A Via Crúcis, o ideal e a luta para quem quer ser vereador em Vargem Grande

Cada povo tem o governo que merece, diziam os sábios do passado. E isso vale também para os dias atuais.

Queiramos ou não, iniciamos uma temporada histórica que pode mudar ou não a nossa atual conjuntura política. Isso já afirmei em outro artigo, depende exclusivamente do comportamento eleitoral de nosso povo.

O caminho para se chegar até a Câmara, não é fácil como pensam alguns aventureiros. É difícil, e muitas vezes decepcionante. Que nos digam os atuais vereadores. Pois só eles sabem o desgaste a que são submetidos dia e noite, muitas vezes por informações falsas, passadas por aqueles que entendem que desgastar o adversário, é o caminho mais curto e seguro para se chegar a Câmara ou obter sucesso e vantagens políticas com os detentores do poder..

Quero aqui abrir um parêntese para um rapaz que não tenho amizade com ele, mas tenho muito apreço e admiração, o Antonio Carlos da Pedra Grande, conversei com ele apenas um vez, em outras vezes nos cumprimentamos, mas apesar desse pouco convívio, pude mensurar a grandeza do seu caráter e a força de seu ideal. Antonio Carlos quer ser vereador não a qualquer preço, mas com a anuência dos homens e mulheres de bem de Vargem Grande. Homem humilde, mais de uma estrutura moral inabalável, de dar inveja a muitos acéfalos que circulam em torno da áurea do poder.

Tem lutado com seu ideal,mas nunca se vendeu, nem maculou sua imagem para as gerações futuras.

Citando esse exemplo, vejo outras pessoas,que querem ser vereador por que veem ali uma válvula de escape. Não tem nenhuma profissão definida.Não quiseram estudar, não gostam de trabalhar, e acham que podem e devem se sustentar e os seus familiares, pedindo o meu e o seu voto, e negociando a qualquer preço como mercadoria em feira de troca-troca.

Antes das eleições procuram candidatos, formam pacto por um valor que acredita ser suficiente para se sustentar e aí se declaram candidatos, com o aval e o dinheiro do chefe político, defendendo a bandeira de um grande ideal por Vargem Grande. Lembro-me de uma frase de Milôr Fernandes que diz: “. Desconfio de todo idealista, que lucra com o seu ideal.”

Esses idealistas durante a campanha não dão sossego aos chefes políticos pedindo dinheiro para se eleger. Depois da campanha, se eleito, redobram a dor de cabeça do prefeito eleito, pedem dinheiro para si e cargos para os familiares e amigos. Ou o político dá o dinheiro, ou ele se vira para o outro lado. Essa é a rotina de uma grande leva de candidatos a vereadores. Só pensam em si. Conjugam o verbo, apenas na primeira pessoa do indicativo, Eu, eu, e eu.Só querem tirar vantagens pessoais. Não falo com todos, mais com uma grande leva. Poucos como o Antonio Carlos, são realmente idealistas. Não se elegem mas continuam na luta própria sem pedir nada para ninguém. Junto a ele na minha pequenez de visionário político, o Matias Pancadão, que foi enganado algumas vezes, nunca se elegeu, mesmo assim, não desistiu de lutar. Isso sim, é ideal.

Quem quiser, pode continuar com seus idealistas de plantão, que eu, cá com meus botões, vou continuar na espreita, e dizer como disse alguém, certa vez, a um folião mascarado que não queria se identificar: EU TE CONHEÇO CARNAVAL.

1 pensou em “A Via Crúcis, o ideal e a luta para quem quer ser vereador em Vargem Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *