Advogada espancada diz que irmão do prefeito de Pinheiro queria matá-la; ela tem medo de sair de casa.

 Por Portal do Munim em novembro 16, 2017

LUCIANO GENESIO E A VÍTIMA LUDMILA.

SÃO LUÍS/MA – Em conversa com o advogado Mozart Baldez, presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão (Sama), a vítima Ludmila, relata “Tenho medo de sair da minha casa, a qualquer hora, e encontrá-lo em qualquer lugar. Pode ser que ele surte novamente, pode ser que eu seja agredida novamente, pode ser que eu vire mais uma estatística. Graças a Deus, agora, estou viva, contando pra vocês, porque não deu certo. Ele não conseguiu finalizar o que ele tentou. A todo momento ele falou que ia me matar”, desabafou a advogada.

À advogada Ludmila Rosa Ribeiro da Silva, que foi espancada por Lúcio André Silva Soares, irmão do prefeito de Pinheiro, revelou que ainda está preocupada com a situação e que tem medo de ser morta e virar mais uma estatística.

A conversa foi transmitida, ao vivo, no perfil de Mozart Baldez no facebook. Como presidente da SAMA, ele foi dar garantias de que a entidade vai dar toda a assistência necessária, além de distribuir a foto do foragido para sindicatos de advogados em outros estados.

A advogada disse que a sensação ainda é de medo, pois Lúcio André continua foragido. “Tenho medo de sair da minha casa, a qualquer hora, e encontrá-lo em qualquer lugar. Pode ser que ele surte novamente, pode ser que eu seja agredida novamente, pode ser que eu vire mais uma estatística. Graças a Deus, agora, estou viva, contando pra vocês, porque não deu certo. Ele não conseguiu finalizar o que ele tentou. A todo momento ele falou que ia me matar”, desabafou a advogada.

Ele se mostrou decepcionada com a atitude do delegado Valber Braga, do Plantão do Cohatrac, que determinou a soltura do agressor, após pagamento de fiança de R$ 4.685,00.

“O sentimento de medo perdura. Porque a polícia o soltou e, agora, não consegue encontrá-lo. Espero que o mesmo delegado que arbitrou apenas R$ 4 mil de fiança para um empresário que ganha muito bem, empenhe-se para prendê-lo. Espero resposta da polícia, do delegado e do Estado  para que ele seja preso”, acrescentou Ludmila.

Ao fim da conversa, ela aconselha as mulheres vítimas de agressão a não ficarem caladas, criando coragem para denunciar os agressores. Para ela, muitas ficam caladas por medo de represália e por dependerem de homens. Acrescentou também que ela não permitirá que continue acontecendo com ela.

Lúcio André Silva Soares teve prisão preventiva decretada pelo juiz Clésio Cunha, na noite de domingo (12), mas até o momento não foi localizado pela polícia. Ele já é considerado foragido.

Assista ao vídeo da conversa de Mozart Baldez com a advogada Ludmila:

 

(FONTE: GILBERTO LIMA)

Sai o novo calendário para o concurso da Polícia Militar do Maranhão.

 Por Portal do Munim em novembro 16, 2017

Policiais militares no Comando Geral da PM.

MARANHÃO – O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep), divulgou edital retificado do Concurso da Polícia Militar (PMMA) que traz novo calendário para o certame. Entre outras informações, o documento altera prazo de inscrição e envio de documentos e data da realização das provas. A antecipação do cronograma ocorreu a pedido da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) por conta da necessidade imediata de reposição dos quadros da PMMA.

Com a retificação, as inscrições poderão ser realizadas até as 18 horas do dia 27 de novembro de 2017 e o pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 30 de novembro de 2017. As provas objetivas para os cargos de nível superior serão aplicadas na data provável de 17 de dezembro de 2017, no turno da manhã. Já as provas objetivas para o cargo de nível médio serão aplicadas na data provável de 17 de dezembro de 2017, no turno da tarde.

Na data provável de 7 de dezembro de 2017 será publicado no Diário Oficial do Estado do Maranhão e divulgado no site da Cespe edital informando a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas.

No total, estão sendo ofertadas mais de 1.200 vagas para provimento e formação de cadastro de reserva para o cargo de 1º Tenente do Quadro de Oficiais de Saúde da Polícia Militar e para o cargo de Soldado do Quadro de Praça.

Confira AQUI a íntegra do Edital nº 4 – PMMA.

Polícia sabe se tabelião de Matões, Mário Júnior, foi ou não envenenado

 

A polícia civil do Maranhão já sabe se o tabelião de Matões, Mário Júnior, foi ou não morto por envenenamento. Os exames foram solicitados a São Luis junto ao Instituto Laboratorial de Análises Forense depois de boatos de que o tabelião poderia ter sido envenenado.

A imaginação fértil de populares chegou até a propagar que Mário Júnior teria sido envenenado após tomar um suco oferecido por uma pessoa em determinado local da cidade de Matões. Por conta desses boatos, que surgiram logo após ele ser internado no Hospital Geral de Caxias com hemorragias internas, no dia de sua morte, em 5 de agosto, o seu corpo foi levado para o IML de Timon para recolhimento de material necessário para os exames que pudessem revelar a causa da morte.

Uma fonte do eliaslacerda.com ligada a segurança pública na região garante que a polícia civil já sabe do resultado do exame solicitado junto ao Instituto Laboratorial de Análises Forense, na capital maranhense. De acordo com a mesma, o resultado foi negativo. Concluiu, portanto, que o tabelião Mário Júnior não foi envenenado e que sua morte foi compatível com o laudo médico do Hospital Geral de Caxias.

Falta só o delegado de Matões Plínio Napoleão divulgar o resultado. Fala-se que o mesmo está apenas esperando o resultado do laudo do Instituto Laboratorial de Análises Forense, mas que já sabe ter sido negativo.

Polícia do Piauí prende bando que roubava carro para vender no Maranhão; namorada do chefe cobrava que fosse roubado carro novo

 

Durante a Operação PC 24 horas, a polícia prendeu três homens e uma mulher que faz parte de uma quadrilha de roubo a veículos em Teresina. O grupo também atuava em assaltos a residências.

Os presos foram identificados como Rômulo Viana de AraújoClemerson Ramos de Silva SantosAnderlan Rafael Gomes Ferreira e Ana Letícia, que colaborou com as investigações. A mulher presa é namorada do líder da quadrilha, identificado como Bruno Felipe Mourão da Silva, que está foragido.

Parte do bando já estava presa por outros crimes (Crédito: Reprodução)
Parte do bando já estava presa por outros crimes (Crédito: Reprodução)

Durante as investigações, A Polícia Civil interceptou ligações em que a mulher chega a encomendar ao namorado o roubo de veículos e objetos que gostaria de ter.

“Ela disse: ‘olha, eu não quero esse Pálio, quero um HB20 de tal cor. Também não quero mais esse celular, arruma um celular novo para mim’. O “arrumar” deles é roubar alguém na rua. Ela era parte da quadrilha que fazia os levantamentos do clientes da clínica onde ela trabalhava, até da própria família dela para o Bruno fazer assaltos”, explicou o delegado Cadena Júnior, da Polinter.

A mulher não teve a identificação revelada por ter contribuído com a investigação  (Crédito: Reprodução)
A mulher não teve a identificação revelada por ter contribuído com a investigação (Crédito: Reprodução)

Nas investigações, a Polícia Civil descobriu que a mulher dava informações para o bando sobre as pessoas que frequentavam o seu local de trabalho, uma clínica odontológica. Além disso, a Ana Letícia chegou repassar informações sobre alguns parentes seus ao assaltantes. A casa do ex-marido da acusada foi assaltada pelos criminosos após Ana Letícia repassar informações à quadrilha.

Ao todo, foram cumpridos 12 mandados de prisão, 3 para cada um dos presos. Rômulo Viana e Clemerson Ramos já estão presos desde agosto, quando tentaram roubar uma viatura descaracterizada da Delegacia de Homicídios e acabaram baleados. Dois dias antes, os criminosos já haviam sido flagrados por câmeras de segurança roubando uma motocicleta em frente a uma academia, no bairro Piçarra, zona sul de Teresina.

“Eles roubavam principalmente carros e motocicletas. Podemos comprovar a presença mulher em diversos eventos, no roubo de alguns Corolas, Honda Civic e assaltos a residências. O objetivo principal era a venda destes veículos no estado do Maranhão, eles faziam um roubo, mostravam para esse receptador e se ele não quisesse eles praticavam outros roubos. Em um só dia, eles roubaram quatro carros em seguida, sendo sempre agredidos com suas vítimas”, explicou o delegado.

O líder do bando segue foragido (Crédito: Reprodução)
O líder do bando segue foragido (Crédito: Reprodução)

POLÍCIA PRENDE CASAL ACUSADO DE TRÁFICO DE DROGAS EM ITAPECURU-MIRIM

A Polícia Civil do Maranhão-Delegacia Regional de Itapecuru Mirim prendeu em flagrante delito pelo crime de trafico de drogas e associacão para fins de Trafico, RAIMUNDO NONATO COSTA LEÃO, 47 anos, e MARIA NELY PEREIRA DOS SANTOS, 47 anos, dia, 14/11/17, no Povoado Recanto 2, por volta das 14h. Foram encontrados 10 tijolos de maconha escondidos no fundo do quintal, pesando aproximadamente 7 kg, e 55 pedras de crack embaladas individualmente dentro da residência, 139 reais em papel moeda, 2 espingardas bate bucha, 1 moto fan preta cuja placa pertence a uma outra moto.

Ascom: Polícia Civil