Concurso do IBGE oferece 400 vagas; salários de até R$ 4 mil

Destacado

São 400 vagas para diversas áreas, todas para Analista Censitário. O processo seletivo será realizado pelo Instituto AOCP.

Reprodução

Por: Da Redação08 de Julho de 2019

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística publicou o edital que objetiva a contratação temporária de pessoal para realização do Censo Demográfico 2020. O processo seletivo será executado pelo Instituto AOCP.

Estão sendo oferecidas 400 vagas, todas para o cargo de Analista Censitário (AC), função de nível superior que será distribuída em diversas áreas. Os aprovados terão remuneração mensal de R$ 4.200,00 referente a jornada de 40 horas semanais.

Vagas

Todas as 400 vagas são para a função de Analista Censitário, serão distribuídas nas seguintes áreas:

  • Análise de Sistemas (Desenvolvimento de Aplicações,  Desenvolvimento de Aplicações Web Mobile, Suporte a Comunicações e Rede, Suporte à Produção e Suporte Operacional e de Tecnologia);
  • Análise Socioeconômica, Biblioteconomia e Documentação;
  • Ciências Contábeis;
  • Ciências Sociais;
  • Desenho Instrucional;
  • Gestão e Infraestrutura;
  • Jornalismo;
  • Letras;
  • Logística;
  • Métodos Quantitativos;
  • Planejamento e Gestão;
  • Produção Gráfica / Editorial, Programação Visual / Webdesign;
  • Recursos Humanos.

As oportunidades são temporárias e o contrato será de até 12 meses. Para concorrer a uma das vagas é necessário possuir ensino superior na respectiva área e não ter sido contratado pelo IBGE nos últimos 24 meses.

Locais das vagas e cidades de realização das provas

As vagas são destinadas aos seguintes municípios: Aracaju – SE, Belém – PA, Belo Horizonte – MG, Boa Vista – RR, Brasília – DF, Campo Grande – MS, Cuiabá – MT, Curitiba – PR, Florianópolis – SC, Fortaleza – CE, Goiânia – GO, João Pessoa – PB, Macapá – AP, Maceió – AL, Manaus – AM, Natal – RN, Palmas – TO, Porto Alegre – RS, Porto Velho – RO, Recife – PE, Rio Branco – AC, Rio de Janeiro – RJ, Salvador – BA, São Luís – MA, São Paulo – SP, Teresina – PI e Vitória – ES.

Inscrições

As inscrições serão realizadas entre os dias 08 e 23 de julho de 2019, apenas via internet, através do endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 64,00.

Provas

Este processo seletivo será composto apenas por prova objetiva, etapa de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada na data provável de 01 de setembro de 2019, das 13 às 17 horas.

Validade

O prazo de validade deste processo seletivo simplificado será de dois anos, a contar da data de divulgação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

Edital

Para mais informações sobre este processo seletivo, consulte o edital publicado no site do Instituto AOCP.

Ministros serão exonerados para votar reforma da Previdência

Destacado

O presidente Jair Bolsonaro vai exonerar ministros que detêm mandatos na Câmara dos Deputados para que possam votar a reforma da Previdência, que deve ir a plenário, em primeiro turno, ainda nesta semana. A informação foi confirmada hoje (8) pelo Palácio do Planalto. Atualmente, quatro ministros do governo são deputados federais: o chefe da Casa Civil, Onyx Lorezoni (DEM-RS); a titular da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS); o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) e o titular da pasta da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS).

“Os ministros que têm mandato já estão liberados para participarem da votação. O senhor presidente entende que a presença deles em plenário há de reforçar a presença do governo em plenário, no sentido que a Nova Previdência é essencial para o futuro do nosso país”, disse o porta-voz do governo, Otávio Rêgo Barros, em entrevista a jornalistas.

O suplente de Onyx é o deputado Marcelo Brum (PSL-RS); a suplente de Tereza Cristina é a deputada Bia Cavassa (PSDB-MS); o suplente de Álvaro Antônio é Enéias Reis (PSL-MG); e o suplente de Osmar Terra é Darcísio Perondi (MDB-RS). O governo não informou se vai exonerar todos os quatro ministros para votarem a reforma.

Confiança

O porta-voz da Presidência da República disse que o governo está confiante na aprovação da reforma da Previdência e ressaltou que os dois turnos da votação da medida – uma exigência para propostas de emenda constitucional – podem ser votados ainda essa semana.

“O deputado Rodrigo Maia também está esperançoso, e ele inclui nessa esperança a possibilidade de votar os dois turnos da Nova Previdência ainda essa semana. Então, é um sinal de que o esforço conjunto entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, na pessoa do presidente da República e seus representantes, os ministros Onyx e o ministro Ramos, e na pessoa do deputado Rodrigo Maia, estão se mostrando adequados”, afirmou.

Mudanças

Sobre eventuais mudanças no texto da Previdência, como regras mais brandas para agentes de segurança, o governo prefere deixar nas mãos dos próprios parlamentares. Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro chegou a fazer um apelo público para que revindicações dessa categoria fossem atendidas na comissão especial da Câmara, o que acabou sendo rejeitado pelo colegiado. Pelo texto aprovado, policiais federais e legislativos se aposentarão aos 55 anos de idade, com 30 anos de contribuição e 25 anos de exercício efetivo na carreira, independentemente de distinção de sexo.

“Sob o ponto de vista do presidente, existem percepções que podem ser melhoradas, nós já tocamos aqui nos assuntos referentes aos policiais federais, mas ele gostaria de reforçar a importância que atribui à decisão da Câmara nesse momento”, afirmou Rêgo Barros. Segundo ele, o Congresso “tem capacidade de avaliar mudanças, pequenas ou grandes, em cima do relatório, a partir da percepção de cada um daqueles legisladores”.Fonte Agência Brasil

Moro terá licença de uma semana para tratar de ‘assuntos particulares’

Destacado

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ficará afastado do cargo na próxima semana “para tratar de assuntos particulares”. A licença do ministro será tirada no período e 15 a 19 de julho e foi autorizada por despacho presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública explicou, por meio de sua assessoria, que o afastamento do ministro se trata de uma licença não remunerada prevista em lei.
“Por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (Art. 81. Conceder-se-á ao servidor licença, VI – para tratar de interesses particulares)”, informou a assessoria do ministério.
Segundo um auxiliar no ministério, isso já estava sendo planejado desde que o ministro assumiu, e não tem a ver com o cenário atual de pressão relacionada às supostas trocas de mensagens com procuradores da Lava Jato, que vêm sendo divulgadas pelo site The Intercept Brasil.
As conversas teriam acontecido quando Moro atuava como juiz federal em Curitiba. Moro não reconhece a autenticidade das mensagens e tem negado condutas indevidas. Fonte Neto Weba

PRF TROCA TIROS COM ASSALTANTES DE ÔNIBUS E RECUPERA PARTE DOS BENS DOS PASSAGEIROS NO MA

Destacado

 Ônibus que fazia linha da cidade de Coelho neto para Chapadinha levava 37 passageiros — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) trocou tiros com bandidos no início da tarde de domingo (7) que estavam assaltando um ônibus próximo da Unidade Operacional do bairro Pedrinhas (UOP), na zona rural de São Luís.Segundo a PRF, por volta das 13h uma equipe PRF realizava abordagens na área daquela UOP, quando recebeu, de um usuário, a informação que um ônibus que fazia linha da cidade de Coelho neto para Chapadinha com 37 passageiros estaria sendo alvo de assalto em um local próximo da UOP. De imediato a equipe iniciou deslocamento para averiguar a situação.
De acordo com os policiais rodoviários, ao chegarem nas proximidades de um comércio algumas pessoas relataram ter visto um ônibus entrando na rua ao lado do comércio, seguindo a equipe para o local. No final da rua o ônibus foi avistado pelos policiais e na tentativa de abordá-lo a equipe foi recebida a tiros por quatro assaltantes. Ao desembarcar da viatura a equipe policial respondeu também com tiros e os bandidos após serem surpreendidos pelos policiais rodoviários fugiram em direção a um matagal sem deixar pistas.
Após buscas na região, os policiais encontraram uma mochila com vários pertences das vítimas, sendo todos devolvidos a seus respectivos proprietários. Durante o assalto, o cobrador do ônibus ficou levemente ferido após ser atingido por uma coronhada desferida por um dos assaltantes.

Anapurus: Mulher grávida de três meses é assassinada a facadas pelo ex-companheiro.

Destacado

Raimunda Pereira Barbosa foi assassinada a facadas pelo ex-companheiro na madrugada deste domingo (7) na zona rural do município de Anapurus, localizado a 291 km de São Luís. A vítima estava grávida de três meses.
De acordo com a Polícia Militar, o casal teria discutido durante uma festa e em seguida, Edmilson dos Santos desferiu vários golpes de faca na ex-mulher. Após o crime, a vítima chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Anapurus, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Segundo a polícia, o suspeito fugiu logo após o crime. Buscas estão sendo realizadas na região para tentar localizar o criminoso. Fonte.G1 Maranhão

Foragido da Justiça é recapturado no Maranhão

Destacado


Joel Ramos Costa é acusado do crime de homicídio qualificado ocorrido no Povoado São Lucas, em Cururupu.

A polícia recapturou na última sexta-feira (5) o foragido da Justiça Joel Ramos Costa. Ele é acusado do crime de homicídio qualificado ocorrido no Povoado São Lucas, situado no município de Cururupu, a 465 km de São Luís.
Segundo a polícia, Joel Ramos Costa estava foragido da cidade desde o ano de 2012, onde com as informações dos investigadores de Cururupu, o acusado foi encontrado pela equipe de investigadores na sua residência localizada no bairro Amendoeira.
De acordo com os policiais, Joel ainda tentou fugir no momento da abordagem, mas foi surpreendido pela equipe policial que vigiava o quintal da sua casa. Joel Ramos Costa foi preso e encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas, em São Luís, onde ficará à disposição da Justiça.

G1 MA

Envenenamento em massa de animais domésticos deixa moradores de São Luís em alerta

Destacado

á se somam 18 mortes de bichos de estimação em São Luís nas últimas semanas. Segundo os donos, o veneno teria sido jogado para dentro da casa por cima do muro

Por: Giovana Kury08 de Julho de 2019149

Já se contabilizam 18 animais domésticos – somando-se gatos e cachorros – mortos por envenenamento nas duas últimas semanas em São Luís. Segundo moradores de três diferentes bairros da ilha, pacotes de raticida foram jogados por cima do muro de suas casas com o objetivo de matar os bichos de estimação. A recorrência da situação deixou donos de animais em estado de alerta.

Os relatos dos três moradores que passaram pela situação foram similares: o veneno para ratos da marca Nitrosin, com aroma de carne, teria sido jogado para o interior da casa e atraído os animais de estimação. O caso mais marcante foi no bairro do João Paulo, onde 17 gatos do mesmo dono morreram após ingerirem a raticida. Os outros dois foram registrados no Renascença I e Planalto Vinhais II.

“Não tem como resolver, pois já perdi minha cadela. Mas quero descobrir quem está fazendo isso”, afirmou a esteticista Amanda Matias, do Renascença I. Na noite de 27 de julho, perdeu sua cadela da raça American Bully para o veneno. O Boletim de Ocorrência foi registrado na delegacia do bairro. Segundo ela, não poderiam ter sido vizinhos, pois estavam viajando.

“Uma coisa dessa não tem como descrever. Tenho 10 cachorros, agora 9. Participo de várias ONGs e é triste”, desabafou a esteticista. “Sinceramente, acho que foram pessoas que não gostam de bicho, que querem exterminar. Principalmente nesses lugares que ajudamos, o que mais vemos é isto: gente perversa, que faz isso só para maltratar o animal. Sem nenhuma razão aparente”.

Larissa dos Santos, advogada, passou por uma situação similar na manhã do dia 30. Ao acordar, encontrou seis pacotes do mesmo pesticida abertos e espalhados pelo chão de seu quintal. Por sorte, seu gato não chegou a comê-lo.

“Peguei o Simba [nome do gato] e saí correndo, gritando e chorando”, relatou Larissa. Mesmo que não tenha havido morte neste caso, o B.O. foi registrado na Delegacia do Vinhais pela tentativa. “Se ele tivesse lambido, ele já tinha morrido. Eu vi porque acordei cedo. E se eu tivesse uma criança em casa?”, questionou.

Pacotes de Raticida encontrados na casa de Larissa. Nos três casos, a mesma marca de veneno foi utilizada. Foto: Arquivo Pessoal/Larissa Santos

A advogada Camilla Maia, membro do Núcleo de Defesa dos Animais da OAB, orienta que o ideal é levar o corpo do animal ao hospital veterinário para que se possa comprovar a morte por veneno e registrar o ocorrido na Delegacia do Meio Ambiente (DEMA), no Calhau.

“Já foi comprovado que pessoas que cometem maus tratos com animais tem potencial de fazer isso com seres humanos”, alegou a advogada. De acordo com ela, a delegacia deverá apurar o caso a partir de possíveis registros feitos por câmeras na rua, além da união com os casos similares. Na investigação, deverá ser constatado o número de pessoas e o objetivo por trás do ato.

A assessoria da Polícia Civil informou que todos os casos relacionados à morte de animais são encaminhados à Delegacia do Meio Ambiente para a devida apuração.

Jean tenta se esconder atrás da causa LGBT para justificar ataques do Pavão

Destacado

Dia 30 de junho Jean Wyllys resumiu assim todas as denúncias contra eles:

“Apenas ataques contra 3 gays”.

Fica o questionamento: Não importa o que eles façam, só o fato de ser gay já justifica crimes?

Desde quando isso é um serviço à causa LGBT?

Estão criando um abismo intransponível e aumentando o preconceito deliberadamente para justificarem a necessidade do movimento.

Deveriam seguir o exemplo das feministas. Aliás, algumas até tentaram justificar o caso “vítima do Neymar”, mas as próprias mulheres se revoltaram e não aceitaram ligar o nome de uma golpista ao movimento.

Quem está envolvido em acusações de venda de mandato não é o Jean, David e o Glenn GAYS. É o deputado eleito, o suplente de deputado e o jornalista.

Ninguém liga para o jeito que vocês transam!!

Raquel Brugnera

Hoje na História: Brasil leva 7×1 da Alemanha e é eliminado da Copa em casa

Destacado

A data de 8 de julho de 2014 vai ficar marcada para sempre, de uma forma trágica, na memória do torcedor brasileiro. Foi o dia do chamado “Mineiraço”, quando a Seleção Brasileira, comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, foi atropelada pelo time da Alemanha pelo elástico placar de 7×1 nas semifinais da Copa do Mundo no Brasil.

A partida no Mineirão, em Belo Horizonte, lembrou (salvas as devidas proporções), a derrota na final da Copa do Mundo de 1950, em que o Brasil perdeu o título para o Uruguai por 2 a 1, no Rio de Janeiro, no duelo que ficou conhecido como “Maracanaço”.

O vexame mais recente, em 2014, no entanto, entrou para a história como o maior da seleção brasileira em copas do mundo. O time entrou em campo sem seu principal goleador, Neymar, afastado por lesão. Além disso, o meio campo brasileiro praticamente inexistiu no primeiro tempo, o que obrigava os zagueiros a chutar diretamente para os atacantes. Desta forma, a bola caía nos pés dos defensores alemães que faziam a saída de bola para o melhor meio campo do mundo.

O resultado dessa deficiência não demorou a aparecer. Antes dos 30 minutos de jogo, o Brasil já havia levado 5 x 0 da Alemanha e estava completamente perdido dentro de campo. Na primeira etapa, os gols foram anotados por Müller (11 min), Klose (aos 23 min), Kroos (aos 24 e 26 min) e Khedira (aos 29 min).

Ainda abalados pelo placar, os brasileiros retornaram do vestiário para o segundo tempo com a marcação mais reforçada e sofreram “apenas” outros dois gols dos alemães, com Schürrle, que marcou duas vezes. O Brasil descontou com Oscar, nos minutos finais. Após o encerramento do jogo, boa parte dos torcedores brasileiros havia deixado o Mineirão e os que restaram bateram palmas aos alemães.

O Brasil disputou o terceiro lugar com a Holanda e foi derrotado por 3 a 0, em Brasília. Já a Alemanha foi a dona da festa ao conquistar o título na final diante da Argentina, por 1 a 0, no Rio de Janeiro.

O sol é para todos

Destacado

Uma deputada governista disse esta semana que os militares, tanto os das Forças Armadas quanto os das polícias estaduais, merecem tratamento especial na Reforma da Previdência porque trabalham no sol, ao contrário dos policiais federais, rodoviários federais e civis, que vivem no ar-condicionado.

Na mesma noite em que ela engulhou essa fala, fui dormir à meia-noite, me acordei às 2h30, participei de uma reunião às 4h e às 4h30 segui para uma operação policial em Luziânia, enquanto outros colegas partiram para Goiânia/GO e Campinas/SP, com o objetivo de prender membros de uma organização criminosa que desviou R$ 7 milhões do Consórcio Corumbá III, do qual a Companhia Energética de Brasília (CEB) é acionista majoritária.

A Polícia de Investigação trabalha em todos os lugares, as pessoas é que não percebem. Os policiais não têm hora de voltar para casa. As campanas duram noites e dias. Muitos casamentos se acabam. Em 2000, um agente da DTE II/PCDF virou carroceiro para desmantelar um grupo criminoso de tráfico de drogas e receptação de produtos roubados e furtados em uma favela do Distrito Federal.

NotíciasRelacionadas

Comando do Exército não usa sede há três anos

Mais gastos

Os mandados de prisão e busca e apreensão, após requeridos pelo delegado e deferidos pelo Judiciário, com parecer do Ministério Público, são cumpridos nos mais diversos lugares pelos policiais federais e civis. Muitos são recebidos a bala. Nas cadeias, quem corre todo o risco são os agentes penitenciários.

Os militares brasileiros, não obstante os relevantes serviços prestados à Nação, enfrentam guerras de tempos em tempos. Da Guerra do Paraguai para a Segunda Guerra Mundial se passaram mais de 60 anos. Que eu saiba, os gabinetes dos quarteis funcionam com ar-condicionado também. No entanto, em alguns cafundós há delegacias que funcionam em casas caindo aos pedaços, escoradas por cupins.

Não defendo privilégio de ninguém, mas entendo que, em havendo tratamento diferenciado para militares, não há por que não estendê-lo às demais forças públicas de segurança, sob pena de estabelecermos regime militar em pleno governo civil. Em pouco tempo, não haverá estímulo para ingresso em uma carreira perigosa em que, se não morrer cedo,  o policial ficará idoso correndo atrás de criminosos sarados.