Prefeitura de Nina Rodrigues realiza evento em homenagem ao dia das mães

Destacado

A secretaria de Assistência Social do município de Nina Rodrigues realizou na quarta-feira dia 08, um evento para celebrar o dia das mães que é comemorado sempre no segundo domingo de Maio.

O evento que foi realizado na sede do CRAS, no período da tarde foi destinado a todas as mães do Serviço de Convivência do município e contou com a participação de toda as equipes do SCFV, CRAS e Programa Criança Feliz.

Dentro da programação houve um momento de muita emoção quando foram exibidos vídeos das crianças e adolescentes homenageando suas mães.

Ainda como parte da programação, os presentes ouviram a palestra da psicóloga do CRAS , além de lembrancinhas que foram confeccionadas pela servidora Daniela Torres. Ao final foi servido um lanche.

As mães presentes agradeceram a Secretária Bianca Torres e ao Prefeito Rodrigues da Iara, por ter-lhes proporcionado esse momento de muita emoção e alegria.

Guarda municipal que desapareceu após arrombamento de sua residência em São José de Ribamar é encontrado em Bacabal

Destacado

O guarda municipal Antônio Barbosa Araújo, de 48 anos, que desapareceu após arrombamento de residência, em São José de Ribamar, na madrugada do último dia 03, foi encontrado na cidade de Bacabal, a 247 km de São Luís.
Pelas informações passadas ao blog, Antônio Araújo foi encontrado na noite de quarta-feira (08). Familiares foram comunicados pela polícia e seguiram imediatamente para Bacabal.

“Ele já está no seio familiar, graças a Deus. Ele necessita de cuidados e atenção. Agradeço a você, pelo apoio de divulgação. Agradeço também o apoio de policiais civis e militares do Maranhão e Piauí para que ele fosse encontrado”, disse o professor Fábio Orlan, cunhado do guarda municipal.
Familiares não sabem dar maiores informações sobre o caso. O guarda municipal deverá passar por avaliação médica para saber se ele enfrenta algum problema de saúde. Ele está muito debilitado.
Sobre o arrombamento da residência, o guarda municipal não explicou o que aconteceu na madrugada de seu desparecimento. Há suspeitas de que, no momento dessa ação, ele não estivesse mais em casa. 

Os arrombadores levaram TV de 50”, computador, botijão de gás, bicicleta, geladeira e vários outros pertences, além de terem revirado toda a casa.

As investigações terão continuidade para se chegar aos autores desse arrombamento.  
Saques em outras cidades

Segundo levantamentos feitos pelo serviço de inteligência da PM, foram verificadas movimentações estranhas na conta bancária do guarda municipal: um empréstimo de 26 mil e um saque, no valor de R$ 3 mil, no dia anterior ao desaparecimento.
No dia em que desapareceu, às 9h da manhã, Antônio Araújo sacou R$ 3 mil na agência do Banco do Brasil, na Rua Álvaro Mendes, Centro, em Teresina. Ele aparece, em imagem do circuito interno, saindo da agência.

No domingo (05), ele efetuou mais um saque de R$ 3 mil em Timon. Na segunda-feira (06), ele foi visto na cidade de Caxias.
Na quarta-feira (08), ele foi, finalmente, localizado pela polícia na cidade de Bacabal.

Nota de Agradecimento

Em nome da família Barbosa Araujo, venho informar que encontramos Antônio Barbosa Araújo em Bacabal e que o mesmo já se encontra sob os cuidados e seio familiar.
Agradeço imensamente todas as orações, palavras de conforto, visitas, mensagens e os apoios das polícias civil e militar, bem como a Guarda Municipal de São José de Ribamar e a Guarda Municipal de Caxias.
O apoio de todos os amigos, vizinhos, colegas de trabalho, alunos, ex-alunos e familiares, sem vocês não conseguiríamos.

Graças ao bom Deus, estamos em paz.

Mulher é presa suspeita de ter matado e escondido o corpo de seu companheiro em Codó

Destacado

A mulher identificada como Marina da Paixão Salazar, residente na Rua 02, na Vila Biné/São Francisco, em Codó, foi presa, na manhã desta quinta-feira (09), por suspeita de ter assassinado e escondido o corpo de seu companheiro. Ela convivia há 5 anos com a vítima, que ainda está desaparecido desde o dia 1º de março.
Desde o início das investigações, Marina teve seu nome envolvido no sumiço do marido Antônio Francisco Guimarães de Pinho, conhecido como “Preto Rocha”, de 35 anos. Ela deu várias versões sobre o caso e caiu em contradições diversas vezes.
A mulher chegou a falar que “Chico Preto” teria sumido com a moto dela, mas a polícia descobriu que era mentira. Marina foi quem vendeu a moto por R$ 1.600,00, logo que ele desapareceu.

A Polícia já fez apreensão da moto e conversou com a pessoa que a comprou de Marina. Um dia antes de ele desaparecer, o casal teve uma grande discussão. Ele esteve no interior fazendo um serviço e, de lá, foi pra casa dela. Em seguida, ele retornaria ao interior para pegar o valor do seu trabalho, mas não retornou mais ao local. Essa foi outra mentira dela.
A polícia foi à Caixa Econômica pra averiguar a conta bancária dele, onde Marina afirmou que ela teria depositado uma boa quantia em dinheiro, que estaria sendo gasta por aí. A polícia descobriu que, desde o seu desaparecimento, a conta nunca foi movimentada e que o dinheiro continua intacto.
Ela já está presa e o delegado disse que não tem dúvida que ela matou e sumiu com o corpo dele. O delegado espera que ela confesse o crime.

Nesta manhã, a polícia vai à residência dela para fazer uma perícia no local. O objetivo é encontrar algum material humano e também fazer uma escavação no quintal.
Com informações de Codó Notícias

Hoje na História:Nelson Mandela é eleito presidente da África do Sul

Destacado

Nelson Rolihlahla Mandela se transformou no primeiro presidente da África do Sul a ser eleito por meios democráticos, através do voto, em 9 de maio de 1994. Antes de assumir o cargo como primeiro mandatário, ele  foi um importante ativista contra o apartheid (regime de segregação racial) e esteve envolvido no planejamento de atividades consideradas subversivas. Por esse motivo, ficou encarcerado durante 27 anos.

Durante seu tempo na prisão ele se transformou na figura mais conhecida da luta contra o apartheid. Ao deixar a prisão, em 1990, Mandela fez um discurso declarando seu compromisso com a paz e a reconciliação com a minoria branca. Ele expressou a esperança de que o governo concorde com as negociações para que “não haja mais a necessidade da luta armada” e insistiu que seu foco principal era trazer paz à maioria negra e dar a eles o direito de voto nas eleições nacionais e  locais.

Dando seguimento à proposta de proporcionar a transição para a democracia multirracial, o governo Mandela teve sua maior realização na criação da Comissão da Verdade e Reconciliação – encarregada de apurar, mas não punir, os fatos ocorridos durante o apartheid.

Na África do Sul ele era conhecido como “Madiba”, um título honorário adotado por anciãos da tribo de Mandela. Vários sul-africanos também se referiam a ele como “mkhulu” (avô). Aclamado internacionalmente por seu ativismo, ele recebeu mais de 250 prêmios e condecorações, incluindo o Nobel da Paz em 1993 e a Medalha Presidencial da Liberdade dos Estados Unidos.

SALVE-SE QUEM PUDER: 707 PRESOS SERÃO BENEFICIADOS COM SAÍDA TEMPORÁRIA DO DIA DAS MÃES

Destacado

A 1ª Vara de Execuções Penais (1ª VEP) de São Luís comunicou à Secretaria de Administração Penitenciária do Estado que 707 presos do regime semiaberto terão direito à saída temporária para visita aos familiares no “Dia das Mães”, comemorado no segundo domingo do mês de maio. Dentre os beneficiados, 53 estão saindo pela primeira vez e os demais tiveram o benefício concedido também para a Semana Santa.

A saída temporária sem vigilância dos presos será nesta quarta-feira, 8 de maio, a partir das 9h, e o retorno está marcado para o dia 14 de maio, terça-feira, às 18h. Os dirigentes de estabelecimentos prisionais da comarca da Ilha de São Luís deverão comunicar à 1ª VEP, até as 12h do dia 17 de maio, sobre o retorno dos detentos.

A lista com os nomes dos condenados beneficiados foi informada pelo juiz Márcio Castro Brandão, da 1ª Vara de Execuções Penais, ao secretário de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira, para que sejam tomadas as providências de soltura, com a ressalva de que eles só poderão ser liberados “se não estiverem presos por outros motivos”.

DIREITO

O benefício da saída temporária é determinado nos artigos 122 e 123 da Lei de Execuções Penais (nª 7.2010/1984). Têm direito ao benefício apenados em regime semiaberto que já cumpriram, no mínimo, 1/6 (se primários) ou 1/4 da pena (se reincidentes) e apresentaram bom comportamento carcerário. E quando houver compatibilidade do benefício com os objetivos da pena.

No gozo do direito, o beneficiário deve informar o endereço onde reside a família a ser visitada ou onde poderá ser encontrado durante a saída, se recolher à residência no período noturno e fica proibido de frequentar bares, casas noturnas ou estabelecimentos semelhantes. O benefício da saída temporária será revogado se o beneficiário praticar crime doloso, for punido por falta grave ou desobedecer às condições impostas.

O regime semiaberto é aplicado em condenações entre quatro e oito anos, não sendo caso de reincidência. Nesse regime de cumprimento de pena, a lei garante ao recuperando o direito de trabalhar e fazer cursos fora da prisão durante o dia, devendo retornar à unidade penitenciária à noite.

Polícia prende foragidos do Pará que roubaram R$ 32 mil em ‘saidinhas bancárias’ em São Luís

Destacado

Os assaltantes Wellington Robson dos Santos Neves, conhecido como “Porco”, de 32 anos, e Leonardo Oliveira Jardim, de 23 anos, foragidos de Justiça do Estado do Pará, foram presos por policiais do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (Dcrif), vinculado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), em conjunto com a Polícia Civil do Pará.  
Pelas investigações, Leonardo estava vindo da cidade de Belém, no Pará, com o intuito de praticar roubos conhecidos como ‘saidinhas bancárias’, em São Luís.  
Equipes de policiais foram distribuídas em pontos estratégicos na cidade. Por volta de 17h30 de terça-feira (07), a equipe que estava no Ferry Boat identificou Leonardo e efetuaram a prisão. Na abordagem, ele apresentou CNH com nome falso de Lucas Santos.

De imediato, os policiais seguiram para a casa de Wellington Neves, situada em um condomínio residencial na cidade de Paço do Lumiar. Ele se identificou com uma CNH falsa com o nome de Marconi. Em buscas na residência, foram encontrados dois revólveres, de calibres .38 e .32, municiados.
Wellington confessou a propriedade das armas e informou que as utilizava para praticar roubos na modalidade ‘saidinhas bancárias’.
Ele confessou que participou ativamente de, ao menos, dois roubos em São Luís. No mês de março, ele abordou um homem que havia sacado grande quantidade de dinheiro em uma agência bancária, no bairro do Renascença. Na ocasião, foram subtraídos aproximadamente R$ 27 mil.

Já no mês de abril, em outra ação criminosa, em uma agência bancária nas imediações da Avenida Guajajaras, no São Cristóvão, foram subtraídos aproximadamente R$ 5 mil da vítima.
Os dois assaltantes possuem um vasto histórico criminal por crimes patrimoniais (roubo, furto etc.).
Após os procedimentos legais, eles foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

PETRÔNIO SOUZA Milagre musical mineiro

Destacado

Minas Gerais é do ouro. Ao redor das minas, um novo povo nasceu e floresceu, em toda sua exuberância: nobre, distinto, precioso. Com a farta riqueza do ouro, uma sociedade urbana se formou ao lastro e à sombra de seus minerais, proporcionando a integração do que havia de melhor nas várias matrizes que habitavam e faziam o Brasil-Colônia.

Da tecnologia do Europeu, da espirituosidade do negro e da boa convivência dos indígenas a Era do Ouro produziu gênios improváveis e deixou um legado amparado no que havia de sofisticado no Brasil do século XVIII. A produção cultural da Era do Ouro foi o encontro dessas diferentes matrizes, um entrelaçar e somar de gêneros e estilos. Talvez por isso, impensada, inusitada, improvável e mágica; divinamente mágica.

A música pré-clássica europeia não foi simplesmente repetida aqui. Mas a ela se incorporaram os elementos que povoavam as minas, como a sonoridade rítmica e os cânticos dos negros e os instrumentos e vocalizes dos indígenas. Aqui a pauta não era plana com a geografia do Velho Continente, mas seguia o desenho do horizonte, em um sucessivo subir e descer montanhas de quem quer alcançar os céus e tem a sua frente o infinito. Podemos dizer que no cadinho do tempo, as várias formações musicais dos que aqui chegavam e viviam se fundiram harmoniosamente, gerando uma terceira arte.

Fato que ilustra bem essa constatação e já faz parte da história da música brasileira foi o episódio narrado em livro pelo maestro Júlio Medaglia, que enviou para uma das maiores autoridades em música pré-clássica da Europa a partitura de uma música composta no século XVIII, com a seguinte indagação: “Professor Sr. Hans Holm, o senhor que é diretor do Arquivo Nacional de Munique e a maior autoridade europeia em música pré-clássica terá tempo ilimitado para identificar o autor desta música, onde viveu e em que época”. A resposta veio de Munique: “É música de primeira qualidade, escrita por um ‘grande mestre’, estilisticamente o mais puro pré-clássico, e foi composta dentro dessa região” (indicou no mapa um perímetro geográfico que atingia mais ou menos o sudoeste alemão, noroeste da Áustria e norte-nordeste da Itália, proximidades onde circularam com frequência mestres como Johann Cristian Bach, Sammartini, Gluck, Vivaldi e Mozart). Medaglia lhe respondeu: “Quanto à primeira parte de sua reposta de pleno acordo, mas quanto à localização da obra houve um pequeno engano de quase 10.000km… Essa música foi escrita por um mulato em pleno sertão brasileiro”. Em que outro lugar do Brasil-Colônia um mulato poderia compor uma música com essa magnitude senão nas minas, no caminho entre a senzala e a sacristia?

Minas é a terra do improvável, do raio de sol que corta as nuvens antes da tempestade. E não da lama que desce a montanha para soterrar a nossa história. E o milagre musical do Mulato mineiro do século XVIII renasceu séculos depois, na confluência de suas esquinas.