Urgente !Homem tenta suicídio neste domingo em Vargem Grande

Resultado de imagem para foto de corda pra se enforcar

Ilustração

Edvaldo Monteles Cavalcante, de 39 anos, tentou  suícidio  na tarde deste domingo(30), em sua residência localizada na Av. Castelo Branco, no centro de Vargem Grande.

Segundo informações de vizinhos, um sobrinho de Edvaldo teria notado uma alteração no comportamento do tio,não tendo força física suficiente para ajudar, ele gritou por socorro. Um vizinho ouviu os gritos e rapidamente pulou o muro da residência, cortou a corda que envolvia o pescoço de Edvaldo .

A vítima foi levada de imediato para o hospital Benito Mussolini de Sousa, onde recebeu os primeiros socorros, felizmente ele teve apenas uma lesão leve no pescoço e deve permanecer em observação médica .

Como um governador perde eleição

PAULO CASTELO BRANCO

Após alguns dias fora de Brasília, voltei para casa. Era fim de tarde e o lusco-fusco embaçava a minha visão.

Na avenida principal da minha quadra, avistei, ao longe, uns simulacros de gente em fila indiana como se fossem soldados perfilados esperando ordens. Eram vermelhos. Achei que poderia ser um grupo de petistas atormentando os presidentes da Câmara e do Senado.

Imaginei que deveriam estar ali para garantir a ordem pública.Talvez o Lula tivesse sido anistiado e voltado a ditar normas aos deputados e senadores que circulam em busca de acordos e bênçãos dos mais experientes.

Guigo.

Qual não foi a minha surpresa ao saber que eram cones – não simples cones – perfilados para não permitir que cidadãos  pudessem acessar às margens do Lago Paranoá;  tinha o objetivo primeiro amenizar a revolta dos moradores com o governador Rodrigo Rollemberg que atendeu ordem judicial, determinando a liberação das margens do lago. Frequentadores assíduos diziam que o Guigo estava errado. Acho que tinham amizade antiga com o  governador.

Os troços são denominados “Barreira Plástica Conão  com Cone Acoplado para Sinalização de Trânsito”. Na internet os objetos são vendidos a preços muito superiores aos velhos cones que devem ter ido para a reserva.

Ensimesmado com o inusitado, decidi enviar missiva eletrônica para o Fonseca, Diretor-Geral interino do DETRAN-DF, solicitando a retirada dos objetos que tornam a nossa quadra com aspecto de insegura, além, de ser esteticamente horrorosos.

Apesar de os funcionários do DETRAN-DF, sob comando do Coronel PM, Almir Maia, terem sido excelentes parceiros durante a minha breve gestão quando fui Secretário de Segurança  Pública, não recebi resposta, o que significa que o cidadão que não conhece ninguém está frito se precisar de algum serviço no órgão. É uma pena, pois, tanto o DETRAN-DF, quanto a Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros e Defesa Civil, sempre foram conceituados, educados e respeitados pelos brasilienses.

Quando um governo não consegue observar os seus companheiros e os despreza  tem como resposta o abandono. É assim que cidadão e os servidores públicos – formadores de opinião –, avaliam Rodrigo Rollemberg: incompetente, inábil e péssimo político. Do jeito que se vislumbra o resultado  desfavorável ao governador, no dia 7 de outubro,  ele voltará a ser o Guigo que todos gostavam, deixando como herança a vitória dos políticos ultrapassados que enfrenta. Levou uma cortada olímpica.

URGENTE!!! suspeito de assassinar os irmãos granjeiros em Santa Filomena é preso no Goiás

O delegado regional Cesar Ferro comunicou agora há pouco que Luan dos Santos Sousa, o principal suspeito de ter assassinado os irmãos Leandro Granjeiro e Alexsandro Granjeiro, na noite de 25 de maio de 2018, em Santa Filomena do Maranhão, acabou de ser preso no interior de Porangatu, Estado do Goiás.
O delegado disse que o trabalho de investigação durou cerca de quatro meses para localizar o paradeiro do suspeito. Ele ainda disse que a esposa de Luan já havia confessado à polícia que seu marido foi o autor do duplo homicídio. Ainda segundo ele, há três testemunhas que presenciaram o crime e confessaram ter sido Luan o ator.
A equipe de captura, comandada pelo delegado regional, já está em deslocamento para a cidade de Presidente Dutra. A previsão é que ele seja interrogado somente amanhã, já que Porangatu fica a 1300 km.
De acordo com testemunhas que presenciaram o duplo homicídio, não houve discussão entre o suspeito e as vítimas. As mortes tiveram características de crime de encomenda, mas segundo relato de uma testemunha que estava no local, o fato foi gerado por causa de uma mulher, supostamente por ciúmes.
(Do Lobão)

Sem aceitar fim do relacionamento, jovem atira na cabeça da namorada de 12 anos no Maranhão

O Blog “Grajaú Maranhão” publicou que João Marcos Rodrigues de Sousa (foto abaixo), de 19 anos, deu um tiro na cabeça da namorada, uma adolescente de 12 anos, que encontra-se hospitalizada. 

O fato, segundo o blog, aconteceu na Vila Tucum, quando a menina chegava com a mãe em uma moto. Ele sacou da arma e atirou contra a cabeça  da menor, que foi socorrida e levada para o hospital.

O rapaz teria sido motivado ao ato cruel em razão da namorada querer acabar com o relacionamento. Ele permanece foragido.

Como recorda o Blog Grajaú Maranhão,  “é o segundo caso que ocorre em Grajaú desta forma, no dia 24 de agosto de 2018 o jovem Ezequias matou com tiros na cabeça a adolescente Ana Beatriz e no dia seguinte o rapaz também se matou com um tiro na cabeça. A polícia está investigando ocorrido deste dia 27 de setembro, para prender João Marcos”

No Brasil, o crime compensa

SÉRGIO MOURA

O “Atlas da Violência 2018”, produzido pelo IPEA e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que o Brasil atingiu a marca recorde de 62.517 homicídios em 2016, correspondente a uma taxa de 30,3 mortes por 100 mil habitantes, cerca de 30 vezes a taxa da Europa. No grupo de idade de 15 a 29 anos, a taxa é mais assustadora ainda: 142,7 jovens assassinados por 100 mil habitantes, 50,3% do total de óbitos. Mais de 33 mil jovens, metade do total de assassinatos, 95% do sexo masculino, foram mortos em 2016. Diz, ainda, que 553 mil pessoas perderam a vida por violência intencional no Brasil desde 2006.

Embora só tenha 3% da população mundial, o Brasil concentra 14% dos homicídios no mundo, segundo o “Relatório de Conjuntura nº 4” da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Nossas taxas são semelhantes às de Ruanda e às da República Democrática do Congo.

O “Atlas da Violência 2018” também aponta a ocorrência de 49.497 estupros em 2016, o que correspondeu a uma taxa média nacional de 24 por 100 mil habitantes, um crescimento de 37% sobre a taxa de 2009, ano em que foi publicada a Lei 2.015, que tipifica crimes contra a dignidade sexual. Mas a subnotificação permitiu à mesma fonte estimar que os reais casos de estupro se situaram entre 300 mil e 500 mil naquele ano.

Os índices de assassinatos e de estupros crescem ano a ano. E o que fazem nossos governantes? Exceto por pontuais operações policiais, nada. Estão muito ocupados com suas carreiras e com a proteção dos assassinos e estupradores. Mantêm um sistema penal que não pune a maioria dos criminosos e, na eventualidade de vir a puni-los, trata de tirá-los da cadeia o mais rápido possível. A Constituição congela nosso poder de agir contra o crime dentro de um modelo cujos resultados mostram ser claramente ineficientes, no que respeita a polícia, a acusação, o julgamento e a punição do criminoso, que, como afirma a Associação Brasileira de Criminalística, só pune entre 5% e 8% dos crimes cometidos no Brasil, contra 60% nos EUA e 90% no Reino Unido.

Todos sabemos que o ser humano reage a três princípios: ser ensinado sobre os valores morais, ser elogiado quando age bem, ser punido quando age mal. A punição célere e exemplar dos criminosos mantém o respeito da maioria à lei e à moral. Mas os constituintes de 1988 ignoraram esses princípios e criaram e acolheram na legislação inferior inúmeras zonas de conforto para os criminosos e condenaram os inocentes a conviver com eles, com risco para suas vidas e propriedades, embora o que o povo deseja seja mantê-los afastados da sociedade.

A Constituição nos impede de afastar definitivamente do nosso convívio homicidas e criminosos contumazes ao banir penas de caráter perpétuo. Ela também limita o direito que todos temos de julgar os acusados de todo e qualquer crime ao reduzir a competência do tribunal do júri a crimes dolosos de homicídio, induzimento ao suicídio e aborto provocado, além de postergar por anos a punição com o tal do “trânsito em julgado”, que dá a sensação a todos de que os criminosos não são punidos, já que temos um Código Penal simpático ao crime e prolixos Código de Processo Penal e Lei de Execuções Penais, ambos muito dedicados a estender benesses aos condenados, como: a anulação da reincidência decorridos cinco anos do cumprimento ou extinção da pena; a pena máxima de 30 anos; a suspensão da pena; o livramento condicional; a reabilitação; a extinção da punibilidade; a progressão de regime com o cumprimento de somente, na maioria dos casos, 1/6 da pena no regime anterior; a saída do estabelecimento penal por morte de parentes e por outros motivos particulares; a remição da pena por trabalho ou estudo, que se estendeu à leitura por recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); e a prática contumaz do indulto natalino, alicerçado na Constituição, que permitiu a emissão do Decreto nº 7.873, de 26 de dezembro de 2012, que concedeu indulto natalino a praticantes de dezesseis tipos de penas e comuta penas dos que não foram atingidos pelos indultos ali descritos.

Resumindo, além de limitar a punição a 30 anos de prisão; os condenados podem sair da cadeia depois de 1/6 da pena cumprida; podem ficar livres com a suspensão da pena, com livramento condicional, com extinção da punibilidade, com o indulto e com a anistia; podem ver reduzidas suas penas por trabalho, estudo e leitura e com comutação das penas; podem passear fora da cadeia por motivos particulares e, com os indultos natalinos, passar o Natal em casa; e podem exigir que esqueçamos seus crimes depois de cinco anos de pena cumprida.

Se é tão confortável assim, o crime compensa, como vimos nos crescentes dados de violência mencionados acima. Está na hora de mantermos criminosos afastados da sociedade e mudarmos a prioridade para proteger os inocentes. Com a palavra, o Congresso Nacional.

Assaltante é preso pela polícia civil com apoio da Militar em Vargem Grande

Por volta das 10hs da manhã de hoje 28/09 a polícia Civil efetuou a prisão de Ivo Gomes dos Santos, que confessou ter efetuado assaltos em companhia dos comparsas conhecidos como Kerlison e Raul. A polícia efetuou a prisão após tomar conhecimento de que na Zona Rural de Vargem Grande, três elementos estavam praticando assaltos. Imediatamente foram iniciadas as diligencias, sendo capturado Ivo que não negou a autoria do delito nem quais foram os seus comparsas. Da operação participaram o Investigador de policia civil Lauro, o adm Aécio, sob o comando do delegado de polícia civil José Sousa, com apoio da polícia militar. As diligencias continuo no sentido de capturar os comparsas de Ivo.

Na 50ª Zona Eleitoral de Vargem Grande, ninguém se habilitou para a alimentação e o transporte de eleitores

Resultado de imagem para imagem de urna

Servidores da Justiça Eleitoral da 50ª Zona de Vargem Grande, da qual fazem parte além do município sede, os municípios de Nina Rodrigues e Presidente Vargas, afirmam que até a presente data, nenhuma coligação do município de Vargem Grande, habilitou nenhum veículo para o transporte de passageiro para as eleições de 07 de Outubro próximo.

Além de não poderem transportar os passageiros, quem o fizer  estará sujeito a prisão. Ninguém se habilitou para o fornecimento de alimento a eleitores nesse dia.Quem fornecer alimento sem ordem judicial, também poderá sofrer sanções que poderá ser até de prisão. Portanto, tanto o transporte como a alimentação, ficará por conta do próprio eleitor. Esse procedimento ao nosso ver, vai influir consideravelmente na presença dos eleitores nas sessões de captação de votos.

Em Vargem Grande apenas 26.739 eleitores estão aptos a votar

O Maranhão é o terceiro estado da região nordeste em número de eleitores que tiveram seus títulos cancelados. Dos mais de 216 mil eleitores do estado, Vargem Grande contribui para essa somatória com 7.451 eleitores que não participaram da revisão eleitoral e tiveram seus títulos cancelados. Em Nina Rodrigues e Presidentes Vargas, apenas 481 eleitores de cada Termo eleitoral, deixaram de comparecer para fazer a biometria, ou revisão eleitoral. Na 50ª Zona Eleitoral de Vargem Grande, que compõe os três municípios estão aptos a votar 45.210. Sendo 9.546 em Presidente Vargas, 8.925 em Nina Rodrigues e 26.739 em Vargem Grande. Foram suspensos 10 títulos em Nina Rodrigues, 17 em Presidente Vargas e 44 em Vargem Grande, totalizando 71 títulos suspensos. Vale lembrar que a biometria começou em Vargem Grande em 20/12/2016, passou a ser obrigatória em 15/05/2017 a 13/10/2017. O TRE ao constatar em 07/12/2017 que 10.000 eleitores ainda não tinham se habilitado para votar, prorrogou o prazo até 09/05/2018, quando foram cancelados os 7.451 títulos eleitorais.

CONFIRA A LISTA DOS 18 DEPUTADOS FEDERAIS QUE DEVEM SE ELEGER SEGUNDO ANALISE DO BLOG

Seguindo a série de analises do blog, e faltando apenas nove dias para o pleito, publicamos abaixo, os prováveis 18 deputados que deverão se eleger este ano.

Confira também a relação dos possíveis 42 deputados estaduais.

É importante salientar que a relação a seguir não contém nenhum parâmetro científico, trata-se de lista feita com conhecimento empírico, baseado apenas em análise de quem já esteve em mais de setenta municípios de todas as regiões do Estado, desde quando iniciou a campanha eleitoral, e pode mudar nos próximos dias, já que somente agora muitos candidatos começaram a colocar suas campanhas nas ruas e algumas lideranças estão protelando ao máximo esse momento. Trata-se portanto de opinião do titular do blog.

Consideramos alguns aspectos importantes, como prestígio e força das lideranças municipais que apoiam os candidatos, visibilidade e histórico, entre outros critérios importantes que levam um candidato a sua eleição. Percebemos que até a presente data, estamos vivendo uma campanha inédita, apagada e desacreditada pela maioria do público, onde o principal desafio dos candidatos será o comparecimento dos seus eleitores nas urnas. Fonte Blog do Carlinhos

Confira a lista em Continua…

Clique aqui e continue lendo a postagem

ESTÁ PRESO DELEGADO ACUSADO DE MATAR HOMEM DURANTE FESTA DE ANIVERSÁRIO DA CIDADE DE VITORINO FREIRE-MA

Na tarde desta quinta-feira (27), o delegado de Polícia Civil Marcelo Magno Ferreira Sousa, acusado de assassinar um jovem a tiro, na cidade de Vitorino Freire, se entregou às autoridades policiais.

Segundo a polícia, o delegado Marcelo Magno, que era titular da Delegacia de Vitorino Freire, atirou em Jobert de Jesus Silva, de 36 anos, conhecido como “Billy Joe”, durante a festa de aniversário de Vitorino Freire, na última terça-feira (25).
Segundo informações do delegado Armando Pacheco, titular da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), na noite dessa quarta (26), Marcelo Magno se apresentou no Plantão Central das Cajazeiras, em São Luís, onde entregou a arma usada no homicídio. E, na tarde desta quinta, o delegado se entregou na sede da SPCI, também na capital maranhense.
Ainda de acordo com o superintendente da SPCI, o delegado Marcelo Magno afirmou, durante depoimento, que estava na festa de aniversário da cidade de Vitorino Freire, quando houve uma confusão. Jobert de Jesus Silva subiu no palco e não queria descer, mesmo após um dos seguranças da festa ter tentado retirá-lo à força.
Uma pessoa foi até o delegado e o informou do que estava acontecendo. Marcelo Magno se dirigiu até Jobert de Jesus e sacou a arma, na tentativa de conter o homem, foi quando teria efetuado um disparo acidental que atingiu Jobert de Jesus, o qual foi a óbito.
O delegado Marcelo Magno Ferreira Sousa foi encaminhado para a unidade carcerária da Cidade Operária, em São Luís, e está à disposição da Justiça. Segundo o delegado Armando Pacheco, a polícia vai investigar se, de fato, o disparo foi acidental.

MAIS DE 200 MIL TÍTULOS FORAM CANCELADOS NO MARANHÃO PELO STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) cancelou 216.576 títulos eleitorais no Maranhão, de eleitores que não compareceram aos cartórios eleitorais nos municípios em que houve recadastramento para identificação biométrica  ou devido a outras restrições.
Com o cancelamento, os eleitores estarão impedidos de votar nas eleições de outubro e deverão regularizar a sua situação.
Os dados do TSE mostram que 45% dos votos cancelados (1,5 milhão) são de eleitores em sete estados nordestinos, sendo 586 mil apenas na Bahia.
O Brasil tem 147 milhões de eleitores aptos a votar nas eleições de outubro. Desse total, 59% (87 milhões) já fizeram a biometria, e 40% (59 milhões), não.
O eleitor que está em dúvida se teve ou não o título cancelado deve acessar o site do TSE, clicar no campo ‘situação eleitoral’, informar o nome completo e a data de nascimento ou número do título de eleitor. Se aparecer a palavra ‘regular’, o eleitor estará apto a votar.
Com informações de UOL, Agência Brasil e BBC.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com