Garoto de 12 anos mata o avô a pauladas em Parnaíba

 

Mais um crime brutal. Desta vez um garoto de apenas 12 anos é acusado de matar o próprio avô, José Cunha de Oliveira de 91 anos.

O idoso totalmente indefeso foi morto a pauladas, principalmente na cabeça. O crime aconteceu na Rua Osvaldo Cruz 1067, no bairro Boa Esperança onde o idoso morava com o neto.

O garoto que matou o avô foi apreendido e encaminhado para a Central de flagrantes no bairro São Francisco da Guarita.

O crime, segundo moradores vizinhos a casa onde aconteceu a tragédia já era esperado, já que o menor já havia agredido familiares algumas vezes e nenhuma providência havia sido tomada.  

O corpo da vítima foi removido do local do crime para o Instituto Médico Legal (IML) no bairro Frei Higino, após ser liberado por peritos do Instituo de Criminalista.

O garoto que tem problemas mentais deve ser autuado em flagrante no crime de homicídio qualificado e será entregue no complexo do menor no bairro Nova Parnaíba.

A suspeita é que ele estivesse sofrendo um surto psicótico durante o crime.

fonte blog do pessoa

PM encontra crianças em estado de abandono

A Polícia prendeu nesta quarta-feira (29) o homem identificado como Fábio Ricardo acusado de abandonar seus dois filhos, uma menina de 8 anos e um menino de 5 anos em uma casa no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina.
O chefe de investigação Joathan Gonçalves informou que as crianças foram encontradas na casa sozinhos, num ambiente insalubre e com vestígios de uso de drogas no local.
O conselho tutelar foi acionado e levou o pai e as crianças para serem ouvidos. O pai disse que havia saído por poucos minutos. A mãe chegou momentos depois e disse que trabalha como doméstica na região e afirmou que os filhos ficam sob a responsabilidade do pai.
Os pais já estão com os filhos e o pai, que assumiu ser usuário de drogas, foi advertido para que faça um tratamento contra dependência química. O conselho tutelar vai acompanhar o caso e a investigação será realizada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Fonte: Portal MN

Mulher engorda para ficar ‘indesejável’ após estupro coletivo

262 kg – esse foi o peso máximo que Roxane Gay, com 1,90 metro de altura, encarou em uma balança. E ela chegou na marca “de forma obstinada”. “Comecei a comer para mudar meu corpo, queria que ele se tornasse repulsivo, indesejável queria construir uma fortaleza”, escreveu em “FOME – Uma autobiografia do (meu) corpo” (ed. Globo Livros). Mas por que alguém desejaria alcançar tal feito?
O que Roxane ganharia com isso? “Nunca mais ter os olhares, nem a atenção, dos homens. A vontade era poder manter os homens à distância. Não queria que nada nem ninguém me tocasse.”

Comer compulsivamente até se tornar “uma obesa mórbida” foi o que ela, então com 12 anos, fez para se proteger após um trauma. “Minha vida se divide em duas: antes de engordar, depois de engordar. Antes de ser estuprada, depois de ser estuprada.” Na época, um menino de quem Roxane gostava a levou para uma casa em uma floresta, e junto com outros garotos, a violentou sexualmente. Não foi apenas estupro, foi estupro coletivo. Por causa da culpa que sentia, Roxane guardou o crime em segredo por mais de 30 anos.
Hoje, aos 43 anos e cerca de 70 kg a menos – que perdeu apenas em nome da saúde, é importante dizer. Roxane tem sido uma ativista aguerrida contra a gordofobia – ela é um dos nomes mais importantes do feminismo contemporâneo e uma autora best-seller no mundo todo. Seu livro “Má Feminista” (ed. Novo Século), lançado em 2014, se tornou referência de empoderamento entre garotas. A norte-americana ainda é colunista nos jornais The New York Times e The Guardian e é famosa por seus comentários no Twitter.

Fonte: Com informações do UOL

Fim do Mistério : Mulher desaparecida de Presidente Vargas volta ao convívio do lar

CLÁUDIA DO LAGO NUNES SILVA, desaparecida da Cidade de Presidente Vargas há 14 dias foi encontrada viva, no Povoado  Jandiá, entre Presidente Vargas e Leite. Ela foi conduzida para  Regional de Itapecuru para ser ouvida ,e em seguida encaminhada para o hospital regional,ela se encontrava muito desidratada, pois segundo informações policias ela se alimentou apenas de manga e água durante os 14 dias. A vítima contou ao Blog, que acreditava está sendo perseguida por Domingão como é conhecido Domingos do Nascimento dos Santos ex-companheiro de Cláudia e que a ameaçava constantemente, por essa razão na fuga, ficou completamente nua, para não ser identificada pela roupa. Na ultima terça-feira que antecedeu a fuga, a vítima informou que fora ameaçada de morte por seu ex-companheiro. que inclusive disse:” Te deita na cama, não quero te matar em pé.” Foi aí que entrou uma filha do agressor que implorou que ele não consumasse o intento. Quando na quinta-feira ela viu Domingos correndo com uma faca atras do filho, ela aproveitou a oportunidade para fugir e se livrar para sempre do acusado. Segundo a vítima, a localização da cidade só foi possível depois que o helicóptero do governo sobrevoou a área em que estava perdida. E agora como fica? Domingão está preso por suspeita de ter assassinado Cláudia. Mas Claudia apareceu viva ao lado dos filhos Larissa e Pedro. Domingão vai continuar preso ou não? Cabe a Justiça decidir.

 

Mulher se suicida com tiro na cabeça em Zé Doca

O clima é de comoção com a noticia que pegou a todos de surpresa. A jovem Adriana Silva Sampaio de 29 anos, mulher empresaria, cometeu suicídio por volta das 07:00 hrs da manhã desta quarta-feira (29), com um tiro em sua residência no povoado Cocalinho, em Zé Doca.
Segundo informações da Policia Civil, o marido em depoimento contou que ele, sua esposa e o filho pequeno estavam todos na residência que fica em uma fazenda juntamente com os funcionários. De repente Adriana pegou uma cadeira se dirigiu até o quarto do casal, pegou uma arma que estava dentro do guarda roupa e disparou contra a cabeça. Após ouvir o barulho, o marido correu até o quarto e encontrou Adriana morta.
Ainda não se sabe o que teria motivado Adriana a cometer algo tão banal com sua vida todavia a principal suspeita é que a mesma estivesse sofrendo de depressão, uma doença silenciosa que tem matado milhares todos os anos.

Justiça condena hospital por morte do filho de Flávio Dino

O Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJ-DFT) condenou o hospital Santa Lúcia, de Brasília, a indenizar o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA), e a ex-mulher dele, Deane Fonseca, pela morte do filho do casal, Marcelo Dino, na manhã de 14 de fevereiro de 2012. A indenização foi fixada em R$ 90 mil para cada um dos pais, com correção monetária e juros de 1% ao mês a partir da data do óbito. A decisão é de primeira instância e cabe recurso.
Marcelo Dino morreu aos 13 anos, após uma sequência de crises asmáticas. No dia anterior, ele havia sido levado ao hospital Santa Lúcia pela mãe, professora da Universidade de Brasília (UnB), para tratar da primeira crise. Em menos de 24 horas, no entanto, o quadro se agravou e ele não resistiu. Em nota, o hospital Santa Lúcia informou que vai recorrer da decisão de primeira instância.
Os pais então entraram com uma ação judicial contra o hospital alegando uma série de erros que teriam sido cometidos por profissionais da unidade durante o atendimento. Entre os problemas citados pelos pais, constam: imperícia na administração de remédios, demora no atendimento, realização de procedimentos inadequados e falta de médicos especialistas.
Em contestação, o hospital Santa Lúcia afirmou que Marcelo já possuía doença grave preexistente –asma – e não tinha acompanhamento médico. A instituição ainda atribuiu a morte do paciente ao estado de saúde anterior dele, negou a possibilidade de erro médico e afirmou que o clínico responsável pelo atendimento do adolescente era um profissional liberal e não tinha vínculo empregatício com o hospital. (Com portal Metrópoles).