VARGEM GRANDE: VEREADOR BRAGA VIABILIZA RECUPERAÇÃO DE AÇUDE NA FAZENDINHA DO BÁS

O presidente da Câmara Municipal, vereador Braga (PSDB), em parceria com o prefeito de Nina Rodrigues, Rodrigues da Iara (PDT), viabilizou a recuperação de um açude histórico no Povoado Fazendinha.
A recuperação que aconteceu no sábado (12) foi acompanhada de perto pelo Vereador Braga e por moradores daquela localidade e adjacências.
O referido açude que é centenário, estava há um ano com parte do paredão danificado, o que proporcionou seu desativamento neste período. Em seu funcionamento essa barragem beneficia com abastecimento de água, irrigação, pesca e etc, tanto os moradores do povoado Fazendinha como de dezenas de localidades daquela região, incluindo também alguns de Nina Rodrigues.
Além da sensibilidade e da visão politica política que motivou o Prefeito Rodrigues da Iara na parceria que resultou na recuperação do açude, também foi levado em consideração o fato de povoados Ninenses serem beneficiados pela barragem, principalmente a localidade Zorra que faz limite com a Fazendinha, sendo separadas apenas pelo Rio Munim.
Veja a recuperação no vídeo:

No Maranhão crianças em estado de abandono e cárcere privado são resgatadas por PMs

Três crianças foram resgatadas por policiais do 1° Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão, na noite de domingo (13) na 2ª Travessa da Rua 7, no Jambeiro, área do bairro Sá Viana em São Luis- Maranhão.
As crianças estavam em estado de abandono e mantidas em cárcere privado. Os policiais foram ao local depois de denúncias feitas pelos vizinhos.
A mãe das crianças identificada como Fabiane dos Santos, de 32 anos, foi localizada em um bar onde estava ingerindo bebida alcoólica.
Segundo os vizinhos isso ocorre com muita frequência e além disso ao chegar em casa ela ainda espancava as crianças, um bebê de seis meses, uma menina de três anos e um menino de seis anos.
Constatadas as denúncias os policiais acionaram o Conselho Tutelar e encaminharam a mãe e as três crianças para o Plantão Central da Polícia Civil no Anjo da Guarda.
A Guarnição que realizou o resgate dessas crianças é composta pelos soldados Fábio e Ripardo, com o apoio do Tenente Wellington e Sargento Porto.

Coisas do tempo

PETRÔNIO SOUZA GONÇALVES

A tradição vem do conhecimento traduzido, de lábios a ouvidos, além do tempo… Seu início e fim se fundem em si mesmos e a cada dia são reinventados, revelando o doce gosto das coisas que o tempo não levou. Assim é esta historinha, que nasceu um dia, cresceu e floresceu em outros, dando frutos e alimentando a alma humana pelos vários cantos do mundo, ao longo dos séculos.

Como já foi contado, na pequena floresta ao pé da serra, três diferentes árvores conversavam sobre o mundo de bichos e homens que se descortinava aos seus pés. Uma delas, a que mais se balançava com o vento, resolveu indagar as outras quando o sol já queria se esconder por detrás da paisagem: “O que vocês vão querer se tornar quando um lenhador vier nos cortar?” A primeira árvore, vaidosa com seu tronco frondoso e seus galhos robustos, respondeu: “Ah, eu vou querer me transformar em um grande trono. Um trono em que se sentarão reis e rainhas por várias gerações… eu quero ser lembrada como o maior trono do mundo…”. A segunda, de galhos maiores e tronco menor, emendou: “Ah, eu vou querer ser uma grande embarcação, navio de muitas velas, para levar reis e rainhas pelos oceanos do mundo, enfrentado os mares e as marés ao redor da Terra”. A terceira árvore, um pouco mais franzina, disse apenas que “queria estar nas casas das pessoas, como um objeto de beleza, de admiração, de orgulho dos homens”.

Bom, o tempo foi passando até que um lenhador ao ver as três árvores enfileiradas se pôs a cortá-las, indo uma a uma ao chão. Pouco tempo depois, a primeira árvore que queria se tornar um trono de reis, transformou-se em cocho para animais, e foi colocada em um curral, em que bois, carneiros e cavalos vinham todos os dias comer sua dose diária de alimentos. A segunda, que queria se tornar uma grande embarcação, se tornou pequeno barco de pesca, carregando peixes e gente comum debaixo de chuva e sol ardente. Passava as noites na praia, servindo de abrigo para animas da rua. A terceira árvore, que queria entrar na casa das pessoas, foi cortada, se transformou em madeira e ficou esquecida em um canto qualquer.

O tempo foi passando, passando, as árvores vivendo sua sorte, até que, um dia, naquela que havia se transformado em um pobre cocho de animais, nasceu um menino, um menino pequenino, que muitos homens vieram de longe para adorá-lo. Os animais também ficaram por horas admirando aquele pequenino que tinha paz de lua nos olhos. E ele nem chorava, apenas seus olhinhos admiravam os bichinhos que se juntavam à sua volta. Poucos anos depois, a árvore que se transformou em um barco de pesca, levou pelos mares da vida um pescador que com suas redes pescava homens. Um dia transportou um homem de olhar triste, que trazia o nascer do sol em seus cabelos. Foi enfrentando a mais densa tempestade na noite escura da alma humana que o barquinho viu o mar se acalmar quando o homem triste apenas ergueu o braço e olhou para o céu. A última árvore, que queria entrar nas casas das pessoas como objeto de admiração, se transformou em uma cruz e nela foi pregado o homem triste, que tinha os olhos de lua e os raios de sol em seus cabelos…

Assim são as histórias, assim é o tempo que nos diz, de hora em hora, que nada está terminado e que o dia que nasceu nublado pode terminar ensolarado. E vão as histórias da vida contando o que não aconteceu, sempre recebendo o verso e o sentido que não se escreveu. O universo é do que não foi pensado e viver é mesmo um reinventar diário… e os nossos sonhos são a única coisa que o tempo não pode levar.

Petrônio Souza Gonçalves é jornalista e escritor

FAVAS CONTADAS Aliados preveem reeleição de Rodrigo Maia na Câmara já em 1º turno


Presidente da Câmara já contaria com o apoio de 330 deputados

Articuladores da campanha preveem reeleição de Rodrigo Maia no 1º turno. (Foto: Wilson Dias/ABr)

Animados após “conversas promissoras” com líderes de PSB, PDT e PCdoB, aliados já contam com a reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). “Vai ser no 1º turno”, diz um articulador. Com a provável adição dos 69 deputados de PSB, PDT e PCdoB, e as bancadas dos 12 partidos que declararam apoio oficial, Rodrigo Maia já pode contar com cerca de 330 votos, garantindo com folga a reeleição. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Além de PSB, PDT e PCdoB, apoiam Rodrigo Maia PSL, PSD, PR, PRB, PSDB, DEM, SD, Pode, PSC, Pros, PPS e Avante.

O PP lançou Arthur Lira (AL) após perder cargos para o PSD. Já o MDB deve apoiar Fábio Ramalho (MDB-MG) para o comando da Casa.

Caso seja reeleito, Rodrigo Maia será o presidente mais longevo desde a redemocratização. Ao todo serão 1.662 dias no comando da Câmara.

João Campos (PRB-GO) se lançou como “candidato do governo”, mas não teve apoio nem do próprio partido, que está fechado com Maia.

TANQUE CHEIO

Em meio a mudanças na Petrobras, até o preço da gasolina também caiu e já está abaixo de R$ 3,70 em várias cidades, como Brasília. Pegando essa deixa do Diário do Poder, há de se perguntar por que em Vargem Grande, nem a gasolina nem o gás de cozinha conseguem reduzir o preço. No povoado Leite, a gasolina baixou R$ 0,30, em Codó R$ 0,38 e aqui continua nas alturas. Será que estamos fora das medidas econômicas do poder central. Ou é o domínio dos carteis. Com a palavra o Ministério Público e o Procon.