Homem é assassinado e tem facão cravado no peito, em Chapadinha

Destacado

Um Homem foi assassinado nas margens da  BR 222, no bairro Parque Independência em Chapadinha. O crime teria ocorrido na tarde deste sábado de (Aleluia). Fotos que circulam nas redes sociais mostram que a vítima teve um facão cravado no peito. Ainda não se sabe o motivo do crime e nem quem teria praticado. A vítima foi identificada como Daniel, e era conhecido como Telemar, a polícia deve investigar o caso. Fonte Alexandre Cunha.

AS SAÍDAS TEMPORÁRIAS DE PRESOS E O SALVE-SE QUEM PUDER

Destacado

Do complexo penitenciário de Pedrinhas, em mais um período de saída temporária, 735 detentos cumprindo pena naquela instituição penal foram beneficiados com essa benesse prevista em Lei. Quantos retornarão? Só DEUS sabe. Para a Justiça,os apenados para terem esses benefícios terão que preencher alguns requisitos e um deles é bom comportamento. E quem não se comporta bem dentro de um presídio. O proverbio popular diz : ” Quem quer pegar galinha não diz xô.” Os presidiários sabendo que podem receber benesses da Justiça comportam-se como se fosse gente boa. Vejam esse exemplo de ontem, de um detento que recebeu saída temporária de Páscoa e ontem foi preso portando arma. Será que estava usando em seu benefício,ou para praticar delitos?

Esse detento a dois meses casou-se no presídio de Codó com direito a festa e tudo mais, recebeu o benefício da saída temporária de Páscoa nesta semana, e olhem o que ele e a esposa tinham em seu poder.
Esse é o material encontrado com o casal que está a dois meses casado e em lua de mel. Ele antecipou seu retorno ao presídio, e ela vai conhecer o que é ser privada de liberdade.
Que lições você tira dessa história real e recente acontecido no município de Codó?

O que dizem os antenados de Vargem Grande nas redes sociais

Destacado

Um dos assuntos que estão recheados de comentários a favor e contra, foi o retorno do vereador Chaguinha do Bala a base do governo CB.

Vamos por partes: Primeiro é necessário observarmos que muitos de nossos irmão de Vargem Grande só votam para quem lhe oferece alguma vantagem. E muitos até acham que quem não tem dinheiro, não pode ser candidato porque não tem a mínima chance. E com base nesse princípio,os candidatos se esbaldam em comprar fiado, pedir dinheiro emprestado, porque o objetivo e se eleger. E gastam desenfreado na expectativa de obter vantagens financeiras do poder executivo municipal. Quando isso lhe é negado,é um DEUS nos acuda. Começa a fazer todo tipo de malabarismo com o salário,mas mesmo assim, fica distante de cobrir o rombo das dívidas.

Segundo,o eleitor tem que tem consciência que um vereador que na campanha política faz gastos demasiados, com certeza, está pensando em fazer algo ilícito para cobrir essas despesas. Por exemplo, se um vereador gastou na campanha R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) e ele receber líquido R$ 5.000,00 (cinco mil reais),mensais, nos 48 meses dele no exercício do cargo, vai ganhar 240.000,00 (duzentos e quarenta mil reais) ficando um saldo de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) para suas despesas pessoais, se manter com sua família e ainda agradar os eleitores. Isso é que nós da terrinha devemos ver no período das eleições.

Agora o vereador tem o amplo direito de escolher onde e com quem quer ficar enquanto estiver exercendo o cargo que lhe foi confiado. O certo como dizem alguns internautas, era o vereador ficar com o povo que o elegeu.

Cabe ao povo, fiscalizar as ações dos vereadores para nas próximas eleições os retornarem como seus representantes, ou destituí-los para sempre da vida pública.


Por fim gostaria de perguntar a você que está lendo este texto:O vereador que você confiou o seu voto está lhe representando bem?, você está gostando de sua atuação parlamentar? Com a palavra o eleitor.

Seguro-defeso tem fraude em 65% dos benefícios, diz Bolsonaro

Destacado

Presidente cita gasto de R$ 2 bi e cofirma recadastramento

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (18) que as fraudes na concessão do seguro-defeso a pescadores podem atingir o total de 65% dos benefícios concedidos. Bolsonaro fez a declaração em transmissão ao vivo em sua página oficial no Facebook.

live semanal do presidente Jair Messias Bolsonaro_18.04.2019

O presidente Jair Bolsonaro em transmissão no Facebook – Divulgação

“Nós calculamos que 65%, ou seja, dois terços, sejam fraudes. A gente gasta mais de R$ 2 bilhões por ano e devemos combater isso aí”, afirmou Bolsonaro, que considerou a situação uma “festa no seguro-defeso”. O presidente está na Base Naval do Guarujá, litoral paulista, onde deverá permanecer durante o feriado e o fim de semana. Ele confirmou a realização de um recadastramento nacional para coibir a concessão irregular do benefício. 

Os pescadores têm direito de receber verbas federais, no valor de um salário mínimo por mês, no período do defeso, quando ficam impedidos de trabalhar. O defeso é a paralisação temporária da pesca, no período de reprodução, para a preservação das espécies. A Secretaria de Aquicultura e Pesca é o órgão que está organizando um novo cadastro nacional de pescadores, que deverá estar pronto até o fim de maio. O presidente disse que quem não fizer jus ao benefício, não deverá se recadastrar, mas quem insistir em manter a fraude poderá ser processado. 

“Quem, até lá, voluntariamente, sair do sistema, sem problema nenhum será anistiado. Quem teimar em ficar, poderá receber um processo por falsidade ideológica, coisa que, no fundo, a gente não quer fazer, [mas] isso é fraude, é desvio”, disse.

Verbas de Publicidade

O presidente criticou recente matéria publicada pelo portal UOL, que revelou crescimento de 63% no desembolso de verbas oficiais de publicidade do governo no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Bolsonaro disse que a reportagem levou em consideração verbas autorizadas ainda na gestão de Michel Temer e que o valor gasto nos três primeiros meses de seu governo foi de R$ 13,3 milhões, e não de R$ 75 milhões, como noticiado. 

“A fatura de dezembro nós pagamos em janeiro e fevereiro. Não é da nossa conta, é do governo anterior”, disse Bolsonaro, ao justificar os pagamentos feitos no último trimestre. O presidente reforçou também que continuará aplicando verbas de publicidade na mídia tradicional, como rádio, jornal e televisão, mas de forma racional, sem privilegiar ou perseguir nenhum veículo. 

“Vamos usar o critério técnico, não vai ser mais aquela televisão conseguindo 85% da propaganda e os demais 15%”, disse.

Coincidências na BR-316

Destacado

Membros do governo Flávio Dino (PCdoB) acreditam que pode ter havido interferência do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PR) nas recentes manifestações de alunos da rede estadual de ensino na BR-316.
O “Moral da BR”, como o parlamentar é conhecido, faz política em municípios como Araguanã, Maranhãozinho e Santa Luzia.
Coincidentemente, justamente aqueles de onde partiram os protestos.
Protestos que ocorreram, coincidentemente, após mudanças nas regionais de educação por força de seletivos.
Coincidentemente, com o mesmo modus operandi: o fechamento da BR-316.
Coincidentemente, após Josimar e seu grupo reclamarem o não atendimento de alguns pleitos pelo governo.
Apenas coincidências…
Do Gilberto Lêda

Com muita comoção, corpo de Bita do Barão é recebido por multidão em Codó

Destacado

Morreu, na tarde desta quinta-feira (18), no Hospital São Paulo, em Teresina, Wilson Nonato de Souza, Bita do Barão, um dos pais de santo mais conhecidos do Brasil.

Ele tinha 86 anos, estava internado há 11 dias em estado grave e já havia sido desenganado pelos médicos. O velório acontece na residência do pai de santo na rua rui Barbosa, no Centro da cidade de Codó-MA.

O pai de santoWilson Nonato de Souza, o Bita do Barão, era o babalorixá mais conhecido do Brasil e iria completar 87 anos em 2019. Bita morava na cidade de Codó, no Palácio de Iansã, onde recebia diversas pessoas, muitas delas influentes, como políticos e famosos.
No palácio, Bita do Barão realizava rituais de incorporação, consultas, entre outras atividades ligadas à Umbanda. Médium desde a juventude, Wilson Nonato recebeu o apelido de Bita, porque era agitado como um bode e, na linguagem do interior do Maranhão, bita significa bode. Já o barão, é uma referência ao Barão de Guaré, a entidade que o pai de santo recebia.

Em 1954, Bita do Barão fundou sua Tenda Espírita de Umbanda, Rainha Iemanjá, que recebeu personalidades, entre políticos e artistas.
Seu poder aquisitivo também cresceu e na cidade de Codó e ele mantém projetos sociais, além de festas religiosas que atraem pessoas do mundo todo.

PERCIVAL PUGGINA Enquanto o fogo consumia minha herança

Destacado

Anteontem, enquanto observava, aflito, parte da minha herança arder flamejante no coração de Paris, eu pensava sobre essa dimensão de nossa natureza, perdida pelo esquecimento e consumida nas chamas da perversidade. Nas conhecidas palavras de Émile Henriot: “Cultura é o que resta quando esquecemos tudo”. E nós, estamos esquecendo esta condição de herdeiros de uma cultura, de usufrutuários das imateriais riquezas da civilização ocidental.

O

cotidiano me adverte ainda mais. Estamos sendo ensinados a desprezar toda essa herança, a começar por nossas raízes; a ultrajar os pais da Pátria; a viver sem fé, sem origem e sem sentido; a lastimar o passado, num presente lastimável, rumo a um lastimável futuro. Não estou fazendo frases, leitor amigo, estou amargamente curioso. Quero saber dos algozes da mais elevada, rica e culturalmente produtiva civilização que a humanidade conheceu: qual vosso ponto de chegada? Aonde vamos com negação do belo e com a aclamação do horrendo e do perverso em todas as formas de arte? Se abandonamos tudo que eleva o espírito, a força de gravidade o derruba para o nível das mais rasteiras paixões! Por isso deveríamos aprender a reconhecer e amar o bem, o belo, o bom e o justo. Mas quem cuida disso?

O passar dos anos desenvolveu em mim, com intensidade crescente, a consciência de ser um ocidental. Quem me dera, também, a ciência! Esse sentimento se aprofundou à medida que, em sucessivas viagens e como principal interesse de todas, minha mulher e eu visitamos centenas de igrejas românicas, góticas e barrocas em toda a Europa. São obras empreendidas por gerações de artesãos, artistas e operários que morriam sem as ver prontas, seguidos de outros, e de outros, ao longo de séculos. Não há como não ver materializado aí o sentido do sagrado e o sagrado sentido da herança cultural. Tal riqueza diz presente, também, nos museus, nas artes visuais, na literatura, na música, na dança, no teatro e na difícil, mas positiva, evolução das instituições políticas.

Essa cultura chegou até nós nas caravelas de Cabral. Sim, veio a bordo coisa boa e coisa ruim. Veio salvação e perdição. O que dói na alma, cinco séculos passados, é ver tanta gente escrutinando a coisa ruim e a perdição. O que dói em mim é saber, como sei, por que tantos jovens me contam, do mesquinho trabalho a que se dedicam os incendiários de catedrais interiores. Em vez de as construir, fazem-nas arder no cultivo de maus sentimentos, no desrespeito ao nosso belo idioma, na animosidade em relação ao amável Portugal e aos pais da nossa pátria, na negação da fé sem a qual não haveria essa cultura e essa civilização.

Assim, com redobrada tristeza, as chamas que queimavam minha herança em Notre-Dame me faziam lembrar das catedrais interiores que queimaram, ou que não foram nem serão construídas por falta de artesãos.

Decano do STF aplica vexatória descompostura em Toffoli e Moraes

A situação dos ministros Dias Toffoli e Alexandre de Moraes está praticamente insustentável.

Parece que não há outra alternativa, senão o recuo no malfadado, esdrúxulo e inconstitucional inquérito criado com o fim de rememorar a ‘censura’ no país.

De todos os lados, ecoam críticas pesadas contra a atuação dos ministros.

Nesta quinta-feira (18), do próprio tribunal veio a reprimenda. A voz do decano, o ministro Celso de Mello, que em Nota Pública aplicou uma tremenda descompostura em Dias Toffoli e Alexandre de Moraes.

Veja abaixo o inteiro teor da missiva do decano:

“A censura, qualquer tipo de censura, mesmo aquela ordenada pelo Poder Judiciário, mostra-se prática ilegítima, autocrática e essencialmente incompatível com o regime das liberdades fundamentais consagrado pela Constituição da República.

O Estado não tem poder algum para interditar a livre circulação de ideias ou o livre exercício da liberdade constitucional de manifestação do pensamento ou de restringir e de inviabilizar o direito fundamental do jornalista de informar, de pesquisar, de investigar, de criticar e de relatar fatos e eventos de interesse público, ainda que do relato jornalístico possa resultar a exposição de altas figuras da República.

A prática da censura, inclusive da censura judicial, além de intolerável, constitui verdadeira perversão da ética do Direito e traduz, na concreção do seu alcance, inquestionável subversão da própria ideia democrática que anima e ilumina as instituições da República.

No Estado de Direito, construído sob a égide dos princípios que informam e estruturam a democracia constitucional, não há lugar possível para o exercício do poder estatal de veto, de interdição ou de censura ao pensamento, à circulação de ideias, à transmissão de informações e ao livre desempenho da atividade jornalística.

Eventuais abusos da liberdade de expressão poderão constituir objeto de responsabilização ‘a posteriori’, sempre, porém, no âmbito de processos judiciais regularmente instaurados nos quais fique assegurada ao jornalista ou ao órgão de imprensa a prerrogativa de exercer de modo pleno, sem restrições, o direito de defesa, observados os princípios do contraditório e da garantia do devido processo legal.”

“Pinóquio” é assassinado na madrugada desta quinta-feira, em Itapecuru

Destacado

O individuo conhecido como “Pinóquio”, com várias passagens pela polícia, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira(18), por volta de 1h, no bairro Rosena Saney, em Itapecuru. Segundo informações, “Pinóquio”, foi surpreendido por uma dupla em uma motocicleta que efetuaram os disparos e fugiram. O crime tem característica de acerto de contas. Os tiros acertaram o pescoço da vítima.

fazer um blog

Maranhão e umbanda perdem Bita do Barão

O estado de saúde do babalorixá era considerado gravíssimo pelos médicos, que já descartavam a hipótese de recuperação.

Por: Da Redação18 de Abril de 2019

Morreu nesta quinta-feira, 18, aos 106 anos, o maranhense Wilson Nonato de Souza, mais conhecido como Bita do Barão. A filha do babalorixá, Janaína Nonato de Sousa, confirmou a morte do pai de santo no início da tarde.

Papai Infelizmente veio a falece aqui no hospital. Estamos cuidando para o corpo ir pro Codó onde acontecerá seu velório

Bita do Barão estava internado há 10 dias no Hospital São Paulo, em Teresina, e há 4 estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O estado de saúde do babalorixá era considerado gravíssimo pelos médicos, que já descartavam a hipótese de recuperação.

Bita: o encantado Barão de Guaré

O Corpo deve ser levado ainda hoje, 18, para a cidade de Codó. O velório vai acontecer na residência do pai de santo na rua Rui Barbosa, no Centro de Codó, considerada a capital brasileira da Umbanda. Os familiares de Bita estavam informando o estado de saúde do pai de santo por meio das redes sociais. Várias caravanas inclusive, já se preparavam para encontrar o babalorixá ainda com vida.

A Federação de Umbanda e Culto Afro-brasileiro do Maranhão – FUCABMA emitiu uma nota de pesar sobre a morte de Bira

NOTA DE PESAR

A Federação de Umbanda e Culto Afro-brasileiro do Maranhão – FUCABMA lamenta profundamente a passagem para plano espiritual do Sr. Wilson Nonato de Souza, o Pai Bita do Barão de Guaré, ocorrida agora pouco na capital piauiense.

Bita do Barão iniciou sua sólida missão religiosa ainda na infância no Povoado de Santo Antônio dos Pretos, zona rural de Codó. Ao longo de muitas décadas, exerceu o ofício de liderança religiosa da Umbanda e Terecô à frente da Tenda Espírita de Umbanda Rainha Iemanjá. Dada sua grande projeção, foi considerado por muitos como o maior Babalorixá do País, atraindo milhares de pessoas de todas as partes do País e do mundo para atendimentos espirituais e acompanhamento das festividades rituais do terreiro, notadamente no mês de agosto quando se celebrava a Festa de Todos os Santos e Orixás.

Comendador da República desde o governo do Presidente José Sarney, na década de 80, Pai Bita do Barão foi vice-presidente da FUNCABMA e tema de inúmeros estudos por parte de pesquisadores e cineastas brasileiros e estrangeiros, sendo um grande expoente da salvaguarda e memória das religiões de matrizes africanas, uma vez que acolheu centenas, talvez milhares, de clientes, amigos, babalorixás e filhos-de-santo com os quais dividiu saberes e fazeres referentes à ancestralidade e resistência cultural do povo afro-maranhense.

Diante de sua esplendorosa trajetória espiritual no plano terrestre, pela qual expressamos gratidão pela honrosa oportunidade de aprendizado, temos a certeza que o Pai Bita do Barão terá lugar de destaque não apenas na memória do Povo de Santo como a de que também será bem recebido no Orum. Inspirados em sua história, seguimos na profissão de fé em busca da construção de um meio social mais humano, tolerante e amoroso que a Umbanda nos motiva.

Quem foi Bita do Barão?

Nascido em uma família pobre do povoado de São Antônio dos Pretos, onde se dançava o Terecô nas matas, por causa da repressão policial, a trajetória de Bita do Barão na religião afro-brasileira é regada a muitos mistérios. Na infância, Wilson Nonato era muito agitado, então ganhou dos pais o apelido de “Bita” que, na linguagem da cidade, quer dizer “bode”. Já a alcunha de “Barão” faz referência ao Barão de Guaré, que é a entidade que o pai de santo incorpora.

A descoberta de Bita do Barão como médium deu-se ainda na juventude, quando, incorporando Barão de Guaré, conseguiu desvendar o roubo de uma arma na cidade, dizendo o local e quem havia roubado o objeto.

A fama, além da dedicação aos cultos, deve-se às amizades com nomes influentes da política brasileira. Dentre as diversas histórias, conta a lenda que os tambores soaram dia e noite, por sete dias, nos idos de 1985, quando Tancredo Neves morreu e deixou a presidência da República ao então vice, José Sarney. Recentemente, boatos também indicam que semanas antes da votação do impeachment que derrubou Dilma Rousseff do poder, Michel Temer fez uma visita ao babalorixá. Outro que também já teria se consultado com Bita seria o ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Poderoso todos os anos, no mês agosto, a cidade de Codó parava durante uma semana inteira para celebrar o Festejo da Tenda Espírita em que Bita do Barão é mestre. Na ocasião, os 500 filhos e filhas de santo que o seguem dançam em louvação. Há distribuição de brinquedos a crianças e banquete à vontade.

Bita do Barão, em entrevista a Globo News, afirmou: “a umbanda é uma religião que está crescendo. Mudou muito. Graças a Deus”. E, em Codó, ela parece ter encontrado terreno fértil.

Recadastramento biométrico será obrigatório em mais 8 cidades no MA

Destacado

Eleitor que não realizar o recadastramento biométrico obrigatório junto à Justiça Eleitoral do seu município terá o título cancelado.

Os eleitores das cidades de Presidente Sarney, Bequimão, Humberto de Campos, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Presidente Juscelino, Peri-Mirim e Cachoeira Grande serão obrigados a realizar o recadastramento biométrico nos próximos meses.
De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), os equipamentos de informática, o suporte técnico e operacional que serão cedidos pelos órgão assim como capacitar os servidores cedidos para a atividade, dar material de consumo e de limpeza, promover a divulgação e adequar as instalações elétricas e lógicas dos locais cedidos pelas Prefeituras dos municípios contemplados.
As datas de recadastramento ainda serão definidas. Quem quiser acompanhar onde a biometria já é obrigatória no estado, basta acessar a página do TRE e procurar o guia eleitor.
O eleitor que não realizar o recadastramento biométrico obrigatório junto à Justiça Eleitoral do seu município terá o título cancelado.