Preso líder de facção criminosa envolvido na explosão de caixas eletrônicos do BB, no Calhau

A Polícia Civil do Maranhão, por meio do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (Dcrif/Seic) prendeu, na manhã de sexta-feira (5), Iuri Araújo dos Santos, conhecido como “JP”, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 6ª Vara Criminal da Comarca de São Luís.
Em continuação às investigações sobre a explosão do terminal de auto-atendimento do Banco do Brasil, na Avenida dos Holandeses, no Calhau, em São Luís, ocorrido em janeiro deste ano, foi possível identificar e delimitar que o Iuri foi o responsável por fornecer uma pistola .40 utilizada pelos comparsas na ação criminosa.

Ele é considerado um dos lderes de uma facção criminosa com atuação na região da Vila Conceição, no Alto do Calhau, e tinha papel preponderante na guerra entre facções que vinha aterrorizando os moradores da localidade.
Após os procedimentos de praxe, Iuri Santos, foi encaminhado ao Sistema Penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.
Prisão em janeiro deste ano
No dia 31 de janeiro deste ano, Iuri foi preso com uma pistola, droga e munição no bairro Ilhinha, em São Luís.
Com ele, foi encontrada uma pistola calibre .40, de uso exclusivo das forças de segurança, acompanhada de dois carregadores e 24 munições, além de cerca de 300 gramas de maconha prensada, papel filme e balança de precisão.

Enquanto adolescente, o Iuri Santos respondeu por cinco atos infracionais análogos aos crimes de tráfico de drogas e roubo seguido de morte (latrocínio). Quando foi preso, Iuri respondia em liberdade na 2ª Vara Criminal de São Luís pelo crime de roubo majorado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *