Pegou muito mal

A passagem do governo Itinerante da governadora Roseana Sarney em Nina Rodrigues no dia 30 do mes de abril, foi marcada por um episodio protagonizado pelo senhor Jhones Braga que de certa forma chamou muito a atenção da classe política e da sociedade em geral. O deputado Fabio Braga que era um dos integrantes da comitiva da governadora esteve em Vargem Grande participando de todos os atos oficiais do governo. E em Nina Rodrigues, depois de participar da inauguração de uma escola na sede do município, reunir-se com a governadora e lideranças politicas locais na sede do executivo municipal e ainda participar das solenidades oficiais do governo dentro do município, como membro da comitiva acompanhou a governadora até a residencia de seu tio Zezé Braga pai de Jhones para participar de um almoço oferecido a governadora e sua comitiva. Foi nesse momento que inesplicavelmente o senhor Jhones entre lágrimas e indignação, agrediu verbalmente o deputado que segundo testemunhas manteve-se equilibrado e muito tranquilo. Ninguém sabe o motivo dessa agressão. Ninguém entende como um homem público como o senhor Jhones que ja foi prefeito e goza de um certo prestigio junto a governadora foi capaz de promover vergonhoso episodio. E pior ainda, não respeitou a presença da governadora para promover essa verdadeira lavagem de roupa suja. Que não se mirim os Ninenses nesse espelho e que essa ação não seja copiada por ninguém em qualquer parte do planeta.

Igreja Batista realiza o 10º Festival do Milho

DSCF0732DSCF0731Em 2003 a Igreja Batista de Vargem Grande realizava a título de experiência o 1º Festival do Milho. Desde então essa prática se repete e cada vez com maior participação e aceitação popular. Na sua 10ª edição somam-se experiências adqueridas nesse período e muitas conquistas que segundo seus organizadores é a grande recompensa do investimento. Este ano serão apresentados nos dois dias do festival diversas atrações locais e regionais. Estão previstos para hoje 03/05 bandas gospel e grupos de danças. Amanhã estão sendo esperadas caravanas com atrações de Chapadinha, Nina Rodrigues, Presiente Vargas entre outras. O festival que no início era apenas religioso, com o passar dos anos transformou-se num grande acontecimento cultural da região. Durante o evento são vendidos milho assado, cozido, cangica, pamonha e outras delicias fabricadas artesanalmente com o nutriente milho.

Vereador Terlin quer poço para comunidade e pavimentação de ruas.

HPIM0198

O vereador Terlin Pires apresentou a mesa Diretora da Câmara Municipal de Vargem Grande indicação solicitando serviços de calçamento ou pavimentação asfaltica para o bairro da Cohab Velha. Segundo o vereador, quando chove ninguém consegue transitar a pé no referido bairro, e no período do verão a poeira incomoda os moradores daquela localidade, O vereador apresentou ainda requerimento acompanhado de um abaixo-assinado requerendo a perfuração de um poço artesiano na comunidade Pedra Grande do Abdias. Ainda de acordo com o vereador, essa reinvidicação é antiga e os moradores tem  grande necessidade de água potável para o seu consumo.

Deputado apresenta nova ‘Ficha Limpa’

Foto
DEP. DR. GRILO

O deputado Dr. Grilo (PSL) apresentou no Congresso Nacional uma nova versão para a Lei da Ficha Limpa. A ideia agora é tornar inelegíveis os dependentes e usuários de drogas. Para ele, manter quem faz uso do hábito nos parlamentos e poderes Executivos abre portas para traficantes na política nacional. “Imagine-se um traficante assediando (…) governantes, por ser ele um usuário de drogas. Seria praticamente impossível resistir e, por meio do sequestro da capacidade de livre manifestação da vontade do usuário, o império criminoso das drogas tem condição real e concreta de prevalecer e tomar de assalto os destinos de nossos governos, tornando toda a nação”, justificou. Do Blog Claudio Humberto.

Enquanto Isso- Existe uma forte tendência dos vereadores de Vargem Grande em não aprovar a Ficha Limpa em nosso município. Se isso acontecer, publicaremos e divulgaremos os nomes daqueles que querem fichas sujas administrando nossos recursos. É só esperar pra ver.

NÃO HÁ PRESSA MAS TEM QUE HAVER URGÊNCIA

Por Carlos Chagas

Encerrou-se ontem o prazo para os 25 réus do mensalão apresentarem seus embargos às condenações já impostas pelo Supremo Tribunal Federal. Nenhum deixou, através de seus advogados, de tentar reduzir penas e multas. Marcos Valério, condenado a 40 anos, pediu outro julgamento.

O Estado de Direito garante a defesa de todos os acusados, durante e até  depois do processo a que respondem. Enquanto  a sentença não  transitar em julgado, ou seja, esgotados todos os recursos para modificá-la, caso não constitua perigo para a vida em sociedade,  o réu fica em liberdade. Em se tratando dos mensaleiros, apesar do horror que praticaram, é natural que permaneçam em suas casas, mesmo tendo o Supremo Tribunal Federal recolhido seus passaportes para tentar evitar fugas para o exterior. Tentar, é claro, porque escafeder-se com papéis falsos através de nossas monumentais fronteiras torna-se rotina para qualquer um.

Não há pressa no julgamento dos embargos, disse ontem o ministro Ricardo Lewandowski,  vice-presidente em exercício da mais alta corte nacional de justiça, na ausência do presidente Joaquim Barbosa, em viagem pelo Caribe.

Pressa não pode haver, mas urgência é o que o país inteiro reclama. Há anos que se arrasta o julgamento dos participantes de um dos maiores escândalos de nossa história. Depois de definidas as condenações, tornou-se difícil para a torcida do Flamengo entender porque não haviam os condenados  sido recolhidos à prisão. Coisas da democracia e do Bom Direito, diga-se, mas tudo tem um limite. Caso venham a decorrer meses no exame dos embargos, ganhará as ruas a  certeza do mote popular de que, no Brasil, cadeia vale apenas para ladrões de galinha.

A pergunta que se faz  é se o Supremo reafirmará as sentenças, mesmo  com algumas alterações, ou se reverterá o sentido do julgamento exarado. São dez os ministros, já que a presidente Dilma hesita em indicar o décimo-primeiro, sabe-se lá se por falta de encontrar personagens  de reputação ilibada e alto saber jurídico ou por estratégia destinada a ajudar companheiros condenados. Porque dez votos, ao menos na teoria, podem resultar em empate de cinco a cinco. Nessa hipótese, beneficiando o réu.

Há que aguardar o trabalho dos Meretíssimos, previsto para se iniciar na segunda quinzena deste mês. Caberá ao  maestro da orquestra, Joaquim Barbosa,  dar  o tom da sinfonia. “Alegro, ma non tropo”, seria o ideal, já que a “Cavalaria Rusticana” poderia produzir ruídos em demasia. Fonte Blog do Cludio Humberto

Bento XVI retornou ao Vaticano e foi recebido pelo Papa Francisco

De volta à casa…

quinta-feira, 2 de maio de 2013, 13h38

Um grande número de fiéis estava presente na Praça de São Pedro desejosos de saudar o Papa emérito

Rádio Vaticano

Bento XVI retornou ao Vaticano e foi recebido pelo Papa Francisco

Esta é a segunda vez que os dois Papas se encontram após o Conclave ocorrido em março deste ano. (Foto: L’osservatore romano)

O Papa Francisco recebeu pessoalmente na tarde desta quinta-feira, 2, ao Bispo emérito de Roma Bento XVI, às portas do Mosteiro “Mater Ecclesia”, localizado dentro do Vaticano, onde ele se recolherá em oração.

Bento XVI chegou ao heliporto do Vaticano pouco depois das 16hs45min, vindo de Castelgandolfo. Um grande número de fiéis estava presente na Praça de São Pedro desejosos de saudá-lo e para testemunhar este momento histórico.

Ele foi recebido pelo Secretário de Estado Tarcisio Bertone, pelo Presidente do Governatorado, Cardeal Giuseppe Bertello e pelo decano do Colégio Cardinalício, Cardeal Angelo Sodano.

Também estavam presentes o Substituto da Secretaria de Estado, Arcebispo Angelo Becciu, o Sub-secretário de Assuntos Exteriores, Arcebispo Dominique Mamberti e o Secretário do Governatorado Arcebispo Giuseppe Sciacca.

Do heliporto, o Papa emérito seguiu em automóvel até o mosteiro de clausura, onde foi recebido com grande e fraterna cordialidade pelo Papa Francisco. Juntos, foram à capela do Mosteiro para um momento de oração.

Esta foi a segunda vez que se encontraram pessoalmente, desde a eleição de Francisco. Em 23 de março passado Francisco foi até Castel Gandolfo para encontrar Bento XVI. Em numerosas ocasiões falaram-se ao telefone.

Bento XVI retornou para o Vaticano após concluídas as obras de restauração realizadas no Mosteiro. Ele ficará no Mosteiro Mater Ecclesia acompanhado da ‘Família pontifícia”, formada pelo seu Secretário particular e atual Prefeito da casa Pontifícia, Arcebispo Georg Ganswein, as 4 leigas consagradas do Instituto “Memores Domini”, além de um diácono belga. Um quarto está reservado para seu irmão Georg, também sacerdote, de 89 anos, que vive na Alemanha.