de mais de duas festas por noite, isso em clubes fechados. Além de ficar proibido a realização de festas em lugares públicos abertos, o que segundo o Ministério Público, põe em risco a segurança das pessoas. Na portaria os carros não poderão funcionar com som que possa prejudicar o sossego e a saúde pública. Com base nessa portaria, o delegado de Polícia de Vargem Grande Dr. Sousa, convocou os donos de clubes, bares e promotores de eventos para uma reunião onde esses empresários da noite tomaram conhecimento dos termos da portaria.

Sargento da Polícia Militar mata ex-namorada no Maranhão

Resultado de imagem para foto de  mão com sangue

Ilustração

Um policial militar identificado como sargento Marcos Vinícius Gomes Costa, de 43 anos, matou sua ex-namorada Marcele Cardoso da Silva, de 26 anos, e logo em seguida tirou a própria vida. De acordo com as primeira informações policiais. Os corpos foram encontrados na manhã desta quinta-feira (7), em um quarto na casa da mãe do sargento, no bairro Cohab, em São Luís. A suspeita é que o crime tenha acontecido na noite dessa quarta-feira (6).

Marcele da Silva tinha um filho de três anos de outro relacionamento e era servidora do Detran. O policial também tinha um filho de quatro anos de outro relacionamento e era lotado no Comando Geral da Polícia Militar.

Segundo informações de parentes de Marcos Vinícius, ele teria ligado na noite de quarta pra ex-mulher (com quem tem um filho) dizendo que ia se matar.

Pelas informações da família de Marcele, o sargento estava tentando a reconciliação com ela, insistindo em contatos telefônicos. Horas antes de ser morta, a família disse que ela entrou em contato falando que iria na residência do ex-namorado a pedidos dele. Preocupados com a falta de contato desde então, os pais da vítima foram até a casa onde o sargento estava morando e encontrando o imóvel fechado, ligaram para uma irmã de Marcos Vinícius para que eles pudessem entrar na casa e foi quando viram os corpos em um dos quartos.

A investigação segue ao comando da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SHPP).

Padrasto e tio acusados de matar o menino Renasson em Presidente Vargas, depõe pela primeira vez à Justiça

Os réus conferssos, Clauberte Almeida Araújo e Francisco Garcês Silva, o padrasto e o tio, acusados de matar a paulada o menino Renasson, 06 anos, no povoado Sapucaial, em Presidente Vargas, foram ouvidos na manhã dessa quarta-feira (07), em juízo no fórum de Vargem Grande.

Eles foram presos em Novembro de 2017, quando o corpo do menino foi encontrado numa cova rasa as margens de um riacho no povoado.

Na porta do fórum os moradores e familiares protestaram pedindo justiça. O crime chocou toda a população de Presidente Vargas.

Vargem Grande:Vereadores são mesmo representantes do povo?

Resultado de imagem para ilustração de pergunta

Por;Blog do Zé de Fátima

Cada município conta a sua própria história e tem suas peculiaridades. Não posso e nem tenho autoridade para falar dos quase seis mil municípios brasileiros. Mas conheço e posso falar por meu município,Vargem Grande.

Como cidadão que aqui vive e aqui compartilha diversos sentimentos, posso opinar.. Não é de agora. Isso vem desde que me conheço como gente. Quando se aproxima o período das eleições, vereadores e líderes políticos se arvoram de donos do voto do povo, e como donos, negociam a preços de conveniência.

Recebem valores vultuosos, mas o detentor do voto, quando muito, recebe uma sandália, um quilo de peixe, uma dose de cachaça, uma sandália ou o pagamento de uma passagem ou ainda a compra de um medicamento. E os “donos” do voto, também são os donos do dinheiro. Ficam com a maior parte e constroem casas, pagam dívidas, fazem turismo entre outras atividades.

No meu entender, tanto os vereadores da base, como os de oposição, deveriam se unir e terem um só candidato e assim, após eleição cobrarem de seus eleitos melhoria para a cidade. Mas com esse posicionamento, de cada grupo, ou cada vereador individual ter seu próprio candidato deixa claro, o descompromisso com a sociedade. Vereadores e líderes que apoiam o prefeito, ao meu ver, deveriam ter um só candidato, bem como, os que apoiam o grupo liderado por Dr. Miguel deveriam ter também um só candidato, e assim Vargem Grande estaria melhor representada e poderia ser melhor servida.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com