Idoso infarta após presenciar incêndio em sua propriedade,na zona rural de Presidente Vargas

Resultado de imagem para foto de incendio

Ilustração

Na tarde desta terça (30) o idoso de 68 anos, conhecido por “Cabra Danado”, morreu  vítima de infarto fulminante, após tentar apagar um incêndio em sua propriedade.

 Segundo informações de populares, “Cabra Danado”, tentou conter o fogo que se alastrava, mas não conseguiu e teve um infarto fulminante, vindo a óbito no local .

Com policiamento nos 217 municípios, segundo turno foi considerado tranquilo no Maranhão

Resultado de imagem para FOTO DE TITULO

Com policiais presentes nos 217 municípios maranhenses, o domingo de votação (28) do segundo turno das eleições presidenciais diretas de 2018 correu com segurança e tranquilidade no Maranhão. O saldo positivo foi apresentado pelo Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) ao final do pleito, que também incluiu a votação para prefeito no município de Bacabal.

“Nós temos um resultado muito positivo nesse segundo turno das eleições, a Polícia Militar mais uma vez esteve presente nos 217 municípios e os resultados são de serenidade, tranquilidade, não tivemos ocorrências de vulto a relatar”, informou o comandante geral da PMMA, coronel Jorge Luongo.

De acordo com o comandante, além do policiamento, os bons resultados se devem ao trabalho integrado realizado entre Justiça Eleitoral e as forças policiais estaduais e também federal. O coronel também falou sobre as ocorrências registradas.

“De mais grave tivemos o transporte irregular de eleitores em Coroatá, onde foi apreendido um ônibus com determinação judicial; registro de fotos e vídeos dentro da sessão eleitoral, ocorridos em Vargem Grande, Santa Luzia e Alto Alegre do Pindaré, registros em Pastos Bons por violação dos votos e um vereador em Bacabal que foi conduzido à delegacia porque foi encontrado com mais de R$ 6 mil com dinheiro trocado”, afirmou o comandante.

No total, 7.251 homens e 556 viaturas foram empregados na operação especial destinada às eleições, além do efetivo regular que realizou o policiamento em bairros e cidades de todo o estado.

Também no primeiro turno nenhuma ocorrência de grande vulto foi registrada no Maranhão.

Polícia Civil prende ex-prefeito de Serrano do Maranhão

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Cururupu, a 465 km de São Luís, prendeu na segunda-feira (29) Leocádio Olímpio Rodrigues, ex-prefeito da cidade de Serrano do Maranhão, a 111,37 km da capital.

Segundo informações da polícia, Leocádio foi condenado a 13 anos e 4 meses de prisão pelo crime de apropriação ou desvio de bens e recursos públicos em benefício próprio (art. 1°, I, do Decreto-Lei n° 201\1967).

O juiz acatou o argumento da polícia para o afastamento da vedação insculpida no art. 236 do Código Eleitoral, que afirma que nenhuma autoridade poderá, desde 5 dias antes e até 48 horas depois do encerramento da eleição, prender qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, no sentido de que a prisão não tem relação com o pleito e não interfere no livre exercício do sufrágio, até porque o preso não apresenta a condição de eleitor, por se encontrar com os direitos políticos suspensos, em decorrência de sentença criminal transitada em julgado.

Após os procedimentos administrativos, Leocádio Olímpio Rodrigues será conduzido para o Presídio de Cururupu, onde permanecerá à disposição da Justiça.

G1

Estudante da UFMA que falou em ‘caça aos viadinhos’ pode ser processado

Publicações do estudante da Universidade Federal do Maranhão, Marcos Silveira, têm repercutido nas redes sociais por citar ‘caça aos viadinhos’, ‘atirar na cabeça’, além de exaltar Carlos Brilhante Ustra, o brasileiro declarado pela Justiça torturador durante o período da ditadura militar.

Nesta segunda-feira (29) o estudante apagou as mensagens, pediu desculpas e disse estar profundamente arrependido. (Veja mensagem completa no final da matéria).

Marcos é de São Luís e aluno do curso de Química Industrial da UFMA. Em uma das postagens, Marcos diz que está ‘liberada a caça legal aos viadinhos’ e que ‘não vale atirar na cabeça’. Em outra, diz que ‘é hora de entregar os esquerditas ao Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) e cita o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra.

Em postagem em uma rede social, Marcos diz que está valendo a 'caça legal aos viadinhos' — Foto: Reprodução/Facebook

Em postagem em uma rede social, Marcos diz que está valendo a ‘caça legal aos viadinhos’ — Foto: Reprodução/Facebook

Em postagem, Marcos cita o coronel Ustra e também fala um palavrão — Foto: Divulgação

Em postagem, Marcos cita o coronel Ustra e também fala um palavrão — Foto: Divulgação

O coordenador do curso de Química Industrial, professor Arão Pereira da Costa Filho, emitiu uma nota de repúdio em nome de alunos do curso e também pede ações contra Marcos por parte da UFMA. A nota diz ainda que declarações de cunho racista, homofóbico e machista têm sido presenciado por alunos da UFMA e causando constrangimento, repulsa e medo. Veja a nota completa.

Nota dos alunos do curso de Química Industrial da UFMA contra as declarações do aluno Marcos Silveira — Foto: Divulgação

Nota dos alunos do curso de Química Industrial da UFMA contra as declarações do aluno Marcos Silveira — Foto: Divulgação

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão, Rafael Silva, declarou que as postagens de Marcos são de incitação à violência, passíveis de processo por parte das mulheres e de comunidades LGBT.

“Existe possibilidade de enquadramento penal, por exemplo, de incitação ao crime. Pode haver também ações no âmbito do direito civil. Dentro de uma ação de reparação por danos morais movidas, por exemplo, por uma organização LGBT, feminista ou de direitos humanos, ele pode ser impedido de fazer manifestações desse tipo sob pena de multa. As desculpas podem atenuar, mas não mitiga completamente o que foi feito. Isso precisa ser analisado dentro de cada processo ” disse Rafael Silva.

Rafael Silva também disse que o caso já chegou ao Observatório da Intolerância Política, que é um canal para denúncias de diversos tipos de violência, como casos de intolerância e radicalismos. As denúncias podem ser enviadas por meio de um formulário eletrônico.

Em nota, a Universidade Federal do Maranhão afirmou que tomou conhecimento do fato e que vai apurar com rigor o caso, considerando a gravidade do que foi dito.

“Na manhã do dia 29 de outubro de 2018, a Universidade Federal do Maranhão tomou conhecimento de manifestações preconceituosas, investidas de intimidação, ódio e defesa de eliminação de minorias por parte de um estudante da Instituição em sua rede social. A UFMA, alicerçada na Resolução Normativa nº 238-CONSUN, de 1º de julho de 2015, promoverá a apuração rigorosa dos fatos, considerando a gravidade das declarações. A UFMA reforça, fiel à sua história de 52 anos, sua incondicional defesa da democracia, acolhendo e respeitando os diferentes pontos de vista, mas se posicionando em colisão frontal com a agressão, seja ela física, simbólica ― verbal ou não verbal.Na democracia, todo cidadão tem o direito à liberdade de expressão, manifestação e opinião, sem perder de vista que a publicização de certas opiniões que ferem a dignidade humana é incompatível com o Estado Democrático de Direito. Pela premente necessidade de um país melhor e mais habitável, a UFMA reitera seu repúdio, contundentemente, às postagens que fomentem o ódio, o solapamento do outro e o desrespeito aos diferentes segmentos sociais”

Após a repercussão das declarações nas redes sociais, Marcos Silveira pediu desculpas pelas postagens. O G1 entrou em contato com o estudante, que pediu desculpas e explicou que tudo havia começado com uma brincadeira entre amigos.

“Primeiramente, meus mais sinceros pedidos de desculpas com toda a comunidade LGBTq da UFMA, amigos e professores. Dizer também, que não passou de um giga postagem de mal gosto, fora de hora e sem nexo, pois tudo havia começado com uma brincadeira entre amigos de ruas, mas tomou proporções inimagináveis. Sobre as declarações dos alunos, muito me espanta pois não tenho contato com quase nenhum deles (até porque estou no fim da segunda graduação) e os poucos que mantenho contato, sou bastante cordial e respeitoso. Já emiti duas notas na minha rede social onde exponho meu total repúdio as coisas que disse. Tal comportamento jamais se repetirá até porque sou professor no interior e tenho uma carreira a zelar. No mais, o meus mais sinceros pedidos de desculpas com a comunidade acadêmica”, contou o estudante.

Já pelas redes sociais, o Marcos Silveira disse ainda que as declarações foram infelizes e impensadas.

Marcos Silveira pediu desculpas pelas declarações após a repercussão nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Marcos Silveira pediu desculpas pelas declarações após a repercussão nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

G1

PRESO O SUSPEITO DE TER EFETUADO OS DISPAROS QUE MATARAM DUAS CRIANÇAS EM SANTA INÊS

A polícia prendeu na manhã desta quinta-feira (25), em São Luís, Danilo Cutrim Lima, de 28 anos. Ele é acusado pela polícia de ser o autor dos disparos que provocaram a morte de Jhoniel Rodrigues de 7 anos; e Vitor Gabriel, de 5 anos. O crime aconteceu na noite de segunda-feira (22) em Santa Inês, a 250 km de São Luís.
Danilo estava foragido e foi preso na região do Bacanga, dentro da casa de uma tia. Segundo a polícia, Danilo chegou a raspar a cabeça e a barba para mudar a aparência e pretendia fugir para o Paraguai.
Segundo a Polícia Civil, no último dia 22 um veículo parou em uma rua e dois homens dispararam em direção a Praça Municipal Cantor Evaldo Cardoso, no bairro Vila Adelaide Cabral, em Santa Inês. No momento, várias crianças estavam brincando em um parque que fica localizado na praça.

Do G1/MA

Família é presa por suspeita de tráfico de drogas no Maranhão

A Polícia Civil prendeu na quinta-feira (25) no município de Viana, a 217 km de São Luís, seis integrantes de uma mesma família por suspeita por tráfico de drogas. Os policiais chegaram até a localização dos suspeitos após receberem informações anônimas.

Segundo informações da polícia, a prisão aconteceu no Povoado Itaquaritiua, na zona rural de Viana, e foram autuados quatro mulheres e dois homens identificados como Tatiane de Jesus Azevedo Costa, Marildes de Sousa Mendonça, Quelsilene de Sousa Mendonça, Jayne de Jesus Bogea Costa, Jodielson Sousa Mendonça e Kerlinson de Sousa Mendonça.

De acordo com os policiais, os suspeitos estavam realizando o tráfico de maconha e crack na região. Durante uma revista na residência de cada um dos envolvidos foi encontrado 72 porções de maconha, duas balanças de precisão juntamente com tiras de sacola plástica recortadas para embalar drogas e plástico filme, 16 porções de crack que estavam divididas e embaladas prontas para o tráfico, quantia de R$ 1.253 em cédulas e quatro aparelhos celulares que serão averiguados pela polícia com o intuito de descobrir informações sobre a ação criminosa.

Os suspeitos presos serão investigados pelos crimes de associação para o tráfico e tráfico de drogas.

Suspeitos presos serão investigados pelos crimes de associação para o tráfico e tráfico de drogas — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Suspeitos presos serão investigados pelos crimes de associação para o tráfico e tráfico de drogas — Foto: Divulgação/Polícia Civil

G1

Duas crianças são mortas durante tiroteio no Maranhão

Duas crianças com idades de cinco e sete anos, respectivamente, morreram durante um tiroteio ocorrido na noite de segunda-feira (22), na praça cantor Evaldo Cardoso, na Vila Adelaide Cabral, situada na periferia do município de Santa Inês, a 250 km de São Luís. O tiroteio foi causado por dois homens que ainda não foram presos, de acordo com a polícia.

Ainda segundo a polícia, o tiroteio aconteceu por volta das 21h e o local estava cheio de crianças brincando em um parque que fica na praça. A polícia diz que dois veículos estavam circulando desde o início da noite no bairro, quando um dos carros parou em uma rua próxima da praça e dois homens, ainda não identificados, começaram a atirar na direção da praça cantor Evaldo Cardoso.

Durante o tiroteio, as duas crianças foram baleadas. Elas foram socorridas pelos próprios moradores e levadas para o hospital. Uma criança chegou morta ao hospital e a outra em estado grave. Ela foi submetida a procedimento cirúrgico, mas também não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. Um adolescente de 17 anos que também estava no momento do tiroteio foi baleada em uma das mãos.

Após o tiroteio, a polícia foi acionada e fez rondas pelo bairro tentando encontrar os suspeitos. A polícia acredita que os atiradores estavam tentando atingir um homem que reside no bairro e que já tem passagem pela polícia. Os policiais ainda investigam se o adolescente que foi baleado seria um dos alvos dos atiradores.

Crianças de 5 e 7 anos são mortas durante tiroteio em Santa Inês — Foto: Reprodução/TV Mirante

Crianças de 5 e 7 anos são mortas durante tiroteio em Santa Inês — Foto: Reprodução/TV Mirante

Vargem Grande : Criança é atingida por pedra na região frontal da cabeça

Acusado do ato

Ontem domingo (21) por volta das 19 e 30, uma criança de 5 anos de nome (W.D.J.S), foi atingida por uma pedra, na região frontal da cabeça, provocando o afundamento do crânio. A fatalidade ocorreu no bairro do Soldadinho na cidade de Vargem Grande- Maranhão.

O acusado de provocar a lesão na criança é o adolescente (A.N.V) de 16 anos de idade. Após denúncia, a polícia militar conseguiu apreender o acusado nas proximidades do  Açude Paulo Ramos.

Ainda não sabemos a “justificativa” para a prática do ato de extrema violência .

A vítima foi encaminhada para o hospital em São Luis -Ma , o estado de saúde da criança permanece grave.

Após roubar motocicleta, assaltantes abandonam no local , outro veículo roubado

Na noite do sábado(19), por volta das 22h, dois elementos tomaram de assalto uma motocicleta nas proximidades do cemitério municipal, na avenida Castelo Branco, no centro de Vargem Grande.

O fato inusitado é que após o assalto,os dois elementos deixaram uma moto Biz no local na companhia da vítima. A motocicleta abandonada foi roubada, dia 13 de outubro, no Campo da Aviação.

A polícia estar na busca dos acusados.