Polícia prende ‘empresário’ e comparsas por envolvimento com tráfico de drogas em São Luís

Destacado

Em operação de combate ao tráfico de drogas, a Polícia Militar prendeu, no fim da tarde de sexta-feira (3), três envolvidos com o tráfico de drogas e apreendeu cocaína e crack, em São Luís.
O principal alvo da operação, Leonilson Pinheiro Gomes, conhecido como “Pichito”, residente no bairro Liberdade, que comandaria o tráfico na região do Residencial Santo Antônio, na região do Maracanã, foi preso em sua loja, a NH Gesso e Vidros, na Avenida Jerônimo de Albuquerque. Segundo a PM, ele guardava e comercializava entorpecentes na loja.
Para não ser preso, “Pichito” tentou subornar os policiais, proposta rechaçada de pronto pela equipe, que confirmou a prisão.

No local, além de “Pichito”, foram presos Wellington dos Santos Nascimento, de 58 anos, residente no bairro Liberdade; e Mayara Veras Cardoso da Silva, de 28 anos, residente no bairro Jaracaty. Eles estavam com 250 gramas de pasta base de cocaína.
Após ser questionado, “Pichito” disse que não tinha droga, mas que Mayara teria 500 gramas de crack. Ela confessou que a droga estava em sua residência, na gaveta do guarda-roupa, no Jarcaty. Os PMs se deslocaram à residência e fizeram a apreensão da droga. A mãe de Mayara, Elenice Veras Sousa, de 48 anos, e a irmã, Mayara Veras Cardoso, de 27 anos, também foram conduzidas apenas por estarem no local do flagrante.
Na operação, os PMs apreenderam:- 01 barra de aproximadamente 250g de cocaína;- 01 uma barra de aproximadamente 500g (meio quilo) de crack;- 02 relógios;- 01 aliança dourada;- 03 celulares, sendo 2 Samsung e 01 Motorola;- 02 cartões poupança da caixa;- 01 cartão do banco Itaú;- 02 RG;- 02 brincos dourados;- 01 CRLV;- R$ 72,00 em espécie- 01 sacola da Riachuelo com documentos;- 01 chave de carro Renault- 01 cordão dourado com pingente
Todos os presos, drogas e materiais apreendidos foram apresentados no Plantão Central do Cohatrac. Eles responderão por tráfico de drogas.
“Pichito” responderá, ainda, por crime previsto no artigo 333 do CPB (oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício: Pena – reclusão, de 1 (um) ano a 8 (oito) anos, e multa).

Maura Jorge é convidada por Bolsonaro para compor Governo

Destacado

    

A ex-candidata a governadora do Maranhão, Maura Jorge (PSL), recebeu o convite formal do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para compor o Governo, em Brasília ou no Maranhão. Em nota, Maura afirma ainda não ter decidido se vai aceitar o cargo ou não.

O convite ocorreu durante uma reunião em Brasília nesta semana, que contou com a presença da ex-candidata, do presidente e do senador Roberto Rocha (PSDB). No encontro, os políticos chegaram à conclusão de que “somente com uma posição forte e unida será possível mudar o atual quadro do Maranhão”, diz o texto.

Maura Jorge ainda frisa que “não entrou nesta luta por qualquer cargo ou posição, mas por acreditar em um ideal”.

“(…) se eu estivesse em busca de mandato ou de poder, poderia ter me candidato a deputada federal ou estadual, e certamente seria eleita pelo povo do Maranhão que tantas vezes já me honrou com seu voto de confiança”, afirma.

Nas eleições ao Governo do Maranhão do ano passado, Maura Jorge recebeu 7,87% dos votos no estado.

Fonte: Imparcial

58 mil maranhenses podem ter o título de eleitor cancelado por falta de regularização

Destacado

No Maranhão, 58.714 eleitores podem ter o título cancelado — Foto: Divulgação/TRE  0    

Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral no Maranhão, cerca de 58 mil maranhenses correm o risco de ter o título de eleitor cancelado. A razão é não terem votado, nem justificado a ausência por três eleições consecutivas.

O prazo final para regularizar a situação termina na próxima segunda-feira (6) em todo o país. Até esta sexta-feira (3), 58.714 maranhenses ainda estão passíveis de ter o título cancelado. Em caso de cancelamento, o eleitor pode não conseguir obter documentos pessoais e até ser impedido de conseguir empréstimos. Confira alguns impedimentos:

  • Obter passaporte ou carteira de identidade
  • Receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição
  • Participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias
  • Obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo
  • Se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função público e neles ser investido ou empossado
  • Renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo
  • Praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou Imposto de Renda
  • Obter certidão de quitação eleitoral
  • Obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado

Informações

O TRE alerta que cada turno de um pleito e as eleições suplementares correspondem a uma eleição e contam para efeito de cancelamento. Para saber se o título de eleitor está irregular, basta consultar o Portal do TSE, ir na área de “Serviços ao Eleitor”> Situação Eleitoral e digitar nome e data de nascimento.

Se a situação estiver irregular, será necessário pagar uma multa no valor aproximado de R$ 3.50 e, em seguida, comparecer a um cartório eleitoral apresentando documento oficial com foto, comprovante de residência e título de eleitor (se ainda o possuir).

Regularização

Para economizar tempo, a Justiça Eleitoral permite que o início do processo de regularização ocorra pela internet. Para isso, basta ir na Página do TSE >Eleitor > Serviços ao eleitor > Título de eleitor > Quitação de multas.

Após o preenchimento dos dados pessoais, a página possibilitará a emissão de Guia de Recolhimento da União(GRU) para a quitação da multa. Depois de emitir a GRU e realizar o pagamento da pendência, o eleitor precisará ir novamente ao cartório eleitoral para regularizar a situação.

Mulher é presa por vender drogas em casa de shows na Forquilha, em São Luís

Destacado

A mulher identificada como Márcia Alves da Silva, de 36 anos, residente no bairro Aurora, em São Luís, foi presa em flagrante por policiais do Grupo Tático Móvel (GTM) do 6º BPM, por volta de 1h30 da madrugada deste sábado, no momento em que vendia drogas na Choperia Paraíso, no bairro Forquilha.
Com a mulher, os policiais apreenderam:- 12 petecas de cocaína- uma porção de uma substância de maconha – 20 cabeças de  crack- R$ 41,00 reais em espécie- uma bolsa feminina de cor vermelha.
A guarnição foi ao local após receber denúncias anônimas de que uma mulher estaria vendendo drogas, o que terminou sendo constatado na abordagem à mesma, que fazia a venda da droga na casa de shows.
Márcia Silva foi conduzida ao Plantão do Cohatrac para autuação por tráfico de drogas.

Guarda municipal desaparece após ter casa invadida e objetos roubados em São José de Ribamar

Destacado

O guarda municipal Antônio Barbosa Araújo, de 48 anos, residente na Avenida Clodomir Cardoso, 1542, no bairro Moropóia, em São José de Ribamar, está desaparecido desde a madrugada dessa sexta-feira (3) após ter sua residência invadida e objetos roubados.
Pelas informações de parentes, no último contato, por volta de 19h de quinta-feira (2), ele estava tranquilo em sua residência, sem demonstrar anormalidade ou preocupação. 
“No último contato, às 19h, tudo parecia normal. Não sabemos o que aconteceu no restante da noite e madrugada. Se ele saiu pra algum lugar ou se ficou em casa. Só tomamos conhecimento do que aconteceu na manhã desta sexta-feira, quando a casa foi encontrada arrombada e revirada, após ele não comparecer no trabalho”, diz um parente em contato com o blog.

Os bandidos invadiram a casa após arrombarem um portão e uma porta. Eles conseguiram levar TV, computador, botijão de gás, bicicleta, geladeira e vários outros pertences, além de terem revirado toda a casa.
Familiares não sabem informar se Antônio Araújo, que é solteiro e mora sozinho, estava em casa no momento da invasão. “O que nos preocupa é que ele está desaparecido e, até agora, não manteve contato. Não sabemos se ele estava fora de casa ou se foi levado por quem arrombou e roubou a residência”, diz o parente.
Como a quantidade de objetos roubados é grande, acredita-se que os assaltantes tenham utilizado um veículo com carroceria para o transporte.
Parentes dizem que Antônio Araújo não tinha inimigos e nem havia recebido algum tipo de ameaça. Um boletim de ocorrência foi registrado às primeiras horas da manhã na Delegacia de Ribamar.

Na manhã dessa sexta-feira, foi verificado um saque na conta pessoal do guarda municipal, em Teresina, no Piauí.
A polícia já está investigado o caso e tentará conseguir imagens de circuitos de monitoramento para identificar o veículo utilizado pelos assaltantes, além de tentar localizar o guarda municipal.
Quaisquer informações podem ser passadas para o celular 98809-1638 (WhatsApp).

MAURO AIELLO O cristão e a política na parábola do herege bom

Destacado

A Parábola do Bom Samaritano, como muitos se referem ao episódio no qual um Samaritano presta socorro a um homem (possivelmente um judeu) assaltado, agredido e deixado semi morto à beira do caminho entre Jerusalém e Jericó, nos ensina a lição de que o nosso próximo é qualquer um que precisando do nosso socorro nós o ajudamos, mesmo que ele seja considerado um inimigo, assim como eram incompatibilizados judeus e samaritanos.

Nessa ilustração contada por Jesus, era de se esperar que tanto o Sacerdote quanto o Levita, religiosos, que passavam pelo mesmo caminho, fizessem alguma coisa, mas eles não fizeram nada; passaram o mais longe possível do homem ferido.

Talvez eles estivessem preocupados com o fato de que se tocassem naquele homem, e porventura ele estivesse morto, eles não poderiam usufruir das benesses do Sacerdócio e do Leviterato o que implicaria em sete dias de purificação. Aqui temos a ética da religião, a preocupação com o próprio bem estar, impedindo que o amor se revelasse em uma atitude de misericórdia.

Hoje vemos o mesmo. Alguns que se afirmam religiosos (claro alguns “protestantes” partidários de uma ideologia de esquerda) vociferam contra outros cristãos dizendo que não deveriam apoiar a candidatura do atual Presidente. Afirmam que os evangélicos não deveriam apoiar o Sr. Bolsonaro. Mas então cabe a mim perguntar a eles: Vocês queriam que deixássemos um homem (país) morrer? Queriam que passássemos de longe e seguíssemos o nosso caminho sem fazer absolutamente nada enquanto a nação sangrasse até expirar vitimada por assaltantes e bandidos? Queriam que fizéssemos vistas grossas? E ainda mais com aquela conversa fiada de que política não é coisa de crente?

Na Parábola que Jesus contou ele introduziu um Samaritano logo depois de um Sacerdote e de um Levita. Ora, o intérprete da lei para quem Jesus conta essa ilustração no afã de responder à pergunta – Quem é o meu próximo? – imaginava que Jesus introduzisse um fariseu ou outro religioso judeu depois do Sacerdote e do Levita, jamais um “herege”, um Samaritano. Mas, como vimos, Jesus o surpreendeu quebrando todos os protocolos, preconceitos e tabus.

Ninguém esperava que o atual Presidente fosse eleito. Outro candidato tinha milhões e milhões à disposição porque seu partido ao longo do tempo em que ficou no poder acumulou uma enorme fortuna denunciada até pelo próprio Ministro do STF, Gilmar Mendes, e ainda mais contava com a simpatia de uma grande parte importante da imprensa. E foi uma vitória apertada!

Eu, não tenho muita certeza de que o atual governo será um grande governo. Não porque não confie em sua honestidade, mas principalmente pela dura e desonesta oposição daqueles que durante 14 anos, a despeito de se esperar que fizessem alguma coisa em favor dos pobres, porque faziam discursos inflamados nessa direção, agiram exatamente como o Sacerdote e o Levita. Asim como o Sacerdote e o Levita eles cuidaram dos seus próprios interesses. Durante quatorze anos passaram de largo, não deram a mínima importância à miséria do outro.

A esperança do brasileiro está nas mãos do atual Presidente e sua equipe. Talvez ele seja considerado um herege como era o Samaritano no conceito dos judeus. Talvez ele seja um inábil como dizem e até um debochado. Com certeza ele é bem mais culto do que Lula e Dilma. Todavia, se ele fizer algo que diminua a dor de um país que foi assaltado, vilipendiado, roubado, escarnecido e quase que totalmente destruído, terá sido um ato de misericórdia.

Votei nele com base nessa esperança. E muitos protestantes agiram por esse mesmo motivo. ESPERANÇA. Se a minha esperança for contemplada ficarei imensamente feliz. É preciso saber que entre a certeza da inércia e letalidade de religiosos como o Sacerdote e o Levita (governos petistas) e a esperança de socorro e misericórdia de um “herege”, fico com a segunda hipótese.