Prefeito Rodrigues da Iara se reúne com secretário estadual de educação

Destacado

Na manhã de hoje, sexta feira (8), o prefeito da cidade de Nina Rodrigues, Rodrigues da Iara, esteve reunido com o secretário de Estado da educação, Felipe Camarão.

Na ocasião o prefeito estava acompanhado da secretária de educação do município, Sâmara Corrêa e a presidente da Câmara Cita Braga .

Durante a reunião foi feita uma pauta de reivindicações que foi apresentada ao secretario, como a solicitação de mais um ônibus escolar, além das reformas do farol da educação e da Unidade escolar Joselina.

O secretário, prometeu que até o meio deste ano, dará respostas a essas revindicações.

.

Protocolado requerimento de CPI para investigar Judiciário

Destacado

Senado Notícias

O senador Alessandro Vieira (PPS-SE) obteve nesta quinta-feira (7) as assinaturas necessárias e protocolou requerimento de sua autoria para criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI). A CPI deverá investigar possíveis irregularidades no Poder Judiciário.

— Nosso objetivo é abrir a caixa-preta desse Poder que segue intocado, o único que segue intocado na esfera da democracia brasileira. E só existe democracia quando a transparência chega a todos os lugares. A democracia não pode ser seletiva. As câmaras, as assembleias legislativas, os palácios do Executivo, este Congresso Nacional, já sentiram os efeitos da transparência e das investigações claras, feitas tecnicamente. Os resultados estão consubstanciados realmente em todo o Brasil — afirmou em Plenário.

A intenção do parlamentar é investigar o abuso de pedidos de vista ou expedientes processuais para retardar ou inviabilizar decisões de plenário; o  desrespeito ao princípio do colegiado; a diferença do tempo de tramitação de pedidos, a depender do interessado; o excesso de decisões contraditórias para casos idênticos; e a participação de ministros em atividades econômicas incompatíveis com a Lei Orgânica da Magistratura.

O senador afirmou que todos conhecem dezenas de casos de liminares monocráticas que permanecem por anos a fio. Além disso, acrescentou, os tribunais superiores viraram uma espécie de loteria, em que as decisões variam conforme o magistrado:

— Os nossos tribunais superiores se transformaram num aglomerado de decisões monocráticas, o que gera uma loteria. Se o cidadão que vai apresentar uma ação é sorteado para o ministro “X”, ele tem uma decisão para um lado; se é para o ministro “Y”, é para o outro. O colegiado já decidiu o assunto e eles desrespeitam. Isso precisa ser resolvido. E, para resolver isso, a gente precisa estudar, compreender e propor eventualmente uma lei — disse.

Requerimento

Oficialmente, o pedido apresentado à Secretaria-Geral da Mesa requer a comissão de inquérito para “investigar o exercício exacerbado de suas atribuições por parte de membros dos tribunais superiores do país”. O grupo deverá ser composto por dez titulares e seis suplentes e trabalhar por 120 dias, com limite orçamentário de R$ 30 mil. Para a instalação da CPI, o requerimento deve ser lido em Plenário em sessão deliberativa.

O requerimento destaca ainda que “não não se trata de perquirir as atribuições do Poder Judiciário, mas sim de investigar condutas que extrapolem o exercício regular dessas competências”.

Relevância

O senador lembrou também que CPI é um instrumento legítimo, histórico no Brasil, destinado a apurar fatos que tenham grande relevância no cenário nacional:

— Se dentro dessa apuração você encontra crimes, pior para o investigado, e esse fato vai ser encaminhado às autoridades que têm essa obrigação, como Ministério Público ou polícia. A gente tem essa clareza do que é uma CPI, essa clareza do que a gente pretende fazer aqui. Ninguém pretende substituir o papel do Ministério Público, ninguém pretende substituir o papel da Lava Jato. São atuações independentes. A gente precisa resgatar o respeito e a credibilidade do Legislativo brasileiro, porque esse respeito é respeito aos nossos eleitores — afirmou.

Está previsto para segunda feira dia 11/02 solução para o problema das contratações.

Destacado

Mentira tem pernas curtas, essa é uma afirmativa que retrata o momento atual da política no município de Vargem Grande.

Um blog ligado ao executivo, e com o claro intuito de fazer média ao seu tutor, ou por desconhecimento da decisão judicial, ou para fazer jus aos salários que recebe, tenta passar a imagem de que a Câmara terá que pagar multa diária de R$ 10.000,00 se não votar o pedido de contratação dos servidores, na forma como quer o poder executivo e no prazo de 48 horas.

No despacho do M.M Juiz que li, não diz o que afirma o blogueiro. Pelo contrário, o Sr. Juiz determina que Cite-se e intime-se o prefeito e notifique-se o presidente da Câmara para uma audiência de conciliação as 15 hs e 30 min. do dia 11 segunda-feira, na sala das audiências do Fórum Local, para que se busque uma solução amigável para o problema.

Cada parte intimada e ou citada, deverá apresentar seus argumentos para esse impasse.

Ocorre que em Vargem Grande, é costumeiro, os prefeitos acharem que são os donos dos município e que os vereadores são meros coadjuvantes nesse processo político-administrativo. Alguns partidários dos prefeitos, entendem que se o prefeito mandar, os vereadores tem que aprovar. Nesse caso, vereador é uma figura decorativa que serve apenas para concordar com tudo, e não é assim.

Publiquei uma matéria nesse espaço, inclusive com cópias de ofícios endereçadas aos secretários de Educação, saúde e assistência social, na qual os vereadores solicitam saber onde serão lotados, e os horários que irão desempenhar suas funções os contratados, e não obtiveram respostas do modo que foram indagados.

Esperamos que dia 11/02, tudo seja resolvido, e que cada um assuma o ônus e o bônus da sua participação nesse imbróglio.

POLÍCIA ESTOURA FÁBRICA DE DINHEIRO FALSO EM PARNAÍBA-PI

Destacado

WhatsAppFacebookTwitterPrintCompartilhar

Após receber uma denúncia sobre um esquema de derramamento e venda de notas falsificadas, a Polícia Militar desarticulou, na tarde de quinta-feira (06/02) um laboratório de fabricação de dinheiro falso, que funcionava no cruzamento das ruas Anhanguera e Dirceu, no bairro Piauí, na cidade de Parnaíba.

Ao se dirigir ao endereço da denúncia, a viatura abordou o suspeito identificado como Rafael Francisco Pereira nas proximidades de sua residência. Ao ser questionado pelos policiais sobre sua participação no esquema, o acusado confessou o crime e levou os policiais até o local onde funcionava o laboratório de falsificação, que ficava em um dos compartimentos da casa de Rafael. Logo após, a Polícia Federal foi acionada.

autoridade policial, a qualidade do material produzido chamou a atenção dos agentes, pois apresentava até a marca holográfica presente nas cédulas originais. “Essa pessoa já tem uma participação no derrame de cédulas falsas na cidade há algum tempo, e a nossa intenção agora é não ficar só nele. A gente vai verificar de onde elas vieram e para aonde estavam indo. Já há indícios que há uma ligação dele com outras cidades, não só no estado [Piauí], mas fora dele”, afirmou o delegado.

                     O acusado e todo o material apreendido foram encaminhados à delegacia.

Fonte: Neto Ferreira

JÁ REINCIDENTE PELO MESMO CRIME, DONO DE LOJA DE PEÇAS DE VEÍCULOS DE IMPERATRIZ É PRESO COM CARRO ROUBADO

Destacado

WhatsAppFacebookTwitterPrintCompartilhar

Policiais da Força Tática 03 do 14º Batalhão de Polícia Militar estavam fazendo rondas, no período da tarde desta quinta-feira (07) no Bairro Entrocamento, ao visualizarem um veículo Virtus de cor prata com placa OXB-2496. O Sargento Osvaldino fez uma consulta da placa traseira do veículo e descobriu que a placa consultada pertencia a uma moto do Estado de Minas Gerais.

A guarnição de imediato retornou para local onde o veículo estava, na rua João Lisboa. O motorista do veículo estava saindo quando os policiais sairam atrás e perceberam que placa consultada já não estava no veículo. A placa agora era QOI-7119. Feito nova pesquisa constataram que o veículo tinha registro de roubo.

O motorista ao perceber que a guarnição estava seguindo tentou fugir, mas foi interceptado. Os policiais fizeram a apreensão do veículo e a prisão do motorista, identificado como Jacó Nascimento da Silva.

Os policiais apresentaram o Virtus e o homem detido na 10ª Delegacia Regional de Polícia Civil para serem feitos os procedimentos legais. Este foi o segundo veículo recuperado pelo 14º Batalhão em 2019.

O caso foi repassada para a Delegacia de Roubos e Furtos, tendo como responsável o delegado Vital. Após ouvir os policiais e o conduzido, o delegado autuou em flagrante pelo crime de receptação. Jacó Nascimento da Silva é proprietário de uma loja de peças de veículos no Jardim São Luís, tendo já sido preso pelo mesmo crime.

Fonte: Notícias da Foto

Fachin decide manter no STF mais uma denúncia de corrupção contra Renan

Destacado

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da operação Lava Jato, fatiou a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra a antiga cúpula do MDB no Senado por integrarem organização criminosa que teria recebido propinas e desviado recursos públicos em um esquema de corrupção na Transpetro. A denúncia foi apresentada pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em setembro de 2017.

Calheiros manteve por 13 anos na presidência da estatal Transpetro, subsidiária da Petrobras, o ex-senador cearense Sérgio Machado, que, preso na Lava Jato, fez acordo de delação premiada e denunciou toda a cúpula do MDB, inclusive seu padrinho político. Ele gravou conversas com os políticos que denunciou.

Fachin decidiu manter apenas no STF a investigação sobre o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e arquivou a apuração sobre o ex-presidente José Sarney (MA) e o ex-senador Garibaldi Alves (RN), apontando haver prescrição no caso dos dois.

Fachin ordenou o envio à Justiça Federal do Rio de Janeiro as investigações contra os ex-senadores Valdir Raupp (RO) e Romero Jucá (RR), que perderam o foro privilegiado ao encerrarem seus mandatos no Congresso Nacional.