Acidente com dois ônibus escolares deixa 42 estudantes feridos no Maranhão

Acidente ocorreu na MA-014, em um povoado da cidade de Viana. Um dos veículos parou para deixar uma aluna na estrada, quando outro ônibus causou uma colisão traseira.


Por Rafael Cardoso

Acidente entre ônibus escolares deixa estudantes feridos no Maranhão (Foto: Jailson Mendes)

Acidente entre ônibus escolares deixa estudantes feridos no Maranhão (Foto: Jailson Mendes)

Um acidente entre dois ônibus escolares deixou ao menos 42 estudantes feridos na MA-014, região da Vila Zizi, na cidade de Viana, a 213 km de São Luís. As informações são da Polícia Militar (PM).

Por volta das 13h desta quinta-feira (6), um dos veículos teria parado para deixar uma aluna na estrada, quando o outro ônibus causou uma colisão traseira. Os alunos do Centro de Ensino Raimundo Marcelino Campelo, que estavam voltando para casa, ficaram feridos.

“Estava uma chuva fina e parece que os motoristas estavam desenvolvendo uma velocidade superior ao permitido”, afirmou o coronel Vieira Aquino, da 2ª Companhia de Polícia de Santa Helena.

Ainda segundo a PM, um adolescente de 16 anos e outra de 18 estão com suspeita de traumatismo craniano e foram encaminhados de helicóptero para São Luís. Eles foram internados no Hospital Carlos Macieira, mas até a noite desta quinta-feira (6) seguiam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas sem risco de morte.

Outras três vítimas foram internadas no Hospital Regional José Murad, em Viana, e 37 tiveram ferimentos leves, foram medicados e já liberados.

O motorista do ônibus que sofreu a colisão traseira foi identificado como Rômulo Santos Cutrim Costa. Já o motorista do segundo ônibus foi reconhecido apenas como Joildson.

Colisão traseira entre ônibus deixou estudantes feridos em povoado de Viana (Foto: Jailson Mendes)Colisão traseira entre ônibus deixou estudantes feridos em povoado de Viana (Foto: Jailson Mendes)

Fachin nega pedido da defesa de Lula para suspender inelegibilidade

Argumento dos advogados era de que comitê da ONU pediu ao Brasil para garantir direitos políticos do ex-presidente. Para o ministro, alegação não possui elementos suficientes.O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) (Foto: Carlos Moura/STF)

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) (Foto: Carlos Moura/STF)

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender a inelegibilidade do petista.

No pedido analisado por Fachin, a defesa pretendia que a condenação determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no âmbito da Lava Jato, no caso do triplex do Guarujá, fosse suspensa.

Os advogados apresentaram como argumento a decisão liminar (provisória) do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), que pediu ao Brasil para garantir os direitos políticos de Lula.

Para o ministro, o pronunciamento do comitê da ONU não suspende a condenação de Lula. Fachin concluiu que a decisão do comitê tem apenas efeito eleitoral, e não criminal.

“O pronunciamento do Comitê dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas não alcançou o sobrestamento do acórdão recorrido, reservando-se à sede própria a temática diretamente afeta à candidatura eleitoral”, diz a decisão do ministro.

Fachin entendeu, ainda, que o argumento da defesa não possui elementos suficientes para garantir a concessão do pedido. Fachin determinou o arquivamento do caso, mas a defesa de Lula ainda pode recorrer para que a questão seja julgada em plenário.

“As alegações veiculadas pela defesa não traduzem plausibilidade de conhecimento e provimento do recurso extraordinário, requisito normativo indispensável à excepcional concessão da tutela cautelar pretendida. Registro que esta decisão limita-se à esfera cautelar, de modo que não traduz exame exauriente e definitivo da pretensão recursal explicitada em sede extraordinária”, afirmou Fachin.

O ministro destacou que suspender os efeitos da condenação indicaria a admissibilidade do recurso contra a decisão do TRF-4, que ainda nem foi enviado ao STF.

“Não se trata de medida processual manejada a fim de impugnar o acórdão, proferido pelo Tribunal Superior Eleitoral, que culminou no indeferimento do registro da candidatura do ora requerente. O que se tem em apreço, em verdade, é o debate acerca da manutenção ou sobrestamento dos efeitos do acórdão proferido, na seara processual penal, pelo respectivo Tribunal Regional”, observou Fachin.

MADRUGADA DE TERROR NO INTERIOR DO MARANHÃO! Bandidos assaltam banco e metralham viatura da PM

Os moradores da pequena cidade de São Luiz Gonzaga, no interior do Maranhão, viveram uma madrugada de terror nesta quinta-feira (6). Por volta de 1h30 da madrugada homens fortemente armados invadiram a cidade e assaltaram a agência do Banco do Brasil.

Os bandidos crivaram de balas a viatura da Polícia Militar que estava estacionada em frente ao Destacamento Policial. Depois rumaram para a agência do Banco do Brasil e usando explosivos roubaram o dinheiro da agência.

Não houve policiais feridos e nem civis. Imediatamente a PM, sob o comando do Tenente Coronel Joanilson, comandante do 15º Batalhão sediado em Bacabal, começou a diligenciar para capturar os bandidos.

Comissionados do governo comunista estão desesperados com medo de perder a boquinha

Eles são milhares. A maioria só recebe e nem sabe onde fica o local de trabalho, principalmente os que moram no interior e ganharam um emprego em secretarias e órgãos públicos aqui na capital.

Centenas de funcionários públicos estaduais e municipais são obrigados a participar de carreatas e caminhadas

Mas eles (os fantasmas) têm função, sim, senhor! São obrigados a comparecer nos eventos políticos e carregam bandeiras com fotos do patrão, o governador Flávio Dino em pleno sol escaldante. O que importa é ganhar a miséria oferecida.

Alguns mais ousados operam nas redes sociais para defender o governador de plantão e a reeleição dele. Caso contrário, são demitidos dos cargos e serão obrigados e entrar na fila do Bolsa Família. Aqui tem vários insistindo em comentários.

O medo de perder a boquinha expõe milhares de aliados dinistas ao ridículo. Uns até chegam a aceitar propostas indecentes, mas acabam aceitando a desmoralização familiar. O blog recebeu até vídeos da esculhambação da família, mas prefere preservar o lado mulher que se submeteu aos vexame.

Assim a política do Maranhão virou uma coisa nojenta.

JOVEM DE 16 É EXECUTADA EM PEDREIRAS E O SUSPEITO É O PRÓPRIO MARIDO

O blog do companheiro Carlinhos mostrou numa postagem, informações que detalham, passo a passo, os momentos envolvendo o assassinato da jovem Adriana Santiago Gomes, crime que chocou os moradores de Pedreiras.
O corpo da adolescente de 16 anos foi encontrado na manhã desta quarta-feira (5), na estrada vicinal que dá acesso ao lixão da cidade de Pedreiras.

Os relatos iniciais são de Luzigleyson Sousa Nascimento, companheiro da vitima, que após localizar o corpo, porém, ele figura como principal suspeito de ter praticado o assassinato.
De acordo com relato de Luzigleyson, para a reportagem da TV Rio Flores, ele e Adriana, se dirigiram, na última sexta-feira, dia 31.09, para o povoado Lago da Onça, zona rural de Pedreiras, onde visitaram uma irmã da vítima. Segundo o acusado, ele deixou Adriana na casa da irmã e foi para uma pescaria na localidade. Ao reencontrar a esposa, na casa da cunhada, ele disse que Adriana estava alterada cobrando ciúme por conta da presença de outras mulheres próximas ao marido. Ele chega a dizer que ela estava com o bolso cheio de sal para jogar nele e que chegou ameaçá-lo de morte. Em vista dessa situação, Luzigleyson conta que conversou com a cunhada, explicou que por causa da discussão, voltaria para casa sozinho, porém, no outro dia voltaria para buscar a mulher, quando estivesse mais calma.

Assim aconteceu, segundo o que relatou o acusado. Ele voltou para casa sozinho em sua moto, parou rapidamente em casa e depois se dirigiu para a casa da mãe dele.
À noite, ele foi para casa e descobriu que Adriana tinha estado no local, trocado de roupa, colocado maquiagem e saído. Ele foi atrás dela e num local soube que ela tinha andado por lá, mas não se encontrava mais.

A partir daquele momento, o companheiro afirma que não viu mais a esposa. A família foi informada, os pais ficaram alarmados e fizeram campanha nas redes sociais pedindo ajuda a população para localizar a jovem. Um tio de Adriana registrou B.O. na delegacia regional. Passado 5 dias e nada de informações concretas sobre o paradeiro da adolescente, angustiando cada vez mais os familiares e amigos. A polícia civil e a polícia militar realizaram operações para encontrar a jovem, porém, sem êxito.

Por conta da discursão entre o casal no povoado Lago da Onça, o marido sempre esteve como suspeito, porém, a polícia civil permaneceu investigando o paradeiro da jovem.
Na manhã de ontem, o corpo de Adriana foi encontrado, em avançado estado de putrefação e sendo atacado por urubus. O corpo estava escondido atrás de um poste, próximo a uma margem do Igarapé São Francisco, nas proximidades do lixão de Pedreiras.

A policia militar foi acionada, afastou curiosos e cercou o local para preservar o cenário do crime. Investigadores e dois delegados da regional de Pedreiras, Dr. Perikles Lima e Dr. Diego Maciel, colheram todas as informações na área. Os delegados informaram que o corpo será levado para o IML de Timon para ser periciado. O laudo atestará a causa da morte da jovem pedreirense.

O marido de Adriana estava no lixão acompanhando o trabalho da polícia civil. Ele concedeu entrevista para uma TV local, falando da discursão que teve com a esposa, do momento em que ela desapareceu e finalizou afirmando que a amava.
No final da entrevista, Luzigleyson, foi cercado por policiais civis, algemado, colocado no camburão da viatura para prestar esclarecimentos na delegacia.

Ainda segundo informações, outro homem, identificado pelo pré-nome “Sandro”, um conhecido da polícia pela prática de assaltos e tráfico de drogas em Pedreiras, também foi preso. Ele, numa rápida conversa com o delgado regional, Diogo Maciel, confessou que participou no assassinato de Adriana e afirmou que o marido, Luzigleyson, foi quem a matou.

O corpo de Adriana foi encontrado despido. O vestido e calcinha estavam próximos ao cadáver. Diante das evidências, a polícia trabalha a linha que os assassinos estupraram Adrian antes do brutal assassinato. O laudo do IML deve esclarecer esse detalhe macabro.

O delegado Diogo Maciel falou sobre o crime para a imprensa local de Pedreiras.

Veja os vídeos abaixo:

Fonte: Carlinhos Filho

ROSEANA SARNEY SERÁ MULTADA EM R$15 MIL CASO USE IMAGEM DE LULA EM PROGRAMA ELEITORAL

A Justiça Eleitoral determinou que a candidata Roseana Sarney (MDB) deixe de veicular em sua propaganda eleitoral a imagem do ex-presidente Lula (PT). De acordo com a decisão, a prática de conduta da coligação “Maranhão quer Mais” é contrária à legislação estadual.
Roseana Sarney usou em sua propaganda a imagem de Lula e a imagem do PT, não integrantes da sua coligação, deturpando as normas eleitorais, já que em âmbito regional o candidato não poderá se utilizar da imagem ou voz de candidato ou militante de partido que integre coligação diversa na esfera nacional.
Vale lembrar que o PT íntegra a coligação do governador Flávio Dino (PCdoB) e já teve a declaração de apoio formal do presidente Lula e do vice de sua chapa, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT).
Caso seja descumprida a decisão, Roseana Sarney ser a multada em R$ 15 mil reais a cada exibição.

Fonte: Irmão Inaldo

Uma mão lava a outra na bacia de Pilatos

PERCIVAL PUGGINA

O incêndio do Museu Nacional da Quinta da Boa Vista foi como destocamento de raízes em área desmatada. A floresta que se perdeu não volta mais. É de doer na alma! A tragédia anunciada ocorre, coincidentemente, num período em que, por diversas circunstâncias, eu vinha escrevendo sobre as maliciosas mistificações envolvendo a História do Brasil e a identidade nacional.

Para alguns brasileiros que dirigiram a área cultural neste início de século, a história interessa como espaço para construção de narrativas convenientes sob o ponto de vista político e ideológico. Para outros, velharias como as que se exibem nos museus não têm qualquer significado e deveriam ser vendidas para “socorrer os pobres” (exatamente como pretendia Judas Iscariotis, exalando uma generosidade que não tinha, ao repreender a mulher que derramou perfume caro nos pés de Jesus). Nestes casos, temos a perigosa combinação da ignorância com a demagogia. Para os radicais, por fim, há mais cultura na pichação do que no monumento, nos poucos acordes do funk do que na música erudita, no Queermuseu do que no Museu. Fazer o quê?

A “cultura” tem outras prioridades. O Museu Nacional ardeu, então, com as centelhas da omissão e do desinteresse. Em tempos de verba curta, era preferível financiar eventos e artistas que, ali adiante, estariam subscrevendo manifestos de apoio político, participando de showmícios e fazendo denúncias em eventos no exterior. Uma mão lava a outra, na bacia de Pilatos.

Coincidentemente, no mês de julho, escrevi um texto apoiando a iniciativa de amigos que pretendiam, no Rio de Janeiro, preservar – vejam só! – as Cavalariças Imperiais da Quinta da Boa Vista. Os sucessivos retalhamentos do parque haviam levado mais da metade da área original e as cavalariças se extraviaram do belo projeto paisagístico de Augusto Glaziou. Considerávamos imperioso preservá-las. Tão pouco tempo depois, não eram as cavalariças que se perdiam, mas o próprio museu que ardia.

Sociedades civilizadas sabem que prédios e lugares históricos abertos à visitação, ao lazer e à cultura são imprescindíveis à construção da identidade nacional e, logo, da identidade individual dos cidadãos. Não há cultura sem raízes e as nossas veem sendo sistematicamente cortadas em virtude do anacronismo a que me referi em artigo anterior. Indivíduos sem raízes são levados para onde soprar a ventoinha das conveniências

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com