Ferrovia vai ligar Porto do Itaqui a Porto de Santos

Destacado

Concessão da Ferrovia Norte-Sul foi assinada ontem na cidade de Anápolis

Por: George Raposo01 de Agosto de 201910

A Rumo Logística, empresa vencedora do leilão dos trechos central e sul da Ferrovia Norte-Sul (FNS), assinou o contrato de concessão, na manhã desta quarta-feira (31/7), no Porto Seco Centro-Oeste, em Anápolis (GO), cidade que completa hoje 112 anos. A companhia venceu o certame ao oferecer R$ 2,719 bilhões de outorga, um ágio de 100% sobre o valor mínimo de R$ 1,35 bilhão. Os investimentos são estimados em R$ 2,72 bilhões.

O presidente Jair Bolsonaro, os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Agricultura, Tereza Cristina, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, participaram da cerimônia com os executivos da Rumo: o presidente dos conselhos de administração da Cosan e da Rumo, Rubens Ometto; o diretor presidente da Cosan, Marcos Lutz; o diretor presidente da Rumo, João Alberto Abreu; e o presidente da Rumo Malha Norte-Sul, Julio Fontana Neto.

Bolsonaro afirmou que há coisas que não se compra, se conquista: a confiança. “Vocês confiarem em mim. Os empresários da Rumo confiaram na gente. Esta obra aqui não é para empreiteiros é para empreendedores”, destacou. Bolsonaro elogiou seus ministros e disse que as entregas do seu governo são fruto de um trabalho conjunto. “Esta obra liga quatro regiões do país. Unem o Brasil e trazem o progresso. A obra vai baratear fretes, reduzir consumo de combustíveis. O modal ferroviário é muito bem-vindo”, afirmou.

O ministro Freitas cumprimentou a Rumo, por estar acreditando no Brasil. “É uma entrega importante, que foi pensada no Império de Dom Pedro II e começou no governo de José Sarney, há 32 anos”, afirmou. “É o início de uma transformação. Vamos mudar a matriz de transporte brasileiro, dentro de uma estratégia ferroviária muito sólida”, disse. “Vamos ver o trem passar com contêineres empilhados, em operação pioneira da Rumo. Carga de Manaus (AM) vai ser entregue em Porto Alegre (RS)”, destacou. 

Freitas garantiu que a Malha Paulista, também da Rumo, será prorrogada, apesar de ainda faltar o aval do Tribunal de Contas da União (TCU). “Na prorrogação serão investidos R$ 7 bilhões e a ferrovia vai aumentar a movimentação de 35 milhões de toneladas por ano para 70 milhões de toneladas”, assinalou. O ministro ainda destacou que deve assinar a prorrogação ainda este ano da Estrada de Ferro Vitória-Minas.
Rubens Ometto comentou que o setor privado precisa de regulação cada vez mais clara. “A Rumo, oriunda da ALL, já investiu R$ 10 bilhões e hoje vale R$ 34 bilhões, sem qualquer dinheiro público. Os trechos da FNS vão valorizar as terras do Centro-Oeste e expandir a fronteira agrícola do país”, afirmou. Ele lembrou que a FNS se conecta com a Malha Paulista, que vai até o Porto de Santos. 
Segundo Ometto, as duas ferrovias (FNS e Malha Paulista) vão criar um corredor inédito no Brasil. “Em 2018, as exportações ultrapassaram US$ 100 bilhões. O superávit de US$ 88 bilhões do agronegócio foi fundamental para a balança comercial e esse desempenho passa pelos trilhos da Rumo”, ressaltou. “Vamos terminar em poucos meses o que falta da FNS”, prometeu.

Operação investiga fraude em cartões do supermercados Mateus

Destacado

  0    

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão  nesta quinta-feira (01) na capital São Luís, realizou buscas e apreensão na residência de um funcionário do Supermercado Mateus, no bairro Redenção. Um ex-funcionário do grupo e vizinho do principal suspeito, também estaria envolvido, de acordo com novas informações.O funcionário, identificado como Genilson de Lima Medeiros, é suspeito de habilitar cartões inativos de clientes da rede supermercadista e simular compras, segundo o delegado responsável pela operação, Carlos Alberto Damasceno.

No esquema, o ex-funcionário do Grupo Mateus e vizinho de Genilson, Lucas Mota Alves, seria comparsa na fraude dos cartões inativos de clientes da rede de supermercados. A polícia apreendeu móveis e eletrodomésticos que estavam sob o poder de ambos.

Ainda de acordo com Damasceno, a operação segue em curso até o fim da tarde de hoje, quando será divulgado um balanço apontando se há mais pessoas envolvidas no golpe.

O Grupo Mateus informou que a própria equipe da rede de supermercados foi quem identificou e comunicou a polícia sobre as irregularidades, e que aguarda o desfecho da operação.

Escândalo do seletivo para professores em Vargem Grande

Destacado

Imagem relacionada

Ontem a tarde a cidade de Vargem Grande foi invadida com uma notícia que parecia mais um terremoto devastador. Um áudio com a voz do ex-secretario de gabinete do Prefeito Carlinhos Barros, o ex-vereador Toinho do Juvenil, que segundo ele próprio, induziu o secretário de educação Tyago Brás a fraudar o seletivo, para obtenção de votos,para as próximas eleições.

No texto,Toinho do Juvenil diz que deu “Sinal Verde”para Tyago Brás cometer o crime de fraudar o certame municipal, aprovando tanto o interlocutor a quem ele se dirige no áudio, como a esposa desse. Não se ouve a voz do secretário de educação Tyago Brás, apenas se faz menção ao seu nome. Mas Toinho do Juvenil afirma, que Tyago já lhe informara que recebera os dois eleitores do futuro.

O Secretário de educação tem por repeito ao cargo que ocupa, e para defender a sua honra e dignidade, emitir uma nota de esclarecimento a população desmentindo Toinho, ou será considerado, conivente, partícipe ou até culpado.

O Acusado não precisa emitir nota nenhuma. Ele terá que prestar contas na Justiça, pois o vereador Jociedson Aguiar e o professor José Carlos, presidente do sindicato dos servidores públicos no município, estão preparando uma ação onde ingressarão na Justiça contra essa postura acintosa, debochada e nojenta. para usar um termo igual a ação do ex-vereador. A atitude mais honrosa para o Toinho, seria pedir a sua demissão sumária , para não macular ainda mais a sua desgastada imagem perante a sociedade de Vargem Grande

Se faz oportuno também, que o senhor prefeito municipal emita uma nota a respeito do caso, porque do contrário,pode parecer conivente. E essa ação do secretário de agricultura respinga diretamente na pessoa do prefeito municipal. Vamos aguardar os próximos acontecimentos.

Em conversa com o vereador Jociedson, ele nos informou, que as pessoas que foram lesadas nesse certame celetista, poderão requerer os seus dinheiros de volta. Porque segundo ele, os candidatos pagaram a inscrição,para o Toinho do Juvenil aprovar quem iria ajudar o grupo nas eleições futuras. É o que consta no áudio, acrescentou Jociedson.

Atitudes como essa demonstram a falta de compromisso com um povo que acreditou em um governo de mudança. Esse tipo de comportamento pode até ter acontecido em outros governos, mas não dessa forma debochada que todos acompanharam e acompanham pelas redes sociais. Maquiavel estava certo ao afirmar: Uma mudança,deixa sempre patamares para uma nova mudança.

Nina Rodrigues: Secretaria de Saúde realiza ações de conscientização e combate a Hepatite Viral

Destacado

Profissionais da Secretaria de Saúde do Município de Nina Rodrigues, realizaram no dia 30 de julho, ação de combate a Hepatite Viral e Saúde Bucal.

O Tema da ação que é bem sugestivo e chama a atenção da população que a Hepatite não está somente próxima ou contidas naqueles lugares ou recipientes que comumente pensamos serem fatores de risco.

O Tema As Hepatites podem estar onde você menos espera, nos mostra que em qualquer lugar e a qualquer hora poderemos ser contaminados por o vírus da doença.Então, é necessário se precaver.

Além de ações de conscientização sobre os perigos da doença, também foram realizadas palestra sobre a saúde bucal também fora realizada na Unidade Básica de Saúde da Sede do município.

É o prefeito Rodrigues da Iara trabalhando para deixar Nina Rodrigues, uma cidade cada vez melhor para se viver.

Queda do desemprego e de juros abre caminho para recuperação da economia

Destacado

O mercado de trabalho deu um sinal de alento para a economia, com aredução da taxa de desemprego para 12% , no mesmo dia em que o Banco Central reduziu os juros para 6% . Trata-se do menor patamar desde que foi implantado o regime de metas de inflação, em 1999.

Na avaliação de especialistas, as duas medidas podem abrir espaço para a recuperação da economia,  caso seus efeitos se mostrem mais duradouros. A taxa de desemprego caiu para 12% no segundo trimestre.

As vagas informais ainda respondem por 60% das novas colocações, mas a indústria, setor que historicamente mais contrata com carteira, voltou a gerar postos de trabalho: foram 319 mil, o equivalente à metade dos empregos formais criados no período Fonte Codó Notícias.

Idosa morre após ter casa invadida por ônibus na zona rural de Coroatá

Destacado

O veículo estava sendo manobrado pelo próprio filho da idosa, um pastor da igreja Fonte é Vida. 


Uma grande tragédia foi registrada no final da tarde desta quarta-feira (31) no povoado Pau de Estopa, zona rural de Coroatá. Uma idosa, de nome e idade ainda não revelada, faleceu depois de ter a casa invadida por um ônibus. O veículo estava sendo manobrado pelo próprio filho, que é pastor da Igreja Fonte é Vida, identificado como Antônio Lima.

Segundo relatos dos moradores, o pastor estava incomodado com o ônibus, alegando que o mesmo havia sido estacionado de forma errada. Ao tentar realizar uma manobra o veículo teria se desgovernado e invadido a residência.

Todo o escombro caiu sobre a idosa, que chegou a ser socorrida com vida, mas faleceu minutos depois, ainda na localidade.

O acidente abalou os moradores do povoado Pau de Estopa e deixou o pastor Antônio Lima em choque com a tragédia.

Menor foge de Barreira Policial e é detido com Arma de Fogo

Destacado

Policiais militares do 17°BPM realizavam uma barreira policial na Rua Leontino Ramos, no Centro de Codó, quando ao ser dado ordem de parada para um casal, que estava em uma motocicleta foi obedecido, entretanto o condutor abandonou o veículo e empreendeu fuga correndo em direção à um terreno baldio na avenida Maranhão.

O fugitivo não contava que a PM havia cercado o local e ao pular um muro do local, um policial militar já o aguardava, sendo efetuada sua detenção.

Os PMs desconfiaram, que o indivíduo estava armado, mesmo alegando que correu devido seu veículo está irregular, entretanto foi feito uma busca no local e constatado que tentou dispersar a arma, mas logo foi localizada a arma de fogo do tipo revólver, cal. 38 com 6 munições intactas.

O indivíduo se tratava de um menor de idade e foi apresentado na Delegacia juntamente com a arma de fogo.

ASCOM

Nina Rodrigues: Secretaria de Saúde realiza ações de conscientização e combate a Hepatite

Todos os profissionais da Secretaria de Saúde do Município de Nina Rodrigues, realizaram no dia 30 de julho, ação de combate a Hepatite Viral e Saúde Bucal.

O Tema da ação que é bem sugestivo, chama a atenção da população que a Hepatite não está somente próxima ou contidas naqueles lugares ou recipientes que comumente pensamos serem fatores de risco.

O Tema As Hepatites podem estar onde você menos espera, nos mostra que em qualquer lugar e a qualquer hora poderemos ser contaminados por o vírus da doença.Então, é necessário se precaver.

Além de ações de conscientização sobre os perigos da doença,palestra sobre a saúde bucal também fora realizada na Unidade Básica de Saúde da Sede do município.

É o prefeito Rodrigues da Iara mostrando para deixar Nina Rodrigues, uma cidade cada vez melhor para se viver.

Polícia Civil desarticula organização criminosa

Destacado

Todos presos, foram apresentados na sede da delegacia para prestar seus respectivos depoimentos

Por: Da Redação01 de Agosto de 201915

Uma operação conjunta da Polícia Civil do Maranhão, que contou a participação de equipes da 9ª Delegacia Regional de Açailândia, 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, bem como das delegacias das cidades de Itinga do Maranhão, Santa Luzia e da Senarc/Imperatriz, resultou na manhã desta quarta-feira (31), nas prisões em flagrante de quatro pessoas suspeitas de integrar uma organização criminosa com forte atuação na cidade de Itinga do Maranhão e municípios do oeste do Estado.PUBLICIDADE

Em um endereço alvo da operação, a Polícia Civil prendeu Dhenyfer da Silva Lopes e Emile Cavalcante da Conceição, pois segundo as investigações, a dupla seria integrante de uma facção criminosa. Na ocasião, ainda foram apreendidas drogas, balança de precisão, materiais para embalagem de drogas, uma granada de gás de pimenta e a quantia de R$ 159,00 (cento e cinquenta nove reais), sendo as duas presas autuadas pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Em outro alvo da ação policial, Francisco de Assis Soares de Vieira da Silva foi autuado pela prática dos crimes de Tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, pois em sua residência foi encontrado um revólver calibre .38, duas trouxinhas de maconha, uma 37 gramas de crack e a quantia de R$ 551,35 (quinhentos e cinquenta e um reais e trinta e cinco centavos).

No balanço da megaoperação, a Polícia Civil ainda prendeu Pedro Henrique Mendes Morais, sendo autuado pelo crime de porte de drogas para consumo pessoal. Todos presos, foram apresentados na sede da delegacia para prestar seus respectivos depoimentos.

Hoje na História: O Cruzeiro Real é adotado como nova moeda brasileira

Destacado

No dia 1º de agosto de 1993, o Cruzeiro Real (CR$) era adotado como novo padrão monetário no Brasil. Essa moeda vigorou até o dia 30 de junho de 1994. A mudança aconteceu por causa das altas taxas de inflação, em 1993, que levaram o governo Itamar Franco a editar a medida provisória que criou o Cruzeiro Real, equivalente a mil Cruzeiros.

Um Senhor Embaixador

Destacado

Ipojuca Pontes

Convivi certo tempo com um típico diplomata de carreira, famoso pela ourivesaria untuosa que imprimia às palavras, e que me definiu a diplomacia do seguinte modo: – “Ipojuca, diplomacia é festa”. Ele dizia e repetia: – “Diplomacia é festa! Diplomacia é festa!”. Depois completava, ao seu modo, sobranceiro: “Se possível com muitos jantares e bons vinhos”. E, de fato, na sua Embaixada palaciana, em que pese o momento crítico em que submergia o Brasil, notadamente no plano econômico e político, era rara a semana em que a Embaixada brasileira, em país vizinho, não abria suas portas para oferecer jantares ou coquetéis invejáveis por conta da patuleia ignara.

(De minha parte, achava aqueles festas um desperdício – não tanto, é claro, quanto os R$ bilhões despejados por Lula para júbilo das velhacas ditaduras comunistas da Venezuela, Cuba, Nicarágua. Equador e dos companheiros de viagem Uruguai, Argentina, Bolívia, Moçambique, Angola e outros países africanos).

Querem saber o que penso da Diplomacia oficial?i

Exatamente o mesmo que Honoré de Balzac. O genial romancista da vasta “Comédia Humana”, considerava nas suas “Ilusões Perdidas” que a diplomacia era “a ciência daqueles que nenhuma ciência têm e que são profundos pelo próprio vazio” – o vazio fáustico das festas inúteis e das frases rebuscadas.

Mas há outro tipo de diplomacia mais gravosa do que a diplomacia de festas e jantares: é a de diplomatas que, no dizer do velho Will Rogers, são tão essenciais em começar uma guerra quanto os militares em findá-las. Exemplo clássico desse assombro burocrático é a diplomacia de guerra levada a efeito contra os Estados Unidos pelos fanáticos Celso Amorim, o “Celsinho”, e Samuel Pinheiro Guimarães, o “Samuca”, ambos conluiados com Marco Aurélio Garcia, o “MAG Toc-Toc” à frente da política externa do Itamaraty vermelho nos governos de Lula e Dilma Rousseff, a Guerrilheira.

Com efeito, no comando do Ministério das Relações Exteriores (MRE), a troika se empenhou em sabotar, dia e noite, com requintes de perversidade, o Acordo de Livre Comércio das Américas (ALCA) proposto pelos Estados Unidos para instituir o desenvolvimento e a potencialização dos processos de integração da América Latina. O objetivo básico norte-americano era a eliminação gradual das barreiras alfandegárias entre os 34 países do continente, a reunir uma população de 850 milhões de consumidores para mobilizar, à época, um PIB inicial de US$ 20 trilhões formando aquilo que poderia se transformar no maior bloco econômico do mundo.

A proposta era ambiciosa, mas factível. Todavia, Lula, Fidel Castro e Chávez, comunistas de babar na gravata, disseram “não”. Foi uma coisa sinistra. Um diplomata, então a serviço de Amorim, feito Embaixador em Washington (mais tarde inimigo declarado do governo Lula) para torpedear a ALCA, classificou o Acordo de “falsa odalisca de bordel” – a tanto se chegou.

No histórico, os ministros do Itamaraty a partir do governo Sarney, passando por Collor, Itamar, FHC, Lula e Dilma, com maior ou menor intensidade, cultivaram uma diplomacia de puro antiamericanismo selvagem. Gente como o propinado Zé Serra, Lampreia, Celso Lafer, Amorim e o assaltante de banco Aluísio Nunes, ao exerceram o cargo, devotaram o mais fundo ressentimento, quando não um ódio mortal, aos Estados Unidos da América por ele representar o

“capitalismo que deu certo”. Para essa patota, antes perfilar ao lado de genocidas e tarados como Fidel e Raul Castro, Hugo Chávez, Daniel Ortega, o cocaleiro Morales ou mesmo Manuel Marulanda Vélez, o “Tirofijo”, criador das criminosas FARCs.

Essas breves observações diplomáticas vêm a propósito de quê? Bem, em entrevista recente, o presidente Bolsonaro, em resposta a mídia coatora, explicou que ia nomear o filho Embaixador na capital norte-americana, entre outros motivos, porque “desde 2003, os embaixadores brasileiros em Washington não fizeram nada de bom”. Síntese perfeita. Atirou na mosca!

De fato, os embaixadores do Brasil em Washington, em sua generalidade, quando não colocavam empecilhos para firmar um diálogo produtivo entre as duas nações, tornavam-se arautos do antiamericanismo declarado, como no caso da atuação nefasta dos diplomatas amestrados de Lula face à proposta da ALCA. Antes, aliás, na vigência da “Nova República”, a coisa também desandava. Mesmo no governo Collor, tido como “de direita”, o embaixador em Washington era um intelectual da USP (que ficou famoso depois de dispensado do governo Itamar, quando deixou vazar à nação a seguinte norma de conduta: “Eu não tenho escrúpulos: o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde debaixo do tapete”).

Agora, para acabar com esse ciclo de antiamericanismo barato da diplomacia vermelha, em que prevalecia a legenda stalinista do “blame América first”, o presidente Bolsonaro, sempre lúcido, indica o deputado Eduardo Bolsonaro, seu filho, para ocupar o posto de Embaixador do Brasil em Washington.

Mas quem é Eduardo Bolsonaro?

Em primeiro lugar, o deputado federal mais votado do Brasil, com quase dois milhões de votos. Advogado formado pela UFRJ e inscrito na OAB, é casado e preside a Comissão de Relações Exteriores e da Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, em Brasília, eleito por larga margem de votos. Eduardo, que estudou e morou em Maine, nos Estados Unidos, fala melhor inglês do que o badalado Hamilton Mourão, além de ter aprendido a fritar hambúrguer – um “must” da culinária americana (mais importante do ponto de vista cultural do que tentar a leitura do ilegível “O Capital”, que alguns embaixadores vermelhos dizem que leram sem ter lido).

Além do mais demais, EB é um parlamentar sério, competente e atuante. Entre seus projetos estão incluídos a necessária redução da maioridade penal, o fim do imoral auxílio-reclusão, a defesa do Agronegócio contra as invasões do MST, a expansão do livre-comércio e a revisão da política de cotas que marginaliza índios, pobres, brancos e deficientes. Em maio de 2016, como parlamentar, encaminhou corajoso projeto de Lei que criminaliza a propaganda nazista e comunista. Ele se mostra contrário à anistia do caixa 2, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos e defende, com unhas e dentes, em debates no plenário, o projeto anticorrupção do Ministério Público Federal – entre outras medidas de igual importância.

Em março, quando da visita oficial a Donald Trump na Casa Branca, ao lado do pai, Eduardo Bolsonaro foi calorosamente recebido pelo Presidente americano, que o distinguiu com palavras de agradecimento pelo trabalho de aproximação entre os Estados Unidos e o Brasil. Foi um ato testemunhado pelo mundo.

Diante do óbvio ululante, só um idiota chapado indicaria para o posto outra pessoa que não Eduardo Bolsonaro. E o Brasil, depois de alojar em Washington os “barbudinhos” do Itamaraty (royalties para Roberto Campos), sempre empenhados em destilar o antiamericanismo rasteiro, tem agora a chance de indicar para o posto uma figura especial com todas as credenciais para se tornar um Senhor Embaixador.

Deus o tenha!