Vândalo taca fogo em picape de blogueiro e locutor em Poção de Pedras

O locutor e blogueiro Aílton Pontes, (https://www.ailtonpontes.com/), que mora na cidade de Poção de Pedras (MA), usou o facebook e grupos de Whatsapp para denunciar o ataque de vandalismo que ele sofreu por volta das 4h da manhã deste domingo (29); um vândalo ateou fogo em seu veículo de trabalho, um Fiat Fiorino, que era usado em seu empreendimento de produtos de limpeza e higienização de automóveis e estofados. O carro estava estacionado há sete dias em frente ao Lava a Seco na Rua Joaquim Salviano, centro de Poção de Pedras.

Ailton Pontes
4 h · 
Nessa madrugada fui alvo de um ataque de vandalismo. por volta das 4 horas da manhã, minha guerreira de trabalho que me ajudava muito, minha guerreira fiorino, foi covardemente incendiada. alguem sem coração. Quando a gente acha que está em crise , aí a crise chega de vez .minha fiurex vai fazer falta no trabalho. Que Deus tenha misericórdia desse meliante que fez essa atrocidade. Agora é só chorar é pedir a Deus que nos proteja do homem do coração maligno. …Que droga .😥😔😭

As circunstâncias do incêndio deverão ser apuradas pela Polícia Civil, que verificará a existência de alguma câmera de segurança nas imediações que tenha registrado movimentações que se liguem  ao ato.

Aílton é locutor de campanha política, foi voz ativa nas duas campanhas de Júnior Cascaria, e recentemente aderiu ao grupo de oposição liderado pelo vereador Jhulio. Desde então, tem sido um crítico ferrenho à administração, com duros e inflamados discursos em vídeos e áudios veiculados no whatsapp e facebook, e por meio de seu blog, intitulado ‘A voz que não se cala’.

Ainda nas redes sociais, circulou informações um suspeito de ter incendiado o veículo foi identificado. 

O blogueiro Fernando Melo, também sediado em Poção de Pedras, se solidarizou com o colega Ailton Pontes. 

“Solidarizamo-nos com o amigo comunicador, torcendo que o vandalismo cometido contra seu pertence seja elucidado.  Contudo, pontua-se que é precipitado associar o incêndio a algum correligionário do prefeito, visto que o gestor, quando ausente, ocupa-se em seus compromissos em São Luís, até então não tinha conhecimento do caso e não comunga com nenhum tipo de truculência que proporcione intimidação ao livre processo político-democrático”, escreveu em seu blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *