OPERAÇÃO MALUPA DAS POLICIAS MILITAR E CIVIL DE LUZILÂNDIA DESARTICULAM BOCAS DE FUMO NO BAIRRO NOVO ORIENTE E DILMA RUSSEFF

 OPERAÇÃO MALUPA realizada pelas policias militar e Civil de Luzilândia, cumpriram Mandados de Prisão Preventiva expedidos pela Vara Única de Luzilândia, pela prática do crime previsto no artigo 33 da Lei 11.343/2006.

Na manhã desta terça-feira (12/05/2018), para desarticular uma associação de tráfico de drogas com atuação nos bairros Novo Oriente e Dilma Rousseff na cidade de Luzilândia, a Polícia Civil, através das Delegacias de Luzilândia e Esperantina, e a Polícia Militar (3ªCIA/12º BPM), deram cumprimento aos mandados de prisão preventiva expedidos em desfavor de JOSÉ DA SILVA ARAÚJO, vulgo “TROPEÇO”, MARIA SORAIA GOMES SAMPAIO e MARIA DE JESUS NASCIMENTO, vulgo “NANCA”.

O setor de investigação da Delegacia de Luzilândia procedeu ao levantamento das informações e diligenciaram nos locais onde ocorreram os fatos criminosos, constatando que os nacionais supramencionados integram a associação criminosa responsável pela exploração do tráfico de drogas nos bairros Novo Oriente e Dilma Rousseff.

As prisões foram realizadas após três meses de investigações que resultaram em pedidos de busca e apreensão nos endereços dos acusados e os presos estão recolhidos à disposição da Justiça e irão responder por tráfico de drogas. Ainda como desdobramento da operação, foi dado cumprimento ao mandado de prisão expedido contra ANTÔNIO LUCAS ALVES SILVA, vulgo “LUCAS”, pela prática de homicídio contra as vítimas W. C. S e F. A. F. N. A operação foi batizada com este nome porque MOLUPA foi um nome designado a alguns guerreiros que, apesar de estarem em pequena quantidade, conseguiram a todo custo promover a paz social de uma comunidade, apesar das ameaças de alguns criminosos.

A Polícia Civil aproveita o ensejo para solicitar à população local a realização de denúncias anônimas de crimes, medida esta que tem surtido efeito e traz benefícios a sociedade

FONTE: DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *