Janaína, com extrema elegância e 8 tuitadas, põe Rodrigo Maia na parede

As declarações do presidente da Câmara Rodrigo Maia, atacando o governo e se rebelando contra a Reforma da Previdência, descumprindo compromissos assumidos, motivaram oito tuitadas da deputada Janaína Paschoal.

Mais uma vez, a advogada dá um espetáculo de lucidez e coerência.

Abaixo, a íntegra. Cada parágrafo representa uma tuitada. O conjunto é uma lição de inteligência e boa política.

“Não me agrada ler mensagens ofensivas ou agressivas a quem quer que seja. Reconheço o direito de todo cidadão criticar o governo, sendo evidente que autoridades também podem criticar o governo e a forma de o Presidente governar.”

“Mas intriga que um político com a experiência do Presidente da Câmara esteja tão incomodado com tweets. A não ser que haja mensagens que o público desconheça.”

“O Presidente da Câmara externou a opinião de que o governo é um deserto de ideias. Disse também que Paulo Guedes é uma ilha de governo nesse deserto. Ao mesmo tempo, ele segue firme em reconhecer a importância da Reforma da Previdência.”

“Ora, basta dar as mãos a essa ilha e fazer a Reforma! Um verdadeiro líder não se intimida com mensagens descabidas. Não é possível que o Presidente da Câmara deixe de trabalhar pela principal Reforma para o país, em razão de alguns tweets. Eu não acredito!”

“Se o Presidente Rodrigo Maia reconhece a importância da Reforma, pedimos que a abrace e implemente. Ele foi capaz de uma grande articulação para se reeleger. Se quiser, usa essa mesma capacidade para aprovar a Reforma rapidamente.”

“Não há porque temer ficar sem os bônus do trabalho. O plano Real, até hoje, é atribuído a FHC e não ao Presidente Itamar.”

“Não creio que Guedes queira ser Presidente (aposto que não quer), Maia poderia ocupar o tal deserto que diz haver e mostrar ao país que tem liderança. Salvo melhor juízo, está perdendo uma oportunidade.”

“Para aqueles que estão interpretando minhas postagens como ataques, peço que leiam duas vezes. Estou dialogando com o Presidente da Câmara, para o bem de todos nós. Respeitosamente.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *