Fracassa a greve dos gatos pingados

Destacado

Foi vergonhoso o resultado do movimento convocado nesta sexta-feira (14) como sendo uma “greve geral” para “parar o Brasil”, em protesto contra o governo Bolsonaro e a Reforma da Previdência.

Uma minoria de radicais, representantes do PT, PSOL, CUT e outros partidos de esquerda, não mobilizou ninguém.

Uma vergonha!

Ao contrário, esses radicais acabaram por tentar atrapalhar a vida dos brasileiros de bem e de quem trabalha.

E é de ficar claro que não poderia dar certo mesmo.

Sabe porquê?

Porque quem não trabalha não pode fazer greve. Só pararam os que sempre estão parados. Com faixas que mais pareciam farrapos, os desasseados, mal vestidos e confusos das ideias, fizeram mesmo foi mais uma manifestação em favor do “Lula Livre”.

Arruaça, agressividade, radicalismo. Foi o que ocorreu.

Temos que respeitar, é verdade. Mas chega a dar dó.

Não perceberam que o Brasil mudou – e que – o discurso dessa gente não atrai, não convence, não encanta e não engana mais ninguém.

Como se diz no popular: deu pra bolha! (para não dizer outra coisa, não tão educada assim…).

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Bolsonaro diz que vai recorrer da decisão que inocentou Adélio

Destacado

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que vai recorrer da decisão que absolveu Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG), em setembro do ano passado. “Estou tomando as providências jurídicas do que posso fazer para recorrer. Normalmente o MP [Ministério Público] pode recorrer também, vou entrar em contato com o meu advogado”, disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada, nesta tarde.

O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, considerou Adélio inimputável por transtorno mental, ou seja, de acordo com as leis penais, não pode ser responsabilizado criminalmente por seus atos. De acordo com laudos periciais oficiais, Adélio é portador de transtorno delirante persistente.

Bolsonaro disse ainda que tem convicção de que Adélio foi contratado para assassiná-lo e que, se preciso, vai pagar para que seja feita uma nova avaliação psicológica no acusado. “Eu tenho a causa pessoal, eu tenho que me defender. E custa caro isso aí, um outro lado custa caro. Vou tomar providências”, ressaltou. “É um crime contra um candidato a presidente da República que atualmente tem mandato e devemos ir às últimas consequências.”

O magistrado decidiu também que Adélio Bispo deveria ficar internado em um manicômio judiciário por tempo indeterminado. No entanto, diante da periculosidade do acusado, ele permanecerá no presídio federal de Campo Grande, onde está preso desde o atentado.

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Federal, o acusado colocou em risco o regime democrático ao tentar interferir no resultado das eleições e planejou o ataque com antecedência de modo a excluir Bolsonaro da disputa.

A defesa de Adélio afirma que ele agiu sozinho e que o ataque foi apenas “fruto de uma mente atormentada e possivelmente desequilibrada” por conta de um problema mental.Fonte Agência Brasil.

Seis funcionários da Trensurb são presos por colocar fogo nos trilhos durante manifestação

Destacado

Seis funcionários da Trensurb foram presos em flagrante enquanto colocavam fogo nos trilhos do trem, em Sapucaia do Sul, na manhã desta sexta-feira (14). A ação do grupo fazia parte da greve contra a reforma da Previdência.

Segundo o comandante do 33º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Vladimir Luís Silva da Rosa, a PM foi  acionada por volta das 5 h 15 min para afastar manifestantes que bloqueavam a via entre as estações Luiz Pasteur e Sapucaia. Quando os policiais chegaram ao local, o grupo fugiu para uma área restrita.

— Eles entraram em um portão que estava chaveado. Questionamos como tinham a chave, e nos disseram que trabalhavam na Trensurb — relata o comandante.

Com o grupo, foram apreendidos pedaços de madeira, pneus e gasolina usada para propagar as chamas, além de material com chamamento para a greve.

A Trensurb confirma que os seis detidos — três homens e três mulheres — trabalham na companhia. A equipe jurídica da empresa analisa o caso para possíveis medidas contra os funcionários. O grupo foi levado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Canoas.

Filho de vice-prefeito de Coroatá mata comerciante ao tentar roubar celular na Macaúba

Destacado

Facebook299TwitterWhatsApp

Dois homens armados tentaram roubar o celular do comerciante Delson (na foto abaixo com a esposa)  e como ele reagiu, foi alvejado e morto. Um dos suspeitos já foi preso e trata-se do filho do vice-prefeito de Coroatá, Domingos Alberto.

O fato aconteceu ontem à noite, por volta das 19h no Bar do Delson, que é casado com a senhora Cássia, que trabalha no Hospital Macorregional de Coroatá. A morte foi na Vila Macaúba, Zona Rural de Coroatá.

Ontem, quinta-feira (13) em um povoado teve um homicídio, 19hs. Os dois criminosos estavam em um moto e fugiram, mas uma deles foi localizado (foto abaixo), que é o filho do vice-prefeito, segundo informações repassadas ao blog.

Assaltante é baleado em tentativa de roubo a loja de veículo no Araçagy

Destacado

Um assaltante identificado como Diego Rocha dos Santos, conhecido como “Calango”, foi atingido a tiros quando praticava um assalto, por volta das 10h50 dessa quinta-feira (13), na loja Aracagy Veículos, na Avenida Hilton Rodrigues, no bairro Araçagi.
O acusado, que reside na Rua Santa Tereza, no Parque Jair, estava um uma moto Honda Bross, de placas HPY-1401, em companhia de um outro assaltante identificado apenas como Joanderson, que conseguiu fugir.
No momento, em que eles praticavam o assalto uma pessoa que passava pelo local reagiu acabou atingindo Diego com um tiro.
Ferido, o assaltante foi dominado por populares e preso. Logo em seguida, policiais do 8º BPM chegaram ao local e o conduziram para ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Aracagy.
Após o atendimento médico, ele foi apresentado no 21º DP para ser autuado em flagrante pelo delegado Walter Wanderley.

Adolescente desaparece após ser assaltada e esfaqueada no Vinhais, em São Luís

Destacado

Eva Cassia, de 16 anos, aparece sendo assaltada no Vinhais em um vídeo gravado por câmeras de segurança nesta quarta (12). Desde então, ela desapareceu.

A adolescente Eva Cassia, de 16 anos, está desaparecida desde quarta-feira (12) em São Luís. A jovem estudante aparece sendo assaltada em um vídeo gravado por câmeras de segurança no bairro Vinhais.  A família está muito aflita e pede ajuda para encontrá-la.
“Só peço a Deus que a pessoa que levou a minha filha se compadeça. Que seja pai ou mãe, por favor, devolva a minha filha. A única coisa que eu quero”, suplicou a mãe, Cassiana Rodrigues.

No vídeo, a adolescente reage ao assalto e é derrubada pelo bandido que está em uma moto. Depois, ela tenta subir na garupa da moto, mas acaba caindo. No vídeo completo, Eva se levanta, sai da área da câmera e não aparece mais. Segundo testemunhas, ela também recebeu uma facada do assaltante.
O caso aconteceu perto da escola em que Eva estuda. Amigas disseram à família que ela saiu mais cedo da escola porque tinha marcado um encontro com um desconhecido, através de uma rede social.
O desaparecimento foi registrado na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Nas ruas do Vinhais, moradores estão assustados com os assaltos frequentes. “Aqui é quase todo dia”, disse o aposentado Antônio Fontoura.
A Polícia Militar informou que há policiamento no Vinhais e nos bairros próximos, mas a orientação é não facilitar a ação de bandidos.
“Essa é a primeira regra: Não reagir. Em segundo, tentar ao máximo evitar locais isolados, pouco iluminados, aparentar que está carregando algum objeto de valor. Tudo isso chama a atenção do criminoso”, declarou o major Yamamoto, subcomandante do 8º Batalhão da Polícia Militar.
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que está analisando as imagens de segurança para identificar o veículo identificado no assalto e o autor do crime. A SSP informa ainda que é possível comunicar casos de desaparecimento, encontros de desaparecidos, ou prestar informações que auxiliem nas buscas através do Disque-Denúncia nos telefones:
• (98) 3223-5800 – São Luís• 0800-313-5800 – Interior• Whatsapp – (98) 99224-8660.

Para “furar” a Greve Geral, empresa deixa ônibus dentro do Terminal da Cohama nesta madrugada; rodoviários serão forçados a trabalhar

Destacado

A empresa Primor quer forçar motoristas e cobradores a trabalhar nesta sexta-feira (14), numa tentativa de “furar” a Greve Geral, que terá adesão do Sindicato dos Rodoviários.
A estratégia da empresa é não deixar os ônibus dentro da garagem, na Avenida Daniel de La Touche, onde terá piquete nesta madrugada, mas estacioná-los dentro do Terminal da Integração da Cohama, de onde sairão para circular normalmente.

Pelas informações passadas ao blog, cerca de 200 ônibus da empresa já estão estacionados na área do terminal. Ainda nesta madrugada, outros ônibus serão levados para o local.
A determinação é para que motoristas e cobradores sigam direto para o terminal, às primeiras horas manhã.
Espera-se que o Sindicato dos Rodoviários tenha força para barrar essa estratégia da Primor e de outras empresas que podem tentar fazer a mesma coisa em outros terminais.

A empresa Ratrans também opera no Terminal da Cohama.

Mulher é morta a facadas dentro de casa na Vila João Castelo, em Imperatriz

Destacado

Na manhã dessa quinta-feira (13) o corpo de uma mulher foi encontrado dentro de uma residência, no Bairro João Castelo, região da Grande Cafeteira, na cidade de Imperatriz.
A vítima, identificada como Mariceu Evangelista Dutra, de 55 anos, foi morta com três golpes de faca dentro da própria casa.
Mariceu morava sozinha na Avenida da Liberdade. O corpo foi encontrado por populares que viram uma porta aberta.
Policiais Militares do 14º Batalhão de Polícia Militar, juntamente com o Serviço de Inteligência, estiveram no local. 
O suspeito de ter assassinado Mariceu ainda não foi identificado.

Investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa já estiveram no local iniciando as investigações. Essa foi a segunda mulher assassinada a facadas nesta semana em Imperatriz.
Com informações do Blog Notícia da Foto

Hoje na História: Termina a Guerra das Malvinas, com rendição dos argentinos

Destacado

Em um dia como este, no ano de 1982, chegava ao fim o conflito conhecido como A Guerra das Malvinas – ou Falklands War, em inglês, ou Guerra de las Malvinas, em castelhano – ou Guerra do Atlântico Sul ou ainda Guerra das Falklands. Este duelo armado teve início no dia 2 de abril do mesmo ano e colocou de lado opostos Argentina e Reino Unido. Além das Malvinas, o arquipélago em disputa também incluiu Geórgia do Sul e Sandwich do Sul. Os britânicos reivindicavam a posse da região desde 1833, quando começou a ocupação. A Argentina, contudo, entendia que o local era parte do seu território, considerando a ocupação ilegal. A guerra acabou vencida pelo Reino Unido e resultou na morte de 649 soldados argentinos, 255 britânicos e 3 civis. Na Argentina, a derrota contribuiu para a queda da Junta militar que governava o país e a implantação da democracia. Pelo lado britânico, a vitória auxiliou a conservadora Margaret Thatcher a ganhar as eleições de 1983.

Em terra estranha, métodos estranhos

Destacado

Paulo Castelo Branco1

O vazamento de conversas entre o ministro Sérgio Moro, à época do exercício da magistratura, e membros do Ministério Público nas operações da “Lava Jato”, caiu como uma bomba nuclear nos meios políticos e jurídico.

Sorte para Neymar e outros mais que habitam o mundo maravilhoso e livre das redes sociais e dos hackers, que municiam a mídia com segredos inimagináveis dos governantes, dos famosos do esporte e da arte, além de qualquer ser humano que acredite em criptografia ou outras proteções tecnológicas.

Quanto às conversas transmitidas por diversos aplicativos, é bom saber que as nuvens onde ficam depositadas as informações são como as verdadeiras que flutuam no espaço e, vez em quando, ficam negras e desabam em chuva de documentos ultrassecretos, envolvendo até países que guardam suas memórias em bunkers protegidos por sistemas pretensamente invioláveis.

Hoje, olhos e ouvidos invisíveis estão gravando e atentos a tudo que ocorre, assim na Terra como no Céu, como disse o Senhor.

O então juiz Sérgio Moro e seus colegas procuradores evidentemente mantinham contato em busca de fórmulas que pudessem ser uteis para atingir membros das quadrilhas que roubaram bilhões de reais do bolso do cidadão brasileiro. O método é,  agora, usado para encontrar na  lei as  mesmas lacunas identificadas pelos profissionais do Direito em defesa de seus clientes para livrá-los da prisão.

Essa prática vem sendo utilizada há muitos anos e teve início na década de 1980, com a criação dos “Juízes para a Democracia”; ao longo dos anos, foram adotadas por membros dos Ministério Público, advogados, jornalistas investigativos e investigadores policiais se tornando um grupo coeso. Como não conseguiam romper a tradição de impunidade de poderosos, passaram a trocar informações, inclusive abastecendo a mídia.

Com o apoio da população, cansada de ser espoliada, conseguiram processar e condenar personalidades que imaginavam estar fora de qualquer ação que os levasse à prisão.

No âmago da celeuma da divulgação das conversas, ainda não devidamente examinadas, está o medo que persiste entre envolvidos em crimes; e, tal qual os eficientes traficantes e quadrilhas especializadas em várias áreas, são  surpreendidos com delações de seus próprios parceiros, ou pegos em flagrante com informações fornecidas por policiais infiltrados.

A divulgação das conversas entre o ministro Moro e procuradores poderá atingir suas brilhantes carreiras, mas, de toda forma, o cidadão não os esquecerá em virtude dos importantes serviços que prestaram à nação brasileira.