PERCIVAL PUGGINA Enquanto o fogo consumia minha herança

Destacado

Anteontem, enquanto observava, aflito, parte da minha herança arder flamejante no coração de Paris, eu pensava sobre essa dimensão de nossa natureza, perdida pelo esquecimento e consumida nas chamas da perversidade. Nas conhecidas palavras de Émile Henriot: “Cultura é o que resta quando esquecemos tudo”. E nós, estamos esquecendo esta condição de herdeiros de uma cultura, de usufrutuários das imateriais riquezas da civilização ocidental.

O

cotidiano me adverte ainda mais. Estamos sendo ensinados a desprezar toda essa herança, a começar por nossas raízes; a ultrajar os pais da Pátria; a viver sem fé, sem origem e sem sentido; a lastimar o passado, num presente lastimável, rumo a um lastimável futuro. Não estou fazendo frases, leitor amigo, estou amargamente curioso. Quero saber dos algozes da mais elevada, rica e culturalmente produtiva civilização que a humanidade conheceu: qual vosso ponto de chegada? Aonde vamos com negação do belo e com a aclamação do horrendo e do perverso em todas as formas de arte? Se abandonamos tudo que eleva o espírito, a força de gravidade o derruba para o nível das mais rasteiras paixões! Por isso deveríamos aprender a reconhecer e amar o bem, o belo, o bom e o justo. Mas quem cuida disso?

O passar dos anos desenvolveu em mim, com intensidade crescente, a consciência de ser um ocidental. Quem me dera, também, a ciência! Esse sentimento se aprofundou à medida que, em sucessivas viagens e como principal interesse de todas, minha mulher e eu visitamos centenas de igrejas românicas, góticas e barrocas em toda a Europa. São obras empreendidas por gerações de artesãos, artistas e operários que morriam sem as ver prontas, seguidos de outros, e de outros, ao longo de séculos. Não há como não ver materializado aí o sentido do sagrado e o sagrado sentido da herança cultural. Tal riqueza diz presente, também, nos museus, nas artes visuais, na literatura, na música, na dança, no teatro e na difícil, mas positiva, evolução das instituições políticas.

Essa cultura chegou até nós nas caravelas de Cabral. Sim, veio a bordo coisa boa e coisa ruim. Veio salvação e perdição. O que dói na alma, cinco séculos passados, é ver tanta gente escrutinando a coisa ruim e a perdição. O que dói em mim é saber, como sei, por que tantos jovens me contam, do mesquinho trabalho a que se dedicam os incendiários de catedrais interiores. Em vez de as construir, fazem-nas arder no cultivo de maus sentimentos, no desrespeito ao nosso belo idioma, na animosidade em relação ao amável Portugal e aos pais da nossa pátria, na negação da fé sem a qual não haveria essa cultura e essa civilização.

Assim, com redobrada tristeza, as chamas que queimavam minha herança em Notre-Dame me faziam lembrar das catedrais interiores que queimaram, ou que não foram nem serão construídas por falta de artesãos.

Decano do STF aplica vexatória descompostura em Toffoli e Moraes

A situação dos ministros Dias Toffoli e Alexandre de Moraes está praticamente insustentável.

Parece que não há outra alternativa, senão o recuo no malfadado, esdrúxulo e inconstitucional inquérito criado com o fim de rememorar a ‘censura’ no país.

De todos os lados, ecoam críticas pesadas contra a atuação dos ministros.

Nesta quinta-feira (18), do próprio tribunal veio a reprimenda. A voz do decano, o ministro Celso de Mello, que em Nota Pública aplicou uma tremenda descompostura em Dias Toffoli e Alexandre de Moraes.

Veja abaixo o inteiro teor da missiva do decano:

“A censura, qualquer tipo de censura, mesmo aquela ordenada pelo Poder Judiciário, mostra-se prática ilegítima, autocrática e essencialmente incompatível com o regime das liberdades fundamentais consagrado pela Constituição da República.

O Estado não tem poder algum para interditar a livre circulação de ideias ou o livre exercício da liberdade constitucional de manifestação do pensamento ou de restringir e de inviabilizar o direito fundamental do jornalista de informar, de pesquisar, de investigar, de criticar e de relatar fatos e eventos de interesse público, ainda que do relato jornalístico possa resultar a exposição de altas figuras da República.

A prática da censura, inclusive da censura judicial, além de intolerável, constitui verdadeira perversão da ética do Direito e traduz, na concreção do seu alcance, inquestionável subversão da própria ideia democrática que anima e ilumina as instituições da República.

No Estado de Direito, construído sob a égide dos princípios que informam e estruturam a democracia constitucional, não há lugar possível para o exercício do poder estatal de veto, de interdição ou de censura ao pensamento, à circulação de ideias, à transmissão de informações e ao livre desempenho da atividade jornalística.

Eventuais abusos da liberdade de expressão poderão constituir objeto de responsabilização ‘a posteriori’, sempre, porém, no âmbito de processos judiciais regularmente instaurados nos quais fique assegurada ao jornalista ou ao órgão de imprensa a prerrogativa de exercer de modo pleno, sem restrições, o direito de defesa, observados os princípios do contraditório e da garantia do devido processo legal.”

“Pinóquio” é assassinado na madrugada desta quinta-feira, em Itapecuru

Destacado

O individuo conhecido como “Pinóquio”, com várias passagens pela polícia, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira(18), por volta de 1h, no bairro Rosena Saney, em Itapecuru. Segundo informações, “Pinóquio”, foi surpreendido por uma dupla em uma motocicleta que efetuaram os disparos e fugiram. O crime tem característica de acerto de contas. Os tiros acertaram o pescoço da vítima.

fazer um blog

Maranhão e umbanda perdem Bita do Barão

O estado de saúde do babalorixá era considerado gravíssimo pelos médicos, que já descartavam a hipótese de recuperação.

Por: Da Redação18 de Abril de 2019

Morreu nesta quinta-feira, 18, aos 106 anos, o maranhense Wilson Nonato de Souza, mais conhecido como Bita do Barão. A filha do babalorixá, Janaína Nonato de Sousa, confirmou a morte do pai de santo no início da tarde.

Papai Infelizmente veio a falece aqui no hospital. Estamos cuidando para o corpo ir pro Codó onde acontecerá seu velório

Bita do Barão estava internado há 10 dias no Hospital São Paulo, em Teresina, e há 4 estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O estado de saúde do babalorixá era considerado gravíssimo pelos médicos, que já descartavam a hipótese de recuperação.

Bita: o encantado Barão de Guaré

O Corpo deve ser levado ainda hoje, 18, para a cidade de Codó. O velório vai acontecer na residência do pai de santo na rua Rui Barbosa, no Centro de Codó, considerada a capital brasileira da Umbanda. Os familiares de Bita estavam informando o estado de saúde do pai de santo por meio das redes sociais. Várias caravanas inclusive, já se preparavam para encontrar o babalorixá ainda com vida.

A Federação de Umbanda e Culto Afro-brasileiro do Maranhão – FUCABMA emitiu uma nota de pesar sobre a morte de Bira

NOTA DE PESAR

A Federação de Umbanda e Culto Afro-brasileiro do Maranhão – FUCABMA lamenta profundamente a passagem para plano espiritual do Sr. Wilson Nonato de Souza, o Pai Bita do Barão de Guaré, ocorrida agora pouco na capital piauiense.

Bita do Barão iniciou sua sólida missão religiosa ainda na infância no Povoado de Santo Antônio dos Pretos, zona rural de Codó. Ao longo de muitas décadas, exerceu o ofício de liderança religiosa da Umbanda e Terecô à frente da Tenda Espírita de Umbanda Rainha Iemanjá. Dada sua grande projeção, foi considerado por muitos como o maior Babalorixá do País, atraindo milhares de pessoas de todas as partes do País e do mundo para atendimentos espirituais e acompanhamento das festividades rituais do terreiro, notadamente no mês de agosto quando se celebrava a Festa de Todos os Santos e Orixás.

Comendador da República desde o governo do Presidente José Sarney, na década de 80, Pai Bita do Barão foi vice-presidente da FUNCABMA e tema de inúmeros estudos por parte de pesquisadores e cineastas brasileiros e estrangeiros, sendo um grande expoente da salvaguarda e memória das religiões de matrizes africanas, uma vez que acolheu centenas, talvez milhares, de clientes, amigos, babalorixás e filhos-de-santo com os quais dividiu saberes e fazeres referentes à ancestralidade e resistência cultural do povo afro-maranhense.

Diante de sua esplendorosa trajetória espiritual no plano terrestre, pela qual expressamos gratidão pela honrosa oportunidade de aprendizado, temos a certeza que o Pai Bita do Barão terá lugar de destaque não apenas na memória do Povo de Santo como a de que também será bem recebido no Orum. Inspirados em sua história, seguimos na profissão de fé em busca da construção de um meio social mais humano, tolerante e amoroso que a Umbanda nos motiva.

Quem foi Bita do Barão?

Nascido em uma família pobre do povoado de São Antônio dos Pretos, onde se dançava o Terecô nas matas, por causa da repressão policial, a trajetória de Bita do Barão na religião afro-brasileira é regada a muitos mistérios. Na infância, Wilson Nonato era muito agitado, então ganhou dos pais o apelido de “Bita” que, na linguagem da cidade, quer dizer “bode”. Já a alcunha de “Barão” faz referência ao Barão de Guaré, que é a entidade que o pai de santo incorpora.

A descoberta de Bita do Barão como médium deu-se ainda na juventude, quando, incorporando Barão de Guaré, conseguiu desvendar o roubo de uma arma na cidade, dizendo o local e quem havia roubado o objeto.

A fama, além da dedicação aos cultos, deve-se às amizades com nomes influentes da política brasileira. Dentre as diversas histórias, conta a lenda que os tambores soaram dia e noite, por sete dias, nos idos de 1985, quando Tancredo Neves morreu e deixou a presidência da República ao então vice, José Sarney. Recentemente, boatos também indicam que semanas antes da votação do impeachment que derrubou Dilma Rousseff do poder, Michel Temer fez uma visita ao babalorixá. Outro que também já teria se consultado com Bita seria o ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Poderoso todos os anos, no mês agosto, a cidade de Codó parava durante uma semana inteira para celebrar o Festejo da Tenda Espírita em que Bita do Barão é mestre. Na ocasião, os 500 filhos e filhas de santo que o seguem dançam em louvação. Há distribuição de brinquedos a crianças e banquete à vontade.

Bita do Barão, em entrevista a Globo News, afirmou: “a umbanda é uma religião que está crescendo. Mudou muito. Graças a Deus”. E, em Codó, ela parece ter encontrado terreno fértil.

Recadastramento biométrico será obrigatório em mais 8 cidades no MA

Destacado

Eleitor que não realizar o recadastramento biométrico obrigatório junto à Justiça Eleitoral do seu município terá o título cancelado.

Os eleitores das cidades de Presidente Sarney, Bequimão, Humberto de Campos, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Presidente Juscelino, Peri-Mirim e Cachoeira Grande serão obrigados a realizar o recadastramento biométrico nos próximos meses.
De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), os equipamentos de informática, o suporte técnico e operacional que serão cedidos pelos órgão assim como capacitar os servidores cedidos para a atividade, dar material de consumo e de limpeza, promover a divulgação e adequar as instalações elétricas e lógicas dos locais cedidos pelas Prefeituras dos municípios contemplados.
As datas de recadastramento ainda serão definidas. Quem quiser acompanhar onde a biometria já é obrigatória no estado, basta acessar a página do TRE e procurar o guia eleitor.
O eleitor que não realizar o recadastramento biométrico obrigatório junto à Justiça Eleitoral do seu município terá o título cancelado.

HOMENS COM BARBA TÊM MAIS GERMES DO QUE CACHORROS, DIZ ESTUDO

Destacado

Resultado de imagem para BARBA TEM MAIS GERMES

Pesquisadores de Zurique, na Suíça, concluíram por meio de um estudo que barbas de homens possuem mais germes e bactérias do que pelos de cachorros.

Para chegarem a essa conclusão, os cientistas utilizaram um scanner de ressonância magnética para identificar a contaminação de bactérias entre animais e humanos, e outros dois para avaliar apenas as barbas.

A pesquisa, que foi feita com 18 homens e 30 cães, mostrou que todos os humanos tinham altas contagens de micróbios, e que 23 dos cães também tinham germes em seus pelos.
Em entrevista à emissora BBC, o líder do estudo, Andreas Gutzeit, disse que sete dos homens tinham tantas bactérias que poderiam ficar doentes. “Com base nessas descobertas, os cães podem ser considerados limpos, comparados aos homens barbudos”.
Por VANDERSON PIMENTEL

APENAS BOATOS: BITA DO BARÃO NÃO MORREU E AINDA ESTÁ INTERNADO EM TERESINA

Destacado

WhatsAppFacebookTwitterPrintCompartilhar

Janaína Nonato de Sousa, filha, fez contato por telefone com a redação do companheiro, blogdoacelio ontem à noite, às 21h30min, para  informar que na manhã desta quinta-feira, 18, o Hospital São Paulo emitirá um Boletim Médico oficial informando sobre o estado, real, de saúde de mestre Bita do Barão.

Destacou que o próprio hospital tomou a iniciativa, com o apoio da família, porque estão espalhando muitos boatos a respeito.

Porque tá saindo muito boato, tão dizendo que a gente tá tirando, pra tirar aparelho pra levar  morrer em casa, então tá saindo muita coisa assim, até porque também compromete muito o hospital, então eles vão fazer um junta médica e vão dá um boletim médico”

Muito melhor sair da própria boca dos médicos, sair diretamente deles do que eu falar”, concluiu

O Boletim pode sair a partir das 8h da manhã desta quinta-feira.

MORRER EM CASA?

Janaína criticou os boatos que dão conta de que a família está tirando mestre Bita do Barão do hospital para que ele venha morrer em Codó, na sua residência.

Na verdade, disse ela, não é nada disso.

Ele estará sim sendo trazido para Codó, assim que tiver condições físicas para isso, mas aqui permanecerá sob cuidados médicos com uma estrutura montada especialmente para sua recuperação em casa.

Nós estamos levando pra casa mas lá ele vai ter todos os cuidados que são necessários”, garantiu

Fonte: Acélio Trindade

Preso mais um envolvido em golpes contra políticos pelo WhatsApp

Destacado

A Policia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), prendeu, nesta quarta-feira (17), Ayrton da Silva Dias, de 23 anos, em cumprimento a mandado de prisão decretado pela Primeira Vara Criminal de São Luís. Ele vai responder por crime de organização criminosa.
Ayrton Dias é integrante de uma quadrilha especializada em aplicar golpes contra políticos pelo aplicativo WhatsApp, após a clonagem de chips.

Na terça-feira (16), foram presos Hallen Deivid Cosmo Nascimento, Leonel Silva Pires Júnior, Anderson Sombra Azevedo, Markuel Pereira de Sousa, Rudson Jauário Serra, Adriano César Pereira e Hilton César Moraes Costa.
Ayrton Dias estava foragido, mas se apresentou na tarde desta quarta-feira na sede da Seic, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão.
Estão foragidos Mauro Sérgio Diniz Gaspar, Erick Raphael Reis Teixeira e Ivanilde Nogueira Amaral. Até o momento, eles não foram localizados, mas a polícia continua diligenciando para cumprir os mandados de prisão contra eles.

Adolescente que assassinou professor em Imperatriz é apreendido em Tocantinópolis (TO)

Destacado

O professor Francisco Sousa foi assassinado a facadas dentro
de um quarto da pensão da mãe dele, em Imperatriz

O adolescente de 17 anos, suspeito de ter assassinado o professor Francisco Fabio Rodrigues de Sousa, de 38 anos, foi apreendido na manhã desta quarta-feira (17) na cidade de Tocantinópolis (TO). Um investigador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Imperatriz foi cumprir o Mandado de Apreensão do menor.
O professor foi encontrado morto no quarto de uma pensão de propriedade da mãe dele, localizada na Rua Alagoas, área do terminal rodoviário velho, no dia 28 de março. Ele foi vítima de latrocínio.

O adolescente, antes do assassinato, estava morando na casa do professor há quatro dias. Após o crime, o adolescente fugiu levando uma moto pop preta, uma TV de Led, notebook e a quantia de R$ 3.000,00.
A motocicleta do professor, uma Honda, modelo Pop-100, cor preta, foi encontrada no dia 02 de abril em um terreno localizado na Rua Espírito Santo, bairro Maranhão Novo.

O adolescente chegou a Imperatriz no período da tarde, sendo apresentado na Delegacia de Homicídios onde prestou depoimento e em seguida foi levado para Funac.
Após o crime, ele teria fugido para Goiânia (GO) e só depois mudou para Tocantinópolis.

SILVIA CAETANO Aprender com a diferença

Destacado

Lisboa – O ensino a domicílio é das bandeiras levantadas pelo governo para mostrar eficiência nos seus 100 primeiros dias de inação. A modalidade existe em outros países, mas todos com histórico de investimentos certeiros e excelentes indicadores. Na Suécia, o sistema é considerado crime e, com certeza, os suecos entendem do assunto. Não é o caso do Brasil, onde os ministros e colaboradores do setor, sem qualquer experiência educacional, são nomeados por ordem de um alucinado que vive na Virginia, Estados Unidos.

Uma lógica inversa leva o governo a atacar resultados e não suas causas. Combate-se a violência com o aumento da repressão policial, armando-se a população e colocando snipers em pontos chaves para mirar na cabeça dos bandidos. Desabam prédios arquitetados pelas milícias, causando morte e dor, enquanto homenageiam-se milicianos e até contratam-se seus parentes para trabalhar em gabinetes parlamentares. Mas não se vislumbram políticas públicas para atuar na raiz desses problemas.

O mesmo acontece com a educação pública no país. Se o governo refletisse sobre os argumentos das famílias que querem ensinar seus filhos em casa, perceberia não se tratar de voluntarismo e sim de reação à péssima qualidade da educação que oferece. Também nessa área, as providências são adotadas da frente para trás. Mudam-se os currículos, que continuarão a ser ministrados por professores mal preparados e pessimamente remunerados, em escolas precárias, sem notícias de providências para erradicar o que está na origem da problemática.

Não falta dinheiro para a educação, mas sim conhecimento, gestão e vontade política. Com tantos recursos carimbados para o setor é surpreendente haver dois milhões de crianças, entre os quatro e 17 anos, fora da escola, o que representa 5% da população na faixa etária. 900 mil entre os 15 e 17 estão excluídos do sistema escolar ou não concluíram o ensino básico. Cerca de dois milhões com até 3 anos não encontram vaga nas creches.

Há ainda 7% de analfabetos entre os 15 anos ou mais, sem contar os analfabetos funcionais, que saem da escola pública com escasso saber. São altas as taxas de abandono escolar e de repetência. Os métodos de ensino são desinteressantes ,na maioria ultrapassados, e o ambiente de várias instalações escolares são inapropriadas para o exercício digno da sua função. Algumas, sobretudo nas regiões mais pobres, são possuem sequer banheiro ou água potável.

O Brasil não faz parte da OCDE, mas é reconhecido, entre 40 dos seus países membros, como o que pior paga ao seu professores, a maioria com déficit de formação. Na Finlândia, a profissão de professor é muito reconhecida e os bons alunos desejam seguir a carreira. No Brasil, é carma, o que é compreensível diante do seu desprestígio. A educação, a pesquisa e a cultura nunca foram prioridades no país, e não será possível alavancá-las sem investimento significativo de recursos materiais e humanos.

Um bom professor necessita preparação, em termos de língua e de conhecimento, e precisa gostar de aprender. No Brasil, os professores sofrem com carência de aperfeiçoamento, capacitação e educação continuada. Nada disso, contudo, motiva o governo a promover a recuperação e a melhoria da educação pública. Seu maior feito no setor foi permitir o ensino domiciliar, com o agravante de não possuir estrutura mínima para controlá-lo e fiscalizá-lo. Tanto que planeja cobrar uma taxa às famílias que optarem pelo sistema para criar tais mecanismos.

Portugal acabar de regulamentar as já existentes modalidades educativas de ensino individual e doméstico. Suas regras de controle e de fiscalização são rigorosas. O responsável pelo ensino doméstico precisa comprovar habilitação acadêmica, no mínimo ter cursado uma faculdade. A criança deve estar matriculada numa escola, onde farão provas de avaliação do ensino básico, testes finais, de equivalência e de freqüência. Tudo sob a supervisão de um professor-tutor designado pela direção da escola-matrícula para esse fim.

Não há no país uma só criança em idade escolar fora das salas de aula e a educação é prioridade absoluta. Ninguém conclui o ensino básico sem falar inglês. Quando chegam ao primeiro ano da faculdade, já conhecem os clássicos da literatura, da filosofia e das artes. Turistas brasileiros ficam espantados quando encontram frentistas de bombas de gasolina ou caixas de supermercado fluentes no inglês, o que é raro entre nossos monoglotas dirigentes políticos, parlamentares, que mal se expressam em português, e a população em geral.

A escola abre o mundo para a criança. Estudando em casa, perde o convívio com as demais crianças. Não aprende a interagir com opiniões diferentes, a aceitar a diversidade, a falar em publico, a trabalhar em equipe, a ter empatia e abertura ao outro. Na escola, a criança pode estabelecer seus próprios objetivos, fazer seus planejamentos, identificar problemas e trabalhar para resolvê-los, tornando-se capaz de assumir responsabilidade diante dos resultados.

A diferença estimula pensar, compreender e imaginar alternativas, enquanto a empatia promove a solidariedade e o agir em benefício de todos. Na trajetória coletiva, a criança terá mais condições de aprender o que é democracia, confrontando os valores defendidos por sua família com outros diferentes. Sem essa possibilidade de comparação, terá dificuldades para conviver e aceitar a diferença de todos os tipos, atalho mais curto para os radicalismos do momento.

Polícia prende dois homens e apreende quatro adolescentes infratores suspeitos de assaltar ônibus em São Luís

Destacado

Policiais do Batalhão Tiradentes prenderam dois homens e quatro adolescentes infratores suspeitos de participar de assaltos a ônibus, em São Luís. As prisões ocorreram no bairro Coroado e no Anel Viário. Foi apreendida uma motocicleta CB300, 27 embalagens de entorpecentes e dois simulacros de arma de fogo.
No bairro Coroado, foi preso Rubemauro Lopes de Souza, de 43 anos, que já vinha sendo investigado pelo Grupo de Serviço Avançado (GSA) do Batalhão Tiradentes. Ele foi apontado como um dos integrantes de um grupo especializado em assaltar coletivo.

Durante as investigações, o Batalhão Tiradentes recebeu informações de que, no endereço de Rubemauro havia intensa comercialização de tráfico de entorpecentes, além de servir como depósito de possíveis produtos oriundos de roubos e furtos.
Durante as buscas no local, foram encontrados um simulacro de arma de fogo tipo pistola, uma motocicleta de modelo Honda CB300, produto de roubo.
Em continuidade às ações, foram encontradas, uma quitinete ao lado, 22 embalagens de crack, 5 embalagens de maconha e 16 munições de arma de fogo, de calibre 40.
Rubemauro foi conduzido ao Plantão da Delegacia do Itaqui Bacanga, sem lesões corporais, para que fossem tomadas as medidas cabíveis.
Outros envolvidos em assaltos a coletivos
Na segunda operação, a guarnição do Batalhão Tiradentes, prendeu, no Anel Viário, cinco suspeitos de praticar assaltos a coletivos. O grupo, em atitude suspeita, adentrou no coletivo que  faz linha para o bairro do Residencial Paraíso, na área Itaqui-Bacanga..
Na revista aos mesmos, foi encontrado um simulacro de arma de fogo. Após as prisões, foi contatado que três dos acusados tinham outras passagens pela polícia, inclusive por roubo praticado em coletivo.

Os criminosos presos foram identificados por Celton Silva Vinhas, de 20 anos, e quatro adolescentes infratores.
Eles foram conduzidos e apresentados, sem lesões corporais, na Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), para adoção de medidas cabíveis.