Sou a favor da reeleição

Faz muito tempo que essa discussão tem povoado as tribunas legislativas, os bares,os lares, as conversas coloquiais, enfim, todas as camadas e ambientes da nossa vida.

Muitos defendem o fim da reeleição como forma punitiva para aqueles que nada fazem em favor do município. Outros empunham a mesma bandeira, porque um ídolo político pelo qual tem essa admiração, defende essa posição.

Ora não seria justo que um prefeito que fez um bom trabalho não possa dar continuidade a esse serviço em favor da sociedade. Estamos punindo uns, porque outros não fizeram seu trabalho a contendo.

E é aí, que sou a favor da reeleição. Sabe por que, porque é um momento de avaliarmos os quatro anos da gestão em curso. Ele, o gestor sendo candidato a reeleição, está se submetendo ao julgamento popular eleitoral.

Mas existem os que defendem a ideia de que o gestor trabalhou no primeiro mandato, para roubar no segundo. Ladrão é ladrão, rouba tanto no primeiro como no segundo.E mais, nós conhecemos aqueles em quem votamos, são pessoas de nosso convívio diário.Se votamos por dinheiro ou outras ofertas, a culpa não é do político,mas do eleitor que se deixou ser comprado.

Mas o que mais chama a atenção, é que existem deputados e senadores que ocupam cargos, alguns até com mais de 20 anos no legislativo. E por que para esses é permitido reeleição sempre? Não seria o uso de dois pesos e duas medidas?

Você se sente bem representado pelo seus legislador nas esferas federal, estadual e municipal? Eles tem correspondido suas expectativas? E então, se não estão atendendo os anseios da sociedade, por que punir apenas os ocupantes do poder executivo, presidente, governador, e prefeito?

Como politico não é profissão, sou a favor que cada um deveria ter direito a eleição e reeleição ao cargo independentemente de poder, e aí pronto, estaria dado a sua contribuição para a sociedade, deixando que outros também pudessem fazê-lo.

Se você não concorda, tem todo o direito, inclusive, o de respeitar meu posicionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *