Juventude abraça a causa do Azize Trabulsi

Destacado

No início da manhã de hoje 12/02, o movimento desperta Vargem Grande idealizado por jovens de nossa comunidade e incorporado por toda a população, esteve em frente a Escola Municipal Azize Trabulsy que está fechada e ameaçada de implosão, protestando contra a demolição de um dos pilares de sustentação da nossa história no âmbito da educação.

Em conversas com algumas pessoas que ignoram seu presente por não conhecer o passado, vejo exclamações do tipo: ” Para que serve uma escola velha dessas”? E nesse momento questiono: Um povo sem passado e sem história não sobrevive por muito tempo.

O que seria do nosso projeto Reviver em São Luís se o governo não tivesse restaurado aqueles antigos casarões, e revitalizado aquela antiga Praia Grande? Não saberíamos que ali foi o berço do comercio de São Luís quando imigrantes portugueses aqui aportaram e instalaram sua área de comercio varejista.

Pois assim será, se destruírem aquele patrimônio construído pelo prefeito Antonio Rachid Trabulsy na década de 60. Quais são as alegações para sua implosão? Está com a estrutura comprometida? Então vamos restaurá-la, e deixar para gerações futuras o berço escolar de muitos doutores que vivem espalhados mundo afora, mas que um dia estiveram reunidos naquele estabelecimento educacional em torno de um mesmo ideal.

Dizem que querem colocar naquele espaço um avião que servirá de biblioteca. Essa aeronave terá mais valor histórico se a colocarmos no nosso aeroporto e nesse espaço contarmos a história de Vargem Grande, que muito antes de São Luís ter o seu aeroclub, Vargem Grande formava pilotos como Hermes Couto Pires, Antonio José e tantos outros que aqui receberam seu brevê e foram trabalhar em Teresina sua terra natal.

Aquele local do aeroporto, será sem sombras de dúvidas, mais uma opção de lazer e entretenimento para a população local e os que nos visitam. Existem muitos espaços ociosos que podem abrigar a aeronave. E por que só no local do Azize. Os administradores tem que entender, que foram eleitos para governar para o povo, e não contra ele.

De parabens estão os jovens envolvidos nessa empreitada e que DEUS ilumine a mente dos administradores do município e nos der a grata notícia de que essa aeronave da Zona Franca de Manaus possa pousar em outra freguesia.

SUSPEITO USA PRESTOBARBA PARA ASSALTAR APARELHO CELULAR, EM SEGUIDA O VENDE PARA VÍTIMA POR R$ 20,00

Destacado

A polícia prendeu um jovem de 28 anos por suspeitas de assalto. Diego Pontes da Silva foi preso e autuado em flagrante, em Imperatriz. De acordo com informações policiais militares, a guarnição fazia rondas pelo Centro da cidade, quando foi informando por um rapaz que tinha acabado de ser assaltado.O que mais chamou a atenção, foi que o suspeito do roubou ainda ofereceu o celular de volta para a vítima, por R$ 20. A vítima ainda chegou a comprar o próprio aparelho antes de denunciar o crime à polícia.A vítima disse que estava na parada de ônibus, quando Diego chegou e anunciou o assalto. O suspeito colocou a mão por baixo da camisa, como se tivesse uma arma de fogo. Após pegar celular ele tirou chip e entregou à vítima e em seguida ofereceu o celular pelo dinheiro que ele tivesse carteira.A vitima disse ainda que depois percebeu que Diego não estava com arma de fogo, mas estava com um “prestobarba” .Os policiais encontraram o suspeito próximo ao local do assalto, com ele foi encontrado o dinheiro da venda do celular roubado e um “prestobarba”.

Deputado passa mal na Assembleia e é levado às pressas ao UDI Hospital

Destacado

O deputado estadual Rildo Amaral (SD) foi levado à pressas ontem (11) para o UDI Hospital, em São Luís, depois de passar mal na Assembleia Legislativa.
O parlamentar sentiu um mal estar e tontura e saiu numa cadeira de rodas.
Ele está em observação no hospital, mas consciente.
Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, Rildo Amaral está numa dieta rígida para perder peso.
Numa mensagem de status do WhatsApp, o deputado disse que já vinha com problemas há mais dez dias.

0 comentários

Cantanhêde-MA sedia o 73º Encontro Regional de Ensino de Astronomia

Destacado

A Prefeitura Municipal de Cantanhede, através da Secretaria Municipal Educação e de Ciência, Tecnologia e Inovação e em parceria com a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), a maior olimpíada científica do país, sediará o 73ºEncontro Regional de Ensino de Astronomia (EREA) nos dias 11, 12 e 13 de fevereiro na sede da Secretaria de Educação (Avenida Deputado Lister Caldas 1972, Centro).

O programa tem como objetivo capacitar 120 professores da Educação Básica da cidade e de municípios vizinhos em ensino de astronomia e ciências espaciais.

Além de assistir às palestras e aos minicursos, o público ainda vai participar de atividades lúdicas, como, por exemplo, oficinas para ensinar a elaborar foguetes de garrafa pet e para mostrar a comparação dos volumes dos planetas em relação ao Sol, além de sessões no planetário digital itinerante da OBA.

O evento será comandado pelo coordenador nacional da OBA, o professor e astrônomo Dr. João Canalle, uma das maiorias autoridades das ciências espaciais na América Latina.

Acidente que matou Ricardo Boechat põe a xeque a existência da Anac

Destacado

Helicóptero voava há 44 anos e não podia transportar pessoas

Acidente que matou o jornalista Ricardo Boechat coloca incompetência da Anac em evidência e sua existência em xeque. (Foto: Everaldo Silva/Folhapress)

A cada acidente aéreo no País, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) apenas lava as mãos por meio de comunicados, sempre muito frios, que pouco esclarecem, mas servem para colocar em xeque sua existência. Após o acidente que matou o jornalista Ricardo Boechat, a Anac informou que o helicóptero estava “regular”, com papéis em dia, como se isso significasse alguma coisa. A Anac já não faz sentido, tanto quanto a extinção do velho Departamento de Aviação Civil (DAC). A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Quis o destino que Boechat, crítico desse tipo de omissão, fosse vítima do helicóptero que, fabricado em 1975, ainda voasse 44 anos depois.

A Anac informou que as licenças e habilitações de Quatrucci, de piloto comercial de helicóptero (PCH), estavam válidas. Só que não.

O helicóptero que matou Boechat não estava autorizado a transportar pessoas, mas o fazia mesmo assim. E a Anac, inútil, não o impedia.

Com diretores despreparados, indicados politicamente, a Anac atua para beneficiar empresas. Parece mais uma associação empresarial.