Hoje na História: Pintura A Última Ceia volta a ser exibida ao público após 21 anos

Após 21 anos de trabalhos de restauração, uma das pinturas mais famosas do mundo, A Última Ceia, Leonardo da Vinci, voltou a ser exibida ao público no dia 28 de maio de 1999, em Milão.

Já no final da década de 1970 a obra mostrava sinais de deterioração. Entre 1978 e 1999, Pinin Brambilla Barcilon guiou um grande projeto de restauração que se comprometeu a estabilizar a pintura e reverter os danos causados ​​pela sujeira e poluição. As tentativas de restauração dos séculos XVIII e XIX também foram revertidas.

Todo o trabalho foi realizado no local onde o afresco está exposto, na Igreja Santa Maria delle Grazie, já que seria impossível mover a obra de lugar sem danificá-la. Em seguida, foi realizado um estudo detalhado para determinar a forma original da pintura. Algumas áreas foram pintadas novamente com aquarela em cores suaves, indicando que ali não era trabalho original, ao mesmo tempo sem destoar do conjunto da pintura.

Quando o trabalho de restauração terminou e o resultado foi exibido ao público, houve muita controvérsia por causa das mudanças nas cores, nos tons e mesmo em algumas formas faciais.

A Última Ceia é uma pintura mural do final do século XV. Estima-se que o trabalho de Leonardo da Vinci começou entre 1495-1496 e foi encomendado como parte de um plano de renovações para a igreja por Ludovico Sforza, duque de Milão. A pintura representa a cena de a última Ceia de Jesus com seus discípulos, de acordo com a passagem do Evangelho de João, 13:21.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *