Um ano sem Nini

Eurídice Garret Barros (Nini)

Parece inacreditável. Mas por uma dessas desagradáveis surpresas que o tempo nos reserva, há um ano perdemos do nosso convívio, a adorável Eurídice Garret Barros, a nossa Nini.

Para quem a conheceu, Nini não é passado, está presente em todas as boas ações que praticamos. A sua voz incomum, chamava a atenção de todos, quando ecoava nos ares e lares de Vargem Grande, através da Voz do Santuário, que a notabilizou, como guardiã dos prestadores de serviços voluntários a comunidade.

Eu por exemplo, comecei a minha vida em locução plagiando a Nini. Uma determinada vez ao ler um aviso na Voz do Santuário,o nosso saudoso amigo Rubens Carvalho, me disse: Meu filho, você está falando igual a Nini. Lembro-me como se fosse hoje, como fiquei orgulhoso daquela comparação.

Nini sempre foi surpreendente no modo de servir. A alguns anos, num gesto simples e que parece pequeno, inaugurou sem alardes e sem propaganda um bebedouro em sua residência, para dar água aqueles que tem sede. E quantos seguiram seu exemplo? Não conheço ninguém. Ou me falta a memória, ou me falta o primeiro.

Era assim a Nini, sempre insuperável em sua maneira simples e gentil de ajudar os menos favorecidos, acolhendo sempre os mais necessitados. Foi e é uma referência para tantos quantos queiram praticar o bem.

Foi vivendo para os outros, que engrandeceu a sua alma para se sentir feliz na presença de DEUS.

Nini não está ausente mesmo estando distante. Ela está presente sempre que um sino badala chamando para as Missas, quando ecoa um aviso pela Voz do Santuário, ou mais nitidamente quando ecoa os dobrados pelos céus de nossa terra.

Obrigado Nini por tudo que foste para todos nós, e pelo muito que representas, para tantos quantos tiveram a felicidade de conhece-la, e partilhar de sua amizade. Fica com DEUS, você merece está junto dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *