Indicação do PGR deve ser votada na semana do dia 22, diz Alcolumbre

Destacado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse hoje (9) que a indicação do novo procurador-geral da República deve ser votada em plenário na semana do dia 22 de setembro. Como o mandato da atual procuradora-geral Raquel Dodge termina no dia 17 deste mês, o cargo deverá ser ocupado interinamente por um substituto.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro indicou o subprocurador-geral Augusto Aras para a função. A indicação passará por uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e depois precisa ser aprovada por maioria em plenário.

“Acho que não dá prazo [para votar até o dia 17], porque há um pedido de vista coletivo, que é natural a partir da sabatina. Deve ser na semana do dia 22”, disse Alcolumbre ao chegar na vice-presidência da República para uma reunião com Hamilton Mourão, que ocupa de forma interina o comando do país com o afastamento do presidente Jair Bolsonaro para a realização de uma cirurgia.   

Pela regra, após o fim do mandato de Raquel Dodge, a PGR passará a ser comandada pelo subprocurador-geral da República Alcides Martins, que é o vice-presidente do Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF). Fonte Agência Brasil

Júri absolve assassino de Décio Sá por homicídio de detento em Pedrinhas

Destacado

De acordo com o Tribunal de Justiça, júri reconheceu a autoria do crime, mas decidiu absolver Jhonatan de Sousa Silva.

Por G1 MA — São Luís, MA


Jhonatan de Sousa Silva é acusado de ter assassinado o detendo Alan Kardec Dias Mota em Pedrinhas — Foto: Reprodução/TV Mirante

Jhonatan de Sousa Silva é acusado de ter assassinado o detendo Alan Kardec Dias Mota em Pedrinhas — Foto: Reprodução/TV Mirante

O 1º Tribunal do Júri do Maranhão absolveu na tarde desta segunda-feira (9) Jhonatan de Sousa Silva, assassino confesso do jornalista Décio Sá, pelo assassinato de Alan Kardec Dias Mota, que estava preso dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas em janeiro de 2018.

A defesa do Jhonatan pediu que fosse retirada a acusação de crime qualificado e caso ele viesse a ser condenado, que fosse por homicídio simples. Baseado em provas e no voto secreto dos jurados, o júri então reconheceu a autoria do crime, mas decidiu absolver o acusado.

Além do acusado, também prestaram depoimento três detentos que estavam presentes no momento do crime. Em seu depoimento, Jhonatan de Sousa confessou que matou Alan Kardec para se proteger de ameaças que vinha sofrendo dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e que os desentendimentos entre os dois eram frequentes.

O acusado ainda explicou ao júri que encontrou a barra de ferro usada no crime, no banheiro da quadra de esportes da Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 4 (UPSL 4). Alan Kardec foi morto após uma discussão com Jhonatan, que desferiu vários golpes contra a vítima.

O próximo julgamento envolvendo Jhonatan está marcado para acontecer ainda este mês. Ele é acusado de ter assassinado o vendedor de carros Fábio Brasil, que foi morto um mês antes da morte do jornalista Décio Sá. Caso ele seja condenado pelo assassinato de Fábio Brasil, sua pena será somada com as que já foram aplicadas.

POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDADO POR HOMICÍDIO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO LUÍS

Destacado

POR: ANSELMO OLIVEIRA

Na manhã desta segunda-feira (9), a Polícia Civil, executou o mandado de prisão temporária contra um homem identificado como Janielson Campos Silva Sousa, conhecido como “Pipa”, suspeito de praticar um homicídio duplamente qualificado no município de São José de Ribamar, região metropolitana de São Luís.A prisão foi realizada pela Polícia Militar, e a investigação sobre o crime coordenada pela Delegacia de Homicídios da Área Leste da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP), informando que “Pipa”, cometeu o crime em outubro do ano passado no bairro da Maiobinha, tendo como vítima Daniel Machado de Araújo.O autuado foi apresentado na sede da delegacia para prestar seu depoimento e após atender aos procedimentos de praxes, recambiado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde fica sob responsabilidade do poder judiciário.

Vereador Diego segue realizando ações sociais

Destacado





Desde que se tornou representante do povo, o vereador Diego tem feito ações sociais, em beneficio principalmente dos mais carentes e isto tem “tirado o sono dos poderosos” que se incomodam e tentam proibir sua divulgação. Mas a nós, cabe a pergunta: É proibido ajudar a quem precisa ?”.

Deixemos de lado essas colocações e partamos para ações concretas. Quando a ponte Para Sempre, que liga os povoados Bela Vista as Cacimbas estava interditada, o vereador Diego fez a doação de uma canoa para beneficiar o povo. Isso já incomodou.

No período da Semana Santa, doou mais de 2.500 quilos de peixe para a Seia Santa de famílias carentes. E novamente causou desconforto aos adversários e aos próprios correligionários. O vereador também fez doação de 1.000 uniformes escolares e aí foi que incomodou mesmo.

Em menos de três anos,o Diego da Madeireira doou 19 cadeiras de rodas para pessoas com mobilidade reduzida. No último final de semana, doou mais duas, uma delas para o Bento que mora no Bairro Rosalina e a outra para a Átila que vive na Rua Tomás de Aquino no Bairro São Miguel, possibilitando assim, acessibilidade a mais duas famílias .

Imagine se todo político de Vargem Grande fizesse isso,o peso sobre os ombros do município seria bem menor. Independente do desconforto de alguns, Diego segue firme realizando ações sociais em beneficio das famílias humildes, que nele encontram o carinho e cuidado até então jamais vistos por políticos de nossa Vargem Grande.


Por não aceitar fim do relacionamento, homem mata mulher com golpe de faca na zona rural de Bequimão-MA

Destacado

Segundo informações do Blog Daniel Santos, o crime teria ocorrido por volta das 02:30 já na madrugada desta segunda-feira (09).
O casal residia no povoado Areal, na zona rural de Bequimão, Ducivaldo do Espírito Santo Pereira, não teria aceitado o fim do relacionamento com a sua esposa Leidilene Cantanhede Ferreira.Ele desferiu uma facada nas costas da mulher que ainda chegou a ser levada para o hospital mais não resistiu e morreu logo depois.
A polícia fez buscas com o intuito de prender o acusado mas até o momento, não teve êxito.

Funcionário da CEMAR é morto ao tentar “fugir de assaltantes”, em Açailândia

Destacado

Um homicídio foi registrado na tarde deste domingo (8) em uma estrada vicinal que dá acessos a vários Balneários do município de Açailândia. Dessa vez a vítima é um homem identificado como José Mauro Costa Ferreira (28), morador da cidade de Imperatriz.
Informações colhidas pelo Blog do Antônio Marcos dão conta de que José Mauro veio passar o fim de semana com os pais que moram no Pequiá de Baixo e aproveitou para ir a um Balneário, onde estaria alguns amigos.
Ainda segundo informações, ele estava voltando do banho numa motocicleta, quando foi interceptado por dois assaltantes. Ele teria desobedecido a ordem de parada dos marginais e por isso foi alvejado com um tiro de arma de fogo e morreu na hora.
A polícia foi acionada, realizou incursões na região, mas não conseguiu chegar aos bandidos, que após o crime, fugiram tomando rumo ignorado.
Por um bom tempo, José Mauro trabalhou na empresa Motoca (Honda) de Açailândia e atualmente trabalhava como operador de telemarketing na Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), em Imperatriz.
Seu corpo foi levado pela Funerária Paz Eterna para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz, onde foi submetido a procedimentos de praxe e liberado para família.

Assassino de Décio Sá é julgado por homicídio em Pedrinhas

Destacado

Jhonatan de Sousa Silva é acusado ter assassinado Alan Kardec Dias Mota dentro do Complexo de Pedrinhas em janeiro de 2018. Durante julgamento, ele alegou legítima defesa.


Pistoleiro que matou jornalista Décio Sá é julgado no Maranhão

Pistoleiro que matou jornalista Décio Sá é julgado no Maranhão

assassino confesso do jornalista Décio Sá, o paraense Jhonatan de Sousa Silva, está sendo julgado nesta segunda-feira (9) em São Luís, pelo assassinato de Alan Kardec Dias Mota, que estava preso dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O crime aconteceu em janeiro de 2018.

Durante o julgamento, Jhonatan permaneceu algemado e sob forte esquema de segurança. Três presos que estavam presentes no momento do crime, prestaram depoimento. Eles afirmam que todos estavam em um bloco neutro, local onde ficam os presos que afirmam não integrar nenhuma facção criminosa, mas confirmaram que Alan fazia parte de uma.

Em depoimento, Jhonatan confessou que matou Alan para se proteger de ameças e confirmou os desentendimentos entre eles dois eram frequentes. O acusado disse que encontrou a barra de ferro usada no crime no banheiro da quadra de esportes da Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 4 (UPSL 4).

Jhonatan de Sousa Silva é acusado de ter assassinado o detendo Alan Kardec Dias Mota em Pedrinhas — Foto: Reprodução/TV Mirante

Jhonatan de Sousa Silva é acusado de ter assassinado o detendo Alan Kardec Dias Mota em Pedrinhas

De acordo com o Ministério Público do Maranhão (MPMA), a tese sustentada será que Jhonatan cometeu o crime de forma qualificada pela surpresa da vítima. Segundo Adriano Campos, defensor público, a prática também foi facilitada pela falta de segurança dentro da Unidade Prisional, já que Jhonatan alega que estava sendo ameaçado de morte por Alan Kardec.

“O sistema não oferece uma segurança satisfatória, nós sabemos disso, e dentro é meio que ‘terra de ninguém’. Se você sabe que um determinado preso, inclusive perigoso como era o Alan Kardec, já anunciou que vai lhe matar, a tendência é que você buscando preservar sua vida, mate primeiro”, explicou Adriano.

O próximo julgamento envolvendo Jhonatan está marcado para acontecer ainda este mês. Ele é acusado de ter assassinado o vendedor de carros Fábio Brasil, que foi morto um mês antes da morte do jornalista Décio Sá. Caso ele seja condenado pelo assassinato de Alan Kardec e de Fábio Brasil, sua pena será somada com as que já foram aplicadas.

Três detentos que estavam no momento do crime, testemunharam durante o julgamento de Jhonatan de Sousa Silva — Foto: Reprodução/TV Mirante

Três detentos que estavam no momento do crime, testemunharam durante o julgamento de Jhonatan de Sousa Silva

Juiz da 7ª Vara Criminal é encontrado morto em São Luís

Destacado

Fernando Luiz Mendes Cruz, de 50 anos, foi encontrado morto em sua residência no bairro Olho d’Água, na manhã desta segunda-feira (9).

Por G1 MA 


O juiz Fernando Luiz Mendes Cruz, de 50 anos, foi encontrado morto em São Luís (MA) — Foto: Reprodução/TV Mirante

O juiz Fernando Luiz Mendes Cruz, de 50 anos, foi encontrado morto em São Luís (MA)

O juiz da 7ª Vara Criminal de São Luís, Fernando Luiz Mendes Cruz, de 50 anos, foi encontrado morto em sua residência no bairro Olho d’Água, na manhã desta segunda-feira (9).

Segundo as primeiras informações da polícia, a empregada encontrou o corpo da vítima sem vida dentro da piscina da residência. O corpo não tinha sinais de lesões, apenas apresentava inchaço e sangramento pelas narinas.

Por meio de nota, a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) lamentou falecimento do juiz.

Leia a nota na íntegra:

Com imenso pesar, a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) tomou conhecimento, na manhã desta segunda-feira (9), do falecimento do juiz Fernando Cruz, titular da 7a Vara Criminal da Comarca da Ilha de São Luís. De imediato, o presidente Angelo Santos acionou a Diretoria de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça para que sejam efetuadas as averiguações preliminares das circunstâncias que ocasionaram a morte do magistrado. A AMMA lamenta o ocorrido, solidariza-se com familiares, amigos e com toda a Magistratura maranhense, abalados pela dor da perda do estimado colega.

Homicida é preso com arma de fogo em Vargem Grande

Destacado


Um jovem, de 21 anos, identificado como Jacimiel Diniz Silva, vulgo “Simica”, foi preso pela Polícia Militar na tarde do último sábado (07), no bairro Rosalina, por estar portanto uma arma de fogo de fabricação caseira.

Ele já tem passagem por homicídio. Na ocasião, após o homicidio quando tentava fugir, foi preso pela Guarda Municipal. 

“Simica” assassinou a facadas Daniel Andrade dos Santos, de 22 anos, durante uma discussão em uma festa na Lagoa do Zé Pedro, Zona Rural de Vargem Grande.

O crime aconteceu no dia 10 de Setembro de 2017.Após o crime “Simica” evadiu-se do local em uma motocicleta, mas logo em seguida foi preso na estrada do Mouzinho pela Guarda Municipal.

Vendas de carros com isenção de impostos para pessoas com deficiência cresce mais 30% no primeiro semestre deste ano

Destacado

Levantamento da Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistiva (Abridef) mostra que as vendas de carros 0KM com isenção de impostos cresceram, de janeiro a AGOSTO de 2019, mais de 30% em relação a 2018. Nesse período foram vendidos mais de 200 mil veículos.

“O desempenho crescente desse segmento deve-se ao maior conhecimento pela população da lei de isenção para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida e seus familiares, que vigora há mais de 20 anos e que, em 2013, foi estendida a familiares das pessoas que não podem dirigir (com deficiência visual, mental, intelectual ou física grave), além de quem tem mobilidade reduzida em graus elevados, como: tendinite crônica e problemas graves na coluna, quadril, joelho e outros. Isso significa que, praticamente, 1 em cada 2 brasileiros tem direito à isenção de impostos para comprar automóveis 0 Km”, explica Rodrigo Rosso, presidente da Abridef e organizador da Mobility & Show 2019, uma das maiores feiras de tecnologia e inovação para pessoa com deficiência e mobilidade reduzida, que acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de setembro, no Campo de Marte, zona norte de São Paulo.

Pela legislação vigente, o benefício ocorre para compra de automóveis 0 Km de até R$ 70 mil. Há isenção dos seguintes impostos: IPI, IPVA, IOF e ICMS. Porém, a alteração do período de revenda para carros 0 Km comprados com isenção de ICMS deve interferir neste mercado. Por outro lado, as pessoas podem comprar carros 0Km de qualquer valor e até mesmo importados, mas nesse caso, apenas com a isenção do IPI.

“A legislação sofreu mudança no ano passado em relação ao período de revenda dos carros comprados com isenção total de tributos. O proprietário pode revender o veículo isento de ICMS a cada 4 anos – anteriormente, o prazo era de 2 anos. Quem compra veículos somente com isenção de IPI pode realizar a troca a cada 2 anos normalmente”, explica Rodrigo Rosso.

A Mobility & Show 2019 é uma excelente oportunidade para as pessoas com deficiência e/ou seus familiares se atualizar sobre a legislação e conhecer os carros com isenção de impostos das principais montadoras do mercado.

O evento oferece test-drive, infraestrutura, serviços e completa consultoria, tudo sem custos, para ajudar a aquecer ainda mais este segmento de mercado em franco crescimento. “A Mobility & Show 2019 coloca as marcas das maiores montadoras de automóveis à disposição dos interessados. Os visitantes realizam test-drive e obtêm todas as informações e orientações sobre a compra e as isenções, sem custo e na hora, inclusive com avaliação médica”, informa Rodrigo Rosso. Estarão presentes 17 montadoras e marcas diferentes. “A expectativa é que sejam realizados mais de 2.500 test-drives em 3 dias de evento”, ressalta o organizador da Mobility & Show. A maioria dos modelos do test-drive estão adaptados.

Idosos são os principais alvos dos estelionatários

Destacado

Saiba como evitar cair em golpes

Reprodução

Por: Saulo Duailibe09 de Setembro de 2019

Incluído no grupo de consumidores hipervulneráveis, o idoso costuma ser alvo frequente de oportunistas. Seja por telefone, internet, correios ou “cara a cara”, os golpes contra pessoas acima dos 60 anos vão de concessão de empréstimos a promessas fantasiosas de revisão de aposentadoria.

De acordo com dados nacionais deste ano, 1.098 pessoas acima de 60 anos foram vítimas do crime, ou seja, uma média de cinco por dia.

Um dos casos mais recentes foi aqui no Maranhão, mais precisamente na cidade de Bom Lugar, distante cerca de 287 km da capital, a aposentada Luzia Pinheiro Pinto Reis, de 90 anos (foto abaixo), foi vitima de um esquema que colocou em risco o patrimônio familiar construído ao longo de mais de meio século.

A armadilha foi preparada por anos e começou logo após ela ficar viúva, em 2009, quando pessoas próximas a convenceram a vender parte dos imóveis que possuía em Bom Lugar.

Os golpistas eram do tipo mais difícil de denunciar, pois eram do convívio da família e aproveitaram a fragilidade emocional de Luzia e os primeiros sinais do Alzheimer para persuadi-la a entregar parte da aposentadoria e assinar documentos sem o conhecimento dos filhos. “Só fiquei sabendo que ela tinha passado os imóveis quando fui fazer o inventário dos bens de meu pai”, conta Ana Luzia Pinto Reis, filha de dona Luiza.

O caso foi parar na Justiça e, desde 2015, a família briga para retomar uma propriedade de 5 hectares. “Não somos ricos, e o prejuízo foi grande. O rastreamento bancário acusou que todos os meses tiravam R$ 500 da conta dela. Isso durou muito tempo e nós não sabíamos até ela ser interditada”, lamenta a filha.

Quem vê cara, não vê golpe

A construção de uma relação de confiança é a principal estratégia de estelionatários. Golpistas exageram no charme e na simplicidade, simulando oferecer ou pedir ajuda, o que ilude a vítima. Entre as principais táticas estão as abordagens nas proximidades de caixas eletrônicos – nas quais o criminoso oferece ajuda e aproveita a vulnerabilidade do idoso para enganá-lo – ou os golpes conhecidos como “bilhete premiado” e “motoboy do cartão de crédito”.

Como se proteger

Os especialistas orientam que a melhor maneira de evitar a armadilha é ficar atento e não hesitar em pedir ajuda a um familiar ou pessoa de confiança antes de tomar qualquer decisão, especialmente quando envolver o comprometimento de renda. Além disso, nunca aceitar a ajuda de estranhos que não sejam funcionários do banco devidamente identificados e evitar utilizar caixas eletrônicos à noite. É importante também sempre dar preferência aos caixas localizados em locais fechados, com segurança e maior movimento de pessoas.

Dicas

A dica é desconfiar e buscar educação específica contra golpes financeiros. Quando você tem um nível de educação financeira, é mais difícil cair em fraude.

Outra dica é não oferecer nenhum tipo de informação por telefone. Você pode orientar a pessoa idosa a dizer que quem mexe com o dinheiro é o filho ou a esposa, ou ainda que vai passar o telefone para outra pessoa. Esse simples ato já pode desarmar o golpista, que vai saber que a vítima não está sozinha.

Cuidado redobrado

É preciso também ter cuidado redobrado com prestadores de serviço (técnicos de telefonia, TV paga e internet) que aparecem sem ter agendado o serviço, e não fornecer qualquer informação sobre aposentadoria ou pensão por telefone, já que o INSS só faz recadastramento dos aposentados pessoalmente.

Outro lembrete é nunca, em hipótese alguma, anotar a senha no cartão. Existem pessoas com nível de educação considerável que usam o cartão de crédito de forma errada. Dificultar o acesso a senhas é importante e, para os idosos que não fazem compras pela internet, uma forma de evitar a ação de golpistas é raspar o código de segurança que fica atrás do cartão.

Fui vítima de golpe. O que devo fazer?

Vítimas de golpe podem se sentir intimidadas e envergonhadas ao perceber que foram enganadas. No entanto, é importante procurar imediatamente uma delegacia de polícia para relatar o fato. Só assim a polícia poderá iniciar o processo de investigação.

Eles ficam constrangidos porque o golpe sempre vem de uma relação de confiança que é quebrada, mas é importante dizer que a vítima não tem culpa, os criminosos são especializados, treinados para conquistar confiança e enganar.

Em casos assim, dificilmente os valores extorquidos são devolvidos. Via de regra, os criminosos fazem lavagem de dinheiro, gastam os valores muito rápido, então, dificilmente consegue-se chegar a esses valores para devolver às vítimas. Mas também tentamos sufocar essas pessoas financeiramente: bloqueamos contas, apreendemos imóveis, veículos e fazemos o sequestro de bens, tudo para que se tenha alguma possibilidade de ressarcimento.

Em todo o Brasil, o Disque 100, serviço do Ministério dos Direitos Humanos, contabilizou 37.454 denúncias de violações contra a pessoa idosa em 2018. Casos de negligência contra idosos e de violência psicológica lideram as denúncias (26,5%), seguidos por abuso financeiro e econômico (19%).

No caso dos golpes bancários, o alvo preferencial é a pessoa idosa, chegando ao número chega a 99%.

O crime de estelionato, definido no artigo 171 do Código Penal Brasileiro, tem pena de 1 a 5 anos de reclusão além de multa. No caso do crime praticado contra idosos, a pena dobra, e pode chegar a 10 anos de prisão.