Perdendo 12 e recebendo 15 Codó fechará o ano sem problemas com falta de médicos

Codó está terminando 2018 sem problemas com falta de médicos depois de ter ficado sem 12 vagas do programa MAIS MÉDICOS, aquele em que o Governo Federal pagava R$ 10.000,00 para os cubanos.

A enfermeira Karen Cruz em entrevista recente ao repórter Sérgio Róchel, da FCTV, explicou que o município recebeu novos médicos pagos diretamente pelo Governo Federal e também contratou, chegando a 15 novos profissionais atuando nas unidades básicas de saúde, 3 a mais do que perdeu-se no auge da crise entre Brasil e Cuba.

“Já estamos com 4 médicos aqui na zona urbana e dois na zona rural porque o programa ele tem a intenção de levar médicos para os locais de difícil acesso, então os postos que foram contemplados com estes seis médicos do programa MAIS MÉDICOS foram a UBS (Unidade Básica de Saúde) de Cajazeiras, a UBS de Boa Vista do Procópio. Maria das Neves, Maria Ferreira, São Benedito, Santa Rita e assim vai”, explicou

Utilizando a quantidade de dias trabalhados, a Secretaria de Saúde montou uma estratégia de forma que todos os dias sejam com atendimento.

“Só como a gente tinha 12 vagas o nosso prefeito Francisco Nagib se preocupou em tá contratando mais médicos ao todo chegaram 15 médicos então todas as unidades estão abastecidas com estes profissionais (…) o dos programas MAIS MÉDICOS trabalham 4 dias, o convencional (contratado pela prefeitura) 3 dias, então a gente conseguiu fechar a semana inteira aquele determinado posto com médico”, afirmou

Tocador de áudio

Casal sofre grave acidente no centro de Coroatá

Jovem, mãe de quatro filhos, não resistiu aos ferimentos morrendo ainda no local.


Tragéda registrada neste sábado (29)

Um grave acidente entre uma motocicleta e uma Hilux foi registrado na noite deste sábado (29) próximo ao Mercado Municipal, no centro de Coroatá.

O casal que seguia na motocicleta colidiu violentamente na lateral do veículo. O impacto levou a óbito a mulher que estava na garupa. Ela foi identificada como Maciene Barros. A jovem é mãe de quatro filhos, um deles com menos de um ano. O marido, que conduzia a moto, foi encaminhado para o Hospital Macrorregional de Coroatá em estado grave.

Saumu atendendo as vítimas (Imagem: reprodução internet)
Casal que estava na motocicleta (Imagem: reprodução internet)

A polícia civil e militar estiveram no local e iniciaram as investigações para apurar os responsáveis pelo acidente.

Coroatá online

A posse do povo

JOSÉ MAURÍCIO DE BARCELLOS

O próximo dia primeiro de janeiro marcará o término de 34 anos de tentativas de destruição da República no Brasil. Neste período o País evoluiu a fórceps, andou a reboque do crescimento mundial, porém, como Nação justa e igualitária, experimentou um período de declínio e de involução sociocultural como jamais visto em toda sua história contemporânea e, o que é mais perverso, tudo dissimulado da forma mais sórdida, envolta em uma aura social-comunista, aliada a um negocismo mau e usurpador.

A vida em família foi sendo corroída e conspurcada insidiosamente, chegando a ponto de sofrer um fantástico ataque ideológico visando, diariamente, a desconstrui-la em sua forma e em sua essência, sempre escondido dentro de um perigoso pacote humanístico que ocultava a bomba da destruição do Estado democrático. À guisa de se elevar o índice de qualidade de vida das classes mais desfavorecidas, destas foi retirada a chance de se manter e de manter os seus com um mínimo de dignidade e até mesma a oportunidade de aprender, de pensar e de fazer valer suas ideias. Em nome de uma estrutura estatal que deveria estar voltada exclusivamente para servir o povo que a sustenta, uma onerosíssima máquina pública com suas incompetentes repartições e com suas odiosas corporações escravizou seus verdadeiros proprietários e, de dentro dos respectivos castelos governamentais, se deu ao luxo sempre de engordar suas remunerações, agravando insensivelmente a indigência dos pequeninos. Mas não foi somente isto, antes fosse.

O poder pelo poder, a ganância sem medida, a soberba e a pretensão desmesurada dos poderosos ou dos idiotas que (ilegitimamente) alçaram um cargo de mando qualquer, por mais insignificante que fosse, destruíram as instituições no executivo, no legislativo e no judiciário que, a exemplo da Suprema Corte do País e de outros Órgãos da Justiça, agora são alvo da desconfiança, da decepção e do deboche por parte da sociedade.

Naquele território assim hostil e perigoso tem-se que, desde 1988, foi cuidadosamente tramada e urdida uma Carta Política escrita para proteger o ladrão da coisa pública; para dar abrigo a uma ideologia espúria e contrária à índole e a natureza deste povo; para amparar o criminoso sanguinário; para privilegiar as exceções e as minorias em detrimento da Pátria, da família e da cultura judaico-cristã. Naquela terra inóspita para o homem comum, sentaram suas bases os donos das bancas, os chupins do suor do trabalhador com seus respectivos proxenetas dos companheiros de trabalho, todos incensados pelos Barões da Comunicação com suas corjas de deformadores de opinião. Desta maneira há três décadas que aquelas pessoas do mal sangram e maltratam esta Pátria Verde e Amarela.

Bem sei que aqueles que se beneficiaram com esse estado de coisas vão contestar tudo isso a partir das teorias e das baboseiras de sempre, vão desfiar um rosário de argumentos para demonstrar que tudo foi realizado em prol do povão e que este sim vem de ser mal agradecido no mínimo quando não se ajoelha diante de uma tardia decisão de um Mandarim da República; quando não reconhece como dádivas supremas as migalhas que a classe política abominável lhes atira ou mesmo quando ousa desconfiar das recomendações das “bestas do politicamente correto”.

Não quero e não vou cansar o meu caro Leitor contra-argumentando em relação àqueles inconsequentes. Quero apenas culpá-los. Quero responsabilizá-los. Quero puni-los pela miséria na qual foram jogadas as 25 milhões de famílias de desempregados; quero que paguem por aqueles que morreram nas filas dos SUS ou dos hospitais saqueados; quero que sejam apenados todos quantos, direta ou indiretamente, deixaram a população entregue à sanha dos horrores do tráfico e do crime organizado; quero que indenizem aqueles que não receberam a prestação jurisdicional requerida por causa de um Judiciário caríssimo, ineficiente, lento e venal; quero que os caciques e os coronéis exploradores das populações miseráveis em todo o País sejam expropriados até o limite da pobreza em que sempre mantiveram seus explorados; quero que os malditos doutrinadores de esquerda delinquente que deformaram quatro gerações de jovens no Brasil sejam condenados a reparar o mal que fizeram, confessando seus crimes contra a família e contra a Pátria, postando-se diante da sociedade com as mãos para trás e de cabeça baixa.

Pela primeira vez devemos efetivamente tomar posse do Brasil, juntamente com o Presidente eleito. Precisamos dar sequência à obra que iniciamos com a Revolução Democrática de outubro de 2018. O que fizemos até aqui foi extremamente importante, mas que ninguém descanse ou ensarilhe as armas porque a luta mesmo apenas começou.

A operação Lava Jato tem que se multiplicar por dez e os Tribunais hão de ser obrigados a julgar e a prender os corruptos em poucos meses, punindo-se ou afastando-se os servidores que resistam à nova ordem. A máquina pública tem que ser desaparelhada, esvaziada, e sua absurda conta salário e seu código de vantagens, reduzidos no peito e na raça, de forma que não afronte e não mais humilhe o pai de família que é obrigado a viver com 900 reais por mês. Sob pena de serem aplicadas severas sanções, o serviço público há que servir este povo pobre e carente que o custeia de longa data, dando-lhe saúde, segurança e educação, pelo que se exigirá que opere sob rígido controle de horário de trabalho (entrada e saída), quer seja um Príncipe ou um Nababo de Brasília quer seja o mais humilde servidor lotado na repartição do Município mais longínquo do País. A banca há que servir à economia do Brasil e não dela se locupletar e a classe produtiva deve ser libertada da exploração do Estado para produzir e gerar riquezas, porém se e quando não o fizer há que ser fechada compulsoriamente.

Os vermelhos já falaram demais, assim que agora ouçam um pouco. Não há nada de antidemocrático nisto, muito pelo contrário tudo isso que ainda aí se encontra é que precisa ser urgentemente mudado, pois é tudo que afronta sim a verdadeira democracia. Nem venham os “babilacas” da impostura falar que o ordenamento jurídico impede que se alcancem tais metas e propósitos, da forma que aqui preconizo. O Brasil já tem muitas boas leis e são suficientes, basta que se cumpra a lei. Todavia se algo houver que deva ser alterado para a consecução daqueles objetivos que se faça o necessário ajuste – constitucional ou infraconstitucional – e o povo tem o direito de exigir e impor ao Legislativo que cumpra seu papel, a mando direto de quem o poder emana realmente.

Bem que poderíamos ter dado ao establishement uma palinha desta nova ordem por ocasião do episódio recente em que um “Mandarim Solta Bandidos” ousou, monocraticamente, libertar o “Ogro Encarcerado”, visando a mostrar serviço para seus verdadeiros patrões. Poderíamos ter arregimentado, pelas Redes Sociais, talvez uns dois ou três milhões de cidadãos e pacificamente nos colocarmos diante do Congresso Nacional exigindo que, em regime de urgência, votassem o impeachment do Ministro que tentou trair a vontade do povo. Outras 500 mil pessoas se postariam diante da casa do Mandarim exigindo que depois de defenestrado fosse cantar em outra freguesia. Isto lavaria a alma de muita gente e deixaria e esquerdalha de barbas de molho.

O povão vai à posse de seu novo líder e todo resto dos homens honrados estará com ele torcendo pelo Brasil. Porém este mesmo povo precisa estar consciente da oportunidade fantástica que a Revolução de 2018 trouxe para esta Terra de Santa Cruz. Tudo quanto quisermos e que represente a vontade da maioria e que, por sua vez, não afronte os valores e princípios da Nação Brasileira, quando não for atendido, é nas ruas com alguns milhões de cidadãos que exigiremos, doa a quem doer.

Estou convicto de que o governo que aí vem bem sabe interpretar a vontade dos mais de 57 milhões de brasileiros que o colocou no Planalto e que tem coragem e disposição para fazê-lo. O Brasil, entretanto não mudará se também seu povo não mudar em relação ao que esta Nação precisa e espera de todos nós

DONO DE ARMAZÉM EM CODÓ É PRESO COM 20 TONELADAS DE CAFÉ ROUBADO ENTRE SÃO PAULO EM MINAS GERAIS

A Polícia Civil apreendeu mais de 20 toneladas de café em um armazém no bairro São Sebastião, em Codó, a 220 km de São Luís. Segundo a Delegacia de Codó, a carga foi roubada há um mês entre os estados de São Paulo e Minas Gerais.

Ao todo, foram encontradas 4.052 caixas do café, sendo 2.366 caixas com embalagem a vácuo e 1686 de café em pó. O empresário Antonio Luís Silva Chaves, dono do armazém, foi preso em flagrante pelo crime de receptação qualificada.

Segundo a seguradora contratada pela transportadora vítima do roubo, se trata da maior apreensão de produtos roubados já realizada na história da empresa.

Todo o material foi colocado em dois caminhões e encaminhado à sede da Delegacia Regional de Codó. Fonte Gilberto Lima

 

Moto Bros é tomada de assalto na MA-020 , em Presidente Vargas

Mais uma moto foi tomada de assalto na MA-020, em Presidente Vargas. Desta vez, um cidadão teve a moto Bros, cor preta, levada por três bandidos. O crime aconteceu próximo o cemitério do Povoado Leite.

O condutor da moto informou que trafegava em direção a Presidente Vargas, por volta das 12h desta sexta-feira(28). Munidos com armas de fogo, os criminosos exigiram que a vítima entregasse o veículo. O trio fugiu conduzindo a Bros.

A Polícia Militar foi informada do assalto e realizou diligências na área para localizar os bandidos. Até o momento niguém foi preso.

Maranhão terá R$ 1,6 milhão para equipamentos de saúde bucal

A população de 34 municípios no estado do Maranhão, será beneficiada com o reforço financeiro de R$ 1,6 milhão para melhoria da assistência à saúde bucal no SUS. O Ministério da Saúde está destinando R$ 51 milhões para 898 municípios brasileiros para a compra de 2.836 cadeiras odontológicas, de todas as regiões do país. No Maranhão, a verba viabilizará a compra de 93 cadeiras odontológicas, que serão instaladas em unidades básicas de saúde. A liberação do recurso já foi publicada no Diário Oficial da União. O investimento contribui para qualificar, ampliar e fortalecer o atendimento de Saúde Bucal no Sistema Único de Saúde (SUS).

A compra dos equipamentos reforça a Política Nacional de Saúde Bucal e dá suporte para ampliar e qualificar o trabalho das Equipes de Saúde Bucal que atuam na Atenção Básica, principal porta de entrada do SUS e capaz de resolver pelo menos 80% das demandas dos cidadãos.

Atualmente no país são 26.807 Equipes de Saúde Bucal presentes em 5.047 municípios brasileiros. Desta forma, cerca de 90,53% dos municípios do país têm, ao menos, uma das principais linhas de ação da Política Nacional de Saúde Bucal.

Saúde Bucal 

Quem precisa de atendimento bucal deve buscar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua residência. As equipes de Saúde Bucal estão são compostas por: cirurgião-dentista; técnico ou auxiliar em saúde bucal ou pelo cirurgião-dentista; e técnico em saúde bucal e um auxiliar ou técnico em saúde bucal. Toda equipe é responsável por um território que, em geral, concentra de 3 mil a 4 mil pessoas.

A partir da avaliação inicial do dentista, o paciente pode ser encaminhado à atenção especializada, nos CEO. Essas unidades especializadas realizam serviços de diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca; periodontia especializada; cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros; endodontia; e atendimento a portadores de necessidades especiais. Hoje são 1.138 CEO em todo o país.

O SUS conta ainda com 302 Unidades Odontológicas Móveis, sendo que destas, 33 são Unidades Odontológicas Móveis (UOM) nos Distritos Sanitários Indígenas (DSEI) e 7 são Unidades Odontológicas Móveis (UOM) em Consultórios na Rua (CnaR). Esses serviços permitem ampliar o acesso de saúde bucal a populações específicas e vulneráveis.

Há ainda, no âmbito do SUS, 1.970 Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias (LRPD), que realizam o serviço de prótese dentária total, prótese dentária parcial removível e/ou prótese coronária/intrarradiculares e fixas/adesivas.

Até outubro deste ano, foram realizados 568.845 procedimentos de próteses dentárias. Já as atividades de diagnóstico bucal, periodontia especializada, cirurgia e endodontia ofertadas nos CEO somaram 1.372.399 procedimentos. Nos estabelecimentos especializados que atendem a pessoas com deficiência foram registrados 791.606 procedimentos”.

Por Nicole Beraldo, da Agência Saúde

Deus, Obatalá, que não tem cor, está vermelho de Vergonha

MIGUEL GUSTAVO DE PAIVA TORRES

A coluna do jornalista Cláudio Humberto, editor do Diário do Poder, revela, em sua coluna diária, os principais pontos da nova agenda administrativa do governo anticorrupção eleito por 57 milhões de brasileiros em outubro de 2018. Mantém intactos todos os privilégios e regalias com os quais se lambuzaram os ocupantes do Poder no Brasil, nos últimos 30 anos, com a adição do excesso de melaço derramado por Lula e Dilma para contentamento dos companheiros de caminhada. Combustível e desgaste dos aviões da FAB para continuar transportando, para cima e para baixo, autoridades do nosso quinto mundo. Cartões Corporativos indevassáveis para uso pessoal, quem sabe no lobby do Piantella, em Brasília, carros oficiais talvez para transporte dos cachorros da madame e compras no supermercado, e todas as demais mordomias e privilégios exacerbadas nos governos petistas, que deixaram o país com apenas trinta por cento de cobertura de saneamento urbano, promovendo a morte em massa da pobreza numa diarreia eterna da leptospirose nacional, em monstruosas favelas que envergonham todos os santos e todos os deuses. Brasil acima de tudo, e o povo abaixo de todos os que são proprietários ocasionais do país, na farsa da democracia parlamentar, que como o Leopardo da Sicília, muda para que tudo fique igual. É a primeira vez na história republicana que um governo começa a acabar antes de começar. Não dá para entender que esses novos estrategistas da política das mídias sociais sejam tão  burdos, toscos, e tapados, mentalmente e também politicamente, para entender que desses 57 milhões de eleitores, pelo menos quarenta milhões falavam serio quando depositaram, por duas vezes, os seus votos nas urnas. Como se não bastasse esse desdém com os eleitores, ainda cutucam onça com vara curta, colocando nos ombros da figura eterna daquele a quem toda a raça humana chama Deus, a responsabilidade pela condução do país na selva internacional infestada por animais financeiros e senhores da  guerra, no mundo real em que vivemos. Mas como a Taurus vai vender um revolver para cada cidadão, teremos uma milícia maior do que a do Maduro. O problema é que revolver da Taurus só dá tiro no pé. Não, não pensem nem por um segundo que nutro qualquer sentimento ou razões depreciativas dos Estados Unidos da América ou de Israel. Pelo contrário, admiro as duas grandes nações de raízes ocidentais e toda a contribuição dada à humanidade. Penso, inclusive, que temos muito a ganhar com uma relação mais intensa com Israel, país que conseguiu desenvolver tecnologias de ponta em setores diversos, e que muito podem contribuir para o nosso desenvolvimento. A tecnologia de dessalinização de água salobra,  por exemplo, é considerada a melhor e mais avançada do mundo, por quem entende do assunto. O que não admiro, muito pelo contrario, temo,  são as posições ideológicas radicais de Donald Trump e de Benjamin Netanyahu, expoentes de uma ultra  direita atrasada e falsamente religiosa, que ameaça Deus, e o equilíbrio perene entre Deus e o Diabo. Porque assumiram, pela via do poder, das armas, e do dinheiro, o   aparente encargo de nos levar a todos- e agora colocam o Brasil nessa panela-, ao fogo  do inferno da destruição geral pelo incentivo e promoção de políticas de emprego da violência, da força bruta e do ódio, no âmbito planetário e no explosivo Oriente Médio.

Miguel Gustavo de Paiva Torres é diplomata.

Novo vídeo mostra Adélio Bispo cercando Bolsonaro antes do atentado; assista

Circula nas redes sociais um vídeo divulgado pelo portal O Antagonista, em que Adélio Bispo cerca e chega e ficar bem próximo do, na época, candidato à Presidência da República, Jair Messias Bolsonaro.

Adélio é o responsável pelo atentado à vida de Bolsonaro, através de um golpe de faca, durante uma caminhada do político juntamente com seus eleitores, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

No vídeo, o autor do crime calmamente se aproxima do veículo onde Bolsonaro acenava para simpatizantes, mas não chega a fazer nenhum tipo de ameaça. Jair Bolsonaro desce do teto do carro para dar início à caminhada no calçadão. Ninguém percebe a presença de Adélio, que aparece em primeiro plano na gravação, chegando próximo, por trás, de Bolsonaro – com a faca enrolada em jornais.

No vídeo, o criminoso não tomou nenhuma iniciativa para golpear o candidato, mas as imagens poderão ser usadas pela Polícia Federal para ajudar nas investigações, que ainda estão em andamento.

Outras câmeras de segurança das proximidades terão imagens avaliadas, pois podem esclarecer para a polícia como o criminoso chegou até a passeata, levando em consideração que ele esteve antes no hotel onde Jair Bolsonaro discursou para empresários, a 4 km do local do crime.

Assista ao vídeo:

Após o atentado, o então candidato a presidência foi socorrido por policiais federais responsáveis por sua segurança e levado até a Santa Casa de Juiz de Fora, onde foi operado e, em seguida, transferido para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Higor Mendes/1news.com

Agências bancárias não abrem na segunda-feira, dia 31

Essa sexta-feira (28) será o último dia útil do ano para atendimento ao público nas agências bancárias, com expediente normal para a realização de todas as operações. No dia 31 de dezembro (segunda-feira), as instituições financeiras não abrem para atendimento, informou a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).
A população poderá utilizar os canais alternativos, como mobile e internet banking, caixas eletrônicos, banco por telefone e correspondentes para fazer transações financeiras.
Os carnês e contas de consumo (como água, energia, telefone) vencidos no feriado poderão ser pagos sem acréscimo no dia útil seguinte. Normalmente, os tributos já estão com as datas ajustadas ao calendário de feriados, sejam federais, estaduais ou municipais.
Os clientes também podem agendar os pagamentos das contas de consumo ou pagá-las (as que têm código de barras) nos próprios caixas automáticos. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do DDA (Débito Direto Autorizado).
Por Agência Brasil

Justiça concede habeas corpus ao médium João de Deus, mas ele continuará preso

A Justiça de Goiás concedeu, nesta quinta-feira, um habeas corpus ao médium João Faria de Teixeira, o João de Deus, no caso do porte ilegal de armas. A decisão é do juiz plantonista Wilson Saflate Faiad, que destacou a idade do médium, bem como a “saúde extremamente debilitada”. No entanto, João de Deus continuará na cadeia. Isso porque a decisão da Justiça goiana diz respeito exclusivamente à prisão preventiva por conta das armas irregulares, apreendidas em sua casa durante uma busca policial no último dia 19. João de Deus, porém, ainda responde às acusações de abuso sexual contra centenas de mulheres.

A informação foi confirmada pelo advogado de defesa de João de Deus, Alberto Toron. O médium continuará preso devido a 15 denúncias de crimes sexuais, todas devidamente formalizadas na Justiça goiana. Os outros casos ainda estão em fase de investigação pelo Ministério Público.

A defesa do médium já entrou com outro pedido de habeas corpus contra essas acusações, mas o pedido foi rejeitado em primeira instância pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e agora será analisado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli.

Leia a nota da defesa de João de Deus:

“O plantão do Tribunal de Justiça de Goiás deferiu liminar em Habeas Corpus impetrado pela defesa de João de Deus, relativo à prisão decretada em razão das armas apreendidas em sua residência quando da busca e apreensão determinada pelo juiz de Abadiana-GO. O ilustre magistrado plantonista Wilson Saflate Faiad, ao deferir liminar, ressaltou na decisão que o paciente, além de idoso, encontra-se com a saúde extremamente debilitada, conforme documentos comprobatórios anexados à impetração. A defesa de João de Deus continuará firme no propósito de conseguir sua liberdade, para que ele possa se defender e, principalmente, cuidar de sua saúde, que requer cuidados médicos indispensáveis. Alberto Zacharias Toron, Luísa Moraes Abreu e Alex Neder.”

O Espírito Mont Pélerin

FELIX BAES DE FARIA

“A essência do projeto liberal sempre foi, e continua a ser, a maximização da liberdade individual, sem confundir a economia de mercado com o paraíso terrestre” (Roberto Campos, Na Virada do Milênio)

O Plano econômico do futuro Ministro da Economia, Paulo Guedes, deverá trazer ao Brasil as reformas liberais necessárias à retomada do crescimento econômico e à geração de empregos, a exemplo de iniciativas como ajuste fiscal; redução dos gastos públicos; privatizações; simplificação tributária; reforma previdenciária; desregulamentação do mercado e melhoria do ambiente de negócios. De acordo com projeções da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para 2019, divulgadas em 12 de dezembro de 2018, o crescimento do PIB deverá ser da ordem de 2,7%, impulsionado por uma expansão da indústria de 3% e do investimento de 6%. O momento é de otimismo, mas de muito desafios.

Com o olhar para a nova perspectiva do País voltado para o liberalismo econômico, torna-se fundamental o resgate de conceitos advindos de Friedrich August von Hayek. O pensamento deste proeminente filósofo e economista liberal-conservador da Escola Austríaca, Prêmio Nobel de Economia de 1974, que tanto inspirou grandes estadistas do porte do ex-Presidente Ronald Reagan e da ex-Primeira Ministra do Reino Unido, Lady Thatcher, são relembrados atualmente no Brasil.

Entretanto, não estaria fazendo jus à excelência do filósofo austríaco caso não registrasse uma de suas grandes conquistas: a fundação de uma academia internacional de filosofia política que tivesse como objetivo regenerar as ideias do Liberalismo Clássico para refutar o Socialismo. Após a II Guerra Mundial, um grupo de 36 eruditos liberais, a maioria economistas, foi convidado por Hayek para se reunir em um resort em Mont Pélerin – nas proximidades da cidade suíça de Montreux – para debater sobre as perspectivas e desafios do Liberalismo clássico. Dentre os membros fundadores e presidentes mais ilustres desta Sociedade destaca-se o Professor Milton Friedman, ganhador do Prêmio Nobel de Economia em 1976 e economista de referência para Paulo Guedes, futuro Ministro da Economia do Governo Bolsonaro.

Mas voltemos aos fundamentos da Sociedade Mont Pélerin, que surgiu como uma resposta à ruína social, política, intelectual e moral que havia dominado a Europa antes e durante a Segunda Guerra Mundial. Determinados a preservar a chama intelectual do liberalismo-conservador e combater as noções intervencionistas e centralizadoras muito em voga no pós-Guerra, os integrantes dessa sociedade seleta não tencionavam criar uma ortodoxia, alinhar-se a partidos ou influenciar pessoas na tomada de decisões e escolhas por meio de propaganda política. Seu único objetivo – desde a fundação da Sociedade, em 10 de abril de 1947 – era facilitar o intercâmbio de ideias entre acadêmicos que compartilhavam da mesma opinião, na esperança de fortalecer os princípios e a prática de uma sociedade livre, além de estudar o funcionamento e as virtudes do mercado.   Este importante comitê – que em 2018 celebra 71 um anos de existência e congrega altos funcionários de governo, jornalistas, ganhadores do Prêmio Nobel, especialistas em economia e finanças e acadêmicos de todo o Mundo – já se reuniu no Rio de Janeiro, em 1993, e deverá realizar seu próximo encontro em Dallas, no Texas, em maio de 2019.

O resgate do espírito de Mont Pélerin não se limita a descrever a importância histórica dessa Sociedade para a evolução do pensamento liberal-conservador, mas busca, sobretudo, destacar sua relevância para o momento histórico pelo qual passa o Brasil. A agenda econômica do Governo Bolsonaro tem também suas raízes na filosofia de Friedman – fervoroso defensor do capitalismo e uma das personalidades mais influentes do pensamento econômico nos últimos tempos. Segundo ele, os mercados alocam recursos com mais eficiência do que qualquer governo; os monopólios são criados para regular a economia e os governos deveriam focar seus esforços no controle da oferta monetária. Não é por acaso que, em sua publicação “Decência Já”, o ex-Embaixador José Osvaldo de Meira Penna – membro da Sociedade Mont Pélerin, assim como o foi também o grande economista neoliberal brasileiro Eugênio Gudin – sustentou que “Mises, Hayek, Friedman, Buchanan e outros modernos economistas liberais são pouco conhecidos em nossa terra”. Com o estilo sarcástico e erudito que lhe é peculiar, Meira Penna lembra, oportunamente, que em “O Caminho da Servidão”, Hayek procurou demonstrar os perigos do intervencionismo estatal. Da mesma forma, sinalizou que “o momento é hoje favorável a Mises e Hayek”. O ex-Embaixador brasileiro realizou essa constatação em 1992. Com a eleição de Jair Bolsonaro, praticamente 30 anos depois dessas reflexões, pode-se afirmar que, no Brasil, o momento é favorável a Mises, Hayek, Friedman e Roberto Campos.

Felix Baes de Faria é diplomata brasileiro desde julho de 1999.