Morre radialista atingido a tiro na Rádio São Luis durante atentado

Resultado de imagem para ilustração de luto

Morreu, por volta das 23 horas desta quarta-feira (3), na UTI do Hospital do Servidor, o radialista Ederaldo Menezes, que, em 24 de maio de 1996, ficou tetraplégico após ser baleado por um pistoleiro, nas dependências da Rádio São Luis, na Areinha.

Dois pistoleiros pularam o muro da emissora, executaram o segurança conhecido por João Comprido e se dirigiram para o estúdio, com o intuito de matarem o radialista Tony Duarte, que conseguiu escapar.

Um dos bandidos rendeu Ederaldo e depois, irritado porque não encontrou Tony, detonou-lhe um tiro nas costas, rompendo a coluna vertebral. Desde então, Exeraldo ficou tetraplégico. Há uma semana, foi internado no Hospital do Servidor, com infecção urinária, vindo a falecer na noite desta quarta-feira.

O velório está sendo realizado na residência da família, na Rua Nossa da Vitória, na entrada do Parque Vitória, número 51. O episódio teve repercussão nacional, como se pode ver abaixo, pela Folha de São Paulo.

Fonte- Blog do Marcial Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *