Assassino de Décio Sá volta a cumprir pena em presídio no MA

jhonatan

Jhonatan de Sousa Silva

O pistoleiro Jhonatan de Sousa Silva condenado a 25 anos de prisão pela a morte do jornalista Décio Sá vai cumprir o restante de sua pena no Presídio São Luís III, situado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Na capital ele cumprirá 23 anos e cinco meses de prisão em regime fechado.

 

Ele estava cumprindo pena no presídio federal de Campo Grande (MS) há um ano e retornou ao Maranhão no último dia 23 de setembro.

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, Jhonatan retornou porque ele já cumpriu o prazo de um ano no presídio federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Ainda de acordo com a Secretaria, a permanência dele não terá um período definido. O prazo será cumprido a partir da determinação da Justiça.

Décio Sá, jornalista morto em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)Décio Sá, jornalista morto em São Luís

O crime
O jornalista Décio Sá foi assassinado com cinco tiros por volta de 23h de uma segunda-feira, 23 de abril de 2012, quando estava em um bar na Avenida Litorânea, na orla marítima de São Luís.

Ele trabalhou por 17 anos no jornal “O Estado do Maranhão” e, na época, publicava conteúdo independente no “Blog do Décio”, que era um dos blogs mais acessados do Estado.

Segundo o inquérito policial, na noite do crime, o jornalista deixou a redação por volta de 22h e dirigiu até o bar, onde teria pedido uma bebida e um prato. Ele estava à espera de dois amigos e falava ao celular quando foi surpreendido pelo pistoleiro, que o atingiu com cinco tiros, três no tórax e dois na cabeça, e fugiu em seguida na garupa da motocicleta dirigida por Marcos Bruno.

A dupla então teria feito um retorno mais à frente. O assassino foi deixado ao pé de uma duna, onde teria passado por um grupo evangélico que fazia orações no local, naquela noite. Ao chegar ao topo do monte, ele teria enterrado a arma, trocado de camisa e sandálias e saído na direção de um veículo, que já o aguardava do outro lado da duna.

De acordo com informações da polícia, o jornalista foi morto porque teria publicado no blog uma postagem sobre o assassinato do empresário Fábio Brasil, o Júnior Foca, envolvido em uma trama de pistolagem com os integrantes da quadrilha encabeçada por Glaucio e Miranda. Décio Sá tinha 42 anos e deixou uma filha e uma esposa grávida na época.

Leia a íntegra da nota
“A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária informa que o retorno de Jhonatan Silva se fez necessário, devido ao fim do prazo de um ano no presídio federal, que já havia sido prorrogado anteriormente. A permanência do detento não tem período definido, cabendo à Justiça determinar os procedimentos, inclusive transferências. O detento permanece custodiado no Presídio São Luís III, cuja segurança já é originalmente rígida, reforçada com contingentes da Polícia Militar e do Grupo Especial de Operações Especiais (Geop)”. DO G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *