Pistoleiro suspeito de integrar milícia comandada por 5 PMs é preso em Aldeias Altas

O homem identificado com Santo da Conceição Silva, conhecido como “Paulo Bala”, de 37 anos, foi preso suspeito de ser integrante uma milícia formada por 5 policiais militares, presos na “Operação Balaiada”. Segundo a polícia, ele é um pistoleiro perigoso que atua na Região dos Cocais.

A prisão de “Paulo Bala” foi efetuada pela Polícia Civil da Caxias, na sexta-feira (3), na cidade de Aldeias Altas, em continuidade às ações da “Operação Balaiada” que tem por objetivo desmontar todo o grupo criminoso responsável por diversos homicídios e outros crimes na região.

A operação foi deflagrada no último dia 30 de abril e mobilizou cerca de 80 policiais civis que se concentraram na 17ª Delegacia Regional de Caxias. Foram presos 5 policiais militares e outros dois integrantes do grupo criminoso. Eles foram transferidos para São Luís.
Os mandados de prisão foram expedidos pela 1ª Vara da Comarca de São Luís responsável por processos que envolvem organizações criminosas.
Até agora, foram presos temporariamente os policiais militares Raimundo Nonato Lima Chaves, conhecido como “Nonatão”, Enedino Silva, Sérgio Adriano Nunes, Walmara Mourão Carvalho e Evandro Oliveira Santos.
Foram presos, ainda, os suspeitos identificados por Antônio Simião dos Santos, conhecido como “Toinho”, e Cícero da Silva.

As investigações estavam sendo realizadas há mais de um ano pela Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e 14 inquéritos de homicídios foram abertos. Sendo que as primeiras denúncias apontaram que eles estavam organizados em milícias para praticar crimes na região.
A “Operação Balaiada” foi deflagrada no último dia 30.04 e mobilizou cerca de 80 policiais civis que se concentraram na 17ª Delegacia Regional de Caxias.
Os mandados de prisão foram expedidos pela 1ª Vara da Comarca de São Luís responsável por processos que envolvem organizações criminosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *