Quem ganha na queda de braços entre o prefeito Carlinhos Barros e o G5?

Resultado de imagem para foto de vereadores de Vargem Grande

Historicamente em Vargem Grande, a Câmara Municipal tem sido uma extensão da prefeitura. Mas na atual gestão do prefeito Carlinhos Barros essa hegemonia foi quebrada por um grupo  de vereadores conhecido como G5, composto pelos vereadores Célio Mendes, Chico do Zé Pedro, Braga, Trabulsinho e Chaguinha do Bala.

Esse grupo tem se destacado por sua independência e apesar de ter sido gerado nas entranhas da atual administração,sua performance e atitude, tem sido de rebeldia em relação ao executivo municipal. Há exatos 30 dias, esses vereadores estiveram no gabinete do deputado estadual Othelino Neto, presidente da Assembléia Legislativa do Estado, onde deixaram bem claro que apoiariam a sua reeleição de deputado desde que, não houvesse nenhuma intermediação ou interferência do prefeito CB.

O fato é que na semana passada, os vereadores foram informados de que, o presidente da Assembléia Othelino Neto atenderia todos os pleitos do grupo desde que, fosse intermediado e tivesse o aval do atual gestor municipal. Essa afirmativa gerou um grande descontentamento no G5, e o grupo tende a apoiar o deputado Fábio Braga, se o acordo primeiro feito com o presidente da assembléia não for mantido, que é o de negociar seus pleitos diretamente com o presidente sem a ingerência do prefeito.

O certo é que o grupo dando provas de sua incontestável  independência, há muito tempo optou por apoiar Gil Cutrim para a Câmara Federal, em detrimento de Gastão Vieira, que é o antigo aliado e candidato do prefeito a deputado federal nas próximas eleições. Os vereadores apregoam aos quatro cantos da cidade que não votarão em qualquer circunstância em Germano Barros, atual presidente da Câmara,e irmão do prefeito, na sua improvável candidatura a reeleição a presidência daquele poder.

Essa posição, tem feito o presidente do legislativo repensar sua intenção de disputar o comando do legislativo municipal pela segunda vez. O jogo está apenas começando, a população está na torcida aguardando o resultado dessa peleja política, quando faltam apenas 55 dias para o dia das próximas eleições. É esperar pra ver. Quem for podre, que se quebre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *