Homem recorre ao suicídio com arma de fogo na zona rural de Presidente Vargas

No início da manhã desta sexta-feira(25), por volta das 6h, um homem recorreu ao suicídio no Povoado Nascimento, na zona rural de Presidente Vargas.

A Delegacia de Polícia Civil, sob responsabilidade do investigador Santos, foi informado pelos familiares do ocorrido e se deslocou-se até o local, onde comprovou as veracidades dos fatos.

Um homem identificado como Milton de Meneses Barros, 33 anos, cometeu suicídio utilizando uma espingarda do tipo “soca-soca”. O tiro atingiu a cabeça.

O corpo foi removido para o necrotério do Hospital Municipal, em Presidente Vargas para o exame cadavérico e em seguida liberado para o velório. Já a arma utilizada no suicídio foi apreendida e levada para delegacia, e acompanhará o inquérito policial que apura os fatos.

Adolescente sofre tentativa de homicídio em Coroatá

Segundo a polícia, o adolescente de 15 anos tem passagem por tráfico de drogas e é acusado de práticas de assalto.

A polícia registrou uma tentativa de homicídio nesta sexta-feira (25) na Avenida Tereza Murad, bairro Mocó, em Coroatá. A vítima foi um menor de 15 anos, das iniciais V. M.

De acordo com informações, o adolescente estava sentado na porta de casa quando foi surpreendido por duas pessoas em uma motocicleta que passaram efetuando vários disparos de arma de fogo. Dois desses disparos atingiram a vítima, um na perna e outro no tórax. V. M. foi encaminhado ao Hospital Macrorregional para ser submetido a um procedimento cirúrgico.

Segundo a polícia, a tentativa de homicídio pode ter sido motivada por um acerto de contas. O adolescente tem passagem por tráfico de drogas e é acusado de práticas de assalto. Fonte Coroatá Online

Chega a nove o número de mortos em tiroteio de facção com policiais

O tiroteio entre membros de uma facção criminosa em São Luís e policiais civis e militares ontem à tarde, resultou na morte de oito bandidos, sendo esses na Vila Conceição e um na Vila Nestor, no dia 22 deste. Quatro saíram feridos e seis armas foram apreendidas.

A operação para desarmar as facções e coibir o confronto armado entre elas permanece e não tem tempo para encerrar. Ontem, durante o período da noite o helicóptero do CTA passou boa parte monitorando bairros como Vila Conceição, São Francisco, Monte Castelo e Coroadinho.

Confira abaixo os nomes dos mortos:

Fonte Luis Cardoso

A “fuga” de Jean e as investigações sobre o caso Adelio (Veja o Vídeo)

Não há qualquer dúvida de que o deputado federal Jean Wyllys nutre verdadeiro e abominável ódio pelo Presidente da República Jair Bolsonaro.

Um ódio incontrolável, capaz de fazer o rapaz cometer atos de fúria, até desumanos.

Aliás, isso foi testemunhado por todo o Brasil. que assistiu durante a sessão do impeachment de Dilma Rousseff, Jean, de maneira aparentemente premeditada, se aproximar de Bolsonaro e desferir uma inconcebível cusparada.

Sem dúvida, uma agressão moralmente violentíssima, desumana e odienta, notadamente partindo de uma pessoa que se diz estudada, preparada e culta.

Quem cospe na cara de um seu semelhante demonstra um ódio incontrolável. É capaz de qualquer coisa. Ou não?

Por outro lado, logo após o atentado contra Jair Bolsonaro, uma ‘entrada’ do criminoso Adelio foi constatada na Câmara dos Deputados. No mesmo dia do crime. Uma desculpa esfarrapada foi dada e o caso não foi investigado. Teoricamente, um álibi estava sendo forjado.

O mesmo Adelio foi militante do PSOL, juntamente com o deputado.

É certo também que Jean Wyllys, logo após se reeleger com um desempenho vergonhoso, apenas 24 mil votos, carregado pela enorme votação de Marcelo Freixo e com 120 mil votos a menos do que em 2014, garantiu que não deixaria o Brasil em hipótese alguma, que seria “resistência”.

Ao mesmo tempo, Jean viu o seu algoz ser consagrado pelas urnas e eleito presidente do país. Paralelamente, o homem que “ama”, conforme declarou recentemente, preso, impedindo de se candidatar. Culpa atribuída a um delirante plano para eleger Bolsonaro.

Não quero de nenhuma forma fazer qualquer tipo de acusação, como fez Jean na sua “despedida”, afirmando o envolvimento de Bolsonaro com milícias.

Apenas aponto fatos, para uma reflexão.

Não tem como não desconfiar de um possível envolvimento de Jean Wyllys no crime praticado contra Jair Bolsonaro. Pode, talvez, ter sido um mero incentivador, mas é algo que merece profunda e urgente investigação.

Sua repentina saída do Brasil cheira a fuga.

Abaixo, dois vídeos importantes e que ilustram a questão.

Jean, há poucos dias, garantindo que jamais sairia do Brasil

O comentário de Alexandre Garcia sobre o mistério das investigações e a ‘ida’ de Adelio na Câmara dos Deputados no dia do crime:

Confronto com a polícia deixa oito mortos em São Luis

Uma operação da Polícia Civil na Vila Conceição, em São Luís, terminou com oito mortes na tarde desta quinta-feira (24). Os nomes dos mortos ainda não foram informados pela polícia.
Segundo a polícia, a operação ocorre em decorrência de conflitos entre facções criminosas e tiroteios na região, além de um vídeo que correu nas redes sociais onde possíveis membros de facções afirmam possuir armas suficientes para confrontar outras facções ou mesmo a polícia.
Em entrevista à Rádio Mirante AM, o superintendente de combate ao narcotráfico, Breno Galdino, informou que todas as mortes desta quinta-feira (24) ocorreram em confronto com a polícia, que ainda busca armas e pessoas envolvidas em crimes na região.
“Chegou para a gente a confirmação dessas mortes em confronto com a polícia. Também apreendemos aqui duas pistolas, revólver .38 e duas espingardas. Esse é o balanço parcial. Também apreendemos maconha e carregadores dessas armas”, disse Breno Galdino. Fonte Neto Weba

Colisão entre motocicletas deixa vítima fatal em Coroatá

Colisão entre motocicletas deixa vítima fatal em Coroatá

Com o impacto do acidente o jovem Marcos Antonio, de 19 anos, morreu na hora.


Investigadores da polícia civil de Coroatá confirmaram a morte de Marcos Antonio dos Santos Silva, de 19 anos, vítima de acidente de moto registrado próximo ao povoado Vila 7, zona rural de Coroatá. A notícia foi divulgada pela repórter Cléa Araújo.

O que se sabe até o momento é que houve uma colisão entre duas motos e que com o impacto, Marcos Antônio morreu na hora. Moradores relataram que o outro envolvido se evadiu do local sem ser identificado.

Marcos Antonio dos Santos Silva morava na localidade onde aconteceu a tragédia. Ele recentemente havia trancado a faculdade para tentar realizar o sonho de ser jogador de futebol.

Saúde do DF precisa ser exemplo

IBANEIS ROCHA

Durante a última campanha andei por cada canto do Distrito Federal, e ao contrário do que muita gente do restante do País imagina, há, aqui, locais carentes, sem infraestrutura e serviços públicos inadequados para milhares de pessoas. Entre os mais pobres, a principal queixa era com relação ao sistema de saúde. O quadro era de caos: pessoas morrendo enquanto esperam lugar na fila por um atendimento. Uma situação inaceitável que encarei como primeiro desafio a ser enfrentado.

Para resolver a situação, é preciso transparência, franqueza, trabalho. Muito trabalho. Verifiquei, de imediato, que um modelo já implantado no Hospital de Base está sendo bem-sucedido e aceito pela população. Foi criado um Instituto com maior autonomia, de maneira a tornar mais ágil os procedimentos de compra e contratação de pessoal.

Os ganhos com essa mudança podem ser demonstrados. Por exemplo, apenas na aquisição de órteses, próteses e demais materiais para a ortopedia, o Instituto já economizou cerca de 50%. Houve queda em quase todos os itens de despesa e os recursos que sobram podem ser investidos diretamente na melhoria dos demais serviços de saúde.

É evidente que um sistema que atende melhor a população deve ser preservado e ampliado. Num primeiro passo, em acordo com o Legislativo, devemos incluir na estrutura, a partir do Instituto de Gestão Estratégica da Saúde do DF, novas instituições como o Hospital de Santa Maria, o Hospital Materno-Infantil, e o Hospital Regional de Taguatinga, além das unidades de Pronto-Atendimento (UPAs). Importante destacar que essa modernização em nenhum momento irá tirar direitos dos servidores, que poderão optar se trabalharão na Organização ou na Secretaria de Saúde.

O DF também precisa consolidar um sistema de informação em tempo real de todas as áreas (atenção básica; atenção especializada, com consultas, exames e procedimentos; atenção na urgência e emergência; gestão hospitalar; regulação; e transporte sanitário). O Hospital da Criança, o Hospital de Base e o Instituto de Cardiologia já possuem esse sistema, mas é preciso uma integração de todas as unidades, com prontuário eletrônico e uma sala de monitoramento de todas as ações estratégicas, com acesso a painéis de controle para os gestores. A disposição dos serviços deve estar no celular das pessoas, a fim de que a população possa ter acesso mais fácil a eles, de onde quer que esteja.

Não existe nada mais frustrante ou desesperador para uma gestante na hora do parto do que não encontrar vaga na maternidade. O que dizer de uma mãe com o filho doente procurar o médico e não ter pediatra. De um paciente com uma receita médica na mão receber como resposta a falta do seu medicamento. Muitas vezes, questões graves como essas podem ser atenuadas por um sistema mais integrado que pretendemos implantar.

Essas medidas, mais estruturais, não significam que ficamos de braços cruzados em relação ao aqui e agora. Ao contrário. Logo após ter tomado posse, implantamos o SOS Saúde, com mutirões de cirurgias eletivas, principalmente ortopédicas, cardíacas e oncológicas. É preciso ser incansável para melhorar essa área.

Em certos momentos cheguei a me posicionar contra o modelo implantado no Hospital de Base, pois, como grande parcela da população, as informações que vinham a público eram precárias e davam margem a muitas dúvidas. Hoje vejo o que há de positivo e tenho a humildade em admitir a necessidade de replicá-lo em outras unidades hospitalares. Não há demérito nisso. Ao contrário, a humildade é a base para as demais virtudes, é ter grandeza, é buscar a sabedoria.

Mas um ponto precisa ficar claro: meu compromisso é entregar o melhor serviço à população, sobretudo aos que mais precisam. É preciso coragem e determinação para avançar mais, dentro do espírito de responsabilidade que deve caracterizar a administração pública. O DF há de se tornar referência nacional em saúde.

Vou por esse caminho.