LULA NÃO QUER ‘FORA BOLSONARO’ PARA EVITAR ASCENSÃO DE MOURÃO

Destacado

Dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) se reuniram para debater rumos que a sigla deve seguir, baseando-se na opinião do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro. A opinião do líder do PT foi colhida por um aliado dele que foi até Curitiba.Segundo informações de um dos aliados de Lula, divulgadas na coluna Painel, da Folha de S.Paulo, o ex-presidente não quer que o PT bata na tecla do “Fora Bolsonaro”.A razão disso é que forçar uma decadência do presidente seria o mesmo que enaltecer e aclamar a ascensão do seu vice, o general Antonio Hamilton Mourão. Para Lula, o partido não deve defender a tese do parlamentarismo e a única saída seria uma “oposição propositiva”.De acordo com as informações, o ex-presidente avalia que é necessário fazer um contraponto ao Governo, apresentando projetos alternativos e apoiando manifestações nas ruas para pressionar o presidente.O ex-presidente ainda defende que o PT foque no programa de governo do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, buscando contrapor as ações de Bolsonaro com outras ideias. Uma proposta de reforma tributária está sendo cogitada a ser debatida e levada adiante pelo partido.

Depois de demissões, Globo diminui salário. É corte ou contingenciamento?

Destacado

Quem não caiu no ‘facão’ da Rede Globo, fatalmente vai enfrentar o martírio da redução dos salários.

É o caso de todos apresentadores, que terão um teto salarial.

Assim, por exemplo, Tadeu Schimidt e Poliana Abritta, que apresentam o Fantástico e ganham na faixa de R$ 200 mil mensais, passarão a receber apenas R$ 50 mil.

A única exceção com relação ao teto, será William Bonner, que, mesmo assim, sofrerá perdas consideráveis.

É a queda gradativa de um gigante.

Não é a toa que essa turma defendia com veemência o #EleNão. Fonte Jornal da cidade

Água desperdiçada no país equivale a quase sete sistemas cantareiras

Destacado

O volume de água que é perdida no sistema de abastecimento vem crescendo no Brasil e chega a mais de 6,5 bilhões de metros cúbicos (m³) por ano, segundo estudo divulgado hoje (5) pelo Instituto Trata Brasil e a consultoria GO Associados. A quantidade de água é equivalente a quase sete vezes o volume útil do Sistema Cantareira, principal manancial que abastece a Grande São Paulo. Em termos percentuais, significa que 38,3% da água tratada foi desperdiçada antes de chegar aos destinatários finais.

Em algumas partes do país, o problema é ainda mais crítico. O percentual de perdas na Região Norte chega a 55,14%. Em Roraima, a cada 100 litros fornecidos pelas companhias de abastecimento, apenas 25 litros chegam aos clientes. No Amazonas, o percentual de perdas é de 69% e no Amapá, de 66%. No Nordeste, 46,25% da água é desperdiçada. No Maranhão, o percentual chega a 60% e em Pernambuco, a 52%. Em São Paulo e no Paraná, é de 35%.

Para efeitos de comparação, o estudo destaca que na Dinamarca o índice de perdas é de 6,9%; nos Estados Unidos, de 10,3%, e na Coreia do Sul, de 16,3%. O Brasil apresenta resultados piores do que outros países latino-americanos, como o México, que desperdiça 24,1% da água tratada, o Equador, 31,1%, e o Peru, 35,6%.

Prejuízo crescente

As perdas de água também vêm tendo um ligeiro crescimento nos últimos anos. Os dados de 2015 apontavam para um índice de 36,7%, em 2016 ficou em 38,1% e em 2017, últimos números disponíveis e que embasam a pesquisa do Trata Brasil, chegou a 38,3%. Em valores, o total perdido pelas companhias distribuidoras fica em R$ 11,4 bilhões ao ano.

Alguns estados e regiões, no entanto, apresentam resultados muito melhores do que a média nacional. Em Goiás, as perdas ficam em 26%, e no Rio de Janeiro em 31%. Em Santos, no litoral paulista, o índice de perdas é de apenas 14,32%, em Limeira, no interior de São Paulo, de 18,62%, e em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, de 19,38%.

Falta de investimento

Para o sócio da GO Associados Pedro Scazfuca, o cenário demonstra um desinteresse em fazer investimentos que reduzam o desperdício nos sistemas de abastecimento. “Há uma falta de esforço para reduzir as perdas. Não tem sido feito o investimento necessário. A tendência natural de um sistema de abastecimento de água é aumentar as perdas, porque a estrutura vai ficando mais velha, sujeita a maior desperdício”, disse.

As cidades que conseguem os melhores resultados são aquelas que, segundo o especialista, focam não só na melhoria da estrutura de distribuição, como também no combate a fraudes e ligações clandestinas. “As perdas comerciais são muito representativas para as empresas do ponto de vista de receita. Reduzir as fraudes, melhorar a leitura dos hidrômetros, tudo isso contribui para a redução de perdas”.

Controle

O presidente da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp), Hélio de Castro, avalia que uma melhoria no controle dos sistemas pode indicar que as perdas são ainda maiores. “A tendência é que os indicadores piorem”, ressaltou, ao lembrar que o Sistema Nacional de Informações de Saneamento, usado como base do estudo, é elaborado a partir de informações repassadas pelas pelas próprias empresas de distribuição de água.

O ex-presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) Gesner Oliveira, avalia que nos locais onde há grandes perdas, o retorno dos investimentos para reduzir o desperdício tende a recompensar as companhias. “Você cair de 68% para 48% é relativamente fácil e os retornos são elevados”, disse. Em sistemas onde as perdas são menores, o esforço das empresas, segundo ele, tem que ser maior.Fonte Agência Brasil

Motorista que atropelou e matou duas pessoas em Imperatriz é colocada em liberdade

Destacado

A motorista Viviane do Santos Silva, 19 anos, que atropelou seis pessoas e matou duas na noite de terça-feira (4), em Imperatriz, foi colocada em liberdade após audiência de custódia, que terminou por volta de 18h desta quarta-feira (5).
Ela terá que cumprir algumas medidas cautelares e usar tornozeleira eletrônica. Viviane tinha sido autuada em flagrante pelo crime de homicídio culposo, após ter sido presa em flagrante.

No acidente ocorrido por volta das 21h, na Avenida da Liberdade, causou a morte de Ruth Paz da Paixão e Ildemez da Silva Conceição. 
Três pessoas ficaram feridas e uma teve a perna esquerda amputada.
Viviane dirigia um HB 20 prata sob efeito de bebida alcoólica, segundo constatado no teste do etilômetro.
Esse é o segundo caso com mortes, em menos de 30 dias, em que o atropelador é colocado em liberdade. O outro acidente foi na BR-010, onde um casal morreu após ser atropelado em uma moto.

Com informações do Notícia da Foto

Polícia Civil prende 7 vereadores em Vitória do Mearim, acusados de tentar extorquir prefeita

Destacado

Na manhã desta quarta-feira (04), a Polícia Civil do Maranhão através do grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção, estão cumprindo cinco mandados de prisão e oito mandados de busca e apreensão na cidade de Vitória do Mearim.

Os alvos da operação são vereadores da cidade que, segundo a Polícia Civil, estavam extorquindo a prefeita de Vitória do Mearim, Dídima Coelho, para arquivar uma CPI que está em andamento no parlamento municipal.

O marido da prefeita e chefe de gabinete, Almir Coelho, gravou as conversas com os pedidos de dinheiro feito pelos vereadores e denunciou o caso a Polícia Civil.

Os vereadores que estão sendo alvo dessa operação são: o presidente da Câmara de Vitória do Mearim, George Maciel (foto acima), Hélio Silva, Oziel Silva, Marcelo da Colônia, Nego Mauro, José Mourão e Nonato de Cheio.

Neymar pedirá licença da Seleção Brasileira e não jogará a Copa América, diz vice-presidente da CBF

Destacado

Após avisar que tem um novo vídeo bomba contra Neymar no caso da acusação de estupro feita por Nájila Trindade Mendes Souza, o vice-presidente da CBF, Francisco Noveletto, não tem a menor dúvida que o jogador brasileiro não terá condições psicológicas para disputar a Copa America e que irá pedir dispensa.

Em entrevista dada ao SBT-RS, o dirigente da CBF disse que será melhor para todos os brasileiros que Neymar peça licença e saia da seleção canarinha e que as pressões por parte da imprensa irão aumentar cada vez mais, ainda mais após a divulgação de um vídeo em posse da mulher que acusa Neymar de estupro.

“Seria um negócio bom para todos, para ele, CBF e para o espetáculo. Ele não vai render”, disse Francisco Noveletto.

Saúde bucal é tema de palestra da Secretaria municipal de Saúde de Nina Rodrigues

Destacado

A secretaria municipal de saúde de Nina Rodrigues realizou no dia de ontem 03/06 palestra sobre a saúde bucal. As palestrantes foram a doutora Alyne e a técnica em saúde bucal Aldacira, que enfatizaram a necessidade dos cuidados com a saúde bucal.

Durante a palestra foram mostrados aos participantes, os ganhos que temos para a nossa saúde, com os cuidados com a higiene bucal.

Os alimentos que ingerimos diariamente para o nosso sustento, devem ser objetos de cuidados que devemos ter com a nossa saúde. A saúde bucal começa com a escovação dentária, passando pela higienização dos alimentos

Sem esses cuidados imprescindíveis, notadamente perdemos a oportunidade de termos um corpo saudável.

Hoje na História: Senador Bobby Kennedy é assassinado

Destacado

Em um dia como hoje, no ano de 1968, o senador Robert Kennedy foi atingido por tiros no Hotel Ambassador, em Los Angeles, depois de vencer as eleições presidenciais primárias na Califórnia. Um pouco depois de ele ter anunciado aos seus entusiasmados partidários que o país estava pronto para acabar com facções rebeldes, Kennedy foi atingido várias vezes pelos disparos efetuados pelo jovem palestino Sirhan Sirhan, de 22 anos. O senador de 42 anos morreu no dia seguinte. Aquele verão de 1968 nos Estados Unidos estava fervendo na história norte-americana. Era o ápice da Guerra do Vietnã e também do movimento contra a guerra. Martin Luther King Jr. tinha sido assassinado, o que gerou revoltas em todo o país. Diante desse cenário espinhoso, o presidente Lyndon B. Johnson decidiu não concorrer a um segundo mandato na próxima eleição presidencial. Robert Kennedy, irmão mais novo de John e ex-procurador-geral dos EUA, viu toda esta situação como uma oportunidade e encontrou uma grande onda de apoio em sua jornada rumo à presidência dos EUA. Ele era visto como o único político naquele momento capaz de unir a população. Contudo, seu caminho foi bruscamente abreviado pelo crime cometido por Sirhan. O palestino confessou o crime e foi sentenciado à morte, no dia 3 de março de 1969. Contudo, desde que a Corte Suprema do Estado da Califórnia deu fim à pena de morte em 1972, Sirhan passou à prisão perpétua. Hubert Humphrey acabou concorrendo às eleições presidenciais pelos Democratas, em 1968, mas perdeu por uma margem pequena para Nixon.

Condenado a 27 anos de prisão por assassinato de idoso no Pará é preso em Chapadinha

Destacado

Izaquiel da Silva Alves é fugitivo do sistema prisional de Paragominas e foi condenado a mais de 27 anos de prisão pelo crime de latrocínio contra um idoso.O comerciante foi morto de forma extremamente violenta. Os bandidos colocaram uma sacola plástica na cabeça do idoso, matando-o asfixiado, não sem antes o agredirem física e moralmente.

A Polícia Civil do Maranhão prendeu na manhã dessa terça-feira (4) Izaquiel da Silva Alves, que é fugitivo do sistema prisional de Paragominas, no Pará.
Segundo a polícia, Izaquiel foi preso no bairro Areal, em Chapadinha.
Izaquiel Alves, conhecido como “Pelado”, estava foragido do Centro de Recuperação Regional de Paragominas (CRRP) desde janeiro deste ano, quando fugiu em companhia de outros cinco detentos.

Ele foi condenado a 27 anos de prisão pelo brutal latrocínio que vitimou Wilson Soares da Silva, conhecido como “Seu Piauí”, de 78 anos, em janeiro de 2017.
Pelado e outros cinco detentos fugiram do CRRP em janeiro de 2019.
A polícia do Maranhão comunicou a prisão à polícia do Pará que está providenciando o retorno dele ao sistema prisional paraense.
Condenação dos assassinos do idoso ocorreu em julho de 2018
Em julho de 2018, o Juiz da Comarca de Paragominas, David Guilherme de Paiva Albano, condenou os acusados do assassinato do idoso Wilson Soares da Silva, de 78 anos, a penas que variam de 20 a 27 anos de prisão, inicialmente em regime fechado no Centro de Recuperação Regional.
Foram condenados:
Clebson Marcos Rodrigues dos Santos, vulgo “Bombado” condenado a  20 anos e 117 dias-multa.
Izaquiel Silva Alves, vulgo “Pelado”, condenado à 27 anos e oito meses e 164 dias-multa.

André Tiago Alves Paixão, vulgo “Loirinho”condenado `27 anos e oito meses e quinze dias de reclusão e 164 dias-multa.
O latrocínio, que teve como vítima o ancião Wilson Soares da Silva, conhecido carinhosamente pelo apelido de ‘Piauí’ e que residia na Rua Cícero Ávila, no bairro Promissão III, onde tinha um pequeno comércio, aconteceu no dia 13 de janeiro de 2017.
Os acusados premeditaram o crime no dia anterior e o consumaram de forma extremamente violenta, colocando uma sacola plástica na cabeça da vítima, matando-o asfixiado, não sem antes o agredirem física e moralmente.
Depois de investigações minuciosas comandadas pelo Delegado de Polícia Civil Pedro Rocha e sua equipe, os acusados foram encontrados em Paragominas e o principal deles, conhecido por ‘Loirinho’, numa cidade do Estado do Maranhão para onde havia fugido após o crime.

Quadrilha presa após assalto em Santa Rita planejava roubar residência de “Bita do Barão” e R$ 600 mil de empresário

Destacado

Uma quadrilha presa por policiais civis e militares após assaltar uma farmácia em Santa Rita, na segunda-feira (3), estava planejando outras ações criminosas.
Após a prisão, o delegado Ednaldo Santos descobriu que o grupo tentava realizar um assalto contra a casa do falecido babalorixá “Bita do Barão”. O pai de santo morreu há alguns dias no município de Codó. 

O delegado explicou que os celulares dos assaltantes foram periciados e encontradas provas do planejamento de futuras ações criminosas.
Em conversas em grupos de WhatsApp, o grupo deixa evidente que pretendia assaltar a casa de “Bita do Barão”, na cidade de Codó. No aplicativo, existem informações de que o babalorixá teria deixado dezenas de pulseiras, colares e anéis de ouro, além de pedras preciosas. Isso teria chamado a atenção do grupo.
O delegado informou, ainda, que haveria a participação de uma empregada doméstica da residência de “Bita do Barão”. Ela estaria repassando as informações para o bando, inclusive, o comportamento diário dos familiares e as os bens deixados por ele.

O bando estava com intenção de assaltar um empresário do ramo de postos de combustíveis, cidade de Peri-Mirim. De acordo com o delegado, a ação criminosa renderia aproximadamente R$ 600 mil.
Para a execução do crime, eles estavam recebendo informações de um parente da vítima, que seriam compadre do empresário. Ele estaria repassando a rotina do empresário para os bandidos.
Assalto em Santa Rita
A quadrilha foi presa em flagrante na terça-feira (3), em Santa Rita, após um assalto a mão armada contra a Farmácia Pague Pouco.
Eles responderão por roubo e associação criminosa. O quarteto criminoso foi identificado por Wanderson Lima Araújo, 34 anos; Claudenilson Costa Sales, 26 anos; Bruno Henrique Cruz de Sousa, 23 anos; e Jordam Felipe, conhecido por “Sabiá”. Este já responde a vários processos por roubo.
As investigações apontaram, que os suspeitos residem no bairro Estiva, em São Luís.
Os bandidos agem com agressividade e violência para se apossar de dinheiro, aparelhos celulares e outros itens pertencentes às vítimas. Eles sempre roubam com a posse de uma arma de fogo e mirando contra as vítimas.

Os presos foram apresentados na delegacia de Santa Rita para autuação em flagrante pelo delegado Ednaldo Santos.
Com informações de Mauro Wagner

O diálogo e a tolerância no Brasil

Destacado

Ney Lopes0

Percebe-se hoje no Brasil fenômeno sócio-político, que contraria as origens da filosofia do “radicalismo”, assim entendida como a prática de posições extremadas para alcançar as mudanças e reformas sociais imaginadas pelos governantes.

radicalismo sempre se opôs ao conservadorismo, em cujos fundamentos prevalecem valores e normas tradicionais.

O clima de absoluta intolerância, instalado no país e a cada dia mais agudo, origina-se na forma como os ânimos são exacerbados, em defesa de princípios e ideários.  Aí está o fator preponderante para retração dos investimentos, em razão da insegurança e o tumulto, gerados interna e externamente.

Não sabem o que dizem

O clima radical da Nação causa intranquilidades e tensões diárias. Certas mudanças – absolutamente necessárias, como a Reforma da Previdência – quando as propostas não são aceitas “in totum”, integralmente, quer sejam do governo, ou daqueles que negam a necessidade de fazê-la, provocam insultos e “epítetos” de ser contra o Brasil (governistas proclamam), ou “direitista contra os oprimidos” (usado pelo PT e seus seguidores).

Historicamente, a origem do radicalismo está na Revolução Francesa, através do combate ao chamado “antigo regime” (os jacobinos), contra os privilégios da nobreza e do clero. Note-se a semelhança com a expressão usada hoje no Brasil de “velha política”.

Foi o radicalismo que influenciou a obra de Karl Marx (a origem do comunismo), por meio da adoção do princípio do “determinismo histórico”, defendido por Feuerbach, filosofo materialista alemão. A tese era que as sociedades caminhariam irreversivelmente para a “luta de classes”, como forma de superação das injustiças do capitalismo, através de métodos radicais, que abririam chances para o proletariado tomar o poder da chamada burguesia (princípio da dialética: tese, antítese e síntese, herdados de Hegel).

O mercado deverá estar
a serviço do povo brasileiro
e não o povo brasileiro
a serviço do mercado

Pois bem, no Brasil atual o radicalismo, sinônimo de intransigência política, tem prosperado, mesmo estando no poder um governo conservador, que em tese não poderia adotar essa regra.

Quando se analisa a influência do “mercado” nas pressões favoráveis às reformas, tudo se complica.

Os segmentos econômicos passaram a ter um protagonismo útil no debate nacional. Não se pode debater os rumos do país, sem a presença necessária das classes empresariais, que pagam impostos e ofertam empregos.

Entretanto, a dosagem excedeu-se.

Certos segmentos representativos de tais classes assumem posições de notório “radicalismo” e denominam de “vermelhinhos”, “petistas”, “contra o Brasil”, quem pondera com sensatez que o mercado deverá estar a serviço do povo brasileiro e não o povo brasileiro a serviço do mercado.

Quem assim fala não é contra mercado, o que seria uma insensatez.

O mais grave é que o governo tem encampado esse radicalismo e vive o irrealismo de que a opinião pública lhe é favorável.

Pura ficção!

A opinião pública é favorável, por exemplo, a reforma da previdência, desde que a proposta oficial seja “palatável” e complementada rapidamente (ou simultaneamente) por outras reformas urgentes e inadiáveis, para não gerar injustiças, tensões políticas e sociais, em médio e longo prazo no país.

O que quer dizer palatável?

Aumentar a idade-limite para as aposentadorias é inquestionavelmente necessário. O mundo todo age dessa forma. Não se deseja que o Brasil mantenha a sua previdência como é hoje, após os avanços tecnológicos.

O não palatável, por exemplo, é que seja “aprovada a desconstitucionalização”, inserida na proposta oficial. O “povão” não tem consciência plena, de que essa “pegadinha” vai permitir no futuro, através de simples lei ordinária (facilmente aprovada pelos governos, por maioria simples) o aumento da idade-limite ao sabor da política dominante (uso do “gatilho”, escondido no texto), das alíquotas, revogação de direitos etc.

Embora se saiba e aceite, que a economia nacional corre risco e providencias urgentes terão que serem adotadas, não se justifica o “terrorismo oficial” de anunciar a desgraça da recessão, com atrasos de salários, proventos e a ameaça do Brasil transformado numa nova Venezuela.

Até para a possibilidade de liberar o FGTS (que é uma urgência social, diante do numero de sofridos desempregados), o governo “ameaça !!!!”, exigindo em troca a aprovação antecipada da reforma da previdência.

Afinal, o que tem a ver o trabalhador sem emprego, com a decisão futura do Congresso?

Se para liberar o FGTS for aguardada a aprovação da reforma da previdência, muitos necessitados já terão sucumbido, diante da triste realidade de não poderem sobreviver.

Portugal fez uma reforma previdenciária há mais de cinco anos e usou regras de transição de equilíbrio, gradativas, que não “sufocam” os assalariados, servidores públicos, beneficiários da previdência, em nome do combate ao déficit. Os portugueses adotaram a técnica legislativa da legislação temporária, que permite mudanças graduais e a possibilidade de manter a regra de mudanças, ou revoga-la, em período pré-determinado. Ainda hoje a idade limite cresce ano a ano, pela regra de transição adotada.

Na Reforma da Previdência, não se justifica rejeitar e considerar “ante Brasil”, o debate de alterações sensatas na proposta oficial, que não se significarão “farra fiscal”, tais como: em relação à pensão por morte; mudanças das rígidas e inflexíveis regras de transição (retira gratificações legais), que nivelam por baixo, punindo o servidor público, que ingressou por concurso e não desfruta de privilégios; regulação das aposentadorias especiais; normas cruéis para o trabalhador rural e BPC; novas alíquotas de contribuição para servidores, embora aceitável que os ganham mais, paguem mais, o que não se coaduna com a proposta escorchante, em tramitação; e o nefasto regime de capitalização, já revogado no resto do mundo e que nada mais é do que fortalecer o sistema financeiro.

Diante do quadro nacional confuso, a proposta do “pacto” foi uma boa ideia do Presidente Bolsonaro.

Depende como serão vencidas as barreiras daqueles que torcem pelo “pior melhor” e colocam barreiras, até em intenções como essa.

Nesse aspecto, o governo precisa ser fortalecido, para seguir adiante.

Isso não significa cooptação dos poderes.

O Judiciário, por exemplo, apenas irá compor a unidade nacional de aceitação da necessidade de reformas.

Não se pode interpretar tal posição, como incompatível com julgamentos futuros do STF.

Quem aprovará as reformas será o Congresso Nacional.

Se alguma inconstitucionalidade ou injuridicidade subsistir, jamais o STF terá compromisso de mantê-las. Ao contrário, continuará julgando com independência.

O mais grave seria os poderes constitucionais não caminhando unidos nesse momento de crise nacional.

Se tal situação anômala ocorresse, o “passado” poderia voltar no futuro, com a revolta das massas pelas injustiças cometidas.

Esse retorno, evidentemente ninguém deseja. Por tal motivo, o “radicalismo” que se dissemina, de forma epidêmica, deve ser evitado.

Sem diálogo e tolerância, não haverá saída para o Brasil.