Mulher é encontrada morta na Ufma, em São Luís

Destacado

Na manhã desta segunda-feira (13), uma mulher foi encontrada morta dentro do campus do Bacanga, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís.
Segundo informações preliminares, uma funcionária do setor de limpeza da UFMA achou o corpo, próximo ao prédio da TV UFMA e do Centro de Ciências Sociais (CCSO). A identidade da mulher ainda não foi divulgada.
Ao lado do achado cadavérico havia um vestido rasgado e um short. Equipes da polícia que se dirigiram ao local informaram que sinais de agressão foram encontrados no corpo da vítima.
Ainda segundo a polícia, tudo leva a crer que o crime não aconteceu no campus da UFMA, mas o corpo teria apenas sido desovado no local.
Uma equipe do Instituto de Criminalística (Icrim) está no local para realizar perícia e encaminhar o corpo ao Instituto Médico Legal (IML). Muita gente acompanha a movimentação na área.
Com informações do Imirante.com

O poder de destruição que tem secretários e assessores na administração pública de Vargem Grande

Destacado

Assim como na imagem, o assessor influencia na “fala” do administrador.


Você se lembra daquele “amigo” que tinha os mesmos sonhos seus, e que dividiam nos finais de semanas, partilhavam dos mesmos ideais e as mesmas cervejas? Ele hoje é secretário. E aquela sua amiga que trocavam figurinhas pelas redes sociais e até sonhavam os mesmos sonhos, e tinham idéias idênticas? Ela hoje é secretária. Pois saiba que os sonhos do passado, se transformaram em pesadelos presentes.

Isso tem sido a marca registrada, ou está contido no DNA de muitas figuras que você acreditou e que ocupou ou ocupa lugar de destaques nas administrações.

Essas pessoas quando estão fora do núcleo da administração, criticam os que ocupam os melhores cargos, mas ao ocuparem essas posições, repetem os mesmos erros ou até piores. Isso não é atual. Isso vem de longe.

Dos secretários e assessores que passaram 16 anos no poder se forem feitas avaliações de seus desempenhos, eles chegarão próximos ou até 100% na qualificação ruim ou péssimo. Ninguém chega perto de bom. No máximo, regular, isto porque sou bonzinho.

Atualmente esse quadro também não é muito diferente. Falo isso não por mim. Sempre fui tratado muito bem, bem, ou regular. Mas eu não sou a voz das ruas. Se algum político de qualquer lado mandar fazer uma pesquisa da aceitação pública em Vargem Grande, dos ex-secretários e dos atuais, verá que estou falando a verdade.

Mas se eles não acreditam em pesquisas e acham que eles ou elas tem cacife eleitoral, submeta-os ao vexame de serem candidatos a vereadores nas eleições de 2020. E aí terão a certeza do quanto eles e elas contribuíram negativamente nos índices de aprovação de suas administrações.

Não menciono aqui falcatruas ou coisas do gênero. Mas a maneira arrogante e desrespeitosa que muitos tratam os eleitores que acreditaram nos seus representantes maiores na política municipal.

Claro que aqui, não estou me referindo a totalidade dos secretários e assessores, mas em uma maioria desgastada e desastrosa, que esquecem os amigos, companheiros e correligionários de campanha e procuram fazer deles solado de seus calçados,pisoteando-os. Desculpem, mas é o que ouço nos quatro cantos da cidade.

Hoje na História: 13 de maio de 1981 O Papa João Paulo II é vítima de um atentado

Destacado

No dia 13 de maio de 1981, ao iniciar uma audiência na Praça São Pedro, em Roma, o Papa João Paulo II foi ferido por um tiro na barriga e na mão esquerda. Poucos minutos depois, a polícia prendeu o autor do crime, um terrorista turco de 23 anos chamado Alí Megôhmetro Agca. Além da arma usada no atentado, em seu bolso foi encontrado um bilhete em turco com a seguinte mensagem: “Eu, Agca, matei o Papa para que o mundo possa saber que existem milhares de vítimas do imperialismo”. Em julho do mesmo ano, Agca foi condenado por um tribunal italiano a prisão perpétua e a uma pena especial de “isolamento”.

Policial militar dispara três tiros contra amigo durante discussão em Bacabal; vítima está fora de perigo

Destacado

Um policial militar, identificado apenas como Flávio, conhecido como “JR”, disparou três tiros contra um amigo após discussão durante uma partida de sinuca, no sábado (11), na cidade de Bacabal. A vítima foi identificada como Moisés.
Nas redes sociais, um irmão de Moisés, Jardel Leite, disse que os tiros foram disparados durante uma simples discussão de amigos. Jardel afirma que já foi policial e lamenta o desequilíbrio emocional do amigo de longas datas.
“Esse rapaz foi criado com a gente, de almoçar lá em casa e jogar bola direto. Então, um despreparado e covarde desses que saca sua arma pra disparar contra um colega não tem equilíbrio emocional. Fui policial militar e tenho muitos amigos irmão da polícia militar até hoje e sei que não são coniventes a atos como”, disse o irmão da vítima.
Ele faz questão de deixar claro que está falando do agressor e não da Polícia Militar. “Pra deixar bem claro, estou falando desse covarde chamado Flavio, conhecido como JR, e não da Polícia Militar. Graças a Deus meu irmão está bem, mas tenho certeza que esse cara, onde estiver hoje, tá com a cabeça pesada e sentindo culpa, pois aprendi na polícia que temos que defender é nossa sociedade e não ir contra ela”, completou o irmão.
No facebook, um amigo da vítima que também já foi ameaçado pelo PM e que, depois dessa agressão contra Moisés, ele está assustado e vai registrar boletim de ocorrência.
“Ontem ele tava louco, louco. Parecia que estava drogado. Eu vou já registrar um BO contra ele. Fiquei assustado, agora. Ontem, ele me ameaçou, com ciúmes da mulher dele”, relatou Júnior Andrade.
Pelas informações, Moisés estava em um bar, jogando sinuca e apostando. O PM estaria apostando em outra pessoa e se encabulou na aposta. Ele começou a discutir com Moisés e terminou disparando três tiros.
Um dos disparos atingiu o iPhone da vítima, que foi socorrida e levada ao hospital. Pelas informações, Moisés está fora de perigo.
O PM deverá responder por tentativa de homicídio. Além disso, poderá ser aberto inquérito policial militar pelo Comando da PM.

INCÊNDIO DESTRÓI EMPRESA DO GRUPO NUTRILAR, EM PRESIDENTE DUTRA

Destacado

Na noite deste domingo (12), por volta das 23: 30 horas uma tragédia marcou a cidade de Presidente Dutra. Um fogo que ninguém sabe exato ainda como iniciou queimou e destruiu parte do Comercial Nutrilar, do empresário Nutria, dono dos produtos Nutrilar. De acordo com informações repassadas ao blog, a  tragédia destruiu a farmácia, o escritório e também o setor comercial. A qualquer momento traremos mais informações.

HILDEBERTO ALELUIA Malfeitores covardes

Destacado

Nos últimos dias venho sendo vítima de fakenews. Alguém, pessoa ou grupo, vem se dedicando a escrever e editar infâmias contra pessoas e instituições, copia o cabeçalho do meu blog, edita em cima desses textos porcos e os distribui nas redes como se fora eu. Impotente para reagir como gostaria diante de um fato como esse me dedico aqui a escrever sobre o assunto usando a arma que me resta: a palavra assinada.

Não costumo escrever na primeira pessoa. Minha modéstia impede. Não costumo particularizar análises políticas a menos que os fatos sejam supervenientes e assim mesmo quando considero estar acrescentando conhecimento e informações ao leitor. Não agrido fatos nem tampouco busco fulanizar meus escritos. Neles trato pessoas e instituições com respeito e coerência. Mas, como tenho visto e lido, ações judiciárias recentes incriminando pessoas por supostas fakenews, num conceito elástico e agressivo, estou a requerer aqui uma espécie de tutela antecipada na minha defesa contra esses malfeitores covardes.

Não é a primeira vez que sou vítima desse comportamento criminoso. Lá atrás, no ano de 2014 também fui vítima. Sobre o assunto escrevi um capítulo inteiro no meu livro O FUTURO DA INTERNET-O Mundo da Dúvida, editado pela Toopbooks. Também no meu blog www.aleluiaecia.blogspot.com já escrevi dezenas de artigos sobre o assunto. Invariavelmente tratam de ações de hackers e craquers na rede. Tratei também dos equívocos tanto do Executivo quanto do Legislativo brasileiro por ocasião da edição da Lei UM MARCO CIVIL PARA A INTERNET NO BRASIL. (https://aleluiaecia.blogspot.com/2012/08/uma-lei-para-internet-no-brasil-dia.html)

Daquela vez não consegui convencer o Google e o Face book de que eles haviam sido invadidos. Numa ação sem precedentes indivíduos entraram na área de buscas do Google escreveram declarações mim atribuídas e essas mesmas declarações chamavam para jornais impressos do Amapá, da Bahia e de São Paulo. A mesma coisa foi feita na linha do tempo do face book. No Google até hoje elas lá permanecem, sem que os órgãos de comunicação citados nesses referidos Estados tenham registrado se quer uma vírgula do que está postado na busca dos dois gigantes. Do face, a duras penas consegui retirar. Custa crer que não tenha havido participação de alguém de dentro para realizar a tarefa. Google e Face book, na época, admitiram ser uma tarefa quase impossível para um mortal. O certo é que lá está. Me deu um trabalho dos diabos para provar que eu não havia dito aquilo que me acusavam. Registrei queixa, formei processo e consegui identificar um grupo de um partido político que atuava em São Paulo para enxovalhar reputações na Internet. Mas não consegui penaliza-los. Desta feita, após a publicação sobre uma serie de artigos sobre o Movimento de 1964 volto a ser vítima desses porcos.