Criança morre afogada na Praia dos Amores em Nina Rodrigues

Destacado

No final da tarde desta sexta-feira, 10, deu entrada no Hospital Municipal Madalena Braga em Nina Rodrigues, o corpo do menor Lucas Gutemberg Pinto Oliveira, de 08 anos de idade, estudante da Escola Maria Quaresma Vale, onde cursava o 3º ano.

Segundo testemunhas, Luscas, ou Luquinha como era conhecido por seu colegas, residia na rua Raimundo Oliveira Correia centro de Nina Rodrigues e estava na Praia dos Amores em companhia de uma senhora vizinha de sua casa, que trabalha em um dos bares das margens do rio.

Em determinado momento a senhora deu conta que o menino não estava mais próximo dela e foi quando descobriram que ele havia se afogado.As buscas foram iniciadas imediatamente por populares, que acharam o corpo próximo de ondem eles supõe a vítima ter se afogado.

Apesar de todo esforço e urgência dos populares em prestar socorro a vítima, quando esta deu entrada no Hospital Municipal, já estava sem vida.

O corpo após a perícia médica,foi entregue aos seus familiares, que foi levado para a residência deles onde está sendo velado.

como criar um blog

PF prende 14 integrantes de quadrilha especializada em assaltos aos Correios no Maranhão

Destacado

Foram cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e outros quatro mandados de busca e apreensão em São Luís e no município de Cajari.

A Polícia Federal do Maranhão deflagrou nesta sexta-feira (10) a operação ‘Trabalho Espúrio’ com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em assaltos às agências dos Correios no estado. A operação foi realizada por meio da Delegacia de Combate aos Crimes contra o Patrimônio (DELEPAT).
Os agentes cumpriram 14 mandados de prisão preventiva e outros quatro mandados de busca e apreensão em São Luís e no município de Cajari, localizado a 200 km da capital. Os mandados foram expedidos pelo juiz Francisco Ronaldo Maciel Oliveira, titular da 1ª Vara Criminal de São Luís
De acordo com a PF, o grupo criminoso é composto por 14 pessoas que foram responsáveis por 17 assaltos em agências dos Correios dos municípios de Bacabeira, Humberto de Campos, Paço do Lumiar, Raposa, Matões do Norte, Pinheiro, São Bento, Cururupu, Anapurus, Raposa, Vitorino Freire e em São Luís. As investigações apontam que mais de R$ 893 mil reais foram roubados durante os assaltos.

Segundo a Polícia Federal do Maranhão, a operação foi denominada ‘Trabalho Espúrio’ porque o líder da quadrilha estava cumprindo regime semiaberto e se aproveitava do horário de trabalho para fazer um levantamento das agências a serem assaltadas, além de participar dos assaltos.
Os investigados serão indiciados pelos crimes de roubo qualificado, organização criminosa previsto no artigo 157 do Código Penal Brasileiro e o artigo 2º da Lei nº 12.850/2013.
Com informações do G1 Ma

Cabral e as cartas ao ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff

Destacado

Lula, Dilma e Sérgio Cabral, em campanha para reeleição de Dilma

O ex-governador Sérgio Cabral Filho estreou nesta quinta-feira (9) como articulista do jornal O Dia, do Rio de Janeiro.

Cabral retoma às suas origens. É filho de um conhecido jornalista e também é formado em jornalismo.

Em seu primeiro texto, o articulista dirigiu uma carta ao presidente Jair Bolsonaro.

Na carta ele denúncia o engodo que foi o pré-sal, o discurso ‘falsamente patriótico’ (“O Petróleo É Nosso” / “O Pré-Sal É Nosso”) e ‘falacioso’ e pede que a empresa seja vendida.

“Em busca do tempo perdido, presidente, venda a Petrobras”, diz o ex-governador.

Como Sérgio Cabral partiu para a fase do ‘sincericídio’, de revelação das falcatruas que realizou durante os seus dois mandatos como governador, o que se espera é que nos seus próximos textos ele faça cartas a seus dois ex-parceiros, Lula e Dilma, contando os detalhes de como o trio se chafurdou na lama da corrupção.

Abaixo a íntegra do texto de Cabral:

Carta ao presidente Jair Bolsonaro.

O Brasil passou dez anos refém da pior lei da história da indústria nacional: a Lei do Pré-Sal. Um discurso falsamente patriótico (“O Petróleo É Nosso / O Pré-Sal É Nosso)e falacioso, que prometia salvar a educação mas, de fato, apenas engessou o setor de Óleo e Gás.

Naquele ambiente, foi aprovada uma lei que usou o estado do Rio de Janeiro como “boi de piranha”, em nome de uma “nova distribuição da riqueza” do Pré-Sal.

Tudo para distrair o povo enquanto se aprovava uma lei na contramão do mundo moderno.

A população do Rio fez dois grandes protestos contra essa Lei absurda e inconstitucional. Todos sabem que o Rio de Janeiro representa mais de 80% da produção de petróleo do Brasil, e seria o Estado que mais sofreria caso a lei fosse aprovada, junto com o Espírito Santo.

O fato é que, nesses anos que se passaram, houve apenas o leilão do Campo de Libra. Apenas um consórcio, com um lance solitário, cujo valor foi menor que o pago pela concessão do Galeão!

Também nesse período avançaram tecnologias para o carro elétrico. Veja bem: 50% do valor do barril de petróleo é automóvel. O mundo desenvolvido já estabeleceu data para o fim da produção do carro de combustão fóssil. Os países desenvolvidos estão cada vez mais comprometidos em expandir a energia limpa.

Em busca do tempo perdido, presidente, venda a Petrobras. Os bilhões de barris do Pré-Sal só serão usufruídos pelo povo brasileiro se forem explorados, no máximo, nos próximos dez anos.

Há profissionais maravilhosos na Petrobras, de gabarito internacional.

Todos serão absorvidos pelas empresas privadas. Assim como foram os do setor de telecomunicações com a abertura do mercado.

Atenciosamente, Sérgio Cabral.

Suspeito de assalto morre em confronto com PMs e dois adolescentes são apreendidos no Parque Araçagy

Destacado

O suspeito de assalto Valdenilson Ferreira Santos, de 25 anos, conhecido como “Olho de Gato”, morreu em confronto com policiais do 8º BPM durante operação no bairro Parque Araçagy, na tarde de quarta-feira (08). Dois adolescentes foram apreendidos.
A ação policial foi desencadeada a partir de informações que suspeitos estavam ameaçando moradores em uma invasão próxima ao Espaço 33, no Parque Araçagy. Ao fazer incursões no local, os PMs identificaram Valdeneilson Santos que estava armado com um revólver Taurus calibre .32. 

Ele entrou em confronto com as guarnições e foi atingido por disparos. Levado imediatamente para a UPA do Araçagy, Valdenilson não resistiu e morreu.

Um dos menores estava com maconha, R$ 109,00 e uma balança de precisão. Segundo moradores, ele comercializa entorpecentes diariamente.
Existe a possibilidade de eles integrarem uma facção criminosa que atua na localidade.

O outro menor foi contido ao tentar fugir, mas apreendido e conduzido à delegacia para averiguação.
Os conduzidos foram apresentados na 21ª Delegacia de Polícia Civil, aos cuidados do Delegado Walter Wanderley, sem lesões corporais, para os procedimentos cabíveis.

VEREADORA DE SÃO JOÃO DOS PATOS É DENUNCIADA À JUSTIÇA POR ACÚMULO DE TRÊS CARGOS PÚBLICOS

Destacado

Vanúsia Carvalho

A Promotoria de Justiça de São João dos Patos ingressou, em 29 de abril, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a vereadora Venúsia Evangelista de Santana Carvalho por acúmulo ilegal de cargos públicos.

No segundo semestre de 2017, o Ministério Público tomou conhecimento de que vereadores de São João dos Patos estariam em acúmulo indevido de cargos públicos. Entre eles, Venúsia Carvalho, que além do cargo no legislativo municipal, tinha dois cargos de professora, um na rede estadual e outro na esfera municipal.

A informação foi confirmada ao Ministério Público pela própria vereadora, o que levou a Promotoria a encaminhar uma Recomendação, em 12 de janeiro de 2018, para que Venúsia Carvalho fizesse a opção por apenas dois vínculos com a administração pública.

De acordo com a Constituição Federal, a acumulação remunerada de cargos públicos não é permitida. As exceções são dois cargos de professor, um cargo de professor com outro técnico ou científico ou dois cargos privativos de profissionais da saúde. Em todos os casos, é preciso que haja compatibilidade de horários.

Essa regra é repetida pela Constituição do Estado do Maranhão e pela Lei Orgânica do Município de São João dos Patos. O próprio Regimento Interno da Câmara de Vereadores de São João dos Patos “é expresso em dizer que as incompatibilidades do cargo são todas aquelas atividades vedadas na Constituição Federal, Constituição Estadual e Lei Orgânica Municipal”, observa, na Ação, o promotor de justiça Renato Ighor Viturino Aragão.

Em 25 de janeiro, a acionada chegou a pedir licença sem vencimentos à Secretaria Municipal de Educação mas, em julho, o Ministério Público tomou conhecimento de que ela havia retomado suas funções na rede municipal de ensino. A informação foi confirmada pela Secretaria, que informou que Venúsia Carvalho voltou às atividades em 9 de julho.

“É de fácil percepção que a ré, em um primeiro momento, agiu cumprindo a Recomendação ministerial, pedindo uma licença sem vencimento do seu cargo de professora junto à rede de ensino municipal de São João dos Patos, mas também ficou claro que seus interesses em obter vantagem ilícita foram maiores e ela acabou voltando atrás e vem se enriquecendo ilicitamente às custas da Administração Pública, já que a Constituição veda o acúmulo de três cargos”, destaca Renato Aragão.

Na Ação, o Ministério Público pede que seja concedida liminar determinando a indisponibilidade dos bens de Venúsia Carvalho até o valor do dano causado aos cofres públicos (R$ 23.442,60). Além disso, foi requerida a condenação da vereadora por improbidade administrativa, estando sujeita a penalidades como a perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos, pagamento de multa de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar ou receber benefícios do Poder Público pelo prazo de dez anos.

Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)

Hoje na história: 10.05.1973 Fundado o clube de futebol Chapecoense

Destacado

No dia 10 de maio de 1973 foi fundada a Chapecoense, clube de futebol do oeste de Santa Catarina, que tem como principal conquista o título da Copa Sul-Americana de 2016. A equipe também disputou a Libertadores pela primeira vez em sua história em 2017.

A Chape, como é apelidada, nasceu da fusão das antigas equipes do Atlético Chapecó e do Independente. Pouco tempo depois da sua fundação, a Chapecoense chegou à primeira final do Catarinense e ao primeiro título de sua história, em 1977, ao derrotar o Avaí na decisão, por 1 a 0.


Ascensão nacional e internacional

Após quase quatro décadas de existência, a Chape começou a despontar no cenário nacional e internacional. Em 2009, o time disputou a Série D e garantiu a vaga na Terceira Divisão de 2010. Para sair da Série C foram necessárias outras três temporadas. Neste período, a equipe ganhou o estadual de 2011. O Verdão do Oeste, como é carinhosamente chamado, finalmente conseguiu o acesso à Série B em 2012. Bastou um ano na Segundona para a Chape garantir sua passagem à elite do futebol nacional. 

Em sua participação na Série A, a Chape surpreendeu encerrou a competição em 15o., garantindo a vaga na Copa Sul-Americana no ano seguinte. Em 2015, na sua primeira competição internacional, foi às quartas de final, onde acabou eliminado pelo River Plate. Em 2016, o time se classificou novamente à Sul-Americana e, desta vez, foi mais longe: chegou à final da competição.

Tragédia na Colômbia

O sonho da disputa do título foi precocemente interrompido por uma tragédia. O avião que transportava o time para o jogo da primeira partida final, contra o Atlético Medellin, caiu pouco antes do pouso na Colômbia, no dia 29 de novembro de 2016. Somente seis pessoas sobreviveram entre os 77 passageiros: os jogadores Alan Ruschel, Jakson Follmann e Neto, o jornalista Rafael Henzel, e os tripulantes Erwin Tumiri e Ximena Suarez. Com a tragédia, não houve final, e o título da Copa Sul-Americana foi entregue para a Chapeocoense. 

Reunindo esforços para seguir adiante, a Chapecoense e a cidade de Chapecó se uniram para a reconstrução do futebol do clube, que iniciou a disputa do Campeonato Catarinense em 2017 e também realizou a primeira partida da história do clube pela Libertadores. No dia 7 de março, a Chape venceu o venezuelano Zulia no seu jogo de estreia, fora de casa, por 2 a 1, pelo torneio continental.  

JORGE MOTTA Os defensores de bandidos

Destacado

A gritaria na mídia contra o Decreto editado pelo governo com a nova regulamentação sobre o porte e a compra de armas, é na verdade, manifestação dos defensores dos bandidos que não precisam de autorização para matar, estuprar, invadir residências, explodir caixas eletrônicos de bancos e tantas outras violências.

Ao longo dos últimos 15 anos, aproveitando-se da “política dos direitos humanos”, tão festejada pelas esquerdas comunistas e festivas, reunidas em convescotes regados a bons vinhos, com apoio integral dos “artistas” bancados pela dinheirama distribuída através da LEI ROUANET, os criminosos urbanos se fartaram de encurralar o cidadão de bem, sem que este tivesse a mínima capacidade de reação. Isso para não falar das invasões dos “sem terra” devastando fazendas produtivas, impondo o terror nas áreas rurais.

Passeatas com milhares de desocupados recebendo transporte e cachê para infernizar os centros urbanos como Brasília, e quantas mais capitais de estados, aplaudiam os facínoras, relegando a população à condição de prisioneiros.

Ora, senhores defensores de bandidos, a classe média brasileira acordou do pesadelo a que foi submetida, e o fez através do voto secreto, democraticamente.

Respeitem os vencedores, agora haverá reação, o bandido já sabe que haverá resistência.

Não chorem por bandido morto.