Quadrilha presa após assalto em Santa Rita planejava roubar residência de “Bita do Barão” e R$ 600 mil de empresário

Uma quadrilha presa por policiais civis e militares após assaltar uma farmácia em Santa Rita, na segunda-feira (3), estava planejando outras ações criminosas.
Após a prisão, o delegado Ednaldo Santos descobriu que o grupo tentava realizar um assalto contra a casa do falecido babalorixá “Bita do Barão”. O pai de santo morreu há alguns dias no município de Codó. 

O delegado explicou que os celulares dos assaltantes foram periciados e encontradas provas do planejamento de futuras ações criminosas.
Em conversas em grupos de WhatsApp, o grupo deixa evidente que pretendia assaltar a casa de “Bita do Barão”, na cidade de Codó. No aplicativo, existem informações de que o babalorixá teria deixado dezenas de pulseiras, colares e anéis de ouro, além de pedras preciosas. Isso teria chamado a atenção do grupo.
O delegado informou, ainda, que haveria a participação de uma empregada doméstica da residência de “Bita do Barão”. Ela estaria repassando as informações para o bando, inclusive, o comportamento diário dos familiares e as os bens deixados por ele.

O bando estava com intenção de assaltar um empresário do ramo de postos de combustíveis, cidade de Peri-Mirim. De acordo com o delegado, a ação criminosa renderia aproximadamente R$ 600 mil.
Para a execução do crime, eles estavam recebendo informações de um parente da vítima, que seriam compadre do empresário. Ele estaria repassando a rotina do empresário para os bandidos.
Assalto em Santa Rita
A quadrilha foi presa em flagrante na terça-feira (3), em Santa Rita, após um assalto a mão armada contra a Farmácia Pague Pouco.
Eles responderão por roubo e associação criminosa. O quarteto criminoso foi identificado por Wanderson Lima Araújo, 34 anos; Claudenilson Costa Sales, 26 anos; Bruno Henrique Cruz de Sousa, 23 anos; e Jordam Felipe, conhecido por “Sabiá”. Este já responde a vários processos por roubo.
As investigações apontaram, que os suspeitos residem no bairro Estiva, em São Luís.
Os bandidos agem com agressividade e violência para se apossar de dinheiro, aparelhos celulares e outros itens pertencentes às vítimas. Eles sempre roubam com a posse de uma arma de fogo e mirando contra as vítimas.

Os presos foram apresentados na delegacia de Santa Rita para autuação em flagrante pelo delegado Ednaldo Santos.
Com informações de Mauro Wagner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *